GENEALOGIA BRASILEIRA
Estado do Rio de Janeiro - Povoadores da Região Serrana

Família GONÇALVES LIMA

 

                                      Lênio Luiz Richa (lenioricha@yahoo.com.br)

 

 

          O alferes Bartolomeu Gonçalves Vilas Boas, n. Guarapiranga, Minas Gerais, f. de Antônio Gonçalves Vilas Boas e Genoveva Gonçalves de Oliveira, cc. Ana Rosa Teixeira, também n. Guarapiranga, com pelo menos os seguintes filhos, que vieram para a Região Serrana do Estado do Rio (DBB, HB, LR.312 e MB.38):

1.1 Francisco Gonçalves Lima, n. antes de 1790, estabeleceu-se com a família nos sertões de Cantagalo, em fins da década de 1810, onde imediatamente adquiriu do tenente Antônio José Rabelo Lobo uma sesmaria junto ao Córrego de São Lourenço, afluente do Rio Grande, na divisa entre Bom Jardim e Trajano de Morais de Morais (que em 1828 era vizinha das terras do seu irmão Antônio Gonçalves Lima) e foi vereador em 1822, cerca de 1830 adquiriu a Sesmaria São Pedro, no Córrego dos Índios, em São Sebastião do Alto.
          C. 1ª vez, em Minas, com Joaquina Umbelina Rosa, de Guarapiranga (viúva de Leandro Mendes Peixoto), já f. 1845, f. de João Francisco da Silva e Maria Apolinária do Nascimento e, 2ª, com sua conterrânea, Maria Joaquina Xavier (Maria Joaquina Assunção), f. de Joaquim Xavier de Souza e Maria Rosa da Conceição Ribeiro Celestino (em Xavier de Souza), sem geração desta.
          Teve pelo menos da 1ª esposa (HB, LR.44, 47/49, 69, 316 e MB.40):

2.1 Tenente Cel. José Gonçalves de Lima Cabo, n. 1815, na Capela de Oliveira, Guarapiranga, MG, f. 1885, em sua Fazenda São Francisco do Córrego dos Índios, em São Sebastião do Alto, RJ, fazendeiro em Cantagalo em 1848,  f. 1885 em sua Fazenda São Francisco do Córrego dos Índios, em São Sebastião do Alto, RJ, era destaque social em Cantagalo em 1870, e foi dono também da Fazenda São Pedro, vizinha à Sesmaria São Pedro, do seu pai.
          C. 1836, Cantagalo, com Delfina Cândida de Jesus Soares (1ª esposa?), b. 1821, f. de Antônio de Azevedo Soares e Rosa Cândida de Jesus, com geração no livro "Machado Botelho, de Cantagalo", de J.B. de Athayde, fls. 38, entre os quais:
          Obs.: Teve, também, 4 filhos com a viúva do seu pai, Maria Joaquina Xavier, conforme o mesmo autor e livro citados (AL, LR.69, 81, 315, MB.40 e 99 e TC.II.132).

3.1 ... (menina), b. 1843, Euclidelândia, com 4 meses de idade (padrinhos: José ... ... e Felisbina Constância de Lima. (Beth).

3.2 Cap. Rogério Gonçalves Lima, n. São Sebastião do Alto, fazendeiro, foi dono da Fazenda São Francisco (que vendeu em 1885 a José Joaquim de Andrade, João Luís Daflon e doutor João Henrique da Veiga), cc. Augusta Amélia de Souza Lima, “irmã de Cornélio de Souza Lima” (LR.133 e MB.43). 

2.2 Manuel, f. 1823, Cantagalo, com 7 meses (HB).

2.3 Felisbina Constância de Lima, n. Cantagalo, onde c. 1842, com o tenente Luís José Machado, b. 1809, na mesma cidade (padrinhos: Caetano da Silva Freire e sua mulher Maria Clara Teixeira), f. de José Joaquim Machado e Maria Angélica Teixeira, naturais de Minas Gerais, com geração (HB).

2.4 Camilo José Mendes (enteado, f. de Leandro Mendes Peixoto e Joaquina Umbelina Rosa), f. 1876, juiz de paz e dono da Fazenda Caixa Grande em São Sebastião do Alto na década de 1850 (vizinha de Joaquim Machado Botelho, Francisco de Faria Salgado e Francisco Teixeira de Carvalho), por herança da sua mãe Joaquina Umbelina Rosa.
          Cc. sua prima por afinidade Hipólita Amélia Gonçalves de Lima, f. de Antônio Gonçalves Lima, adiante, com pelo menos (AL, AP, LR.46 e 316):

3.1 Laura de Lima Mendes, cc. José Rodrigues de Queirós e foi, provavelmente, a do mesmo nome que cc. o seu primo por afinidade, Tailerand Gonçalves Lima, f. de Antônio Gonçalves de Lima e Joaquina Matilde da Conceição, adiante (MB.102).

3.2 Francisca de Lima Mendes, cc. Camilo Teixeira de Carvalho, juiz de paz e fazendeiro em São Sebastião do Alto, que permutou em 1883 a Fazenda Caixa Grande com sua sogra Hipólita e o segundo marido desta, José Rodrigues da Silva Loureiro, com geração na família Teixeira de Carvalho (LR.316).

2.5 José Gonçalves Lima (hipótese), que também poderia ser o mesmo "de Lima Cabo", acima, cc. Luísa Dias ..., com pelo menos: (Beth).

3.1 Francisco, n. e b. 1843, Euclidelândia, tendo como padrinhos: Francisco Gonçalves Lima e ....

1.2 Prudenciano Gonçalves Lima, de Oliveira, Guarapiranga, MG, fazendeiro em Cantagalo em 1848, c. 1836, Cantagalo, com Ana Brígida de Jesus, n. Capela do L..., Itaverava, MG, f. do capitão Francisco de Souza Lima (tio), dono das Fazenda Santa Maria, no Córrego dos Índios, em 1846, e Maria Brígida de Jesus Souza (AL, AP, HB, MB.115 e 118).

1.3 Cap. Antônio Gonçalves Lima (ou Antonio Gonçalves de Lima), f. 1884, com quase 90 anos, cafeicultor, solicitou uma sesmaria no Ribeirão de São Lourenço, afluente do Rio Grande, em 1823, entre Cordeiro e Trajano de Morais (vizinha de seu irmão Francisco Gonçalves Lima, da Sesmaria Posse das Almas, de João Lopes de Sá e, ainda, de Luís de Castro e Souza, Antônio Nunes e Bernardo Rodrigues Franco, em 1828) e, depois, outra sesmaria, onde criou a Fazenda São Pedro, à margem do Rio Grande, e ainda era fazendeiro em Cantagalo em 1848. Foi, provavelmente, o Capitão, do mesmo nome, que representou o Duque de Caxias (à época já Marquês), como testemunha, no casamento do Cap. Francisco Antônio Carneiro Viana, em 1861, em Santa Maria Madalena.
          Cc. Joaquina Matilde da Conceição (viúva do guarda-mor Luís Lázaro Pontes), n. 1802, f. 1878, f. de João Machado Botelho e Catarina do Rosário da Conceição Cunha, com grande geração no livro "Machado Botelho, de Cantagalo", de J.B. de Athayde, fls. 97, entre os quais (AL, LR.48/49, 71, 312 e 315):

2.1 Tenente-coronel da Guarda Nacional, Laudegário Gonçalves de Lima Gaeto, primogênito, n. 1832, Cantagalo, onde f. 1905, político e fazendeiro, juiz de paz e subdelegado em São Sebastião do Alto, onde c. 1857, com sua prima, Maria Luísa de Souza Lima (ou Maria Cândida de Lima), n. 1843, Cantagalo, f. 1898, São Sebastião do Alto, f. do Tenente-coronel, comendador, José Gonçalves de Lima Cabo, acima, e Manuela Cândida da Conceição, com geração no livro "Machado Botelho, de Cantagalo", de J.B. de Athayde, fls. 98, entre os quais (AL, LR.147, MB.99 e TC.II.132):

3.1 Otaviano de Lima Gaeto, b. 1863, Santa Maria Madalena, maestro e professor, da banda de música Recreio de São Marcos, formada pelos colonos italianos da fazenda São Marcos, de Cornélio de Souza Lima, em São Sebastião do Alto (DBB e LR.143).

3.2 Bolívia Gonçalves de Lima Gaeto, n. 1870, São Sebastião do Alto, RJ, c. 1887, com Paulino Teixeira de Carvalho, n. 1859, na mesma cidade, onde possuía a Fazenda Arreia Saco, f. do Tenente-coronel Luís Teixeira de Carvalho e Guilhermina Leopoldina de Jesus Pereira, com geração na família Teixeira de Carvalho (DBB, LR.316 e MB.99).

2.2 Joaquina Gonçalves Lima da Silva Freire, n. 1846, São Sebastião do Alto, onde f. 1889, c. por volta de 1860, com o capitão Joaquim Higino da Silva Freire, n. 1832, Cantagalo (viúvo de Idalina Maria de Jesus Guimarães), f. do capitão Manuel Joaquim da Silva Freire e Ana Cândida de Almeida Teixeira ou de Oliveira Freire, com geração na família Silva Freire (AL, DBB, Ig, TC.I.336 e MB.104).

2.3 Hipólita Amélia Gonçalves de Lima (“f. de Antônio Gonçalves Lima"), cc. seu primo por afinidade, Camilo José Mendes, f. de Leandro Mendes Peixoto e Joaquina Umbelina Rosa, com geração acima (AL, DBB e Ig, LR.316 e MB.102).

2.4 Tailerand Gonçalves Lima (cunhado do doutor Monte Godinho), cc. Laura Mendes de Lima, provavelmente sua prima, por afinidade, acima, com geração no livro "Machado Botelho, de Cantagalo", de J.B. de Athayde, fls. 104, esclarecido que o filho Bolívar foi batizado em 1871, em Santa Maria Madalena, como sendo deste casal e, não, de Izaura Maria de Carvalho, como consta (DBB, LR.114 e MB.102).

2.5 Antônio Gonçalves Lima Júnior, b. 1836, Euclidelândia, vereador em Santa Maria Madalena e fazendeiro em São Sebastião do Alto em 70, c. depois de 1860, com Florinda de Souza Lima, com geração  no livro Machado Botelho, de Cantagalo, de J. B. de Athayde, Fls. 102 (AL).

2.6 Maria Joaquina de Lima, cc. José Felipe de Souza, f. do Cap. Francisco José de Souza e Maria Joaquina de Jesus Souza, com geração na família Silva. (As informações sobre esta filha foram gentilmente enviadas pelo genealogista, Sr. Joaquim dos Santos Neto, descendente do casal, o que muito agradecemos).

1.4 Basílio Gonçalves Lima, tinha a situação “F. poso Alto”, em São Sebastião do Alto, em 1856, vizinha de Francisco de Souza Lima, tio, Francisco de Souza Lima Sobrinho e Francisco de Souza Lima Guerra (cada um em suas próprias terras).
          Cc. (...), com pelo menos (AP e LR.312 e 320):  

2.1 Carolina Gonçalves Lima, cc. Manuel Antônio Pontes, f. de Luís Antônio Pontes e Inácia Maria de Jesus da Conceição (LR.320 e MB.95).

1.5 Joaquim Gonçalves Lima, f. 1822, Cantagalo, com 26 anos, cc. Maria Antônia de Oliveira, com geração, entre os quais (HB):

2.1 Maria Carolina de Oliveira Pinheiro, cc. João Borges Pinheiro, cafeicultor, f. de Vicente Borges Pinheiro e Joaquina Cândida Narcisa, com geração.

2.2 Joaquim Gonçalves Lima Júnior (hipótese, provavelmente o mesmo citado como "primo de José Gonçalves de Lima Cabo, acima"), dono da Fazenda Feliz Descanso, no Córrego dos Índios, São Sebastião do Alto (vizinha do Sítio Córrego do Fundão, de João de Souza Lima, em 1855 e 59), suplente de subdelegado em São Sebastião do Alto em 70, cc. Ana Rita de Lima, com pelo menos (AL, AP, DBB, Ig, LR.82 e 312): 

3.1 Laurentino, b. 1852, Trajano de Morais (DBB).

3.2 Joaquim Gonçalves Lima (hipótese), cc. Cândida Diniz de Lima, com pelo menos (DBB):

4.1 Rosalina, b. 1892, Trajano de Morais.

1.6 Rita Maria Gonçalves Lima, depois de Oliveira, n. 1801, Bacalhau, MG, f. 1885, cc. José Camilo de Oliveira, mineiro, dono da Fazenda do Sobrado, nas vertentes do Córrego dos Índios e, também, da situação Soledade, na Caixa Grande, São Sebastião do Alto, em 1856 (vizinha de Venâncio de Faria Salgado), com pelo menos (AP, LR.44, 312 e 325): 

2.1 Antônio Tavares de Oliveira, dono das Fazendas Babilônia e Cachoeira, cc. Maria do Rego Pontes, deles descendem os Tavares de Oliveira Pontes, entre os quais o trineto doutor Antônio José Segalote Pontes, ex-prefeito de São Sebastião do Alto. Foram pais de, entre outros (LR.321 e 325): 

3.1 Francisco Tavares de Oliveira Pontes, cc. Leopoldina de Souza Lima Pontes, com pelo menos (LR.325 e Sar):

4.1 Bolívia de Lima Pontes, n. Santa Maria Madalena, onde c. 1901, na Fazenda Babilônia, com seu primo, José Tavares de Oliveira Pontes, n. São Sebastião do Alto, f. de José Tavares de Oliveira Pontes e Rosa de Souza Lima Pontes, adiante (Sar).

3.2 José Tavares de Oliveira Pontes, cc. Rosa de Souza Lima Tavares Pontes, com pelo menos (DBB, LR.325 e Sar):

4.1 Joventina Pereira Pontes, n. São Sebastião do Alto, c. 1895, ("na capela da Fazenda do Sr. José Tavares de Oliveira"), em Santa Maria Madalena, com Manuel do Rego Pereira Pontes, n. Nossa Senhora da Luz, Ilha de São Miguel, Açores, f. de Manuel do Rego Pereira e Ana Carolina de Jesus. Testemunhas: Manuel do Rego Pereira Pontes, Antônio Tavares de Oliveira Pontes e Romualdo de Souza Lima (Sar).

4.2 José Tavares de Oliveira Pontes, n. São Sebastião do Alto, b. 1876, Santa Maria Madalena, onde c. 1901, na Fazenda Babilônia, com sua prima, Bolívia de Lima Pontes, n. desta cidade, f. de Francisco Tavares de Oliveira Pontes e Leopoldina de Souza Lima Pontes, acima. Testemunhas: Bolívia de Lima Carvalho e Guido de Faria Salgado (DBB e Sar). 

3.3 Maria Tavares de Oliveira Pontes (LR.325). 

3.4 Manuel Tavares de Oliveira Pontes.

3.5 Rosa Tavares de Oliveira Pontes.  

3.6 Antônio Tavares de Oliveira Pontes, testemunha do casamento da sua irmã Joventina, acima, c. 1912, Santa Maria Madalena, com Rosa de Lima Pontes (DBB, LR.325 e Sar).

3.7 Joaquim Tavares de Oliveira (hipótese), cc. Luísa Pereira Lopes, com pelo menos (DBB):

4.1 Antônio, b. 1896, Santa Maria Madalena.

2.2 Maria Eusébia de Oliveira, cc. Joaquim Teixeira de Carvalho, f. de Luís Teixeira de Carvalho, dono da Fazenda Cachoeira da Casa Grande, em São Sebastião do Alto, e Rosa Maria de Oliveira, com geração em Teixeira de Carvalho (AL, DBB, Ig e LR.325/6).

2.3 Camilo Tavares de Oliveira, que disputou as eleições de 1863, em São Sebastião do Alto (LR.128).

2.4 Rosa Lina Tavares de Oliveira, cc. João de Souza Lima, dono do Sítio Córrego do Fundão, em São Sebastião do Alto, de 1855 a 59 (vizinho de Rosa Maria de Lima e da Fazenda Feliz Descanso, no Córrego dos Índios, São Sebastião do Alto, de Joaquim Gonçalves Lima), f. do capitão Francisco de Souza Lima, com geração na família Souza Lima (AL, AP, DBB e LR.325).

1.7 José Gonçalves Lima, talvez o mesmo cc. Francisca de Faria Lima, brasileiros, com pelo menos (Ig e LR.312): 

2.1 Neomísia de Faria Pereira de Mendonça, n. RJ, cc. Antônio Pereira de Mendonça, n. RJ, f. de outro, português, já f. 1891, e Gerondina de Souza Lima Mendonça, com pelo menos (Ig):

3.1 Elpídio Pereira de Mendonça, n. 1891, Laranjais.

3.2 Dário, b. 1894, SM Madalena (DBB).

3.3 Dorilho, n. 1894, no sítio Santo André, de Antônio Mendonça & Irmão, em Laranjais. Declarante: João Pereira de Souza Lima (Ig).

3.4 Antônio, n. 1897, Laranjais, talvez o mesmo Antônio Gonçalves Lima, cc. Darcília Medeiros de Sá, com pelo menos (DBB):

4.1 Deodora, b. 1906, Santa Maria Madalena.

3.5 Jovelino, n. 1900, Laranjais.

3.5 Oscar Gonçalves Lima (hipótese), cc. Honorina Querubina de Souza ou Honorina Quirina de Lessa, com pelo menos (DBB):

4.1 Francisca, b. 1898, Santa Maria Madalena.

4.2 Francisco, b. 1898, Santa Maria Madalena, no mesmo dia em que a irmã Francisca.

4.3 José, b. 1900, Santa Maria Madalena. 

 

Nota nº 1:

Nesta família recebemos grande ajuda do amigo, genealogista, Darli Bertazzoni Barbosa, bem como do trabalho do Sr. Wilson Neves Saraiva, sobre famílias de Santa Maria Madalena, e da obra História de São Sebastião do Alto, 1786 - 1991, A Mesopotâmia Fluminense, de Lécio Augusto Ramos.

 

Ir para: Página Principal,    Índice Geral,    Imigração árabe,    Títulos Perdidos,      Tiradentes    Batch Number,     Códigos e Bibliografia