GENEALOGIA BRASILEIRA
Estado de Minas Gerais - Tiradentes e seus contemporâneos

 

                                                               Lênio Luiz Richa (lenioricha@yahoo.com.br)

 

                                           LUCAS ANTONIO MONTEIRO DE BARROS

 

3 - Margarida Maria ou Maria Eufrásia da Cunha Matos. (Ef.2.419, JR.1.2-2 e NG.44).

2 - Manoel José Monteiro de Barros, n. Barcelos, Portugal, já f. 1789, Guarda Mor de Congonhas do Campo. (A.8.148 e SL.7.42).

               ASCENDENTES DELE

1 - Lucas Antonio Monteiro de Barros, inconfidente (segundo denúncia de Basílio de Brito Malheiro do Lago, em 1789), n. 1765, Congonhas do Campo, MG, f. 1851, Rio, formado em Coimbra em 1787, amigo íntimo do inconfidente Alvarenga Peixoto, o Vice-Rei lhe deu saída para o Reino para livrá-lo do processo, depois da independência foi Barão e Visconde de Congonhas, Senador e Presidente da Província de São Paulo, cc. sua prima, Maria Tereza Joaquina de Sauvan, f. de Manoel Monteiro de Barros e Maria Joaquina de Sauvan, n. de Marselha. (A.3.441, 8.135, 157, JR.1.2-2, PI.138 e "A Inconfidência Mineira", de Márcio Jardim).
- Obs.: Vide mais ascendência e a descendência dele em SL.7.42.

               ASCENDENTES DA ESPOSA

2 - Manoel Monteiro de Barros. (SL.7.42).

3 - Maria Joaquina de Sauvan, filha de André de Sauvan, de origem francesa. (SL.7.42).

 

Nota nº 1:

Nesta página tivemos ajuda da amiga, genealogista, Jussara Fernandes Carvalho, de Varginha, MG.

 

Ir para: Página principal,    Índice Geral,     Região Serrana,    Imigração árabe,    Títulos Perdidos,    Batch Number,     Bibliografia e códigos