GENEALOGIA BRASILEIRA
Estado do Rio de Janeiro, Brasil - A Imigração Árabe (Genealogia, Memória e Homenagens)

Família: BUCHAUL

                                     Lênio Luiz Richa (lenioricha@yahoo.com.br)

 

          Por volta da segunda década do século XIX nascia Mikhael Buchaul,  de família originária de Rechmaya, nas montanhas libanesas, que fora o pai de: 

1.1 Hanna (João) Mikhael Buchaul, casado com Mohabbé Faissal eram donos de várias propriedades, plantadas com oliveiras, para fabrico de azeite e amoreiras, para a criação do bicho-da-seda, foram os pais de: 

2.1 Chaul João Buchaul, seu filho e herdeiro, pois seguindo ainda os antigos costumes coube a esse filho a administração dos bens reunidos da família (do morgadio, poderia-se dizer), fora casado com Assima e ambos foram mortos numa revolução (talvez de caráter religioso ou político) e seus três filhos, que conseguiram escapar abrigando-se numa espécie de subsolo da antiga casa de pedra foram enviados para o Brasil, onde o restante de sua família morava.
          Os filhos de Chaul João Buchaul que emigraram para o Brasil, saindo de Beyruth em março de 1923 foram:

3.1 Alya Chaoul Bou Chaoul: nascida em 1905 foi a responsável (pois era a única maior de idade) pelos irmãos durante a viagem, casou-se no Brasil com um membro da família Fiat e teve geração, entre os quais:

4.1 Teresa Fiat, casada com Jorge Tamy, falecido em 2000.

3.2 Wadih Chaoul Bou Chaoul: nascido em 02 /02/1910 e falecido em 1998, casado em 1944 com Maria da Penha Tamy Buchaul. Por algum tempo trabalhou junto a seu tio Nacif, adquirindo mais tarde a fazenda santa Isabel (próxima à localidade de Santa Maria, distrito de Campos), sendo fornecedor de cana-de-açúcar para a então moderna usina de Santa Maria e a criação de gado bovino, além de negociar com outros gêneros alimentícios. Integrou-se muito bem no Brasil, falando um português sem sotaque e envolvendo-se em atos políticos, inclusive da UDN, da qual foi partidário.
          No Brasil, manteve somente o nome Wady Buchaul e foi pai de:

4.1 Chaul Wady Buchaul, nascido em 30/11/1945, médico-veterinário, diretor da EMATER-Rio em Santa Maria Madalena, casado em 1976 com Gina Gomes Abdalla (13/11/1953 - 20/06/2003) e pais de:

5.1 Diogo Abdalla Buchaul (13-10-1978), médico ortopedista;

5.2 Heitor Abdalla Buchaul (04-11-1982), Bacharel em Direito pela UFF.

4.2 João Wady Buchaul, médico, casado com Guiomar Bragança e Azevedo (falecida), pais de:

5.1 Cinthia Azevedo Buchaul;

5.2 João Wady Buchaul Júnior.

4.3 Filipe Wady Buchaul, dentista, casado com Rita de Cássia Gomes e pais de:

5.1 Flávia Teresa Gomes Buchaul;

5.2 Filipe Wady Buchaul;

5.3 Micheul Wady Buchaul.

4.4 Maria Aparecida Buchaul de Azevedo, pedagoga, casada com Nelson Lima de Azevedo, pais de:

5.1 Alexandre Buchaul Azevedo;

5.2 Eduardo Buchaul Azevedo, que enviou colaborações para este ramo, o que muito agradecemos;

5.3 Rachel Buchaul Azevedo.

4.5 Cesar Romeu Buchaul, dentista.

3.3 Zahié Chaou Bou Chaoul, depois Buchaul Jasbik, nascida em 1915, contraiu casamento na família Jasbik, de Pádua, seu marido também era proprietário rural e comerciante. Teve geração, entre os quais:
          Obs.: Aqui mantive a grafia original dos documentos que possuo, todos em francês, que é, ainda hoje, a segunda língua do Líbano.

4.1 Maria Jasbik, casou-se com Michel Tamy, nascido em 1930, falecido em meados da década de 1990.

2.2 Nacif João Buchaul emigrou para o Brasil no começo do século XX, casado com Rosa. Foi proprietário da fazenda Capoeirão em Santa Bárbara (Campos-RJ), possuindo também casa comercial, além de propriedades urbanas na cidade de Campos dos Goytacazes. Cumprindo uma antiga devoção familiar construiu, em sua fazenda, uma capela de boas proporções, tendo como padroeiro São Miguel Arcanjo, protetor da família Buchaul (ainda hoje existente e frequentada). Passou por uma terrível provação pois uma epidemia de tifo atacou sua fazenda, vitimando quase todos os seus filhos , mas seus netos sobreviveram.

2.3 Miguel João Buchaul, cujo nome no Líbano era Namatalah (graça de Deus), casado com Eutaglia Jasbik, também proprietário rural e urbano em Campos. Teve geração.

 

Nota nº 1:

Nos documentos mais antigos a grafia deste sobrenome era afrancesada na forma Bou Chaoul.

Nota nº 2:

As informações sobre esta família foram, gentilmente, enviadas pelo Sr. Doutor Heitor Abdalla Buchaul, descendente da mesma.

 

Ir para: Página Principal,   Índice Geral,   Região Serrana,   Títulos Perdidos,   Tiradentes,   Batch Number,