GENEALOGIA BRASILEIRA
Estado do Rio de Janeiro, Brasil - A Imigração Árabe (Genealogia, Memória e Homenagens)

Família ABRAHIM SABB

 

                              Lênio Luiz Richa (lenioricha@yahoo.com.br)

 

 

          Felipe Abrahim Sabb, n. Maaser Beittedine, Líbano, cc. Sada Abrahim Sabb, naturais e residentes em Monte Líbano, já falecidos em 1933, tiveram pelo menos os 3 filhos que vieram para o Brasil:

1.1 Amélio Abrahão, libanês, veio para Juiz de Fora, Minas Gerais, onde residia em um sítio na localidade de Grama, cc. (...), com pelo menos os filhos:

2.1 Michel, o mais velho.

2.2 Simía.

2.3 Laurídice.

2.4 Maurício, engenheiro em Maringá e em Curitiba, Estado do Paraná.

2.5 Mari.

1.2 João Abrahão Sabb (Massaud Abrahim Saab), n. 1880, Maaser, Beiteddine, Líbano, negociante, residente em terras da Fazenda da Aldeia, Cantagalo, Estado do Rio de Janeiro, depois em Cordeiro e, finalmente, em Juiz de Fora, Minas Gerais, já era c. 1911, com Maria Battauney Sabb, ambos naturais de Beirute, Monte Líbano, f. de Salin Battauney Nagib ou Nagem e Saline ou Salami Battauney Nagibb ou Nagem, libanezes, residentes “na Síria”, já falecidos em 1911, com pelo menos:

2.1 Simão Sabb (hipótese), testemunha no casamento de Felippe Abrahão e Amélia, adiante, em 1918.

2.2 Wadith Massahud Sabb, n. por volta de 1903, comerciário, residente na Taquara, Cantagalo, c. 1927, Cantagalo, com Judith de Freitas, fluminense, n. 1910, f. 1962, Cantagalo, f. de Florinda de Freitas Marinho, brasileira, residente em Cantagalo.

2.3 Jamel Massaud Sabb, n. 1907, "na Síria”, residente em Cantagalo, c. 1925, Cordeiro, com Nagib Alexandre, n. 1902, “na Síria”, residente em Juiz de Fora, MG, f. de Alexandre Said e Hesimin Salomão Said, residente "na Síria”.

2.4 Luiz, n. 1911, Cordeiro.

2.5 Abrahão João Sabb, n. 1912, Cantagalo, onde trabalhava no comércio (registrado em 1933).

2.6 José João Sabb, n. 1913, Cordeiro.

2.7 Odette João Sabb, n. 1916, em Campo Alegre, Cantagalo. Declarante: Elpídio Mariano da Silva.

2.8 Gustavo João Sabb, n. 1917, Cantagalo.

2.9 Salim, residente no Rio, cc. (...), com geração.

1.3 Sahid Abrahim Sabb, n. 1872,74, ou 90, Lafonte, Ain El-Maaser Beittedine , Líbano, naturalizado em 1918 como Felippe Abrahão Sabb, f. 1962, Cantagalo, veio para o Brasil com 19 anos, onde teve como 1º negócio uma loja alugada na Rua da Alfândega, no Rio, mudando-se depois para Cantagalo, onde teve uma casa comercial e um sítio na Taquara de Baixo, c. 1918, com Emelim Abdalla Abi Nader (depois Emelim Abdalla Abrahim Sabb), n. 1896, em Del Amar (ou Deir al Ahmar?), Líbano, naturalizada como Amélia Abrahão Sabb, f. 1974, f. de Antonio Abi Nader (Asan Abdalla Simão) e Chimene Simão ou Chimene Mansor (depois Simone Abi Nader).
          Testemunhas do casamento: Elias Antonio Yunes, Sada Abrahim Antonio (Sada Yunes), João Abrahão Sabb, João Paulo Richa, casados, Simão Sabb e Jorge Abdalla Abi Nader, solteiros, todos naturais “da Síria” e negociantes em Cantagalo.

          Vovô, em solteiro, lá no Líbano, levou uma vida de aventuras, desde criança, infelizmente pouco sei, porque era ainda muito jovem quando ele faleceu, mas certa vez ele me contou esta passagem da sua vida:

          Quando ele tinha 3 ou 5 anos, não lembro bem, foi viajar na caravana de um tio, quando houve uma grande tempestade de areia.
          Então, toda a caravana se dispersou, ele ficou com os olhos cheios de areia e não conseguia enxergar nada, foi encontrado vagando pelo deserto por um homem que não conhecia, que se ofereceu para colocar remédio para melhorar os olhos dele.
          Acontece que ele já tinha conhecimento de histórias de pessoas que cegavam ou aleijavam crianças, para que fossem pedir esmolas para eles no Cairo. Mas depois do homem oferecer muitas vezes ele deixou que colocasse em um dos olhos, e só quando viu que realmente melhorou, deixou colocar no outro.
          Felizmente se tratava mesmo de um homem de bem, que o levou para a casa dele, em uma cidade perto da sua, e mandou recado para que a família fosse buscá-lo.

          Estas ele contou para o meu irmão Lélio:

          Disse que certa vez havia passado no canal de Suez quando ainda estavam terminando algumas obras da construção do canal (deve ter sido alguma obra posterior à inauguração do canal mais moderno, que foi cerca de 3 a 5 anos antes do nascimento dele).

          De outra vez, quando ele tinha cerca de 12 anos, já era sócio minoritário da caravana do tio, com o qual foi na direção do Cairo, tendo o tio falecido na viagem. Embora as três esposas do tio estivessem na caravana, pelos costumes da época mulheres não podiam assumir este tipo de trabalho, então, ele, ainda menino, teve que assumir a chefia da caravana e a responsabilidade de cuidar da segurança da família do tio, tendo felizmente corrido tudo bem, mas quando chegaram ao Cairo ele vendeu todos os camelos e demais bens da caravana e comprou ou montou um armarinho, para que as tias tivessem um meio de vida menos arriscado. Talvez seja por este motivo que ele viveu alguns anos no Egito.

          Tiveram 9 filhos: 

2.1 Amélio Abrahão, b. 1920, Cantagalo, RJ, f. 2002, dono da Fazenda da Lage, cc. Fany Pinheiro Teixeira, depois Fany Teixeira Abrahão, f. do Doutor Francisco Leite Teixeira e Francisca Pinheiro Teixeira, com geração.

2.2 Jorge Abdalla Abrahin Sabb, Vereador em Cantagalo em 1968, negociante, cc. Maria Assad Nacif (depois Maria Farah Nacif Abrahão Sabb), n. 1928, Assistente Social, f. de Assad Miguel Nacif (José Miguel) e Hanna Farah Nacif, D. Ana, com geração.

2.3 Sada Abrahim Richa, n. e b. 1919, Cantagalo, f. 1950, c.1937, na Capela da Fazenda da Taquara, Cantagalo, com Leontino Felippe Richa (1ª esposa), mais conhecido por Assedinho ou Cidinho, n. 1916, Cantagalo, f. 1986, f. de José Felippe Richa e Jalile Paulo Richa, libanezes, com grande geração.
          Testemunhas do casamento: Jacob Nara Yunes, Amélia Mussi Richa, libaneza, casada e Bechara Assad Abi-Nacif.

2.4 Olga Abrahim Sabb, depois Farah, b. 1924, Cantagalo, cc. Chafic Farah, n. 1916, f. 2003, comerciante em Cantagalo, f. de Miguel Mussi Farah e Rosa Abdala Farah, com 3 filhas.

2.5 Antonio Carlos Sabb, Funcionário Público em Niterói, cc. Walma Gomes Sabb, residente em Niterói, com 2 filhos.

2.6 Maria Augusta Abrahim Sabb, residente em Niterói, RJ, cc. o Doutor Antonio Viana de Souza, Diretor de Educação do antigo Estado do Rio de Janeiro, com 3 filhos.

2.7 Geraldo Abrahão Sabb, negociante em Cantagalo, cc. Walda Palma, Professora, com geração.

2.8 Júlio, falecido jovem, de congestão, jogando futebol na Taquara.

2.9 Felippe Abrahão Filho, Felipinho, n. 1930, falecido em 1947, ao bater com a cabeça em uma pedra, quando tomava banho nas cachoeiras do Rio Negro, em Cantagalo com os amigos.

 

Nota nº 1:

Nesta página tivemos grande ajuda da querida tia Maria Augusta e, também da biografia de Said Abrahim Sabb, de autoria da sua neta, a nossa prima Leila Farah Teixeira, da prima Anete Farah Sabb Figueiredo, o que muito agradecemos, e usamos também informações contidas na Revista Visão, sobre a região de Cantagalo, fls. nº 57.

Nota nº 2:

A prima Anete recebeu também muitas informações do Sr. Padre Hannoun, da Missão Libanesa Maronita, do Rio de Janeiro, o que muito agradecemos.

 

Ir para: Página Principal,   Índice Geral,   Região Serrana,   Títulos Perdidos,   Tiradentes,   Batch Number,