GENEALOGIA BRASILEIRA
Estado de Minas Gerais - Tiradentes e seus contemporâneos

 

                                                                        Lênio Luiz Richa (lenioricha@yahoo.com.br)

 

                                           PADRE JOSÉ DA SILVA E OLIVEIRA ROLIM

 

7 - Josefa Joaquina de Araujo, n. Sergipe de El-Rei.

6 - Cap. Mor José Bautista Rolim, n. Lisboa.

5 - Domingas da Cruz de Oliveira.

4 - Domingos da Silva, natural e morador (o casal) em São Tiago da Oliveira, Conselho de Lanhoso, Arcebispado de Braga.

3 - Ana Joaquina da Rosa ou Joaquina Rosa de Jesus. (Maç.113).

2 - Sarg. Mor do Tejuco, Diamantina, José da Silva e Oliveira Rolim, n. 1719, 1º caixa do Distrito Diamantífero. (DD.125 e Maç.113).

               ASCENDENTES DELE

1 - Padre José da Silva e Oliveira Rolim, inconfidente, n. e b. 1747, na Capela de Santo Antonio do Tejuco, filial de NS da Conceição da Vila do Príncipe, Diamantina, MG (Padrinhos: João Fernandes de Oliveira e sua mulher, D. Izabel Pires Monteiro), Maçom, foi aluno do também inconfidente Padre Luiz Vieira da Silva, em Mariana, MG, foi degredado. Existem duas versões quanto ao seu falecimento: teria falecido na prisão em 1796, ou voltado para Diamantina, onde f. 1835. Era amasiado com Quitéria Rita da Silva, como consta do testamento da filha (ou Quitéria Inácia da Silva, como também aparece), f. de "João Fernandes e Xica da Silva", com 5 filhos, entre os quais: (Maç.113).
               1.1 Alferes Domingos da Silva e Oliveira, que em 1835 teria sido testamenteiro do pai.
              1.2 Mariana Vicência de Oliveira Rolim, f. com testamento em 1859, em Alagoa Santa, MG. (O testamento foi encontrado pelo amigo, genealogista, Mauro Moura, de Itabira, MG).

               ASCENDENTES DA AMÁSIA

2 - Desembargador João Fernandes de Oliveira, o abastado contratador dos diamantes, de Diamantina, amasiado com:

3 - Francisca Fernandes da Silva Oliveira, a célebre Chica da Silva, n. Conceição da Praia, Bahia ou Tejuco, MG, que pertenceu como escrava ao Sargento Mor do Tejuco, José da Silva e Oliveira, acima, pai do padre Rolim, sendo depois alforriada.

4 - ...

5 - ... 

6 - Capitão de Cavalaria dos Auxiliares do Serro, MG, cujo nome não descobrimos.

7 - ...

 

                                                     TINHA OS IRMÃOS:

 

     1.1 Padre Dr. Carlos da Silva e Oliveira Rolim, formado em Coimbra em 1774, e ordenado padre em 1782, pelo bispo de Mariana. Em Minas nova batizou, em 1º de Março de 1785, o futuro padre e Bispo de Mariana, Carlos Pereira Freire de Moura, n. 1785, f. 1840, filho do Dr. José Pereira Freire de Moura e Maria Pereira de Jesus. (Jussara).

     1.2 Sargento Mor Alberto da Silva e Oliveira Rolim, era o proprietário da fazenda Santa Isabel, a sete léguas de Minas Novas, hoje no território de Carbonita. Residiu e faleceu em Diamantina, onde foi Capitão Mor por um triênio. Casou com Isabel Pereira de Jesus, filha do sargento mor Antônio Pereira dos Santos e Maria Pereira de Jesus, fundadores do Arraial de São Domingos, hoje Virgem da Lapa, com: (Jussara).
          2.1 Ana Clara Freire, n. 1772, f. 1854, cc. o Ten. José Teodoro de Sá, dono da Fazenda Pé do Morro, em Rio Pardo. Na Inconfidencia ela aparece como noiva do Alferes Tiradentes. Não era verdade, o padre Rolim apenas disse isso para disfarçar seu relacionamento com o Dr. José Pereira Freire de Moura, padrinho de Ana Clara, que também era casado com uma irmã da mãe de Ana Clara.
           2.2 Capitão Servano Pacheco Rolim, n. 1774, f. 1848, que assinou a Ata de Vereação da Câmara de Minas Novas, de 24/06/1821. Pai de:
                3.1 Capitão Maximiano da Cunha Rolim, cc. Maria Gertrudes de Almeida Rolim, residiam em Datas, que naquela época era distrito de Diamantina. Pais de:
                       4.1 Cônego Francisco Xavier de Almeida Rolim, n. 1855, f. 1943, Vereador em Diamantina, ao tempo da presidência de Mata Machado, 1883/1886, Vereador em Curvelo, de 1892 até 1895, Agente Executivo (Prefeito) da mesma cidade de Curvelo, de 1895 a 1912, Deputado Estadual, de 1899 até 1914, e Senador Estadual de 1915 até 1926, em Minas Gerais. Foi nomeado Cônego da Sé de Diamantina e membro do seu cabido diocesano, além do título de Camareiro Supra Numerário, de Sua Santidade o Papa Bento XV.

   1.3 Sargento Mor Plácido da Silva e Oliveira Rolim (fazendeiro em sociedade com seu irmão Carlos), era advogado no Serro Frio, foi amasiado com Maria da Costa de Faria, n. de Minas, com 6 filhos, dos quais pediu a legitimação: (TC.195 e Jussara).
          2.1 Carlos da Silva e Oliveira Rolim.
          2.2 Maria da Silva e Oliveira Rolim.
          2.3 Floriana da Silva e Oliveira Rolim.
          2.4 Plácida da Silva e Oliveira Rolim.
          2.5 Claudina da Silva e Oliveira Rolim.
          2.6 Cândida da Silva e Oliveira Rolim.

- Obs.: Informa o prezado Valdivino Pereira Ferreira, autor do livro "Genealogia Norte Mineira", que o Sarg. Mor foi casado com Isabel Maria das Mercês (irmã de Maria Pereira de Jesus, esposa de José Pereira), e tiveram pelo menos a filha: Ana Clara Freire, da qual Tiradentes disse ser noivo (não era verdade, foi apenas um modo de justificar o seu relacionamento com o pai dela, sem despertar suspeitas).
          2.7 Ana Clara Freire, na verdade era noiva e depois casou com o Cap. José Teodoro de Sá, dono da Fazenda Pé do Morro, em Rio Pardo de Minas.
 

                                                     ENCAIXAR:


         Informações gentilmente enviadas pelo Dr. Desembargador, Wagner Cinelli de Paula Freitas, do Rio de Janeiro, RJ, que enviou também a certidão de batismo do Pe. Rolim, acima, com os nomes dos avós paternos e maternos do inconfidente, não encontrados nos autores pesquisados, o qual gostaria de encontrar os nomes dos pais da Sra. Ana Rosa:
           1.1 Ana Rosa Joaquina Rolim (4ª avó), n. Tejuco, MG, cc. o viúvo, Cap. Domingos de Freitas Sampaio, português, com 12 filhos, entre os quais:
           2.1 Dom Cirilo de Paula Freitas, n. 1860, Capelinha da Graça, atual Capelinha, f. 1947, 1º Bispo de Corumbá, MS, eleito em 1906.
           2.2 Sabino de Paula Freitas, escritor, n. 1876, f. 1937.
           2.3 Francisco de Paula Freitas (trisavô), n. 1807, f. 1893, cc. Luzia Luiza de Carvalho, com pelo menos alguns dos filhos nascidos em Capelinha, MG. Pai de:
           3.1 Domingos de Paula Freitas (bisavô), n. 1869, f. 1923, pai de:
           4.1 Pedro de Paula Freitas (avô), n. 1899, f. 1988, pai de:
           5.1 Volmar de Paula Freitas, n. 1932.
           3.2 ....., pai de pelo menos:
           4.1 Cirilo de Paula Freitas, "sobrinho do Bispo Dom Cirilo de Paula Freitas, e neto do Cap. Francisco de Paula Freitas". (Informação gentilmente enviada pelo seu neto, o Dr. Fernando Freitas de Souza, Advogado, residente em Malacacheta, MG).

 

Nota nº 1:

Ana da Glória Alves Rolim, comunidade de Mutuca, Coronel Murta, MG, 29.07.1959, carta dando ciência de sua carreira vocacional e sua filiação, sendo o seguinte: Sr. Ambrósio Pacheco Rolim e de Maria Alves Rolim. Parente? (Jussara).

Nota nº 2:

Um Cap. Salvador Leonardo Rolim de Oliveira, n. Santo Amaro, SP (f. de Antonio Rodrigues de Moura e Maria Paes de Abreu), c. 1778, São Paulo, com Maria Vieira da Silva (viúva de José Ribeiro de Figueiró), f. de Procópio Pinto Guedes e Anna Vieira da Silva, c.ger. em título Pintos Guedes. Seriam parentes? (SL.1.145, 5.411, 8.205 e 9.70).

Nota nº 3:

Para esta página recebemos muitas informações da amiga, genealogista, Jussara Fernandes Carvalho, de Varginha, MG, que pesquisou também os livros "A Inconfidência Mineira", de Márcio Jardim, fls. 49, 238, 277 até 290, e "Genealogia Norte Mineira", de Valdivino Pereira Ferreira, Vol. I, fls. 121 e 122.

 

Ir para: Página principal,    Índice Geral,     Região Serrana,    Imigração árabe,    Títulos Perdidos,    Batch Number,     Bibliografia e códigos