GENEALOGIA BRASILEIRA
Estado de Minas Gerais - Tiradentes e seus contemporâneos

 

                                                               Lênio Luiz Richa (lenioricha@yahoo.com.br)

 

                                  MANOEL JOAQUIM DE SÁ PINTO DO REGO FORTES

 

3 - Ana Maria Xavier Pinto da Silva.

2 - Dr. Antonio Fortes de Bustamante Sá e Leme. 

               ASCENDENTES DELE

1 - Manoel Joaquim de Sá Pinto do Rego Fortes, n. São Paulo, 28 anos em 1789, solteiro à época da inconfidência, Capitão do Regimento de Voluntários Reais de São Paulo. Estando no Rio em 1789, deu uma carta a Tiradentes, para facilitar a sua fuga para Minas, foi absolvido, embora já tivesse falecido ainda preso, no Hospital Real dos Militares, no Rio de Janeiro, em 1790. (A.5.93, Livro "A Inconfidência Mineira", de Márcio Jardim, fls. 59 e Jussara).
- Obs.: Veja toda a sua ascendência em título Guerras.

 

Nota nº 1:

Sua amizade com Tiradentes vinha de mais de sete anos, desde que se conheceram em Destacamento da Serra, perto do sítio que o Alferes possuía no lugar ali denominado Rocinha da Negra, Registro de Paraibuna, e talvez, de um possível parentesco de suas mães, ainda não provado. No Rio de Janeiro, encontrava-se várias vezes com Tiradentes: em sua casa, na de outro Inconfidente, Simão Pires Sardinha, nascido em 1747, Tejuco, filho de Manoel Pires Sardinha, n. Portugal, e Francisca Fernandes da Silva Oliveira, n. Tejuco. (Livro "A Inconfidência Mineira", de Márcio Jardim, fls. 49). Informação gentilmente enviada pela amiga, genealogista, Jussara Fernandes Carvalho, de Varginha, MG.

 

Ir para: Página principal,    Índice Geral,     Região Serrana,    Imigração árabe,    Títulos Perdidos,    Batch Number,     Bibliografia e códigos