GENEALOGIA BRASILEIRA
Estado do Rio de Janeiro - Povoadores da Região Serrana

Família RANGEL DE AZEREDO COUTINHO

                                  Lênio Luiz Richa (lenioricha@yahoo.com.br)

 

 

          Ten. Cel. Inácio Rangel de Azeredo Coutinho, n. 1753, Campos, b. 54, f. 1811 (primo, vizinho e contemporâneo do Bispo José Joaquim da Cunha de Azeredo Coutinho), proprietário do Engenho do Limão, em Campos. Que antes vivia provavelmente em São Barnabé, atual Itaboraí, RJ. A sua provável ascendência, até ao início da colonização do Brasil, está no Título Azeredos Coutinhos, de "Os Títulos Perdidos", neste site.
          Foi, provavelmente, o Tenente Cel. do mesmo nome, que solicitou algo para a filha Rosália Maria da Soledade ou para o genro Joaquim José da Silveira, em 1809 e 11.
          É possível que seja o do mesmo nome, referido como: "
já f. 1857, cujos herdeiros tinham um Sítio no Valão “Sêco?”, em São João Batista da Barra", pelo inventariante, o genro Gaspar Teixeira Cardoso.
          C. 1ª vez com Maria Antônia da Rocha, n. Parati e, 2ª, 1807, com Antônia Ferreira de Aguiar (irmã do Vigário Geral, Dom Francisco Caetano Ferreira de Aguiar, f. 1836, Senador de 1826 até 36), f. de José Caetano Ferreira de Aguiar e Maria Teresa de Jesus, pais de: (AP, BN e Informações gentilmente enviadas pelo amigo, genealogista, Pedro Vianna Born, descendente do Tenente Coronel, e site do Senado).
                         Da 1ª esposa:

1.1 Rosália Rangel de Azeredo Coutinho, talvez a mesma Rosália Maria da Soledade, que em 1809, já era cc. Joaquim da José da Silveira (BN e Pedro).

1.2 João Rangel de Azeredo Coutinho, talvez o mesmo Major João Rangel de Azeredo Coutinho, cc. Elídia Maria Rangel, com pelo menos (DBB e HB):
- Obs.: Um  Sargento João Rangel de Azeredo Coutinho, solicitou, de local ignorado, o hábito de Cristo em 1717, 19 e 31 e, o do Cruzeiro do Sul em 19 e 31 (BN).

2.1 Elídia Rangel de Azeredo Coutinho Sá, n. São José, Rio, c. 1836, na Matriz de Cantagalo, com Domingos José de Sá, b. 1812, Cantagalo, f. do Tenente Luís José de Sá e Maria Joaquina de Jesus, com geração na família Sá.

1.3 Tristão Rangel de Azeredo Coutinho, n. 1791, f. 1856, comendador, cafeicultor no Ribeirão dos Passos, em São Francisco de Paula, para onde mudou no início do Séc. XIX, com mulher e filhos (em 1855 suas terras eram vizinhas de Antônio Ferreira Pires e João Lopes Martins), cuja fazenda já pertencia aos herdeiros em 1859, cc. Florisbela Porciúncula Rangel, com pelo menos (AL, AP e DBB):

2.1 Major Inácio Rangel de Azeredo Coutinho, o primogênito, n. 1816, f. 1883, professor público em São Francisco de Paula, à época Município de Cantagalo, vereador e escrivão em Santa Maria Madalena, talvez o mesmo que foi testemunha de casamento nesta mesma cidade em 1905.
          C. 1850, Trajano de Morais de Morais de Moraes, com Emília de Castro e Souza, depois de Souza Rangel, f. de Francisco de Castro e Souza e Josefina Rosa da Conceição, com pelo menos (AL e DBB):
- Obs.: Outro Inácio Rangel de Azeredo Coutinho foi testemunha em Santa Maria Madalena em 1905 (Sar). 

3.1 Tristão, b. 1851, Trajano de Morais (DBB).

3.2 Florisbela, b. 1853, Trajano de Morais, provavelmente a mesma Florisbela Rangel de Azeredo Coutinho, cc. João Elizio de Souza (irmão de Lucio de Lauro Filho, adiante), trisavô da Sra. Sandra Marques Mazal, que enviou todo este ramo, pais de:

4.1 Dulce de Souza Lauro, a filha mais velha, cc. Alberto de Lauro, n. São João da Barra, RJ, pais de pelo menos:

5.1 ....., pais de:

6.1 Alberto de Lauro Marques, neto de Alberto de Lauro.

3.3 Josefina, b. 1854, Trajano de Morais.

3.4 Francisca, b. 1855, Trajano de Morais.

3.5 Leônidas Rangel de Azeredo Coutinho, b. 1857, Trajano de Morais, f. 1934, ajudante de escrivão de 1879 até 82 e fazendeiro em Santa Maria Madalena, c. 1908, com Rigoleta Brás Rangel, com pelo menos (AL e DBB):

4.1 Luísa, b. 1896, Santa Maria Madalena (DBB).

4.2 Curio, b. 1897, Santa Maria Madalena.

4.3 Anita, b. 1899, Santa Maria Madalena, provavelmente a mesma, c. 1930, com Aguinaldo de Oliveira Moraes Pinto.

4.4 Leopoldina, b. 1901, Santa Maria Madalena.

4.5 Isaura, b. 1902, Santa Maria Madalena.

3.6 Alarico Rangel de Azeredo Coutinho, b. 1859, Santa Maria Madalena, onde foi testemunha em 1905, c. 1882, na mesma cidade, com (sua prima?) Leopoldina de Abreu Porto, n. Santa Maria Madalena, f. de Antônio Joaquim de Abreu Porto e Cândida de Castro e Souza Porto (em Castro e Souza). Testemunhas: Comendador José Teixeira Portugal Freixo e João Elísio de Souza (DBB e Sar).

3.7 Guilhermina de Castro Rangel de Azeredo Coutinho, b. 1861, Santa Maria Madalena, c. 1881, com Lúcio de Lauro Filho, n. 1854, Nova Friburgo, f. 1913, fundador do 1º jornal de São Sebastião do Alto, “O Altense”, em 1879 (depois "A Tribuna de Madalena"), f. do maestro, compositor e professor de música napolitano, Lúcio de Lauro e Úrsula de Lauro, que vieram para Cantagalo cerca de 1850, com 7 filhos (dois “prematuramente falecidos”), entre eles (DBB e LR.113/15 e 330):

4.1 Bertralda, a mais velha, sucessora do pai na direção do jornal.

4.2 Fergan, o caçula, que trabalhou na Editora Vozes, em Petrópolis.

4.3 Guilherme Rangel de Lauro (hipótese), testemunha em 1893, Santa Maria Madalena (Sar).

3.8 Ataliba, n. 1861, b. 62, Santa Maria Madalena, f. 1932 (DBB).

3.9 Leopoldina, b. 1866, Santa Maria Madalena.

3.10 Augusto, b. mar/1869, Santa Maria Madalena, talvez o mesmo Augusto Rangel de Azeredo Coutinho, cc. Felisbina de Castro Rangel, com pelo menos (DBB):

4.1 Alba, b. 1894, Santa Maria Madalena (DBB).

4.2 Alzira, b. 1896, Santa Maria Madalena.

4.3 Oscar, b. 1901, Santa Maria Madalena.

4.4 José Evandro, b. 1903, Santa Maria Madalena. 

3.11 Agenor Rangel de Azeredo Coutinho, b. jul/1869, Santa Maria Madalena, onde c. 1892, com Maria da Glória Portugal Bastos Rangel, n. 1875, na mesma cidade, f. de Manuel Ferreira dos Santos Bastos, n. São João Batista de Gatão, Portugal, e Antônia Maria Teixeira Portugal Bastos, n. Cantagalo, com geração na família Teixeira Portugal, neste site, do amigo genealogista Darli Bertazzoni Barbosa. Testemunhas do casamento: Leônidas Rangel de Azeredo Coutinho e João Teixeira Portugal (DBB e Sar).

3.12 Cora, b. set/1869, Santa Maria Madalena (DBB).

3.13 Nelson, b. 1870, Santa Maria Madalena.

3.14 Natalina (Pedro, por e-mail).

3.15 Maria Madalena.

3.16 Constança.

3.17 Adelino Rangel de Azeredo Coutinho (hipótese), cc. Maria Luciana da Conceição, com pelo menos (DBB):

4.1 Manuel, b. 1898, Santa Maria Madalena.

2.2 Rosália Rangel de Azeredo Coutinho (Pedro, por e-mail).

2.3 Tristão Rangel de Azeredo Coutinho, cc. Violante Joaquina Peçanha Rangel, com pelo menos (DBB): 

3.1 Joaquim, b. 1841, Cantagalo.

3.2 Emília, b. 1847, Trajano de Morais. 

3.3 José, b. 1847, Trajano de Morais.

3.4 Joviano Rangel de Azeredo Coutinho (hipótese), c. 1885, Trajano de Morais, com Darcília Gonzaga Carneiro, com pelo menos (DBB): 

4.1 Euclides, b. 1887, Trajano de Morais

4.2 Maria, b. 1897, Trajano de Morais

4.3 Edelberto, b. 1899, Trajano de Morais.

2.4 Augusto Rangel de Azeredo Coutinho, testemunha em Santa Maria Madalena, em 1859 (Pedro e Sar).

2.5 Emiliano Rangel de Azeredo Coutinho.

2.6 Guilhermina Rangel de Azeredo Coutinho.

2.7 Cândida Augusta Rangel de Azeredo Coutinho, n. da Sé, do Grã Pará (Nota nº 1), ou do engenho do Limão, de Campos, de propriedade da família, onde vivia antes de vir para Trajano de Morais, c. 1850, nesta cidade, com Tristão Eugênio Crispiniano da Silveira Gomes, com pelo menos (DBB, HB e Pedro): 

3.1 Francisca Augusta Rangel da Silveira, cc. Damaso José Werneck de Carvalho (que enviuvando, cc. sua cunhada Cândida, abaixo), e foram residir na Fazenda Aliança, desmenbramento da Fazenda Sant’Anna, recebida de herança pelo marido, depois foram os segundos senhores da Fazenda Santarém, em Bemposta. Foram pais de:

4.1 Elazir Silveira Werneck de Carvalho.

4.2 Octaline Silveira Werneck de Carvalho.

4.3 Alynthor Silveira Werneck de Carvalho.

4.4 Irisval Silveira Werneck de Carvalho, c. 1918, Petrópolis, com Paulo Venâncio da Rocha Vianna, f. do comendador Rodrigo Venâncio da Rocha Vianna, n. Guimarães, Portugal, e Francisca Angelina Bosisio da Rocha Vianna, casados no Rio, np. de Francisco Pedro Venâncio da Costa Rocha Vianna, n. Viana do Castelo, Portugal, regente da cadeira de Latim, na Universidade de Coimbra, e Maria de Oliveira Leite (esta filha de Manuel Francisco de Oliveira e Quitéria Maria), nm. de Pietro Bosisio e Angelina Broglio (esta descendente do Conti di Santa Maria di Broglio, e o marido de Josephe Bosisio e Maria Tosi), todos naturais de Milão, Itália. Foram pais de:

5.1 Losir Werneck de Carvalho Vianna.  

5.2 Aloisio Werneck de Carvalho Vianna. 

5.3 Laita Werneck de Carvalho Vianna, n. 1922, Petrópolis, cc. Rodolpho Born Júnior, n. 1917, Rio, f. 2007, f. de Rudolph Albert Maria Born e Juvenilia Pinheiro Born, np. de Antonin Alois Born (este de Franz Josph Born e Sophie Elizabetha von Köenig, de Barten Stein, Baden Wuertemberg, Alemanha) e Amália Marie Herle, nm. de Albino Alves de Souza Pinheiro, português, e Áurea do Amparo, brasileira, filha de portugueses. Com grande geração.

5.4 Cláudio Werneck de Carvalho Vianna.

5.5 Dila Werneck de Carvalho Vianna.

5.6 Amílcar Werneck de Carvalho Vianna.  

4.5 Ulzimar Silveira Werneck de Carvalho.

3.2 Tristão, b. 1851, Trajano de Morais, Médico, cc. Dica (apelido), de Cantagalo. (DBB e Pedro).

3.3 Eugênio, b. 1854, Trajano de Morais, provavelmente o mesmo Geninho, sepultado em Paraíba do Sul, RJ, cc. Georgina Câmara, f. de Tristão Câmara, com grande geração. (DBB e Pedro).

3.4 Cândida, b. 1855, Trajano de Morais, 2ª esposa de Damaso José Werneck de Carvalho, viúvo da sua irmã Francisca, acima (DBB e Pedro).

3.5 Ambrosina Augusta Rangel da Silveira, depois da Silveira de Souza, b. 1860, Trajano de Morais, cc. Joaquim de Souza, o Quincas, residentes em Cantagalo, com pelo menos: (DBB e informações gentilmente enviadas pelo amigo, genealogista, Pedro Viana Born, que enviou também a descendência do casal).

4.1 Hermedílio Silveira de Souza, cc. sua prima Isaura Câmara da Silveira, filha de Eugênio e Georgina, com:

5.1 Marina Câmara de Souza, faleceu solteira.

5.2 Evaldo Câmara de Souza, cc. Gelza, c.ger.

5.3 Arino Câmara de Souza, cc. Nair De Lamare de Souza, c.ger.

5.4 Ari Câmara de Souza, cc. (...).

4.2 Edgard Silveira de Souza, cc. sua prima Octaline Silveira Werneck de Carvalho, f. de Damaso José Werneck de Carvalho e Francisca Augusta.

5.1 Maria Helena de Souza Esmeraldo, a Lenita ou Tatá, , n. 1917, cc. Raimundo Esmeraldo, c.ger.

5.2 Newton Carvalho de Souza, cc. Geni Silveira de Souza, f. de José Câmara da Silveira e neta de Eugênio e Georgina.

5.3 Heloisa de Souza Meirelles Padilha, Isinha, n. 1926, cc. Paulo Meirelles Padilha, c.ger.

3.6 Emerenciana Augusta Rangel da Silveira, depois Silveira Lessa, b. 1863, Trajano de Morais, a filha caçula, cc. Gustavo Lessa, residentes no Rio, com pelo menos (DBB e Pedro, que mandou também a descendência do casal):

4.1 Maria Emilia Silveira Lessa, depois Lessa Alves Camara, Lili, f. 1971, já viúva, com quase 90 anos, cc. Tristão Alves Câmara, neto de Tristão Câmara, com pelo menos (Pedro):

5.1 Célia Lessa Alves Câmara, f. solteira.

5.2 Dilson Lessa Alves Câmara.

5.3 Édilo Lessa Alves Câmara, cc. Maria Helena Gama Câmara, c.ger.

4.2 Gustavo Silveira Lessa, Zito, f. solteiro, ainda jovem.

4.3 Américo Silveira Lessa, cc. Gertrudes Ribeiro Lessa, Tude, com:

5.1 Octacilio Ribeiro Lessa, cc. leny Ribeiro Lessa, c.ger.

5.2 Sara Ribeiro Lessa, depois Lessa Gomes, cc. o (Coronel do Exército, Nelson Gomes?), c.ger.

2.8 Joaquim Rangel de Azeredo Coutinho (Pedro).

2.9 Emília Rangel de Azeredo Coutinho.

2.10 José Rangel de Azeredo Coutinho.

                         Da 2ª esposa:

1.4 Eliseu (Pedro, por e-mail).

1.5 Isaías.

1.6 Geremias.

1.7 .... (hipótese), cc. Gaspar Teixeira Cardoso (AP).

                                                                ENCAIXAR

3.   Antonio Francisco Rangel de Azeredo Coutinho, cc. Francisca Roza de Jesus, com pelo menos: (FS).

4.1 Júlio Rangel de Azeredo Coutinho, n. 1873, c. 1912, na 10ª Circunscrição do Rio, com Zulmira Regina Marcenal, n. 1882, f. de Domingos Estevão da Silva Marcenal e Zulmira Regina da Silva Marcenal. (FS).

                                                                    - o -

 4.  Avelino Rangel de Azeredo Coutinho, cc. Benedita Theodoro de Azeredo Coutinho. (Bisavós do Sr. José Luiz Coutinho de Mendonça Lima, que procura a sua ascendência).

 

 

Nota nº 1: Existe uma cidade de Grão Pará, no Estado de Santa Catarina.

Nota nº 2: Nesta família tivemos substancial colaboração do amigo genealogista Darli Bertazzoni Barbosa, de Londrina, Paraná, bem como do trabalho do Sr. Wilson Neves Saraiva, sobre famílias de Santa Maria Madalena.

Nota nº 3: Recebemos também, importantes informações gentilmente enviadas pelo amigo, genealogista, Pedro Vianna Born, que por sua vez obteve também informações do genealogista Ivan Rangel de Azeredo Coutinho, ambos descendentes da família.

 

Ir para: Página Principal,    Índice Geral,    Imigração árabe,    Títulos Perdidos,      Tiradentes    Batch Number,     Códigos e Bibliografia