GENEALOGIA BRASILEIRA
Estado de Minas Gerais - Tiradentes e seus contemporâneos

 

                                                               Lênio Luiz Richa (lenioricha@yahoo.com.br)

 

                                           CAP. JOÃO DIAS DA MOTA

 

3 - Antonia Mariana do Sacramento, viúva e testamenteira do marido, em 1792, ano em que vendeu a Fazenda do Engenho do Campo a Manoel Rodrigues de Oliveira e Maria Angélica Rodrigues de Oliveira, depois houve destrato e ela vendeu para José Rodrigues da Costa. (JR.1.55).

2 - Tomás Dias da Mota, mineiro, inventariado em 1767, em São João Del Rei (IPHAN, caixa 534).

                  ASCENDENTES DELE

1 - João Dias da Mota, inconfidente, Capitão do regimento de Cavalaria Auxiliar de SJ de El-Rei, no lugar denominado Glória, n. 1743 ou 44, Vila Rica, f. 1793, Cabo Verde, assistia em Queluz. Em 1789, com 46 anos, era cc. Maria Angélica Rodrigues de Oliveira, e residiam em sua Fazenda do Engenho do Campo, entre Carijós (atual Lafaiete) e Igreja Nova (atual Barbacena), na beira do caminho antigo para o Rio de Janeiro, perto de Carandaí, a menos de 20 quilometros de Vila Rica. Foi denunciado por Basílio de Brito Malheiro do Lago, por estar entre os ouvintes das palestras na Estalagem da Varginha, no final de 1788. (A.5.519 e "A Inconfidência Mineira", de Márcio Jardim, fls. 195).
- Obs.: O Sr. Moacyr Villela, que pesquisou os inventários dos pais do inconfidente em São João de El-Rei, e gentilmente também enviou diversas informações para esta página, diz que o nome completo da fazenda seria: Fazenda do Engenho do Caminho Novo do Campo, e que ficaria na Freguesia de Carijós (atual Cidade de Lafaiete), bem distante de Vila Rica, e não a menos de 20 quilometros, como está acima.

               ASCENDENTES DA ESPOSA

2 - 

3 -

                                       Irmãos do Cap. João Dias da Mota:

(Pesquisa inédita do historiador Joaquim Rodrigues de Almeida, 'Quincas de Almeida', gentilmente enviada pelos amigos, genealogistas, Avelina Maria Noronha de Almeida e Enio Oscar Vieira, ambos de Minas Gerais).

1.1 Tomásia Teresa de Jesus, emancipada ainda solteira em 1775, com (22?) anos, segundo o inventário, já era viúva e 1ª testamenteira do marido em 1792, cc. o Ten. Manoel Francisco Só, pais de pelo menos:

2.1 Antonia Francisca de Paula (2ª testamenteira do pai);

1.2 Joaquina Rosa de Jesus, n. Ouro Preto, tinha 17 anos em 1767 (inventário do pai), fct. 1833, na Fazenda da Rocinha, São Caetano de Paraopeba, MG (inventariante: o filho Martinho Pacheco Lima, citado como "viúvo"), c. 1777, Ouro Preto, com Martinho Pacheco Lima, n. 1730, Porto Judeu, Ilha Terceira, Açores, f. 1798 (inventariante: a esposa), f. de Manuel Pacheco de Faria e Francisca de Castro, com 7 filhos (ou 8?): (JR.1.217, 2.190 e pesquisa gentilmente enviada pelo amigo, genealogista, Luiz Augusto da Silva Júnior, descendente do casal).
- Obs.: Ela deixou legado para sua sobrinha, Ana Cecília de Santa Maria, f. de Manoel Rodrigues de Oliveira e Antonia Francisca de Paula. (JR.1.216).

2.1 José Tomás de Lima, falecido demente, em 1836 (e não tenente, como também aparece), sendo inventariante o seu irmão, o Alf. Martinho Pacheco Lima.

2.2 Antonia Francisca de Paula, cc. Joaquim José Vieira.

2.3 Maria Inácia Rodrigues.

2.4 Ana Querubina dos Anjos.

2.5 Maria Joaquina de Lima (ou Maria Joaquina de São José), "a única filha que deixou filhos", n. São Caetano do Paraopeba, ainda vivia em 1833, onde c. 1798 (testemunhas: Cap. Mor. José Rodrigues Costa e o Cap. João da Costa Pereira), com o Comendador e Cap. Mor José Ignacio Gomes Barbosa, n. Rio de Janeiro (que enviuvando, c. 1823, com Maria Leocádia de São José, viúva de João Bento Salgado), f. de Ignacio Gomes Barbosa e Maria do Rosário de Jesus, com pelo menos: (JR.1.216 e 6.1.12/13).

3.1 Cap. Mor José Ignacio Gomes Barbosa, f. 1869, Barão de Suassuí, já era c. 1833, com Antonia Jesuína Tavares de Melo Barbosa, irmã do Senador Estadual, Dr. José Tavares de Melo, Médico. (AZ e JR.1.216).
- Obs.: Ou casou na Fazenda Engenho Grande, freguesia de Prados, MG, com Antonia Jesuína de Melo, filha do Alf. José Tavares de Melo e Joana Marcelina de Magalhães. (Citação no livro do Sr. Quincas de Almeida, gentilmente enviada pela amiga, genealogista, Avelina Maria Noronha de Almeida, de Conselheiro Lafaiete, MG).

2.6 Alf. Martinho Pacheco Lima, n. 1790, f. 1847 ou 48, c. 1810, com Maria Ignacia Rodrigues de Oliveira, f. de Manoel Rodrigues de Oliveira e Antonia Francisca de Paula, com pelo menos:

3.1 Maria Lima, b. 1815, NS da Conceição, Conselheiro Lafaiete, MG. (FS).

3.2 Martinho Souza (o pai deste constou como Martinho Pacheco de Souza), b. 1823, NS da Conceição, Conselheiro Lafaiete. (FS).

2.7 Leocádia Felisberta de São José.

2.8 Ana Cecília de Santa Maria, que em 1800 já era cc. José Rodrigues da Cunha, f. de Francisco da Cunha.
- Obs.: No óbito do irmão José Tomás, em 1836, foi citada como casada, na ocasião, com o Cap. José Ignacio Gomes Barbosa (Vide dois do mesmo nome, acima).

1.3 José, com 14 anos em 1767, f. 1773, no seminário de Mariana, onde estudava, conforme inventário do pai.

 

Nota nº 1:

Joana Tereza de Jesus, viúva do Cel. Manuel Rodrigues da Costa, pais do inconfidente, Padre Manuel Rodrigues da Costa, entrou com libelo contra o contido no testamento de Tomás Dias da Mota (note também o nome: "Joana Tereza de Jesus", como uma das filhas do mesmo). Seria parente?

Nota nº 2:

Nesta página tivemos ajuda da amiga, genealogista, Jussara Fernandes Carvalho, de Varginha, MG.

 

Ir para: Página principal,    Índice Geral,     Região Serrana,    Imigração árabe,    Títulos Perdidos,    Batch Number,     Bibliografia e códigos