GENEALOGIA BRASILEIRA
Estado de São Paulo - Os Títulos Perdidos

 

                                                                   Lênio Luiz Richa (lenioricha@yahoo.com.br)

 


                                                DIAS TEVERIÇÁS 

 

     - Teveriçá, pai ou tio de Teveriçá, do Nº 2 (suposição de Afonso de E. Taunay, que as poucas datas conhecidas parecem confirmar, já que todos os demais autores consultados identificam o pai de Isabel Dias, c. por volta de 1516, com o de Maria da Grã, adiante, casada por volta de 1567).
- Obs.: Assim como Taunay, preferimos acreditar que tenham existido dois Teveriçás, nome que significa "Maioral ou Vigilância da Terra" e que deveria ser uma espécie de designação de chefia (algumas tribos davam novos nomes àqueles que praticassem algum feito relevante ou assumissem posições honrosas). Embora talvez não seja impossível, achamos difícil que duas "irmãs?" estivessem em idade fértil em épocas tão diversas. Note que Maria da Grã, embora tenha casado 51 anos depois da "irmã?" ainda teve vários filhos. (SA.228).

 

                                   Isabel Dias (Bartira ou Mbcy) ....... Nº 1

                                   Martim Afonso (Teveriçá) ............ Nº 2

 

                                                        Nº 1

     - Bartira ou Mbcy (Flor de Árvore, em Tupi), após o batismo Isabel Dias, f. por volta de 1559, Piratininga, já separada, tendo vivido cerca de 40 anos com o marido, cc. João Ramalho, n. 1484 ou 1490, Vouzela, Vizeu, Beira Alta, Portugal, f. com testamento, entre 1580 e 1584, com mais de 90 anos de idade, fundador de Santo André da Borda do Campo, que chegou a São Vicente cerca de 1514, f. de João Velho Maldonado (ou João Vieira Maldonado) e Catarina Afonso, de Balbode (ou Catarina Afonso de Valgode), de Vouzela, que deixara em Portugal sua primeira esposa, Catarina Fernandes das Vacas, com quem casou por volta de 1510, parenta do Jesuíta Manuel de Paiva, superior dos Inacianos que vieram em 1554, com pelo menos 8 filhos: (DB.329, DV.218, EB.177/8, GL.6.5, HI.103 e 106, LR.Q1, PP.153, SA.228 e SL.1.30). 
- Obs.: Mais ascendência: Catarina Afonso de Balbode, f. de D. Fernando de Portugal e Isabel de Avalos, np. de D. João de Portugal e D. Maria Teles de Meneses, ele de D. Pedro 1º de Portugal e Inês de Castro, ele de Afonso IV de Portugal e D. Beatriz de Castela, ele de D. Dinis e Isabel de Aragão, ele de Afonso II e Beatriz de Castela, ele de Sancho 1º de Portugal e Dulce de Aragon, ele de Afonso Henriques e Matilda de Maurienne, ele de Henry de Burgundy e Teresa de Castela. (Esta ascendência, que vai até aos primeiros Reis de Portugal, foi gentilmente enviada pela amiga, genealogista, Jussara Fernandes Carvalho, de Varginha, MG).

                       André Ramalho .................. Cap. 1º               Marcos Ramalho ................. Cap. 6º 

                       Joana Ramalho .................. Cap. 2º               Jordão Ramalho ................. Cap. 7º

                       Margarida Ramalho ............. Cap. 3º               Antonia Quaresma .............. Cap. 8º

                       Vitório Ramalho ................. Cap. 4º               Brígida Ramalho (neta) ........ Cap. 9º

                       Antonio de Macedo ............. Cap. 5º               Caetana Ramalho (?) ......... Cap. 10º

 

                                                  CAPÍTULO 1º 

     1 - 1. André Ramalho, filho mais velho, n. por volta de 1513/20, em 1553 serviu de guia ao Padre Nóbrega, em sua missão nos Campos de Piratininga. Américo de Moura acha que poderia ser o mesmo André Fernandes, n. Portugal, f. 1588, São Paulo, que em 1556 tinha roças em Santo André, onde foi Almotacel em 1557, esteve em ajuntamento em 1558, foi Almotacel em São Paulo, 1563, provavelmente o 1º marido de Maria Paes, n. por volta de 1558, f. 1616, São Paulo, com testamento (já viúva do seu 2º marido, Juan de Santana, castelhano, f. 1612), talvez filha ou irmã de Cristóvão Paes (este cc. Constança Paes). (AS.6.209, HI.106, NobRS.42, PP.72, 133, 155 e SL.9.67).
- Obs.: Maria Paes pode ter sido, também, filha ou sobrinha de Domingos Rodrigues, cc. Isabel Paes. (AS.6.209). 
                 Seguindo ainda Américo de Moura, André Fernandes teria tido os seguintes filhos:

                                                 Parágrafo 1º 

     2 - 1. Apolônia Paes, c. 1597, com Diogo Sanches, n. Castela (2ª esposa), alfaiate, f. 1598, s.ger. (PP.72, 133 e 171). 

                                                 Parágrafo 2º 

     2 - 2. Jerônima Fernandes Preto, n. por volta de 1578, f. com testamento em  1630, c. 1ª vez, por volta de 1594,  com Francisco da Gama, o moço, n. por volta de  1570, talvez em Portugal, de onde teria vindo com os pais, f. com inventário em 1600, São Paulo, alfaiate e sertanista, participou da bandeira de João Pereira da Sousa Botafogo, em 1596, ao Sapucaí e, depois, na leva de Domingos Rodrigues ao Paraupava, f. com inventário em1600, nos sertões goianos, irmão de Luíza da Gama, do Par. 5º, e, 2ª, 1601, com o Cap. Baltazar Gonçalves Malio, n. 1573 e f. por volta de  1663, sertanista que participou de diversas bandeiras, entre as quais a de Nicolau Barreto, em 1603, e a de Manuel Preto e Antonio Raposo Tavares ao Guairá em 1628, f. de Brás Gonçalves e Fulana Malio, adiante, com pelo menos: (1.260, 263, AS.6.212, DB.178, 239, FS, GS.253, IG.127, PP.72 e 92/3).
                Do 1º marido, filha única:

     3 - 1. Maria da Gama, n. 1595, f. com testamento 1624, São Paulo, c. 1616, com Diogo Mendes, talvez n. Portugal, com filho único: (AS.6.213 e CR.2.286).

     4 - 1. João Mendes, n. 1617, c. 1636, São Paulo, com sua parenta, Maria Rodrigues, n. 1621, São Paulo, f. de Gabriel Gonçalves (ou Gabriel Rodrigues) e Isabel João, adiante. (AS.6.213, CR.2.286, SL.1.22 e 26).

                Do 2º marido 9 filhos:

     3 - 2. Baltazar Gonçalves Malio, o moço, de São Paulo, n. 1621, seguiu na bandeira de Jerônimo Pedroso de Barros ao sul do Brasil, em 1641, c. 1ª vez, 1643, na Sé, com Domingas de Abreu, de Parnaíba (viúva de Antonio da Silveira), f. de Pedro Domingues Francês e Madalena Fernandes e, 2ª, 1639, com Jerônima Dias (f. de Isaque Dias, adiante?), teve da 1ª: (AS.6.214, DB.239, IG.129 e PP.93).

     4 - 1. Manoel Gonçalves Malio, f. 1720, cc. Suzana Rodrigues de Arzam, n. por volta de 1656, São Paulo, f. 1754, Santo Amaro, f. do Cap. Manoel Rodrigues de Arzam e Maria Afonso de Azevedo (em Canhamares), c.ger. em SL.7.322, entre os quais: (FS).

     5 - 1. Cornélio Rodrigues de Arzam, cc. Maria Raposo da Silveira, n. 1710, f. 1784, Santo Amaro, f. do Ten. Gal. Antonio Raposo da Silveira e Catarina de Azevedo Sá, c.ger. em Raposos Silveiras. (GL.6.248 e SL.3.7).

     5 - 2. Maria Gonçalves de Arzam, f. 1747, Santo Amaro, cc. o Cap. Pedro Leme da Guerra, f. de outro Capitão do mesmo nome e Beatriz Pinheiro, de Santos, c.ger. em SL.2.206. (SG.254 e SL.7.323).

     5 - 3. Domingas de Abreu, que em 1754 já era viúva de Antonio do Prado, com pelo menos: (SL.7.323).

     6 - 1. Maria do Nascimento, c. 1753, São Paulo, com Pedro Gomes da Silva (viúvo de Maria Gonçalves), n. São Vicente, f. de Manoel Gomes da Silva e Joana Francisca, nm. de Francisco Rodrigues de Moura e Anna Duarte.

     5 - 4. Anna Gonçalves Malio, c. 1724, Santo Amaro, com o Cap. João Paes Rodrigues (ou João Paes Colona Rodrigues), f. de Daniel Colona e Maria Paes, c.ger. em SL.4.502. (GS.254 e SL.7.323).

     5 - 5. Inês Domingues Paes, n. 1705, c. 1736, Santo Amaro, com João Raposo da Silveira (em Raposos Silveiras), irmão de Maria Raposo, do 5-1.

     3 - 3. Estêvão Gonçalves Malio, filho natural, mameluco, f. no sertão do sul, 1638, na bandeira do Cap. Francisco Bueno, onde estavam também o seu pai e os tios João e Antonio, c. por volta de 1631, com Páscoa da Penha, pais de: (GS.253 e PP.93).

     4 - 1. Domingos Gonçalves Malio, f. 1681, c. 1663, Parnaíba, com Maria de Mendonça Tavares (1º marido), f. com testamento em 1681, nessa Cidade, f. de Diogo da Costa Tavares e Maria Bicudo (em Raposos Tavares), com: (AS.2.107 e IG.129).

     5 - 1. João Gonçalves Tavares, n. Parnaíba, f. 1743, Itu, onde c. 1685, com Potência Leite Monteiro, f. de Manoel da Costa e Ana de Amores. (IG.129 e SL.6.455).

     5 - 2. Páscoa da Penha (ou Páscoa Vieira Tavares), f. 1742, Itu, com 70 anos, cc. Salvador de Sousa Preto, f. 1741, nessa cidade, com 104 anos.

     4 - 2. Baltazar, n. por volta de  1634, e mais um por nascer.

     3 - 4. Ana Gonçalves, c. por volta de 1618, 1ª vez, com Rafael Dias Roldão, n. RJ, f. 1625 e, 2ª, 1629, com Jorge Fernandes, teve do 1º:  Izabel, Maria e Rafael, este póstumo. (GS.253, IG.128 e PP.93).
- Obs.: Vide prováveis parentes em CR.1.5528.

     3 - 5. Maria Gonçalves (ou Margarida Fernandes), f. 1629, São Paulo, c. por volta de 1615, com Miguel Garcia Carrasco (que enviuvando c. 2ª vez com sua irmã, adiante), n. São Lucas de Cana Verde, Sevilha, f. com testamento em 1658, SP, um dos signatários da aclamação de Amador Bueno da Ribeira, que constitui o Título Carrascos, em SL.6.469, entre os quais: (AS.6.214, FS, GS.253 e IG.128).

     4 - 1. Cap. Baltazar Carrasco dos Reis, n. SP, um dos fundadores de Curitiba, onde f. 1697, c. antes de 1645, Santana do Parnaíba, SP, com Isabel Antunes da Silva, f. antes de 1697, Curitiba, f. de João de Pina (ou João de Pinha), n. Itanhaém, SP, e Domingas Antunes, c.ger. em Pretos. (FS, SL.6.470 e Genealogia Paranaense, Vol. I, Título Carrascos dos Reis). (FS).

     4 - 2. João Garcia Carrasco, f. 1681, Santana de Parnaíba, SP, cc. Luiza Correa de Alvarenga, f. de Pedro Correa da Silva e Ignez Dias de Alvarenga, com 10 filhos em SL.6.513, entre os quais:

     5 - 1. João Garcia Carrasco ("cremos"), cc. Modesta Pinto Coelho, e faleceu em 1700, Parnaíba, deixando filha única (SL.6.514), mas em SL.8.331, consta que ele teria cc. Luzia da Rocha do Canto, já viúva em 1706 (e não 1607, como consta), f. de Antonio da Rocha do Canto e Ascensa de Pinha Cortez (em Rochas Cantos). De Modesta teve pelo menos: Maria Garcia, cc. Sebastião Gonçalves Martins. (SL.6.514).

     5 - 2. Balthazar Carrasco, c. 1697, Sorocaba, com Clara da Silva, f. de Antonio da Silva e Izabel Fernandes, com pelo menos: (FS e SL.6.514).

     6 - 1. Luzia Correa da Silva (ou Luiza Correa), c. 1731, Sorocaba, com Amaro Domingues de Oliveira, f. de Manoel de Oliveira Falcão e Margarida Bicudo (ou Margarida Gonçalves), com geração que SL não relaciona, em Ponces Torales. (FS, SL.6.514 e 7.239).

     3 - 6. Isabel João Gonçalves (ou Isabel João Fernandes), n. Rio, RJ, c. 1ª vez, 1634, na Sé, com Antonio Domingues, irmão de Domingas de Abreu, do 3-2, acima e, 2ª, com seu cunhado, Miguel Garcia Carrasco (viúvo de Maria Gonçalves), do 3-5, c.ger. do 2º marido em SL.6.469, entre os quais: (AS.6.214, GS.253 e IG.129).

    4 - 1. Cap. Mor Martim Garcia Lumbria, f. 1736, cc. sua parenta, Maria Domingues das Candeas, f. Sorocaba, 1736, já viúva, f. do Cap. Diogo Domingues de Faria e Maria Paes, adiante, com 9 filhos em SL.6.518, entre os quais: (AS.6.216, PP.72 e SL.8.103).

     5 - 1. Leonor Garcia Paes, cc. Damião de Sousa Pereira, f. 1716, Sorocaba, que em 1701 estava nas minas de Paranapanema, f. de Pantaleão de Sousa Pereira e Francisca de Sousa, com 2 filhos: (SL.6.518 e 8.193).

     6 - 1. Estevão Pereira Paes, c. 1743, NS da Ponte, Sorocaba, com Marianna Leme de Jesus, de Itu, f. de Antonio Leme de Miranda e Maria Pedroso de Miranda (em Leites Mirandas), com pelo menos: (FS, SL.5.224 e 8.193).
- Obs.: No volume 5 de SL ela constou como Lauriana, o que foi por engano.

     7 - 1. Rita Córdula de Jesus (ou Rita Cordeira de Jesus), n. Sorocaba, onde c. 1782, NS da Ponte, com José Rodrigues, n. da mesma cidade, f. de João Nunes Nogueira e Maria Francisca Pedroso, nm. de Domingos Rodrigues Machado e Lucrécia Pedrosa. (FS, SL.5.76 e 8.193).

     7 - 2. Maria Egipciaca Leme Paes, n. Sorocaba, onde c. 1782, NS da Ponte, com Domingos Leme, n. Araritaguaba, SP, f. de João Gomes e Escolástica de Jesus, np. de Rodrigo Gomes, nm. de Domingos Leme. (FS).

     7 - 3. Anna Úrsula Leme Paes (não relacionada por SL), n. Atibaia, c. 1783, NS da Ponte, Sorocaba, com Francisco Paes, n. desta cidade, f. de João Nunes da Silva e Maria Paes de Freitas (em Moreiras Castilhos). (FS).

     7 - 4. Joana Angélica Leme Paes (não relacionada por SL), n. Sorocaba, onde c. 1784, NS da Ponte, com Antonio Francisco, n. da mesma cidade, f. de Marcelino José e Joana Maria. (FS).

     7 - 5. Mathias Antonio de Souza, n. Sorocaba, onde c. 1785, NS da Ponte, com Maria Pedrosa, n. da mesma cidade, f. de João Nunes e Maria Pedrosa. (FS).

     6 - 2. Plácido Pereira Paes, c. 1741, Itu, com Ignacia Bueno de Moraes, f. de Pedro de Moraes e Siqueira (ou Pedro de Moraes de Siqueira) e Izabel Delgado, c.ger. em Lemos. (FS, SL.7.85 e 8.193).

     5 - 2. Miguel Garcia Lumbria, n. São Paulo, c. 1686, NS da Ponte, Sorocaba, com Sebastiana Moreira Cabral, f. do Cel. Paschoal Moreira Cabral e  Marianna Leite (ou Mariana Leme, ou ainda, Maria Leme), c.ger em Moreiras. (FS e SL.6.518).

     5 - 3. Martinho Garcia Lumbria, c. 1723 ou 28, na Matriz de NS da Ponte, Sorocaba, com Gertrudes Nogueira de Abreu, naturais e moradores desta cidade (testemunhas: Sarg. Mor ..... Pedro Domingues e Manoel de Sousa, casado, "outro viúvo", Suzana Rodrigues e Gertrudes Paes, ambas casadas), f. de João Fernandes Távora e Victoria de Candia, com 6 filhos em SL.6.519, onde observamos: (FS, SL e registro de casamento gentilmente enviado pelo genealogista Humberto Lopes, de São Paulo, SP).

     6 - 1. Maria Domingues das Candêas, c. 1ª vez, 1747, Sorocaba, com Euzebio Nunes de Siqueira, n. Itu, f. de Miguel Nunes Camacho e Josepha da Silva e, 2ª vez 1754, Sorocaba, com Antonio Nunes de Oliveira, f. de João Rodrigues de Proença e Maria Nunes de Oliveira ou Martha Nunes de Oliveira (em Nunes Siqueiras), com pelo menos 2 filhos: (SL.6.519).
                Do 1º marido:

     7 - 1. Maria Nogueira da Silva (ou Maria Nogueira Domingues), n. Sorocaba, c. 1766, Itu, com Ludovico Manoel de Oliveira (ou Ludovico Manoel Nunes de Oliveira), b. 1741, São Roque, f. de Antonio Nunes de Oliveira, n. Minas Gerais, e Francisca Pedroso de Abreu (em Nunes Siqueiras), com pelo menos 7 filhos: Anna b. 1782, Maria de Oliveira, b. 1785, Izabel Nunes, b. 1787 (não relacionadas por SL), todos em NS da Candelária, Itu, e ainda: (FS e SL.6.519, com ajuda da genealogista Eneida Rangel Celeti, de São Paulo).

     8 - 1. Belchior de Oliveira, c. 1793, Itu, com Rosa Maria de Almeida, f. de Antonio Borges de Almeida e Maria Leitão de Andrade. (SL.3.520 e 6.520)

     8 - 2. José Pedroso de Oliveira, c. 1799, Itu, com Serafina de Almeida Lara, f. de Miguel de Oliveira Gil e Thereza de Almeida Lara. (SL.6.519 e 8.93).
- Obs.: Se for o mesmo casal: José Pedroso, cc. Serafina de Almeida, tiveram pelo menos: (FS).

     9 - 1. João Antonio de Almeida Pedroso, n. Itu, c. 1825, NS do Patrocínio, Monte Mor, SP, com Maria de Miranda, n. Itu, f. de Ricardo Borges de Almeida e Izabel de Almeida. (FS).

     8 - 3. Maria Pedroso (seria a mesma Maria de Oliveira, acima, b. 1785?), c. 1811, Itu, com Gabriel Antunes Maciel (viúvo de Maria Borges), f. de outro do mesmo nome e Izabel Bicudo de Godoy. (SL.1.132 e 6.520).

     8 - 4. Manoel da Cruz de Oliveira, no batismo, Manoel Nunes (não relacionado por SL), n. Araçariguama, b. 1790, NS da Candelária, Itu, c. 1824, NS da Conceição, Campinas, com Anna Maria Alves ou Anna Maria Álvares, n. desta cidade, b. 1805, NS da Conceição, f. de Antonio Dias Rabelo e Isabel Alves de Oliveira (ou Izabel Álvares de Oliveira). (Testemunhas: Francisco José da Silva e José Custódio Leite do Canto, ambos desta mesma freguesia). São os tetravós da genealogista Eneida Rangel Celeti, de São Paulo, que descobriu este casamento e a respectiva geração: Theodora, b. 1830, Antonio, b. 1834, Prudente, b. 1837, Querubim, b. 1839, Theolinda, b. 1841, Angélica, b. 1844 e Francisca, b. 1844 (gêmeas), Isabel, b. 1846, todos em NS da Conceição, Campinas, e ainda:
- Obs.: Nos batismos dos filhos o nome a mãe aparece como Anna de Santa Anna Dias e, uma vez, com Anna Esméria.

     9 - 1. Gertrudes Serina da Cruz, b. 1832, NS da Conceição, Campinas, f. 1907, Bocaina (de Minas, MG?), c. 1848, Indaiatuba, SP, com o Cap. Bento Bernardes Rangel, n. Franca, SP, b. Caconde, SP, f. 1905, Bocaina, f. de Antonio Bernardes Rangel e Silvéria Maria de Alvarenga, np. de Antonio Correa Rangel e Margarida Francisca de Aguiar, nm. de Joaquim Bueno de Camargo e Josefa Maria de Alvarenga, com pelo menos 12 filhos (vide em www.rangeldordetto.com).

     8 - 5. Ludovico Alves de Lara (que parece poderia ser filho ou neto deste ramo), cc. Serafina Pires de Almeida, com pelo menos: Alfredo de Lara, b. 1885, NS Mãe dos Homens, Porto Feliz, SP. (FS).

               Do 2º marido:

     7 - 2. Antonio Nunes de Oliveira, c. 1796, Itu, com Catharina Gonçalves Meira, f. de Gaspar Barreto Leme e Rosa Gonçalves Meira. (SL.3.533 e 6.520).

     6 - 2. João Garcia Nogueira, c. 1747, Sorocaba, com Quitéria Domingues de Quebedo (ou Quitéria Maria de Quevedos), f. de Marcelino de Quevedos (ou Marcelino de Quebedo) e Brígida Sobrinho (ou Brígida Domingues), c.ger. em Nunes Siqueiras. (FS, SL.2.447 e 6.520).

     6 - 3. Maria Paes Garcia, c. 1755, NS da Ponte, Sorocaba, com (seu sobrinho?) Braz de Aquino Cardoso (ou Thomaz de Aquino Cardoso), n. Itu, cujos pais SL não anotou, foi f. de Salvador Cardoso e Izabel Correa de Lemos, np. de João Rodrigues de Proença e Mariana Cardoso, nm. de Estevão Correa de Lemos e Anna Francisca de Oliveira, cuja geração SL não relaciona, encontramos: (FS e SL.6.520).

     7 - 1. Manoel Francisco Paes de Aquino (ou Manoel Francisco Cardoso), n. Sorocaba, onde c. 1784, NS da Ponte, com Francisca Bicudo, n. da mesma cidade, f. de Miguel da Silva e Rita Bicudo, com pelo menos: Francisco Cardoso, b. 1795, Manuela Cardoso, n. 1803, Manuel Bicudo, n. e b. 1806, todos em NS da Ponte, Sorocaba. (FS).

     7 - 2. Tomas de Aquino Cardoso (hipótese), c. 1798, NS dos Prazeres, Itapetininga, SP, com Francisca Alves Maciel (ou Francisca Maria de Jesus), n. Sorocaba, f. de Martinho de Alvarenga e Maria Pereira Maciel, com pelo menos: (FS).

     8 - 1. Ignacia Maria de Jesus Aquino, n. São Paulo, onde c. 1808, NS da Penha, com Francisco Antonio de Siqueira, n. Mogi das Cruzes, f. de Manoel José de Siqueira e Ângela Maria. (FS).

     6 - 4. Josepha Garcia, c. 1759, Sorocaba, com Gabriel de Quebedo (viúvo de Izabel Maria Nogueira, c.ger. em Nunes Siqueiras), f. de Miguel de Quebedo Leme (ou Miguel de Quevedos) e Antonia Rodrigues ou Antonia Nunes de Siqueira, c.ger. em Nunes Siqueiras. (FS e SL.2.448).

     6 - 5. Manoel Garcia Lumbria, cc. Rosa Maria Pires da Rocha, f. de João Dias Leme e Maria Pires da Rocha, com 7 filhos em SL.6.520, onde observamos: (FS).

     7 - 1. Salvador José Pires (no batismo, Salvador Garcia Lumbria), b. 1768, São Roque, São Roque, SP, c. 1797, na mesma cidade, com Antonia Maria Xavier, f. de Francisco Machado de Albuquerque e Anna Maria de Almeida (em Furtados), cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: Beatriz Pires, b. 1798, Joaquim Pires, b. 1800, ambos em São Roque, São Roque. (FS e SL.6.521).
- Obs.: O mesmo ou outro do mesmo nome, cc. Maria José, com pelo menos: Maria Pires, b. 1824, Zaquiel Pires, b. 1824, Antonio Pires, b. ...., todos em São Roque, São Roque. (FS).

     7 - 2. Izabel Maria Garcia Lumbria (no casamento, Izabel Maria de Jesus), b. 1771, São Roque, São Roque, SP, onde c. 1796, com Manoel Joaquim de Andrade, f. de Bento Xavier de Andrade e Maria Pereira de Siqueira (ou Maria Pires de Siqueira), nm. de Francisco Pereira de Azevedo e Ângela Nunes de Siqueira, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: Senhorinha de Andrade (a mãe desta constou como Izabel Maria da Conceição), b. 1797, Delfina de Andrade, b. 1800, Venâncio de Andrade, n. e b. 1804, Maria de Andrade, n. e b. 1805, Manoel de Andrade, n. e b. 1809, todos em São Roque, São Roque. (FS e SL.6.520).

     7 - 3. Joaquim Garcia Paes (no batismo, Joaquim Garcia Lumbria), b. 1771, São Roque, São Roque, c. 1792, Sorocaba, com Maria Leite de Moura, irmã de Jerônimo Leite de Moura, acima, c.ger. em Leites Mirandas. (FS, SL.1.146/7 e 6.521).

     7 - 4. Maria Francisca, c. 1797, São Roque, com João Pereira Domingues (viúvo de Anna Domingues), cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: Francisco Pereira Domingues, b. 1799, Salvador Pereira Domingues, b. 1801, José Pereira Domingues, b. 1803, Antonio Pereira Domingues, n. e b. 1806, todos em São Roque, São Roque. (FS e SL.6.521).

     7 - 5. Manoel José da Encarnação, n. 1776 (não relacionado por SL), cc. Theodora Maria de Jesus, com pelo menos: (Quartos avós da Sra. Vera Maria Zanchi, de Cachoeirinha, RS, que gentilmente enviou este ramo, inédito nos autores pesquisados).

     8 - 1. Maria Magdalena Lumbria, n. 1811, cc. Manoel Gomes de Moraes, com pelo menos:

     9 - 1. Ten. Cel. Procópio de Moraes Gomes, n. 1842, cc. Maria da Silveira Moraes.

     9 - 2. Manoel Gomes de Moraes (coincidência?), c. 1857, Sarapuí, SP, com Maria Madalena de Jesus, com pelo menos: Vicente Gomes de Moraes, n. e b. 1857, NS das Dores, Sarapuí. (FS).

     7 - 6. Gertrudes Maria de Jesus (no batismo, Gertrudes Garcia Lumbria), b. 1778, São Roque, São Roque, onde c. 1798, com José Pinto da Fonseca, f. de André Pinto da Fonseca e Rosa Pedroso, c.ger. em Canhamares. (FS e SL.6.521).

     7 - 7. Joanna Maria da Conceição, n. São Roque, SP, c. 1791 ou 92, NS da Ponte, Sorocaba, com Jerônimo Leite de Moura, n. desta cidade, f. de José Leite de Moura e Joanna Monteiro de Proença, c.ger. em Leites Mirandas. (FS, SL.1.146/7 e 6.521).

     7 - 8. João Garcia, c. 1809, Sorocaba, com Pulcheria Maria, f. de Manoel Antonio Fiuza e Anna Maria da Conceição. (SL.6.521).

     5 - 4. Manoel Garcia Paes, já f. em 1736, s.ger. (SL.6.519). Entretanto, referido como Capitão e morador em Sorocaba, deixou a filha natural:

     6 - 1. Rogéria Garcia, c. 1718, NS da Ponte, Sorocaba, com Salvador Dias, f. natural do Cap. Manoel Dias Delgado, "Moradores em Mogi" (em Portes de El-Rei). (Pesquisa gentilmente enviada pelo genealogista Humberto Lopes, de São Paulo).

     5 - 5. Castor Garcia Paes, já f. 1736, cc. Anna Moreira da Silva, naturais de Sorocaba (seria filha do padrinho do filho, "C. Pascoal Moreira", abaixo, já que a madrinha pode ser a avó paterna, Maria Domingues das Candêas, acima?), com filho único: (SL.6.521 e Humberto Cesar Lopes).

     6 - 1. Paschoal Moreira Paes (ou Paschoal Moreira Garcia), b. 1710, Sorocaba (padrinhos: "C. Pascoal Moreira" e Maria Domingues), cc. Maria Correa Leme (Maria Borges, ou Maria de Freitas), f. de Serafino Correa Ribeiro (ou Serafino Correa Leme), n. Itu, e 1ª esposa, Maria Borges de Cerqueira (ou Maria de Freitas de Cerqueira), n. de Averaytaguaba (em Fernandes Povoadores), com 5 filhos em SL.4.399, onde observamos: (O batismo foi gentilmente enviado pelo genealogista Humberto Cesar Lopes, de São Paulo).

     7 - 1. Antonio Moreira Paes (não relacionado por SL), n. Sorocaba, cc. Maria Nunes de Siqueira,  f. de João de Sousa de Andrade e Domingas Fernandes Nogueira, c.ger. em Nunes Siqueiras. (Registro do casamento do filho José Moreira Paes, encontrado pelo genealogista Humberto Lopes no site Family Search).

     7 - 2. Maria Paes de Freitas (não relacionada por SL, mas depois citada), c. 1ª vez, 1761, Sorocaba, com João Nunes da Silva, f. 1788, nessa cidade, f. de Salvador Nunes de Mattos e Ignez Dias Moreira, c.ger. em Nunes Siqueiras, e a viúva c. 2ª vez, em 1793, com João Bicudo de Anhaya (este viúvo de Rosa Maria), com pelo menos, do 1º marido: (FS, SL.1.437 e 5.73 e pesquisa do genealogista Humberto Lopes, de São Paulo, nos Impedimentos Matrimoniais, Parte B, 1798, Volume 2249).

     7 - 3. Francisco de Godoy Moreira, n. e morador em Sorocaba, onde c. 1765, NS da Ponte, com Maria Leite dos Santos (testemunhas: Antonio José Guimarães, viúvo, e Vicente Ferreira Maciel, casado), f. de Félix Rodrigues Valente e Escholastica Leite, todos naturais e moradores na mesma cidade, np. de Antonio Valente e Antonia Rodrigues, naturais de Itu, nm. de João Leite dos Santos e Antonia Leme do Prado, naturais de Araçariguama, com 2 filhos em SL.4.400: (FS e cópia do registro do casamento gentilmente enviada pelo amigo, genealogista, Humberto César Lopes).
- Obs.: Não confundir, o mesmo ou três "Francisco de Godoy Moreira", casou (ou casaram), mais ou menos na mesma época, em Sorocaba, com: Maria Leite dos Santos, acima, Maria Leme de Anhaya e Maria Leite Rodrigues, que são três pessoas diferentes. (FS).

     8 - 1. Rita Manoela dos Santos Moreira, n. Sorocaba, onde, c. 1790, NS da Ponte, com Joaquim Antonio da Silva (ou Joaquim Antunes da Silva), n. da mesma cidade, f. de Domingos Pereira Maciel e Anna da Silva Nogueira. (FS e SL.4.400).

     8 - 2. Escholastica Leite, n. Sorocaba, onde c. 1797, NS da Ponte, com Ignacio Leite, n. da mesma cidade, f. de Ignacio Telles e Anna Diniz. (FS e SL.4.400).

     7 - 4. Rita Paes de Freitas, c. 1774, NS da Ponte, Sorocaba, com José Antunes de Pontes, n. da mesma cidade, f. de Miguel Antunes Pereira e Maria Nunes da Silva, c.ger. em Moreiras Castilhos. (FS e SL.4.400).

     7 - 5. Serafino Correa Leme, c. 1770, Sorocaba, com Maria de Siqueira Nunes, f. de João de Sousa de Andrade e Domingas Fernandes Nogueira (em Nunes Siqueiras), com pelo menos: (FS, SL.4.400 e 5.80).

     8 - 1. João Antonio Moreira, n. Sorocaba, onde c. 1794, NS da Ponte, com Anna Maria dos Santos, f. de Manoel Teixeira Guimarães e Perpétua Maria de Siqueira, cuja geração que SL não relacionou, tiveram pelo menos 7 filhos: José Moreira, n. e b. 1804, Rita Moreira, n. e b. 1809, Anna Moreira, n. e b. 1810, Maria Moreira, n. e b. 1812, Francisco Moreira, b. 1816, Francisca Moreira, b. 1818, Maria Moreira (outra), b. 1820, todos em NS da Ponte, Sorocaba, e ainda: (FS e SL.4.400).

     9 - 1. Salvador Moreira Paes (a mãe constou apenas como Anna Maria), n. Sorocaba, onde foi b. 1806, NS da Ponte, e onde c. 1856, com Margarida de Barros Lima, b. 1839, na mesma igreja (que enviuvando, c. 1868, NS da Ponte, com Antonio Paes de Freitas, viúvo de Ana Maria Bueno), n. da mesma cidade, f. de Antonio Lino de Barros Lima e Domingas Rodrigues da Conceição. (FS).

     8 - 2. Maria Correa, c. 1794, Sorocaba, com Belchior Garcia Moreira, de São Paulo, f. de Salvador Garcia Nogueira e Mecia Rodrigues. (FS e SL.4.400).

     5 - 6. Maria Paes Garcia, f. com testamento em 1736, c. 1ª vez com Manoel Fernandes Cavalheiro, f. de José Cavalheiro e Izabel Fernandes, c.ger. em Canhamares e, enviuvando, 2ª vez com o Cap. João da Cunha Leme, f. do Cap. Gaspar da Cunha Coutinho (ou Gaspar da Cunha de Abreu) e Maria Cardoso, s.ger. deste. (SL.6.249 e 521).

     5 - 7. Izabel Domingues Paes (ou Izabel João que é a mesma), f. 1708, c. 1ª vez, com Manoel Alves Nogueira, da Cotia, enviuvando, c. 2ª vez, 1693, Sorocaba, com Ignacio de Almeida Lara, n. Parnaíba, f. 1699 (em Laras) e, 3ª vez, 1703, Santo Amaro, com seu primo, Salvador Garcia de Pontes (1ª esposa), f. do Cap. Antonio Garcia Carrasco e Mariana de Pontes, c.ger. deste em Pontes. (SL.6.523 e 8.121).

     4 - 2. Cap. Antonio Garcia Carrasco, cc. Mariana de Pontes, f. do Cap. Pedro Nunes de Pontes e Inês Domingues Ribeiro, c.ger. em Pontes.(SL.8.121).

     4 - 3. Leonor Garcia, n. por volta de  1630, f. com testamento em 1720, Parnaíba, cc. seu parente, Manoel Garcia Bernardes (1º marido), n. 1626, f. com testamento em 1659, no sertão da Bahia, onde foi combater os índios, f. do Mestre de Armas Miguel Garcia Bernardes e Maria Fernandes, adiante, c.ger. adiante. (SL.6.524).

     3 - 7. Jerônima Fernandes Preto, a moça, cc. Matias Machado Castanho, n. Sardoal, Santarém, que constituem todo o Título Machados Castanhos.

     3 - 8. Pe. Francisco Jorge. (1.260 e 263).

     3 - 9. Pe. Antonio Fernandes Malio (Antonio Ferreira Málio, ou Antonio Paes Malio), que foi ao Guairá em 1630. (1.260 e 263).

     3 -10. Cap. João Paes Malio, n. 1609, f. com testamento em 1692, Vereador em Jundiaí, que também foi ao Guairá em 1630, c. 1633, São Paulo, com Antonia Dias Preto, n. por volta de  1617, f. 1704, f. de Antonio Jorge e Petronilha Rodrigues Antunes, c.ger. em Jorges Velhos. (AS.6.214, GS.253 e IG.129). 

                                                  Parágrafo 3º 

     2 - 3. Isabel Fernandes, n. por volta de  1584, f. com testamento em 1619, São Paulo, onde c. 1ª vez, 1600, com Manuel Rodrigues Góes (que tinha sido cc. Maria de Oliveira Lobo - em Oliveiras Gagos), n. por volta de  1570, f. 1615, no sertão do Rio Maranhão, na bandeira do Cap. André Fernandes, possivelmente f. de Antonio Rodrigues de Góes, Baltazar Rodrigues de Góes, ou Gaspar Rodrigues Góes e, 2ª, 1616, com Belchior Fernandes (ou Belchior Gonçalves), f. de Brás Gonçalves, o velho, e Margarida Fernandes, c.ger. deste adiante, teve: (AS.6.210, 217, CP.57, 227, DB.186/7, PP.72 e 166).

     3 - 1. Baltazar Rodrigues Góes, n. 1603, foi ao sertão com o pai em 1615 e, no ano seguinte, foi levado para o RJ, para aprender o ofício de alfaiate. (AS.6.217, DB.186/7 e PP.166).
- Obs.: Um Baltazar Rodrigues, c. 1618, Rio, com Violante, n. por volta de  1598, f. de Jerônimo Dias e Izabel Cardoso, naturais de Santos (ver Cap. 8º, Par. 1º, adiante). (CR.1.509).

     3 - 2. Gonçalo Rodrigues Góes, n. 1604.

     3 - 3. Maria Rodrigues de Góes, n. 1610, f. 1670, em 1641 já era cc. o Cap. Álvaro Rodrigues do Prado, n. São Paulo, f. de Clemente Álvares e sua 1ª mulher, Maria Gonçalves, np. de Álvaro Rodrigues e Catarina Gonçalves, com 7 filhos, dos quais encontramos: (AS.3.32, PP.166 e SL.4.429, nota).

     4 - 1. Manoel Rodrigues de Góes, f. 1676, em 1655 participou de expedição ao Sabaraboçu, cc. Inês Domingues, pais de pelo menos: (1.266, SL.4.504 e 8.245).

     5 - 1. Manoel Rodrigues Góes (sertanista de São Paulo que em 1715 fez explorações em Pitangui, MG?), f. 1734, Santo Amaro, cc. Maria de Borba Gato, f. de João de Borba Gato e Sebastiana Rodrigues, c.ger. em Borbas Gatos. (1.266, DB.187, SL.4.504 e 8.245).
- Obs.: Pode haver algum engano dos autores, quanto aos pais de Manoel Rodrigues de Góes, já que no resumo do inventário de 1666, de Manoel Rodrigues de Góes, cc. Inês Domingues, existente no Projeto Compartilhar (nas anotações de Décio Martins Medeiros), consta que o casal teve apenas 4 filhos: "Madanella", Álvaro, Domingos e Joam. (Colaboração da amiga, genealogista, Anamaria Nunes, de Maricá, RJ, descendente deste casal).

     5 - 2. João Domingues do Prado, n. Santo Amaro, inventariado 1729, Sorocaba, que esteve nas Minas de Cuiabá em 1728, c. 1687, Sorocaba, com Catarina Ribeiro, f. do Cap. Brás Domingues Vidigal e Izabel Pedroso (em Gonçalves Lopes), c.ger. em SL.8.110, entre os quais:

     6 - 1. Izabel Pedroso do Prado, c. 1721, Sorocaba, com Sebastião Bicudo de Proença, f. de  João Bicudo de Proença e Sebastiana de Almeida, c.ger. em Proenças Abreus. (FS e SL.1.149).

     6 - 2. Clara Domingues, c. 1729, NS da Ponte, Sorocaba, SP, com o Cap. Francisco Xavier Rodrigues (que enviuvando cc. Ana de Moraes), f. de Leonardo Rodrigues Setubal (ou Leonardo Rodrigues de Moura) e Catarina Corrêa Perestrello (em Vaz Guedes), c.ger. em SL.1.149. (FS).

      5 - 3. Madalena Fernandes, cc. João Domingues Requeixo (em Raposos Bocarros?), com pelo menos: (FS, SL.8.146 e 147, nota).

     6 - 1. Maria Domingues Requeixo, c. 1697, Santo Amaro, com Domingos Bicudo de Mendonça (1ª esposa), f. de Julião Ferreira e Maria Bicudo de Mendonça, pais de pelo menos: (SL.8.184, nota).
- Obs.: Os registros de batismos estão incompletos (assim como os dos irmãos, abaixo), mas são, com certeza, filhos do casal: Francisca Bicudo, b. 1697, Julião Bicudo, b. 1707, Ana Bicudo, b. 1713, todos em Santo Amaro, SP (filhos "de Bicudo e Ma. Requeixo", que em um dos registros está "de Bicudo Mendonça" e em outro "de Ma. Domingues Requeixo". (FS).

     7 - 1. Antonia Domingues Requeixo (no batismo, Antonia Bicuda), b. 1700, Santo Amaro, cc. Pedro Quaresma de Carvalho, de Portugal, pais de pelo menos: (FS e SL.8.184, nota).

     8 - 1. Izabel Maria de Carvalho, n. Santo Amaro, onde foi b. 1735, cc. Manoel Rodrigues da Silva, n. Conceição dos Guarulhos, f. de Luiz Rodrigues da Silva, de Portugal, e Maria Rodrigues Pires (ou Maria Rodrigues Pereira), da Conceição dos Guarulhos, com pelo menos:  (FS e SL.8.184).

     9 - 1. Manoel da Silva de Carvalho, c. 1776, Santo Amaro, com Anna Maria Vieira, f. de Bento Vieira Gonçalves e Maria Blanca Machado, com pelo menos: (SL.9.177).

     10- 1. Anna Maria Vieira, c. 1804, Santo Amaro, com João Machado de Oliveira, f. de Salvador Machado e Maria Pereira.

     10- 2. Vicente Vieira da Silva, c. 1806, Santo Amaro, com Anna Joaquina de Salles, f. do Alf. (depois Capitão), José Francisco de Mattos Salles e Bárbara Leme da Silva. (SL.8.164 e 177).

     9 - 2. Gertrudes Maria da Silva (ou Gertrudes Maria de Jesus), c. 1784, Santo Amaro, SP, com Martinho Dias Vieira, f. de José Dias da Rocha e Francisca Vieira Gonçalves, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: Francisco Vieira, 1785, Maria Vieira, b. 1786, Escolástica Vieira, b. 1790, Joaquim Vieira, b. 1793, Antonio Vieira, 1797, todos em Santo Amaro, e ainda: (FS e SL).

     10- 1. José Dias Vieira, n. Santo Amaro, onde foi b. 1795, c. 1821, NS da Penha, Araçariguama, com Maria Jacinta de Araujo Canto, n. desta cidade, f. de Antonio Carlos do Canto e Margarida de Araujo, com pelo menos: Anna Vieira, b. 1823, Lourenço Vieira, b. 1825, NS da Penha, Araçariguama. (FS).

     10- 2. Mathias Dias Vieira, n. "SE?" (Seria Sé?), b. 1800, Santo Amaro, c. 1826, NS da Conceição, Santa Ifigênia, São Paulo, com Anna Angélica da Purificação (viúva de José Antonio Leite Penteado). (FS).

     9 - 3. Rita Maria de Jesus, c. 1794, Santo Amaro, com Francisco Xavier Cavalheiro (viúvo de Anna Antonia de Moraes - em Machados Fagundes), f. de Domingos Rodrigues Cavalheiro e Anna Gomes de Moraes, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: José Cavalheiro, b. 1795, Ritta Cavalheiro, b. 1797, Eufrosina Cavalheiro, b. 1799, Antonio Cavalheiro, b. 1801, todos em Santo Amaro, e Anna Cavalheiro, b. 1817, Centro, São Paulo, SP. (FS e SL.7.137 e 8.387).

      8 - 2. Maria de Carvalho, b. 1738, Santo Amaro. Talvez a mesma Maria Domingues Requeixo (no casamento, Maria Domingues de Carvalho), c. 1755, Santo Amaro, SP, com Francisco Rodrigues da Silva, com pelo menos: João da Silva, b. 1756, Rita da Silva, b. 1760, José da Silva, b. 1766, Francisco da Silva, b. 1768, Pedro da Silva, b. 1770, Custódia da Silva, b. 1773, Maria da Silva, b. 1776, Rita da Silva, b. 1779, todos em Santo Amaro, SP. (FS).

      8 - 3. Mariano de Carvalho, batizado, provavelmente em Santo Amaro (só consta o nome dele e dos pais), talvez o mesmo Mariano Quaresma de Carvalho, c. 1761, Santo Amaro, com Roza Martins do Prado (não constaram os nomes dos pais dos noivos). (FS).

      9 - 1. Maria de Carvalho, b. 1763, Santo Amaro. (FS).

      9 - 2. Maria Rodrigues de Lima, c. 1785, Santo Antonio, Campanha, MG, com Antonio da Silva Correa, f. de Francisco da Silva Correa e Eugênia Correa Cardoso, com pelo menos: Antonio Correa, b. 1788, Ludovina Correa, b. 1793, Lyduvina Correa (a mesma?), 1793, todos em Santo Antonio, Campanha, e ainda: (FS).

     10- 1. Anna Joaquina da Silva (no casamento está: Maria Joaquina da Silva), c. 1801, Santo Antonio, Campanha, MG, com Custódio Gonçalves de Souza, f. de Matias Antonio da Silveira e Maria Gonçalves de Souza, com pelo menos 12 filhos: Vicente de Souza, b. 1803, Campanha, Manoel Souza, b. 1804, Maria Souza, b. 1806, Joaquina Souza, b. 1808, Mathias Souza, b. 1810, Custódio de Souza, b. 1812, Francisco da Silva Souza, b. 1813, João da Silva Souza, b. 1815, Maria de Souza (outra), b. 1826, Victorina de Souza, b. 1827, José de Souza, b. 1829, Anna de Souza, b. 1832 (a mãe sempre constou como Anna Joaquina da Silva), todos estes em Santana, Silvianópolis, MG. (FS).
- Obs.: O mesmo ou outro cc. Maria Antonia de Jesus, com pelo menos: Maria Souza, n. e b. 1843, Antonio Souza, b. 1845, Francisca de Souza, n. e b. 1849, todos em Santo Antonio, Itaverava, MG, José de Souza, n. 1851, Ponte Nova, e b. no mesmo ano, em NS da Piedade, Rio Espera, MG. (FS).

     8 - 4. Narciso Quaresma de Carvalho (hipótese), cc. Maria Rodrigues da Anunciação, de Santo Amaro, com pelo menos: (FS e SL.7.190).

     9 - 1. Gertrudes Maria de Jesus (única relacionada por SL), c. 1778, Mogi Mirim, com Ignacio de Cubas de Mendonça, n. da mesma cidade, f. do Cel. Matheus de Cubas de Mendonça e sua 2ª esposa, Izabel Pedroso de Siqueira, com pelo menos: (SL.7.190).

     10- 1. Sebastião Leme Cubas, c. 1814, Mogi Mirim, com Marianna Barbosa de Lacerda, f. de Joaquim Antonio de Lacerda e Anna Barbosa.

     9 - 2. José Quaresma de Carvalho, c. 1790, Santo Antonio, Campanha, MG, com Joana Fernandes Ramos (ou Joana Maria de Jesus), f. de Manoel José Ramos e Catharina Maria de Jesus, com pelo menos: (FS).
- Obs.: Um José Quaresma de Carvalho, cc. Andreza Maria de Jesus, teve pelo menos: Francisco de Carvalho, b. 1819 e Esméria de Carvalho, b. 1820, ambos em Santo Antonio, Campanha. (FS).

     10- 1. Maria Joaquina Jesus de Carvalho, c. 1808, Santo Antonio, Campanha, com Joaquim Alves de Lima, f. de Ignacio Alves de Lima e Anna Maria. (FS).

     10- 2. Anna de Carvalho, b. 1794, Campanha. (FS).

     10- 3. João de Carvalho (hipótese, a mãe foi lida apenas como Maria de Jesus), b. 1805, Campanha, MG. (FS).

     10- 4. Francisca de Carvalho, b. 1812, Santo Antonio, Campanha. (FS).

     8 - 5. José Quaresma de Carvalho (hipótese, não constaram os nomes dos pais), c. 1783, Santo Amaro, SP, com Gertrudes Dias Vieira, com pelo menos: Antonio Quaresma, b. 1787, Santo Amaro. (FS).

     7 - 2. Joanna Barbosa, cc. Caetano Ribeiro Frazão, com pelo menos: (SL.2.354).

     8 - 1. Maria Ribeiro, c. 1760, Santo Amaro, com Francisco Leme da Silva, f. de João Leme da Silva e Marianna Correa da Luz, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: José da Silva, b. 1763, Santo Amaro. (FS e SL.2.354).

      8 - 2. Thomaz Ribeiro Frazão (hipótese, pelo sobrenome), cc. Anna Maria de Jesus, com pelo menos: José Frazão, b. 1755, Izabel Frazão, b. 1757, ambos em Santo Amaro, SP e, Mariano Ribeiro Frazão, b. 1774, Gertrudes Ribeiro Frazão, 1776, estes em NS da Conceição, Bragança Paulista, SP, e ainda: (FS e SL.8.252).

      9 - 1. Valério Mendes, de Atibaia (único referido por SL), c. 1783, Jaguari, com Maria Maciel Barboza, f. de Estanislau Rodrigues Antunes e Joanna Barboza Maciel. (SL.8.252).

     7 - 3. João Bicudo de Mendonça, b. 1709, Santo Amaro, onde c. 1732, com Francisca Pedroso, f. de Severino Barreiros e 1ª esposa, Ignez Pedroso, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: José de Mendonça, b. 1735, Santo Amaro. (FS e SL.4.449).

     7 - 4. Cap. Cláudio Bicudo de Mendonça, b. 1716, Santo Amaro, onde c. 1732, com Maria Pedroso, irmã inteira de Francisca Pedroso, anterior, com pelo menos: (FS e SL.4.450).

     8 - 1. Maria Domingues, c. 1756, Mogi Mirim, com o Furriel Ignacio Xavier da Silva, n. Conceição dos Guarulhos, f. de Antonio Gonçalves, n. Portugal, e Maria Rodrigues da Silva, com pelo menos: (FS e SL.4.450).

     9 - 1. Roque da Silva, b. 1760, Santo Amaro. (FS).

     9 - 2. Gertrudes Maria, c. 1785, Mogi Mirim, com Antonio Leme Pedroso, f. de Francisco de Siqueira Neves e Maria Leme de Freitas, de Guaratinguetá.

    8 - 2. José Bicudo Vaz, n. Santo Amaro, c. 1762, Mogi Mirim, com Suzanna Álvares de Oliveira, f. de José Álvares de Figueiredo, da Ilha de São Sebastião, e Helena Rodrigues de Oliveira, de Mogi das Cruzes, com pelo menos: (SL.2.13 e 4.450).

     9 - 1. Cerina Maria, c. 1793, Mogi Mirim, com Braz Machado de Lima (viúvo de Maria José de Jesus), f. 1809, Mogi Mirim, SP, f. de Jerônimo Machado e Maria Pires, "c.ger.". (FS, SL.4.450 e 7.337).

     9 - 2. Joaquim Álvares de Figueiredo, c. 1809, Atibaia, com Maria Antonia, f. de José Pereira de Oliveira e Gertrudes Maria. (SL.4.450).

     9 - 3. Antonio Álvares de Figueiredo, c. 1799, Mogi Mirim, com Manoela Machado, f. de Braz Machado e de sua 1ª esposa, Maria José. (SL.4.450).

     7 - 5. Januário Bicudo de Mendonça, b. 1719, Santo Amaro, SP, onde c. 1737, com Anna Maria da Silva, f. de Severino Barreiros e 2ª esposa, Izabel da Silva, com pelo menos: (FS e SL.4.452).

     8 - 1. Maria Domingues da Silva, de Santo Amaro, c. 1763, Atibaia, com Joaquim da Silva Pimentel, de São João de Atibaia, f. de José da Silva do Ó e Maria Ribeiro, de Santo Amaro, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: (FS, SL.4.452 e 8.253).

     9 - 1. Vicência Pires da Silva, cc. Francisco Pires Pimentel, n. 1762, São João Batista, Atibaia, f. Bairro da Campanha de Toledo, Vila Nova de Bragança, f. de Antonio Pires Pimentel e Ignacia Pereira do Prado, estes de São João de Atibaia, com pelo menos: Anna Tereza Pires Pimentel, n. e b. 1781, NS da Conceição, Bragança Paulista, e ainda: (FS).

      10- 1. Clara, n. 1783, Bairro do Rio Abaixo, Conceição do Jaguari, Bragança. (FS).

     10- 2. Ângela Pires de Camargo, n. 1783, Bragança, c. 1801, NS da Conceição, Bragança Paulista, com Manuel Correa da Cunha, n. 1794, f. de José Correa da Cunha e Ana Maria Ferreira, com pelo menos: João da Cunha, b. 1815, NS da Conceição, Campinas, SP. (FS).

     10- 3. Rosa Maria de Alvarenga, n. 1787, Nova Bragança (ou NS da Conceição do Jaguari), SP, c. 1804, NS da Conceição, Bragança Paulista, com Bento Pires de Oliveira, n. Nova Bragança, f. de Bernardo da Cunha de Oliveira e Gertrudes Maria de Moraes (ou Gertrudes Maria de Oliveira), np. de João da Cunha de Oliveira e Anna Francisca de Moraes, nm. de Bento da Cunha Pinto e Clara de Moraes Penido, todos os avós de Conceição dos Guarulhos. (FS).

     10- 4. Maria de Alvarenga (no batismo, Maria Pires Pimentel), n. e b. 1785, NS da Conceição, Bragança Paulista (ou n. Nova Bragança), c. 1804, NS da Conceição, Bragança Paulista, com Bento Pires de Oliveira, n. Nova Bragança, f. de Bernardo da Cunha de Oliveira e Gertrudes Maria de Oliveira. (FS).
- Obs.: Parece que seria a mesma Rosa Maria de Alvarenga, tendo faltado o 1º nome "Rosa", no assento.

     8 - 2. Félix Bicudo da Silva, c. 1763, Atibaia, com Anna da Silva, irmã de Joaquim da Silva Pimentel, anterior, com pelo menos: (SL.4.452).

     9 - 1. Maria Pires da Silva, c. 1781, Jaguari (Bragança), com Ignacio Pires de Ávila, f. 1797, Atibaia, f. de José Pires de Ávila e Catharina das Neves de Siqueira, com pelo menos: (FS, SL.4.452 e 9.47).

     10- 1. Jacinto Pires de Ávila (truncado em SL), n. Bragança, b. 1786, NS da Conceição, Bragança Paulista, onde c. 1806, com Genoveva Pires de Oliveira, n. Atibaia, f. de João Pires Bueno e Maria Pinto Cardoso, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos:  Manuel de Ávila, b. 1808, Venância de Ávila, b. 1820, ambos em NS da Conceição, Bragança Paulista. (FS e SL.9.47).

     10- 2. Eufrásia Correa de Ávila (truncado em SL), n. Bragança, b. 1788, NS da Conceição, Bragança Paulista, onde c. 1804, com Florentino José Pinto, n. Bragança, f. de Manoel da Fonseca Pinto e Anna Maria, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: (FS e SL.9.47).

     11- 1. Manoel .... Pinto, c. 1830, NS do Rosário, Serra Negra, SP, com Anna Esméria da Assumpção, f. de José Joaquim Leme e Anna Bueno de Oliveira. (FS).

     11- 2. Domeciana Pires, c. 1832, NS do Rosário, Serra Negra, SP, com Antonio José Pinto, f. de Cipriano Pinto da Fonseca e Gertrudes Maria de Jesus. (FS).

     11- 3. Antonio Pinto de Ávila, c. 1832, NS do Rosário, Serra Negra, SP, com Rosa Maria do Espírito Santo, f. de José Joaquim Leme e Anna Bueno de Oliveira, com pelo menos: José Ávila, b. 1834, São João Batista, Rio Claro, SP, e ainda: (FS).

     12- 1. Francisco Pires de Ávila, c. 1865, NS do Rosário, Serra Negra, SP, com Gertrudes Pires de Oliveira, f. de Custódio de Oliveira Preto e Silva e Isabel Pires da Silva, com pelo menos: João de Ávila (a mãe constou como Gertrudes Pires da Silva), b. 1865,  NS do Rosário, Serra Negra. (FS).

     11- 4. Lourenço Pires de Ávila, c. 1843, NS do Rosário, Serra Negra, SP, com Joanna Maria do Carmo, f. de João José Pinto da Fonseca e Custódia Pinto. (FS).

     11- 5. Francisco Pires da Silva, c. 1846, NS do Rosário, Serra Negra, SP, com Gertrudes Pinto de Oliveira, f. de José de Oliveira Preto e Eva Maria de Jesus (em Pretos). (FS).

     10- 3. Catharina das Neves de Siqueira (truncado em SL), n. Nova Bragança, b. 1791, NS da Conceição, Bragança Paulista, onde c. 1804, com Rafael Pinto de Godois, n. Atibaia, f. de Salvador Cordeiro e Maria de Godois. (FS e SL.9.47).

     10- 4. Anna Pires da Silva ou Anna Pires de Ávila (truncado em SL), n. Bragança, b. 1795, NS da Conceição, Bragança Paulista, onde c. 1809, com Antonio Pinto da Fonseca, f. de Custódio Pinto da Fonseca e Anna Maria de Souza, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: Antonio da Fonseca, b. 1811, NS da Conceição, Bragança Paulista, e ainda: (FS e SL.9.47).

     11- 1. Custódio Pinto da Fonseca, c. 1836, NS do Rosário, Serra Negra, com Maria Rosa de Jesus, f. de José de Oliveira Preto e Eva Maria de Jesus (em Pretos), com pelo menos: José Fonseca, n. e b. 1837, NS do Rosário, Serra Negra. (FS).

     11- 2. José Pires de Ávila, c. 1836, NS do Rosário, Serra Negra, com Thereza Maria de Jesus (no casamento, Thereza Pinto de Menezes), f. de Cipriano Pinto da Fonseca (não constou o nome da mãe), com pelo menos: Manoel Pires de Ávila, b. 1840, NS do Rosário, Serra Negra, e ainda: (FS).

     12- 1. Francisco Pires da Fonseca, c. 1856, NS do Rosário, Serra Negra, SP, com Maria da Conceição, f. de Mariano de Oliveira Cardoso e Rita Maria de Jesus, podem ter sido os pais de: (FS).

     13- 1. Valêncio Pires da Fonseca (hipótese, a mãe constou como Maria de Jesus), c. 1879, NS do Rosário, Serra Negra, com Rita Maria de Oliveira (ou Rita Maria de Jesus ou ainda Rita Maria de Sousa), f. de Antonio de Oliveira Cesar e Anna Pinto de Sousa, com pelo menos: Vitalina Fonseca, b. 1885, Jesuína da Fonseca, b. 1887, Anna da Fonseca, n. e b. 1890, José Maria da Fonseca, b. 1891, Carolina Fonseca, b. 1893, Maria José da Fonseca, b. 1894, todos em NS do Rosário, Serra Negra, e ainda: (FS).

     14- 1. Vitalina Maria da Conceição, c. 1903, NS do Rosário, Serra Negra, com Benedito Rodrigues de Freitas. (FS).

     14- 2. Valêncio Pires da Fonseca (hipótese), c. 1900, NS do Rosário, Serra Negra, com Sebastiana Maria de Jesus, f. de Raimundo Leme da Silva e Maria Rita de Jesus. (FS).

     11- 3. Gertrudes Pinto da Silva, c. 1845, NS do Rosário, Serra Negra, SP, com Bento da Fonseca Pinto, f. de outro do mesmo nome e Maria Rosa de Jesus, com pelo menos: Anna da Fonseca Pinto, b. 1849, Cecília da Fonseca Pinto, b. 1852, ambas em NS do Rosário, Serra Negra, e José Pinto da Fonseca (o pai deste constou como Bento Pinto da Fonseca), b. 1864, Rio Claro, SP. (FS).

     10- 5. Joanna Pires, no batismo Joanna de Ávila (truncado em SL), n. Bragança, b. 1797, NS da Conceição, Bragança Paulista, onde c. 1812, com Marianno Ortiz de Camargo, n. Bragança. (FS).

     8 - 3. Salvador Bicudo, c. 1788, Mogi Mirim, com Anna de Almeida, f. do Alf. Manoel de Almeida Pires e Maria Rosa Garcia, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: (FS e SL.4.453 e 8.190).

     9 - 1. Josefa de Almeida, de Mogi Mirim, c. 1813, NS da Conceição, Bragança Paulista, com (o viúvo?), Pedro Vaz Rodrigues. (FS e SL.8.190).

     8 - 4. Francisco de Mendonça (não relacionado por SL), b. 1753, Santo Amaro. (FS).

     7 - 6. "L. Bicudo de Mendonça", cc. "Maria ..., f. de Salvador .... do Prado e ... Ribeira dos S.", com pelo menos: Angélica Bicudo de Mendonça, b. 1764, São José, Mogi Mirim, SP. (FS).

     6 - 2. Tomé Domingues Requeixo, cc. Maria Moreira ou Maria Pereira das Neves, f. de Matheus Pereira das Neves e Luzia Ribeiro, com pelo menos: Manoel Requeixo, b. 1732, João Requeixo, b. 1734, Francisco Requeixo, b. 1745, Ignez Requeixo, b. 1752 (não relacionados por SL), todos em Santo Amaro, SP, e ainda: (FS, SL.5.400, 8.146 e 394).

     7 - 1. Maria Domingues das Neves (no batismo, Maria Requeixo), b. 1730, Santo Amaro, onde c. 1763, com Antonio Nunes, f. de João de Sousa da Silva e Maria Nunes (em Canhamares), cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: Margarida Nunes, b. maio de 1772 (hipótese, a mãe constou como Maria da Conceição), Antonio Nunes, b. novembro de 1772, Catharina Nunes, b. 1779, todos em Santo Amaro, SP. (FS, SL.2.121 e 7.339).

      7 - 2. Amaro Domingues Requeixo, c. 1764, Santo Amaro, SP, com Maria Ribeiro do Nascimento, f. de José Dias Furtado e Rosa de Oliveira, c.ger. que SL não relaciona, tiveram pelo menos: Anna Requeixo, b. 1768, Joaquim Requeixo, b. 1770, Maria Requeixo, b. 1775, Custódia Requeixo, b. 1778, todos em Santo Amaro. (FS e SL).

     7 - 3. Maria José Domingues (SL não relacionou, mas depois citou), c. 1781, Santo Amaro, com Ignacio Álvares de Escuderos (ou Ignacio Alves de Escuderos), f. de Ângelo de Sousa Arenço e Maria Álvares de Escuderos, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: Maria de Escuderos, b. 1785, Santo Amaro, e ainda: (FS e SL.5.400).
- Obs.: Este seria um 2º casamento de Maria Domingues das Neves, acima? (FS).

     8 - 1. Antonio Alves de Escuderos (ou Antonio Álvares de Escuderos), b. 1782, Santo Amaro, c. 1808, Santo Amaro, com Rita Maria do Rosário, com pelo menos: (FS).

     9 - 1. Joaquim Alves de Escuderos, n. Santo Amaro, onde c. 1843, com Luzia Domingues, n. da mesma cidade, f. de Anna Joaquina, com pelo menos: (FS).
- Obs.: Ou existiram vários casais com nomes parecidos em Santo Amaro, na mesma época, é preciso confirmar se esta filha é mesmo do casal.

     10- 1. Rita de Escuderos (f. de Luzia Maria), b. 1847, Santo Amaro.

     9 - 2. João Antonio Alves (ou João Antonio Escuderos), n. Santo Amaro, onde c. 1843, com Rita Maria de Jesus, n. Santo Amaro, f. de José Maria e Gertrudes Maria de Jesus, com pelo menos: Antonia de Escuderos, b. 1844, Gertrudes Escuderos, b. 1850, Guilhermino Escuderos, b. 1852, Salvador Escuderos, b. 1854, Carlos de Escuderos, b. 1856, Maria de Escuderos, b. 1859, Sebastiana de Escuderos, b. 1861, Fortunata de Escuderos, b. 1863, todos em Santo Amaro, e ainda: (FS).

     10- 1. José Antonio Escuderos, n. Santo Amaro ou São Bernardo, SP, b. 1849, Santo Amaro, onde c. 1872, com Francisca Antonia da Conceição, f. de Marcelino Antonio da Silva Escuderos e Rita Angélica do Rosário, podem ter sido seus filhos: Salvador Escuderos, b. 1880, Eulália Escuderos, n. e b. 1882, Maria Escuderos, b. 1883, todos em Santo Amaro (e todos filhos de "Francisca Maria de Jesus"), e ainda: (FS).

     11- 1. Antonio Escuderos, b. 1874, Santo Amaro. (filho de "Francisca Maria da Conceição"). (FS).

    11- 2. João Escuderos, b. 1875, Santo Amaro (hipótese, os pais constaram como: "João Antonio Escuderos e Francisca Maria de Jesus"). (FS).

     11- 3. Rosa de Escuderos, b. 1886, Santo Amaro (filha de "Francisca Antonia de Jesus"). (FS).

     9 - 3. Francisca Alves, c. 1844, Santo Amaro, com José Mathias Alves, f. de Henrique Alves e Maria (...). (FS).
- Obs.: Se for o mesmo casal: Francisca Antonia Alves (ou Francisca Antonia do Espírito Santo) cc. José Malaquias Alves, tiveram pelo menos: (FS).

     10- 1. Antonio Pedro do Espírito Santo Alves, c. 1875, Santo Amaro, com Cezarina Maria, f. de Emília Maria de Jesus. (FS).

    10- 2. Rita Maria de Jesus (ou Rita Maria do Espírito Santo), c. 1882, Santo Amaro, com Alexandre Machado de Borba (que enviuvando, c. 1884, com Gertrudes Maria da Conceição Gonçalves, f. de Firmino José Gonçalves e Luzia Maria da Conceição), f. de Francisco Machado de Borba e Anna Maria da Luz. (FS).

     10- 3. Francisco Alves do Espírito Santo, b. 1857, Santo Amaro, onde c. 1886, com Anna Maria de Andrade, f. de Salvador Mariano da Silva e Gertrudes Felícia de Andrade. com pelo menos: Clementina Alves do Espírito Santo, b. 1891, Santo Amaro. (FS).

     10- 4. Ignacio Alves Escuderos, b. 1868, Santo Amaro, onde c. 1888, com Maria Antonia de Moraes, f. de José Theodoro de Moraes e Gracelina Pires de Moraes. (FS).

     9 - 4. Manoela Alves (ou Manoela Maria de Jesus), c. 1850, Santo Amaro, com Domingos José Rodrigues, f. de Gertrudes Maria de Jesus, com pelo menos: João Rodrigues (a mãe deste constou como: Manoela Antonia), b. 1851, Salvador Rodrigues, b. 1855, Maria Rodrigues, b. 1859, Rita Rodrigues, b. 1860, Manoel Rodrigues, b. 1862, Claudina Rodrigues, b. 1864, Antonio Rodrigues, b. 1869, José Rodrigues, b. 1872 (a mãe deste constou como: Manoela Maria do Rosário), todos em Santo Amaro, e ainda:

     10- 1. Amaro Antonio da Silva (a mãe constou como: Manoela Antonia de Jesus), n. São Paulo, b. 1853, Santo Amaro (no batismo, Amaro Rodrigues), c. 1881, NS da Assunção, Centro, São Paulo, com Rosa Maria do Espírito Santo, n. da mesma cidade, f. de Joaquim Antonio Pires e Anna Gertrudes de Oliveira, com pelo menos: Antenozo da Silva (seria Antenoro?), n. e b. 1884, NS da Assunção, Centro, SP. (FS).

     10- 2. Benedita Maria de Jesus (no batismo, Benedita Rodrigues), b. 1867 (e não 37, como também constou), c. 1886, NS da Assunção, Centro, SP, com Vicente de Almeida Campos, f. de Feliciana Maria. (FS).

     9 - 5. Amaro Antonio de Escuderos, c. 1857, Santo Amaro, com Rita Maria da Anunciação (ou Rita Maria da Conceição, ou ainda, Rita Maria das Dores), f. de João Vieira da Silva e Antonia Maria da Luz, com pelo menos: Maria Escuderos, b. 1862, Benedito Escuderos, b. 1867, ambos em Santo Amaro, e ainda: (FS).

     10- 1. José Antonio de Escuderos, b. 1865, Santo Amaro, onde c. 1886, com Isabel Pedrosa Monteiro, f. de Antonio Manoel Pedroso e Francisca Rosa do Espírito Santo. (FS).

     10- 2. Paula Maria da Anunciação (no batismo, Paula Escuderos), b. 1870, Santo Amaro, c. 1886, NS da Assunção, Centro, São Paulo, com José Antonio de Sousa, f. de outro do mesmo nome e Gertrudes Maria de Jesus. (FS).

     10- 3. Júlia Maria do Carmo Escuderos, b. 1871, Santo Amaro, onde c. 1888, com Antonio José de Sousa, f. de Antonio José de Sousa e Gertrudes Maria de Jesus. (FS).

     10- 4. Antonio Amaro de Escuderos, b. "1877", Santo Amaro, onde c. "1893", com Maria Alexandrina de Moraes, f. de Joaquim José da Silva e Anna Joaquina de Moraes, com pelo menos: (FS).

     11- 1. Joaquim Bonifácio Escuderos (hipótese, f. de "Antonio José de Escuderos" e Maria Alexandrina), n. 1884, c. 1917, Santo Amaro, com Josepha Antonia Domingues, f. de João Domingues e Francisca Tibúrcia das Dores. (FS).
- Obs.: Pode haver algum engano, em 1884 a mãe tinha apenas 7 anos.

     11- 2. Bernardo Escuderos, n. 1900, c. 1922, Santo Amaro, com Anna Rosa de Borba, n. 1882, "de 40 anos", f. de Bento José de Borba e Maria Rosa da Conceição. (FS).

     8 - 2. Ignacio Álvares de Escuderos (hipótese, não constaram os nomes dos pais), c. 1815, Santo Amaro, com Gertrudes Maria Diniz. (FS).

     7 - 4. Izabel Domingues das Neves, c. 1786, Santo Amaro, com Salvador Rodrigues da Silva, f. de Antonio Rodrigues da Silva e Theodosia Nunes Nogueira. (SL.8.146).

     7 - 5. Anna Domingues das Neves (no batismo, Anna Requeixo), b. 1739, Santo Amaro, cc. João Baptista Rodrigues, f. de Salvador de Roxas Moreira e Rosa Maria de Oliveira, com pelo menos: Thereza Rodrigues, b. 1769, Rita Rodrigues, b. 1776, Izabel Rodrigues, b. 1782, todas em Santo Amaro (não relacionadas por SL), e ainda: (FS e SL.8.394/5).

     8 - 1. Anna Maria Rodrigues, b. 1771, Santo Amaro, onde c. 1795, com Ângelo Correa, f. de João Correa Gonçalves e Maria de Jesus, np. de Miguel Correa Nunes. (FS e SL.8.395).

     8 - 2. Manoel Rodrigues Moreira, b. 1779, Santo Amaro, SP, onde c. 1799, com Antonia de Siqueira Paes, f. de Miguel de Siqueira Paes e Maria Diniz Caldeira, com pelo menos: Anna Moreira, b. 1800, Santo Amaro. (FS, SL.7.501 e 8395).

     8 - 3. Salvador de Roxas Moreira (no batismo, Salvador Rodrigues), b. 1764, Santo Amaro, onde c. 1802, com sua prima, Anna Martins, f. de Joaquim de Roxas Moreira e Rita Maria (em Borbas Gatos). (FS, GL.6.247, SL.8.395 e 397).

     6 - 3. Ignez Requeixo, b. 1689, Santo Amaro, SP. (FS).

     6 - 4. Amaro Domingues Requeixo, n. Santo Amaro, onde foi b. 1695, c. 1ª vez, 1721, NS da Penha, Araçariguama, com Josepha Ribeiro e, 2ª, 1735, São Paulo, com Theresa de Lima de Jesus (em Nunes Siqueiras), com pelo menos: (FS e SL.3.187).
                Da 1ª esposa:

     7 - 1. Antonio Domingues Requeixo, c. Atibaia, com Maria das Neves, f. de Roque Dias e Anna de Freitas, com pelo menos: (FS e SL.3.187).

     8 - 1. Maria Domingues (no batismo, Maria Requeixo), b. 1762, Atibaia, c. 1783, Jaguari, com Antonio João Munhós de Pontes, f. de José Munhós de Pontes e Simoa Pires Ribeiro, c.ger. em Munhós). (FS, SL.3.187 e 222).

     7 - 2. Maria Domingues, c. 1753, Santo Amaro, SP, com Antonio Cardoso, f. de José Cardoso e Francisca Bicudo. (SL.3.187).
- Obs.: Uma Maria Domingues Requeixo teve: Joanna Requeixo, b. 1752, Santo Amaro (não constou o nome do pai), Izabel Cardoso, b. 1756, Santo Amaro, e ainda: (FS).

     8 - 1. Benta Cardoso (hipótese, a mãe desta constou como Maria Cardoso), b. 1764, NS da Assunção, Centro, São Paulo. (FS).

     7 - 3. Maria Barbosa Domingues, c. 1762, Atibaia, com Antonio Ribeiro de Macedo, f. de Antonio Jorge de Chaves e Rosa Ribeiro. (SL).

     7 - 4. João Domingues do Prado, c. 1772, Santo Amaro, com Maria de Jesus, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: (FS e SL.3.188).

     8 - 1. Francisco do Prado (hipótese, a mãe deste constou como Jesus Maria, e a data como 1744, o que nos pareceu erro de datilografia), b. 1774, Santo Amaro.

      8 - 2. Rita do Prado, b. 1776, Santo Amaro.

                Da 2ª esposa:

     7 - 5. Maria Requeixo, b. 1736, Santo Amaro. (FS).

     7 - 6. Anna Requeixo, b. 1750, Santo Amaro. (FS).

     6 - 5. Antonio Domingues Requeixo, n. Santo Amaro, onde foi b. 1699, c. 1722, NS da Penha, Araçariguama, com Rosa Pinheiro, n. desta cidade, f. de Simeão Álvares Pereira e Mariana Pinheiro, com pelo menos: Maria Requeixo, n. e b. 1725, NS da Penha, Araçariguama. (FS).

     6 - 6. Antonia Requeixo, b. 1692, Santo Amaro, SP, foi talvez a mesma Antonia Domingues Requeixo, cc. Sebastião Pereira das Neves, com pelo menos: (FS e SL.3.190).

     7 - 1. Antonio Pereira das Neves, c. 1738, São Paulo, com Domingas de Lima do Prado, f. de Cosme de Lima do Prado e Mecia da Cunha, nm. de José Nunes de Siqueira e Maria de Mattos (em Nunes de Siqueira), cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: Ignacio das Neves, b. 1739, Santo Amaro. (FS e SL.3.190).

     7 - 2. Maria Pereira das Neves (ou Maria Domingues das Neves), c. 1748, Santo Amaro, com Ignacio Álvares Moreira, f. de Joaquim de Roxas Moreira e Grácia Mendes de Siqueira, com pelo menos: (FS e SL.8.395).

     8 - 1. Anna Moreira, b. 1748, Santo Amaro, onde c. 1770, com Thomé Nunes Correa, f. de Miguel Correa Nunes e Anna Gonçalves, np. de Antonio Gomes Correa (e Ana Nunes de Siqueira?), cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: Gertrudes Correa, b. 1771, Santo Amaro. (FS  e SL.8.395).

     8 - 2. Maria Álvares Moreira (no batismo, Maria Domingues), b. 1751, Santo Amaro, onde c. 1772, com José Manoel Machado, f. de José Rodrigues Santiago e Rosa Machado, com pelo menos: (FS e SL.8.395).

     9 - 1. Joaquim José Machado, c. 1797, Santo Amaro, com Rita Maria da Silva, f. de João Pedroso e Maria Rodrigues do Rosário, cuja geração SL não relaciona, podem ter sido pais de: Joaquim Machado (a mãe constou como Rita Maria da Conceição), b. 1800, Santo Amaro, e ainda:  (FS e SL.8.395).

     10- 1. Maria Joaquina da Silva (a mãe constou como Rita Maria de Jesus), c. 1856, Santo Amaro, com Francisco Alves da Silva (viúvo de Gertrudes Maria Domingues). (FS).

      9 - 2. Rita Maria, c. 1804, Santo Amaro, com Francisco José, f. de Francisco Rodrigues da Silva e Maria Domingues. (SL.8.395).

     9 - 3. Maria Machado (hipótese, não relacionada por SL, a mãe constou como Maria Domingues), b. 1778, Santo Amaro. (FS).

     9 - 4. Úrsula Machado (hipótese, não relacionada por SL, a mãe constou como Maria Domingues Moreira), b. 1785, Santo Amaro. (FS).

     8 - 3. Izabel Moreira (não relacionada por SL), b. 1757, Santo Amaro. (FS).

     7 - 3. Felipa das Neves (a mãe constou como "Arzonia Domingues", o que pareceu erro de leitura), b. 1734, Santo Amaro. (FS).

     6 - 7. Albano Domingues Requeixo (hipótese), c. 1711, Santo Amaro, SP, com Luiza Pereira das Neves, com pelo menos: João Requeixo, b. 1715, Geraldo Requeixo, b. 1719, Tereza Requeixo, b. 1725, Manoel Requeixo, b. 1730, Pedro Requeixo, b. 1736, todos em Santo Amaro (não encontrados em SL), e ainda: (FS e SL.5.397/8).

     7 - 1. Antonia Domingues, c. 1749, Santo Amaro, com Francisco Ribeiro da Silva, f. de Acenço Ribeiro da Silva e Margarida Dias de Proença, com pelo menos: Pedro da Silva, b. 1770, Santo Amaro. (FS e SL.5.398).

     8 - 1. Manoel Domingues do Prado, c. 1771, Cotia, com Joanna Pedroso de Oliveira, f. de Antonio José de Oliveira e Joanna Pedroso, nm. de Amaro Gonçalves e Joanna Pedroso. (SL.5.398).

     7 - 2. Maria Domingues Barbosa, c. 1740, Santo Amaro, com José Collaço Cavalheiro, f. de José Collaço Nogueira e Maria Garcia Moreira, c.ger. emCanhamares. (FS, SL.5.397 e 8.389/90).

     4 - 2. Catarina, b. 1645. (SL.4.437).

     3 - 4. André Fernandes Góes, n. 1614, c. 1632, São Paulo, com Ana de Freitas, f. de Bento Fernandes e Maria de Freitas. (AS.6.217 e PP.166).

     3 - 5. Domingas, n. 1617.

     3 - 6. João Rodrigues Góes (hipótese), cc. Joana Moreira, f. de Diogo Pires Moreira e Ana Maria de Medeiros (em Moreiras Castilhos). (SL.7.443).

                                                  Parágrafo 4º 

     2 - 4. André Fernandes, n. por volta de  1575, f. antes de 1616, c. por volta de 1597, com Susana Rodrigues, n. por volta de  1580, irmã ou prima de Maria Rodrigues, esta mulher de Domingos Barbosa e filha de André de Burgos Jesus e Maria Rodrigues, com 2 filhos: (AS.6.210 e PP.72).

     3 - 1. Manuel Fernandes Velho, n. por volta de 1600, São Paulo, f. com testamento em 1653, aí c. 1635, com Isabel Rodrigues, f. de Francisco Jorge, n. Granja, Portugal, e Isabel Rodrigues (em Martins Bonilhas), com 5 filhos, 3 homens e 2 mulheres, dos quais são conhecidos apenas dois: (AS.6.211 e SL.7.288).

     4 - 1. Manuel Fernandes Velho, assinou recibo no inventário do pai, "provavelmente o Capitão deste nome, n. 1636, cc. Maria Nunes, f. do Cap. Manoel Nunes de Siqueira e Catharina do Prado (em Nunes Siqueiras). (AS.15.170 e SL.8.211).

     4 - 2. Isabel Rodrigues, cc. Domingos Rodrigues Maciel, f. com inventário em1662.

     3 - 2. Maria Fernandes, n. por volta de 1598, já c. 1616, com o Mestre de Armas, Miguel Garcia Bernardes, n. por volta de 1570, f. 1640, São Paulo, pais de pelo menos: (AS.6.210, DB.70, PP.83 e SL.6.524).

     4 - 1. Manoel Garcia Bernardes, n. 1626, f. com testamento em 1658/9, na aldeia de Tapurissé, no sertão da Bahia, onde foi combater os índios, 1º marido de Leonor Garcia, n. por volta de 1630, f. com testamento em 1720, Parnaíba (que depois cc. João Correa Dias, f. de Antonio Correa da Silva e Ignez Dias de Alvarenga), f. de Miguel Garcia Carrasco e sua 2ª mulher, Izabel João, acima, com 2 filhos em SL.6.524, entre os quais:

     5 - 1. Miguel Garcia Bernardes, f. 1702, Jundiaí, c. 1ª vez, com Paula Moreira, f. de Sebastião Gil de Godoy e Izabel da Silva e, 2ª, 1696, Parnaíba, com Izabel Cardoso, f. de Bartholomeu Bueno da Silva e Izabel Cardoso (em Buenos Anhangueras), s.ger da 2ª esposa, mas com 3 filhos da 1ª em SL.6.524/5, entre eles: (SL.1.513 e 6.176 ).

     6 - 1. Leonor Garcia, c. 1695, Parnaíba, com o Cap. Matheus de Escuderos Machado, n. Ilha Grande, RJ, f. de André Mendes de Escuderos e Maria de Brito.

     5 - 2. Manoel Garcia Bernardes, já f. 1720, c. 1ª vez, com Maria de Godoy de Siqueira (ou Maria de Siqueira de Godoy), f. com testamento em 1690, São Paulo, f. de Jorge Moreira e Izabel Garcês de Siqueira (em Jorges Velhos) e, 2ª, 1696, Parnaíba, com Maria de Lima do Prado, f. de Felipe de Abreu (ou Felippe de Abreu) e Domingas de Lima do Prado, com: (SL.6.116 e 525).
               Da 1ª esposa, filho único:

     6 - 1. Jorge Garcia de Siqueira (legatário no testamento de sua avó, Leonor Garcia), f. 1742, Parnaíba, c. 1705, Nazareth, com Maria Correa de Oliveira, f. de Francisco Correia de Oliveira e Luiza de Orens Palha (em Fernandes), com 6 filhos em SL.6.116, entre os quais: (FS, SL.6.525 e 8.232).

     7 - 1. Maria Garcia de Oliveira, c. 1739, Parnaíba, com Domingos Fernandes Leite, f. de João Fernandes de Escobar e Izabel Leite de Miranda, c.ger. em Leites Mirandas. (SL.6.117).

     7 - 2. Francisco Bernardes de Oliveira, f. 1794, c. 1757, Cotia, com Vitória de Camargo Bueno, f. de André Munhós de Camargo e Maria Bueno de Figueiró, c.ger. em Munhós. (SL.1.198 e 6.118).

     7 - 3. Teresa Garcia de Oliveira, c. 1745, Parnaíba, com Inácio Ribeiro Preto (ou Inácio Ribeiro Furquim), f. de Manoel Ribeiro Preto e Luzia Furquim Pedroso (em Furquins). (SL.6.118, 287 e ZC.519).
 

               Da 2ª esposa, filha única:

     6 - 2. Bárbara Garcia de Lima (ou Bárbara Faria de Lima, que pode ser engano), c. 1717, Parnaíba, com o Cap. Raphael de Oliveira Leme, f. de Raphael de Oliveira d'Horta e sua 1ª esposa, Maria de Siqueira Leme, com 5 filhos em SL.4.320, entre os quais: (FS e SL.6.525).

     7 - 1. Antonio de Oliveira Bernardes, c. 1752, São Paulo, com Anna Pires Moreira, f. de José Manoel Teixeira Feyo e Gertrudes Pedroso de Barros, c.ger. em Gonçalves Lopes. (FS e SL.6.525).

     7 - 2. Izabel Antonia de Oliveira, c. 1754, Parnaíba, com o Sarg. Mor Antonio Rodrigues de Oliveira, f. do Alf. Balthazar Rodrigues Fam e Izabel da Rocha do Canto, c.ger. em Machados Barros. (SL.6.525 e 8.196).

     7 - 3. Alf. José de Oliveira Bernardes, c. 1749, Santo Amaro, com Izabel Gonçalves Moreira, f. de Francisco Barbosa de Lima e Maria Pires de Barros, c.ger. em Barbosas Limas. (SL.4.321).

     7 - 4. Cap. Manoel de Oliveira Garcia, n. Parnaíba, onde f. com testamento em 1813, c. 1756, NS da Penha, Araçariguama, com Bernarda Manoela de Arruda Leme, n. desta cidade, f. de Antonio de Mello Rego e Gertrudes Pedroso Leme, c.ger. em Arrudas Botelhos. (FS e SL.5.519).

     4 - 2. Suzana Rodrigues, cc. Salvador Tavares, f. 1661, da governança de São Paulo, c.ger. (AS.6.211 e SL.6.524).

    4 - 3. Maria Fernandes Bernardes, c. 1638, São Paulo, com Domingos Fernandes Gigante, n. 1603, f. de Manoel Fernandes Gigante e Agostinha Rodrigues, c.ger. em Fernandes Povoadores. (AS.6.211 e 220).

     4 - 4. João Paes Garcia, n. por volta de 1620.

     4 - 5. Domingos Garcia, n. 1628, 1º marido de Grácia Mendes, f. de Daniel Furtado (ou Leonel Furtado), n. Monsanto de Caminha, e Grácia Mendes, c.ger. em Furtados. (SL.6.524 e 8.482).

     4 - 6. Hilária, n. 1629.

     4 - 7. Miguel Garcia Bernardes, n. 1632.

     4 - 8. André, n. 1635. (AS.6.211 e SL.6.524).

            - Obs.: Parece que André Fernandes, do item 2-4, acima, foi c. também com Maria Nunes, f. de Pedro Nunes de Siqueira e sua 1ª mulher Izabel Fernandes (em Nunes Siqueiras), com o filho: (DB.161, PP.126 e SL.1.47).

     3 - 3. Pedro Fernandes, paulista, inventariado em 1653, foi sertanista que participou de diversas bandeiras, tendo em uma delas, em 1646, ido parar em Gurupá, no Grão Pará, cc. Ana Tenório (2º marido), f. de Clemente Álvares e Maria Tenório, com 9 filhos: André Fernandes Tenório, f. 1662, Martim Rodrigues Tenório, João Tenório, e ainda: (SL.4.432).

     4 - 1. Maria Nunes, cc. Domingos Marques, possivelmente o mesmo Domingos Marques Requeixo, f. de Simão da Mota Requeixo e Maria Barbosa (em Oliveiras Gagos), cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: (FS, SL.4.432 e pesquisa gentilmente enviada pelo genealogista Carlos J. Maia de Oliveira, de Barbacena, MG, descendente do casal).

     5 - 1. Joanna Requeixo, f. 1736, cc. Manoel Fernandes de Oliveira, f. 1732, com testamento, f. de Vicente Fernandes Themudo e Maria José, com pelo menos: Mariana de Oliveira, b. 1686, Izabel de Oliveira, b. 1695, Francisco de Oliveira, b. 1702, todos em Santo Amaro, SP, Sebastião Fernandes e Domingos Fernandes (estes dois e Antonio, abaixo, foram testamenteiros do pai), e ainda: (Carlos, FS e SL.7.486).

     6 - 1. Antonio Fernandes (no batismo, Antonio de Oliveira), b. 1689, Santo Amaro, cc. Maria Pedroso, com pelo menos: (SL.4.432).

     7 - 1. João de Deus de Oliveira, c. 1764, Santo Amaro, com Rosa Maria de Camargo, f. de José de Camargo de Siqueira e Theresa Blanco Machado, nm. José Blanco Raposo e Maria Pinto Machado, com pelo menos: Ignacio de Oliveira, b. 1768, Anna de Oliveira, b. 1772, Francisco de Oliveira, b. 1774, Maria de Oliveira, b. 1777, Thereza de Oliveira, b. 1780, todos em Santo Amaro, e ainda: (FS e SL.7.486).

     8 - 1. Maria Joaquina de Camargo, c. 1786, Santo Amaro, com José Gomes Cardoso, f. de Ignacio Gomes Cardoso e Izabel Pires Pimentel. (SL.7.486).

     6 - 2. Anna de Oliveira, n. e b. 1690, Santo Amaro, SP, f. 1752, cc. Manoel Francisco, f. de Martinho Francisco e Apolônia Gonçalves, com pelo menos:

     7 - 1. José Francisco de Oliveira, n. 1707, Santo Amaro, SP, f. 1794, Cotia, SP, cc. Josefa Rodrigues Carassa (ou Josefa Rodrigues de Araujo), f. de Miguel Rodrigues Carassa e Izabel Araujo, c.ger. em Garcias Velhos. (Pesquisa gentilmente enviada pelo genealogista Carlos J. Maia de Oliveira, de Barbacena, MG).

     5 - 2. Domingas Requeixo (hipótese), n. Santo Amaro, cc. Domingos Velho, n. Ubatuba, com pelo menos: Vicente Velho, b. 1689, João Velho, b. 1692, ambos em Santo Amaro, SP, e ainda: (FS e SL.4.328).

     6 - 1. Sebastião Velho de Castro, cc. Maria Rodrigues Barbosa, f. de Francisco Rodrigues de Siqueira e Luzia Leme, naturais de Itu, com pelo menos: (SL.4.328).

     7 - 1. Anna Rodrigues, c. 1767, Itu, com João de Oliveira d'Horta, f. de Ignacio de Oliveira d'Horta e 2ª esposa, Maria Pedroso (em Hortas).

     4 - 2. Ana Tenório, f. 1690, c. 1ª vez com Belchior Barreiros, n. Braga, f. 1674 (3ª esposa), f. de Gaspar Barreiros e Margarida Antonia e, 2ª, com Fernão Álvares, e teve:
               Do 1º marido 3 filhos:

     5 - 1. Pedro Nunes Tenório, cc. Jerônima Paes, com pelo menos:

     6 - 1. Josefa Nunes Paes (omitida em Tenórios), c. 1734, NS da Ponte, Sorocaba, com Amaro Domingues Paes (1ª esposa), f. do Cap. Mor Brás Mendes Paes (ou Brás Domingues Paes) e Maria Moreira Cabral, adiante. (FS, SL.1.386 e 8.105).

     5 - 2. Maria Barreiros, f. 1756, Santo Amaro, onde c. 1686, com João Dias Rodrigues, do Cap. 2º, Par. 1º, adiante, n. Jundiaí, f. 1752, f. de Pascoal Dias Rodrigues e Margarida Rodrigues Antunes, c.ger. em SL.4.432.

     5 - 3. Severino Barreiros, c. 1ª vez 1693, Santo Amaro, com Inês Pedroso, f. 1709, na mesma cidade, f. de Manoel Vaz Pinto e Catarina de Candia e, 2ª, 1711, São Vicente, com Izabel da Silva, f. de Antonio de Távora e Teodora de Siqueira, com 7 filhos da 1ª e 4 da 2ª em SL.4.437.
               Entre os filhos da 1ª esposa:

     6 - 1. Manoel Vaz Pinto, f. 1756, Atibaia, c. 1733, Santo Amaro, com Joana Barbosa Pimentel, f. de Manoel Vaz Barbosa e Izabel da Costa Pimentel, com 8 filhos em SL.4.442, entre os quais: (FS).

     7 - 1. Miguel Vaz Pinto, c. 1779, Atibaia, com Escholastica Franco de Godoy ou Escholastica Franco de Moraes (viúva de Francisco de Góes Pimentel, c.ger.), f. 1808, Bragança, f. de Francisco de Godoy Moreira e Anna Franco (ou Maria Franco), com 11 filhos em SL.4.443, tiveram pelo menos 13. Observamos: (FS).

     8 - 1. Floriano Barbosa (no batismo, Floriano Vaz Pinto), n. Bragança, b. 1782, NS da Conceição, Bragança Paulista, onde c. 1818, com sua parenta, Maria Ortiz (ou Maria de Camargo Neves), n. Bragança, onde foi b. 1793, NS da Conceição, f. de Miguel de Camargo Neves e Joanna Franca Barbosa Pimentel, c.ger. em Camargos. (FS, SL.2.157 e 4.444).

     8 - 2. Frutuoso Vaz Pinto (ou Frutuoso Barbosa de Godoy), n. Bragança, b. 1787, NS da Conceição, Bragança Paulista, onde c. 1815, com Anna Ortiz (ou Anna Francisca de Jesus), n. Atibaia (cujos pais SL não anotou), f. de Ignacio Pires de Godoy e Dominga Pires, com 3 filhos em SL.4.447.

     8 - 3. Modesto Antonio Barbosa, b. 1791, NS da Conceição, Bragança Paulista, onde c. 1813, com sua prima, Verônica do Espírito Santo (cujos pais SL não anotou), f. de Francisco Pinto de Siqueira e Maria Antonia (Maria Antonia Franco?), com 5 filhos em SL.4.447. (FS e SL.2.291).

     8 - 4. Theotonio José Pinto de Moraes (e não Antonio José Pinto), no batismo, theotonio Vaz Pinto, b. 1796, NS da Conceição, Bragança Paulista, cc. Rita de Godoy Moreira, com 5 filhos em SL.4.448, tiveram pelo menos 7: Anna Pinto de Moraes (não relacionada por SL), b. 1837, NS do Amparo, Amparo, SP, Maria, n. Bragança, Balbina, n. Bragança, e ainda: (FS).

     9 - 1. José Affonço, c. 1835, NS do Amparo, Amparo, com Anna Padilha, n. Bragança, f. de Feliciano Pedroso de Moraes e Maria Joaquina, estes naturais de Bragança. (FS e SL.4.448).

     9 - 2. Cândido de Godoy Moreira, c. 1847, Amparo, com Delphina Maria da Conceição, n. Atibaia, f. de João Pires Cardoso e Maria Joaquina, com pelo menos: Marcolino Franco, b. 1862, NS do Amparo, Amparo, e ainda: (FS e SL.4.448).

     10- 1. Maria Cândida de Campos (o pai constou como Cândido de Godoy Campos), c. 1896, NS do Amparo, Amparo, com João Antonio de Souza, n. Nazareth, SP, f. de Ignacio Pereira da Cunha e Anna Maria de Jesus. (FS).

     9 - 3. Umbelina Maria de Godoy Pinto, n. Bragança, c. 1833, NS do Amparo, Amparo, com Manoel Vaz Pinto (viúvo de Florinda Maria de Moraes, c.ger. desta no site Family Search). (FS e SL.4.448).

     9 - 4. Fideles Moreira de Godois ou Fideles de Godoy Moreira (não relacionado por SL), n. Bragança, c. 1840, NS do Amparo, Amparo, com Floriana Santa-Anna das Dores, f. de João Baptista de Oliveira e Francisca de Siqueira, com pelo menos: Maria Moreira, b. 1849, João Moreira, b. 1853, Maria Moreira (outra), b. 1861, todos em NS do Amparo, Amparo. (FS).

     8 - 5. Roza Franca (truncado em SL), c. 1795, NS da Conceição, Bragança Paulista, com Caetano Domingues Paes, f. de outro do mesmo nome e Maria Correa de Moraes, np. de Pedro Domingues Paes e Maria Ribeira, nm. de Pedro Gomes Correa e Christina Maria de Moraes, com pelo menos: Maria Domingues, b. 1799, NS da Conceição, Bragança Paulista, Francisco Domingues, b. 1807, NS do Ó, São Paulo, SP.  (FS e SL.4.448).

     8 - 6. Manoel Joaquim Vaz Pinto (não relacionado por SL), b. 1784, NS da Conceição, Bragança Paulista. (FS).

     8 - 7. Anna Vaz Pinto (ou Anna Franco), b. 1785, NS da Conceição, Bragança Paulista. (FS e SL.4.443).
- Obs.: Parece que poderia ser: Anna Vaz Pinta, cc. José Maria Peixoto, com pelo menos: Escolástica Peixoto, b. 1808, NS da Conceição, Bragança Paulista. (FS).

     8 - 8. Genoveva Vaz Pinto, b. 1789, NS da Conceição, Bragança Paulista. (FS e SL.4.443).

     8 - 9. Maria Vaz Pinto (truncado em SL), b. 1793, NS da Conceição, Bragança Paulista. (FS e SL.4.443).

    8 -10. Gertrudes Maria de Jesus (cujo casamento SL não descobriu), n. Bragança, c. 1809, NS da Conceição, Bragança Paulista, com Marcelino de Oliveira, n. Bragança, f. de Francisco de Oliveira e Izabel Rodrigues. (FS).

     8 -11. Ignes Franca de Godoy (cujo casamento SL não descobriu), n. Bragança, b. 1801, NS da Conceição, Bragança Paulista, onde c. 1817, com Bento Pinto de Siqueira, n. Bragança, f. de Francisco Pinto de Siqueira e Maria Antonia (Maria Antonia Franco?). (FS e SL.2.291).

     8 -12. Izabel Vaz Pinto (não relacionada por SL), b. 1802, NS da Conceição, Bragança Paulista. (FS).

     5 - 2. Miguel de Camargo Neves, c. 1777, Atibaia, com Joana Franca Barbosa Pimentel, f. de Lourenço Franco Viegas e Maria do Rosário, com pelo menos: (FS e SL.1.323).

     6 - 1. José Ortiz, c. 1804, Atibaia, com Anna Esméria de Jesus, f. de Cap. Domingos Leme do Prado e 2ª mulher, Maria da Cunha de Jesus (em Dias da Silva), cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: Ivo Ortiz, b. 1807, NS da Conceição, Bragança Paulista, SP. (FS).

     6 - 2. Albina Franco ou Albina de Camargo Neves, b. 1790, NS da Conceição, Bragança Paulista, onde c. 1812, com Antonio da Cunha Lima, n. Atibaia, f. de Manoel da Cunha Ribeiro e Joanna Ortiz de Camargo.

     6 - 3. Maria Ortiz ou Maria de Camargo Neves, n. Bragança, onde foi b. 1793, NS da Conceição, c. 1818, na mesma igreja, com seu parente, Floriano Barbosa, n. da mesma cidade, f. de Miguel Vaz Pinto e Escolástica Franca de Godoy, c.ger. em SL.4.444, entre os quais: (FS).

     4 - 3. Antonia Fernandes, solteira com 20 anos, 1659.

     4 - 4. Pedro Fernandes, com 12 anos em 1659.

     4 - 5. Domingos Fernandes Tenório, n. por volta de  1649, cc. Ana Nunes, f. 1733, Nazaré, com 80 anos, f. de Antonio Teles de Medeiros e Lourença Nunes, com: Pedro Fernandes Tenório, Ana Tenório, e ainda: (SL.4.453).

     5 - 1. Izabel da Costa, cc...., e teve f. único: Pedro Fernandes.

     4 - 6. Sebastião Fernandes, com 9 anos em 1659 e já f. 1699, cc. Catarina de Barros. (SL.4.453). 

                                                    Parágrafo 5º

      2 - 5. João Paes, Capitão de entradas, n. por volta de  1580, SP, Vereador por diversas vezes e Juiz Ordinário em 1657, c. por volta de 1607, 1ª vez, com Luíza da Gama, n. antes de 1584, talvez em Portugal, f. com testamento em 1615, f. de Francisco da Gama, o velho e, 2ª, depois de 1619, com Susana Rodrigues, a moça, n. 1597, f. de Martim Rodrigues Tenório de Aguilar, n. Espanha, e Susana Rodrigues, de SP, com 5 filhos em SL.4.454, onde observamos: (AS.6.210, 216, FS e PP.72).
                Da 1ª mulher:

     3 - 1. Francisco da Gama Paes, n. 1608, era cunhado de Pascoal Monteiro, em 1631. (DB.285 e PP.72).

     3 - 2. André, n. por volta de  1612.

                Da 2ª mulher:

     3 - 3. Anna da Veiga Paes, c. por volta de 1652, São Paulo, com  Manoel Pacheco Gato (ou Manuel Pacheco Borba), n. 1622, Ilha Terceira, Açores, f. 1692, Santo Amaro, f. de Manoel Pacheco Gato (ou Manoel Pacheco Linhares) e Beatriz de Borba Gato, c.ger. em Borbas Gatos. (AS.10.216/17, FS, GL.2.147, PI.32, SL.4.454, e Wikipédia).

     3 - 4. Sebastiana Rodrigues (ou Sebastiana Paes da Veiga), f. com testamento 1669, e inventário em 1670, c. por volta de 1628, João de Borba Gato, n. por volta de  1610, Ilha Terceira, Açores, irmão de Manuel Pacheco Borba, anterior, c.ger. em Borbas Gatos. (1.266, AS.10.217, BGB.10.32, FS, PI.32, SL.4.503 e VT.1.109).

     3 - 5. Martim Rodrigues Tenório de Aguilar, f. com testamento em 1654, São Paulo, c. 1ª vez, com Sebastiana Ribeiro, f. 1646, f. de João Maciel Valente e Maria Ribeiro e, 2ª, 1642, São Paulo, com Madalena Clemente de Alarcón Cabeça de Vaca, n. por volta de  1625, nessa cidade (1º marido), f. de Dom Francisco Rendon de Quebedo e Anna Ribeiro, c.ger. desta em Rendons. Da 1ª esposa teve filho único: João, com 8 anos em 1654. (CR.1.25, 401, 217, 3.116, FS e SL.4.504).

     3 - 6. João Paes Rodrigues, n. São Paulo, c. 1ª vez, com Ana Maria Rodrigues Garcia, f. de Garcia Rodrigues Velho e Maria Betim, c.ger. em Betim e, 2ª, com Messia Ferreira de Távora, f. do Cap. Marcelino de Camargo e Messia Ferreira Pimentel de Távora (em Camargos). Da 2ª esposa teve filha única: (PP.72, SL.1.373, 4.505 e 7.456).

     4 - 1. Sebastiana Ribeira, c. 1700, São Paulo, com o Cap. Pedro Fernandes de Avellar (que depois cc. Maria Dias da Silva, f. 1762, Atibaia, viúva, com 72 anos), f. de João Pereira de Avellar e Maria Leme do Prado, s.ger. (SL.3.301 e 4.508).

     3 - 7. Maria Paes (hipótese, não relacionada por SL), cc. o Cap. Diogo Domingues de Faria, f. de Amaro Domingues, n. São Paulo, f. com testamento em 1636, e Catarina Ribeiro (em Domingues), e pelo menos: (SL.8.103).

     4 - 1. Maria Domingues das Candeas, f. Sorocaba, 1736, viúva do Cap. Mor Martim Garcia Lumbria, f. de Miguel Garcia Carrasco e sua 2ª mulher Izabel João, c.ger. acima. (AS.6.216, PP.72 e SL.6.518).

     4 - 2. Ana Domingues de Faria, c. 1ª vez com o Cap. Manoel Cardoso de Almeida, c.ger. em Furtados (irmão do Ten. Gal. Matias Cardoso de Almeida) e, 2ª, 1685, Sorocaba, com Manoel Bueno da Fonseca, f. de Diogo Bueno e Maria de Oliveira (em Oliveiras Gagos), s.ger. deste.

     4 - 3. Sarg. Mor Pedro Domingues Paes, juiz de órfãos de Sorocaba, 1689, cc. Izabel Soares de Pontes, f. 1722, Sorocaba, f. de Estêvão Sanches de Pontes e Mecia Soares Correia, c.ger. em Pontes. (SL.8.104).

     4 - 4. Cap. Mor Brás Mendes Paes (ou Brás Domingues Paes), n. São Paulo, sertanista que participou dos descobrimentos de ouro em Mato Grosso, em 1720, f. octogenário em Sorocaba, onde c. 1687, NS da Ponte, com Maria Moreira Cabral, f. do Cel. Paschoal Moreira Cabral, o velho, e Mariana Leite ou Mariana Leme (em Moreiras), e pelo menos: (DB.281, FS, SL.7.434 e 8.104).

     5 - 1. Maria Paes Domingues, c. 1711 ou 1713, NS da Ponte, Sorocaba, com o Cel. Antonio Antunes Maciel, f. 1745, companheiro do seu irmão João Antunes Maciel no descobrimento das minas de Cuiabá, f. de João Antunes Maciel e Joana Garcia, c.ger. em Vaz Guedes. (FS e SL.1.133).

     5 - 2. Maximiana da Cruz (hipótese, f. de "Braz Mendes e Maria"), c. 1725, NS da Ponte, Sorocaba, com João Vieira Fagundes, f. de João Vieira e Luiza Fernandes. (FS).

     5 - 3. Maria Domingues (hipótese, f. de "Braz Mendes e Maria da Cruz"), c. 1731, NS da Ponte, Sorocaba, com Miguel Ferreira, f. de Ignacio Pedroso e Maria de Mendonça. (FS).

     5 - 4. Amaro Domingues Paes, c. 1ª vez, 1734, NS da Ponte, Sorocaba, com Josefa Nunes Paes, f. de Pedro Nunes Tenório e Jerônima Paes, acima e, 2ª, 1739, na mesma igreja, com Apolônia Cabral de Távora (viúva de Ângelo Cardoso de Campos), f. de João Cabral de Távora e Maria Bicudo de Proença (em Camargos). (FS, SL.1.386 e 8.105).

     5 - 5. Antonio Paes de Faria, c. 1743, Sorocaba, com Benta Paes Nunes, f. de Antonio Nunes Paes e Teodósia Nogueira, de Sto. Amaro, e pelo menos 2 filhos: (SL.8.105).

     6 - 1. Brás Mendes Rodrigues, c. 1775, Sorocaba, com Ana Pedroso, f. de Jorge Ribeiro Preto, de Parnaíba, e Rita Maria Domingues. (SL.6.288).

     6 - 2. Ana Paes de Faria, c. 1776, Sorocaba, com Gaspar Cubas Ferreira (1ª esposa), f. de Lourenço Castanho Vidigal e Josefa de Oliveira. (SL.4.289).

     4 - 5. Martinho de Faria Paes, f. 1724, Sorocaba, cc. Inês Sanches de Pontes, irmã de Izabel Soares de Pontes, do 4-3, acima, c.ger. em Pontes.

     4 - 6. Amaro Domingues, f. 1682, SP, cc. Ana Maria do Prado (que c. 2ª vez com José Correia de Lemos), f. de João Lopes de Medeiros e Mariana da Luz, e f. único: (SL.8.105).

     5 - 1. Inocêncio Fernandes, n. após o falecimento do pai.

     4 - 7. João Paes Domingues, natural, do Cap. Diogo Domingues, foi tutor do seu sobrinho Inocêncio, f. do 4-6, em 1690.

                                                  Parágrafo 6º 

     2 - 6. Fernão Paes (hipótese), morador Itanhaém, irmão de João Paes, cc. Bárbara Gago, f. de Gaspar Afonso e Madalena Afonso, com 3 filhos: (PP.72, 133 e SL.1.14).

     3 - 1. Pedro Paes.

     3 - 2. Margarida Gago, cc. Fernão Munhós, f. 1673, São Paulo, f. de Fernão Moñones, c.ger. em Munhós. (PP.117 e SL.1.14).

     3 - 3. Madalena Afonso, f. 1655, São Paulo, c. 1ª vez com Domingos Nunes Félix, f. de Lourenço Nunes (vide Pontes) e Ascença Félix, f. 1616 e, 2ª, com Afonso Dias, 2ª esposa (Américo de Moura acha que é engano, este teria cc. outra Madalena Afonso, viúva de Pascoal Afonso ou Gaspar Afonso), e teve 11 filhos: Antonia Dias, com 7 anos em 1655, Sebastiana, Margarida Gago, Domingos, Tomé, e ainda: (PP.60, SL.1.14/15 e 43).
                Do 1º marido, os 5 acima, mais 3:

     4 - 1. Ascença Félix, já f. 1651, cc. Pedro de Góes, pais de: Maria.

     4 - 2. Bárbara Gago, cc. João de Góes.

     4 - 3. Maria Afonso, em 1664 estava cc. Tristão de Oliveira Lobo, talvez o mesmo de Oliveiras Gagos.

                Do 2º marido 3:

     4 - 4. Pascoal Dias, cc. Felipa Rodrigues, f. de Francisco Rodrigues Barbeiro e Esperança Camacho, c.ger. a seguir. (PP.60, SL.1.15, 31 e 44).

     4 - 5. Madalena Afonso (ou Margarida Afonso), cc. Antonio da Costa (que poderia ser o mesmo adiante).

     4 - 6. Izabel Dias, c. 1ª vez, antes de 1612, com Baltazar Nunes, f. bastardo de Pedro Nunes, c.ger. deste em Pontes, 2ª, após 1623, com André Fernandes e, 3ª, São Paulo, após 1633, com Diogo de Fontes, f. de Gaspar Gomes e Izabel Nunes. (PP.60 e SL.1.45). 

                                                  CAPÍTULO 2º 

     1 - 2. Joana Ramalho, n. por volta de 1515/22, Santo André, pode ter sido a "mameluca Ramalho" que casou (1ª vez?) ou teve filhos com o Mestre Bartolomeu Gonçalves (antes conhecido por Domingos Gonçalves), f. Santos, 1566, que veio em 1532 com Martim Afonso de Sousa, e que em 1545 era vizinho de Jorge Ferreira, c.ger. em IG.123 (omitida por SL), dos quais pelo menos os abaixo foram provavelmente filhos de Joana, e (2ª vez?) antes de 1540, com Jorge Ferreira, Cavaleiro Fidalgo da Casa Real, n. Portugal, que veio também com Martim Afonso, Cap. Mor Governador da Capitania de Sto. Amaro, de 1543 a 57, e São Vicente, de 1556 a 1558 e 1567 a 1572, tendo ajudado a fundar a cidade do Rio de Janeiro, onde recebeu sesmarias em 1565, na Ilha de Guaibé, para si, para os filhos e os genros, vivia em 1590, quando doou terras em Cabo Frio ao Convento do Carmo, f. de Gaspar Ferreira, teve: (BG.3.207, CP.210, 384, DB.164, IG.122, LR.Q.1, PP.90, 157, SA.231 e SL.9.67).
- Obs.: 1) Os autores dizem que o Mestre Barrtolomeu cc. uma das "mamelucas" Ramalho, possivelmente "Catarina" ou Antonia Quaresma mas, se o único documento citado diz que uma filha dele é tia de uma neta de Joana, esta deve ser a mãe dessa filha; 2) Sobre a geração de Jorge Ferreira, veja com mais detalhes na Revista da ASBRAP, n. 14, fls. 165, em artigo do renomado genealogista, H.V. Castro Coelho.
                  Do mestre Bartolomeu, provavelmente:

                                                  Parágrafo 1º 

    2 - 1. Catarina Ramalho, já c. 1566 com Rodrigo Álvares, f. 1598, ferreiro em Santos desde 1540, fez parte da expedição de Estácio de Sá para conquista do RJ, em 1565, f. de Fernando Álvares, morador SP, com: (CP.41 e IG.125).

    3 - 1. Luiz Álvares, n. por volta de  1560, f. após 1612, c. 1ª vez com Beatriz de Lucena, f. de Rodrigo de Lucena, Feitor e Governador da Capitania de São Vicente em 1540 e, 2ª, com Antonia Gago da Cunha, omitida em SL, f. de Henrique da Cunha Gago, o velho, teve: (IG.125).
- Obs.: Entretanto, segundo estudo recente, de H. V. Castro Coelho, Luiz Álvares seria filho de Rodrigo Álvares, o velho, vindo de Portugal em 1553, mestre de navios e sesmeiro em Santos, e sua mulher Apolônia Vaz e, Antonia Gago da Cunha seria filha de Henrique da Cunha e Filipa Gago. (AS.7.219).

    4 - 1. Rodrigo Alves Gago (ou Rodrigo Álvares Gago), n. por volta de  1586, f. 1634, c. São Paulo, 1610 (e não 1636, como consta em diversos autores), com Izabel Gonçalves (a qual enviuvando, c. 1836, com o viúvo Pedro Gonçalves Delgado, s.ger. deste), f. de Brás Gonçalves e Maria Delgado, a velha (ou de João Messer Gigante e Izabel Gonçalves, esta f. de Marcos Fernandes e Maria Afonso, versão acolhida pelo estudo acima), c.ger. em AS.7.220. (AS.7.215/16, IG.126, 130, PP.116 e SL.5.342). 

     2 - 1 (outra versão). Catarina Ramalho (ou N. Ferreira), possivelmente a mesma acima, n. por volta de 1543 ou antes, nos campos de Piratininga, c. por volta de 1559, com Gonçalo Camacho (ou Bartolomeu Gonçalo Camacho), n. Viana do Minho ou São Vicente (que pode ter sido c. também com Jerônima Dias, f. de Lopo Dias, adiante), irmão de Paula Camacho mulher de João Maciel, tomou parte em várias entradas, inclusive na do seu "cunhado" Antonio de Macedo, contra os índios de Mogi, de 1590 a 1593, tendo escapado do massacre então havido, pode ter sido filho de Bartolomeu Camacho ou da filha deste, .... Camacho e Baltazar Nunes, com: (BG.3.207, DB.96, 97, 330, EA.447, 475, LR.Q.1, Mauro Moura, NG.26, PP.31/3, SL.9.67, TP.79 e Revista da ASBRAP nº 14, fls. 169).
- Obs.: Américo de Moura propõe muitas allterações nesta versão de Silva Leme, entretanto, não chega a apresentar uma nova versão que seja clara e completa.

     3 - 1. Ana Camacho, f. com testamento em São Paulo, 1613, 1ª esposa de Domingos Luiz, o "Carvoeiro", f. com testamento emSão Paulo, 1615, n. Marinhota, freguesia de Santa Maria da Carvoeira, cavaleiro professo da ordem de Cristo, f. de Lourenço Luiz e Leonor Domingues, que constituem todo o Título Carvoeiros, com 7 filhos em SL.1.48, entre os quais: (BG.3.207, GP.2.552, NG.26, SL.1.31 e 9.67).
- Obs.: Entretanto o Sr. Helvécio de Castro Coelho, que consultou as "Cartas dos Primeiros Jesuítas Brasileiros", discorda dos documentos que embasaram esta filiação de Ana Camacho pela maioria dos autores, e a filia a Jerônimo Dias Cortes e .... Camacho. (Revista da ASBRAP, nº 13, de 2007, fls. 187 e informações da genealogista Eneida Rangel Celeti, de São Paulo, que muito agradecemos).

     4 - 1. Domingas Luiz, n. por volta de  1575, c. por volta de 1591, SP, em vida dos seus pais, com Ascenço Ribeiro, n. por volta de  1566, São Vicente, f. após 1637, f. de Estevam Ribeiro Bayam Parente e Magdalena Fernandes Feijó de Madureira, com pelo menos: (AS.1.118, AS.3.30, AS.9.146, SL.7.168).

     5 - 1. Madalena Ribeiro (omitida por SL), n. por volta de  1595, c. por volta de 1612, com Manuel Esteves de Mendonça, Português, n. por volta de  1580, Almotacel em 1624, c.ger. em AS.9.147, entre os quais: (AS.1.118, SL.1.81 e 7.168).

     6 - 1. Domingas Ribeiro, n. por volta de  1613, f. 1698, Parnaíba, c. 1631, São Paulo, com Domingos da Rocha, Português, n. por volta de  1600, c.ger. em AS.1.117 e SL.7.515, entre os quais: (AS.9.147, SL.8.518 e 549).

     7 - 1. Francisco da Rocha Gralho, f. 1725, Parnaíba, onde c. 1669, com Maria Dias Cardoso, f. 1714, na mesma cidade, f. de Mathias Peres Canhamares e Izabel Cardoso, c.ger. em Canhamares. (AS.1.122 e SL.8.549).

     7 - 2. Agostinho da Rocha Gralho, c. 1675, Parnaíba, com Maria de Oliveira, f. 1698, na mesma cidade, f. de Baltazar da Costa e Maria de Oliveira (em Oliveiras Gagos), com 6 filhos em SL.8.518, entre os quais: (AS.1.123).

     8 - 1. Francisco dos Santos Almeida, cc. Josepha Ribeiro de Siqueira, f. de Antonio Ribeiro de Magalhães, n. Portugal, e Maria Marques de Siqueira, n. Araçariguama, SP, com pelo menos: (SL.8.519).

     9 - 1. Maria dos Santos de Siqueira, c. 1772, Parnaíba, com Francisco Leite de Moraes, n. Sorocaba, f. de Paulo Leite de Moraes, n. Curitiba, e Timothea Fernandes, de Sorocaba, np. de Félix Leite de Moraes, nm. de Domingos Rodrigues de Oliveira, de Pitangui, e Catharina de Sene, de Sorocaba. (SL.8.519).

     9 - 2. João dos Santos Almeida (não relacionado por SL), n. Araçariguama, onde c. 1775, NS da Penha, com Izabel de Lara Moraes, n. da mesma cidade, f. de José Castanho da Silva e Ignez Pires (em Gonçalves Lopes), com pelo menos: Reginalda de Almeida, b. 1780, Araçariguama. (FS).
- Obs.: Ou neto paterno de Manoel dos Santos de Almeida e Francisca da Rocha Gralho? (FS).

     7 - 3. Catharina Pinheiro, cc. João de Mongellos, com pelo menos: (SL.7.515).

     8 - 1. Mariana Pinheiro, c. 1699, Parnaíba, com Simeão Álvares Pereira (viúvo de Maria Furquim, c.ger. em Furquins), f. de Antonio Ribeiro Pereira e Maria de Abreu. (AS.2.122, FW.50, SL.4.427 e 9.226). 

     7 - 4. Feliciana da Rocha, n. 1646, São Paulo, f. com testamento em 1685, cc. Antonio Cardoso Pimentel (que depois cc. Izabel Nobre, c.ger. em Vaz Guedes), f. de Braz Cardoso e Antonia de Chaves, com 11 filhos em SL.8.540. (AS.1.124, SL.6.461, 7.515 e Wikipédia).

     7 - 5. Anna da Rocha Gralho, cc. Estevão Pimenta das Neves, n. Portugal, f. 1692, Parnaíba, f. de Manuel Lourenço e Maria Fernandes Neves, c.ger. em AS.1.124 e SL.7.515, entre os quais:

     8 - 1. Bernardo Pimenta das Neves, f. 1736, Parnaíba, cc. Maria Nunes de Siqueira, f. de Salvador Rodrigues e Maria Ribeiro, c.ger. em Nunes de Siqueira. (AS.1.124, FS e SL.7.515).

     4 - 2. Bernarda Luiz Camacho, c. em vida de seus pais, com o Cap. Mor Governador Amador Bueno da Ribeira, o aclamado, com 9 filhos em SL.1.418, entre os quais: (1.81, AS.1.160, DB.88, EA.496, PP.96, SL.1.81 e 419).

     5 - 1. Amador Bueno, o Moço, n. por volta de 1611, São Paulo (e não Ilha da Madeira, como está em SL), f. 1683, São Paulo, Juiz de Orfãos, bandeirante que participou de diversas entradas ao sertão, c. 1638, nesta cidade, com Margarida de Mendonça, f. 1668, na mesma cidade, f. de Francisco de Mendonça e 2ª esposa, Maria de Góes, c.ger. em Góes Mendonças. (1.81, AS.1.160, DB.88, EA.496, PP.96 e SL.1.419).

     5 - 2. Isabel Bueno da Ribeira, f. 1698, c. 1642, São Paulo, com Domingos da Silva dos Guimarães, n. Macieira, termo da Fonte Arcada, bispado de Lamego, f. 1681, f. de Gaspar Fernandes, senhor do morgado do Cativo, e Maria Francisca de Castro, np. de Luiz Fernandes de Azevedo (ou Agostinho Fernandes de Azevedo), Cap. Mor de Fonte Arcada, nm. de Gonçalo de Maçoulas e Castro, tiveram, além dos 4 filhos falecidos na infância, tiveram mais 4 que estão em SL.1.422, entre eles:

     6 - 1. Isabel da Silva Bueno, c. 1ª vez, com Domingos da Silva Monteiro, Sarg. Mor da Fortaleza de Itapema, em Santos, e, 2ª, com Domingos de Castro Correa, n. Viana do Minho, da nobre família dos Pereiras. Do 1º marido teve filho único: (SL.1.431).

     7 - 1. Domingos da Silva Monteiro, cc. Margarida de Carvalho e Silva, f. de Raphael Carvalho e Catharina de Siqueira, s.ger. (SL.1.431).

              Do 2º marido, 4 filhos, entre eles:

     7 - 2. João Correa da Silva, c. Minas Gerais, com Maria Pedroso de Moraes, n. São Paulo, f. do Ten. Gal. Gaspar de Godoy Colaço e Sebastiana Ribeiro de Moraes, c.ger. em Gonçalves Lopes. (SL.1.431 e pesquisa inédita do genealogista Mauro Andrade Moura, de Itabira, MG, descendente do casal).

     7 - 3. Isabel Ribeiro da Silva Bueno, n. Santos, cc. Pedro Dias Raposo Bocarro (1ª esposa), f. do Guarda Mor Estêvão Raposo Bocarro e Maria de Abreu Pedroso Leme, c.ger. em Raposos Bocarros. (1.94, 3.89, GS.108, 272 e SL.2.469).

     4 - 3. Francisco Lourenço (hipótese), f. 1624, 1º marido de Maria Ribeiro de Alvarenga, f. de Estêvão Ribeiro de Alvarenga e Maria Missel, c.ger. em SL.5.376.

     3 - 2. Esperança Camacho, paulista, n. por volta de  1565, f. com testamento emSP, 1623, 2ª mulher de Francisco Rodrigues Barbeiro (ou o "Barbeiro"), português, f. SP, 1624, que em 1588 tinha casa em Piratininga, pais de 5 filhos: (DB.343, LR.Q.1, PP.169, SL.1.31 e 9.67).

     4 - 1. Maria Alves ou Álvares, n. por volta de  1589, curadora no inventário do marido, c. por volta de 1605, com André Botelho, n. por volta de  1575, f. com inventário em1635, procurador do concelho em 1622, f. de André Gonçalves e Izabel Botelho, com 5 filhos: (AS.13.214, SL.1.26 e 31).

     5 - 1. Izabel Botelho, c. 1632, São Paulo, com Acenço Dias de Macedo, f. 1669, Taubaté (1ª esposa), f. de Afonso Dias e Francisca Cubas, com 6 filhos: Alberto Dias Botelho, Mariana Dias, Izabel Cubas (casados), André, Mateus (ambos falecidos solteiros) e:

     6 - 1. Maria de Macedo, cc. Manoel Lopes, f. 1660, Taubaté, com: Acenço, Manoel e Beatriz. (SL.1.27).

     5 - 2. Francisco Botelho, o filho mais velho, c. São Paulo, com Petronilha Ribeiro (1º marido), f. com testamento em 1649, f. de Rafael Dias e Maria Martins, f. com testamento em 1638, SP, com 4 filhos: Rafael, Mariana (6 anos em 1649), e ainda: (AS.13.214 e SL.1.27).

     6 - 1. Maria Botelho, cc. André de Oliveira.

     6 - 2. Francisco Botelho, n. por volta de  1639, f. 1671, Taubaté, cc. Izabel Rodrigues, com 2 filhos: Antonio e Petronilha.

     5 - 3. Bento Rodrigues, já c. 1635, com ....

     5 - 4. Antonio Botelho, provavelmente o filho mais novo, já que era menor em 1635, no inventário do pai, c. SP, com Bárbara de Aros, f. de Diogo de Aros e Maria Teixeira. (AS.13.214 e SL.1.27).

     5 - 5. Maria da Conceição, freira.

     4 - 2. Felipa Rodrigues, n. por volta de  1591, c. por volta de 1607, com Pascoal Dias, paulista, n. 1586, f. de Afonso Dias e Madalena Afonso (acima), viúva de Gaspar Afonso, e mãe de Bárbara Gago, pais de 3 filhos e 7 filhas: (AS.13.214, GS.486, LR.Q.1, PP.60 e SL.1.31).

     5 - 1. Maria Afonso, de SP, onde c. 1630, com Antonio de Siqueira, paulista, f. 1648, f. de Francisco de Siqueira, português, n. Caminha, e Ana Pires de Medeiros, paulista, pais de 8 filhos: Maria de Siqueira, João Pires Afonso, Francisco, Antonio de Siqueira Afonso (este f. solteiro, em 1675), Felipa, Salvador, e ainda: (2.77, LR.Q.1, SL.1.31 e 2.43).

     6 - 1. Ana Pires, paulista, cc. Salvador Francisco de Oliveira Lobo, n. SP, f. de Manuel Francisco Pinto, n. Guimarães, e Juliana de Oliveira, nm. de Matias de Oliveira Lobo e Izabel da Cunha (em Oliveiras Gagos), pais de pelo menos 3 filhos: (2.78, LR.Q.1, SL.2.43 e 8.496).

     7 - 1. Bento de Oliveira Pires (que em 1675 assinou por sua avó, Maria Affonso), cc. Izabel de Moraes da Silva, f. 1727, com 11 filhos em SL.8.496, entre os quais:

     8 - 1. Salvador de Oliveira Pires, f. 1731, Santo Amaro, cc. Josepha Paes, f. de Daniel Colona e Maria Paes da Cunha, com 8 filhos em SL.8.496, entre os quais: (SL.4.502).

     9 - 1. Escholastica de Oliveira Paes, cc. Luiz Tavares de Araujo, n. Bemposta ou Portugal (viúvo de Maria Sanches da Rocha), f. 1760, com inventário em Cotia, SP, f. de Ventura João e Maria Tavares, naturais da freguesia de Pinheiro, Quinta do Boral, bispado de Coimbra, com 6 filhos em SL.8.498, entre os quais:

     10- 1. Anna Tavares de Araujo, c. 1760, Cotia, SP, com Severino Antonio de Almeida, f. 1788, São Paulo, f. de João Antonio e Mariana Freire, naturais de Portugal, com 7 filhos em SL.8.498, entre os quais: (FS).

     11- 1. Rita Tavares de Araujo, c. 1779 (ou 1780), Cotia, com Francisco Ferreira dos Santos, n. Portugal (viúvo de Rita Dias de Camargo). (FS e SL.8.498).

     11- 2. Maria Alves de Oliveira (ou Maria Tavares de Oliveira), c. 1783, Cotia, com Antonio Manoel de Camargo Pires, f. de Fernando Figueiró de Camargo e Izabel de Moraes, c.ger. em Pintos Guedes. (FS, SL.7.80 e 8.499).

     11- 3. Francisco Antonio de Paula, c. 1788, Cotia, com Maria Francisca Soares de Medella, f. do Cap. Bento Soares de Campos e Maria Izabel Leite de Barros (em Campos). (SL.6.547 e 8.499).

     10- 2. Maria Tavares Paes, c. 1763, Cotia, com o Ten. João Mendes de Almeida, f. de Luiz Mendes de Almeida e Escholastica da Silva, np. de Damião Negrão de Oliveira e Francisca de Almeida, nm. de Félix Machado de Oliveira e Maria Antunes, por Félix Machado, bisn. de Francisco Machado Fajardo e Antonia da Rocha, com 2 filhos em SL.8.499, onde observamos: Ignacio Mendes de Almeida (não relacionado por SL), b. 1785, São Roque. (FS).

     10- 2. Ten. Francisco Tavares de Oliveira, c. 1788, Cotia, com Clara Maria de Oliveira (Clara Francisca de Oliveira ou Clara Margarida de Oliveira), f. de Rodrigo Fagundes Varella e Anna Francisca de Oliveira, c.ger. em Garcias Velhos. (SL.8.500).

     7 - 2. Matias de Oliveira Lobo, f. São Paulo, 1745, onde c. 1679, com Ana de Moraes Madureira, n. São Paulo, 1665, moradores nessa cidade, f. do Cap. Francisco Velho de Moraes e Francisca da Costa Albernaz (em Antas Moraes), com 12 filhos, em SL.8.512, entre os quais: (LR.Q.1 e LR.24).

     8 - 1. Francisco Velho de Moraes, f. 1733, cc. Maria Bicudo de Brito, f. 1759, SP, f. de Antonio Bicudo Camacho e Izabel da Cunha de Siqueira, c.ger. em Antas Moraes. (SL.7.481 e 8.513).

     8 - 2. Ana Pires de Oliveira, c. 1720, São Paulo, com Antonio Vieira de Moraes, n. São Paulo, f. antes de 1753, fazendeiro em São Miguel do Cajuru, perto do Turvo, MG, f. de Antonio Vieira Dourado e Francisca de Macedo Moraes, c.ger. em Raposos Tavares. (AS.6.236, Ad.45, LR.24 e SL.8.515).

     8 - 3. Cap. Matias de Oliveira Homem, c. 1724, São Vicente, com Ana Pinheiro da Guerra, f. com testamento emSP, 1747, f. do Cap. Pedro da Guerra Leme ou Pedro Leme da Guerra e Beatriz Pinheiro (em Guerras), s.ger. (SL.2.208 e 8.512). 

     8 - 4. José Pires de Oliveira, c. 1736, Santo Amaro, com Antonia Pedroso, f. de José Colaço Nogueira e Maria Garcia Moreira, c.ger. em Canhamares. (SL.8.389/90).

     7 - 3. João Pires de Oliveira, teve a filha natural: (SL.8.516).

     8 - 1. Maria Morato, 1ª mulher de Matias Lopes de Alvarenga, que c. 2ª vez, 1713, com Catarina Nunes de Siqueira (prima da 1ª mulher), filha de Simão Nunes de Siqueira e Juliana de Oliveira, c.ger. desta em Nunes Siqueiras. (SL.2.138 e 8.516).

     6 - 2. Sebastião de Siqueira, 1º marido de Maria Ribeiro Antunes, f. de Estêvão Ribeiro Baião Parente, Gov. da guerra do sertão da Bahia, e Maria Antunes (em Oliveiras Gagos), com f. único: (SL.2.43).

     7 - 1. Estêvão Ribeiro Baião.

     5 - 2. Pascoal Dias Rodrigues, juiz ordinário e de órfãos em Jundiaí em 1667, c. 1650, SP, com Margarida Rodrigues Antunes, f. de Manoel Antunes e Inocência Rodrigues, com: (AS.13.214, SL.1.32 e 8.325).

     6 - 1. João Dias Rodrigues, n. Jundiaí, f. 1752, c. 1686, Sto. Amaro, com Maria Barreiros, f. 1756, Sto. Amaro, f. de Belchior Barreiros e Ana Tenório, do Cap. 1º, Par. 4º, retro, c.ger. em SL.4.432 (Tít. Tenórios).

     5 - 3. Afonso Dias, f. 1648, no sertão, na bandeira do Cap. Antonio Domingues, c. 1642, São Paulo, com Antonia de Paiva, f. de Pedro de Oliveira e Francisca Cordeiro (em Oliveiras Gagos), com 3 filhos: Maria da Conceição, Maria da Luz e Acenço. (SL.1.32 e 7.293/4).

     5 - 4. Izabel Afonso, c. São Paulo, com Baltazar Correia, f. de Francisco Álvares Correia e Margarida Gonçalves, c.ger. em Moreiras Castilhos. (SL.1.32).

     5 - 5. Felipa Rodrigues, cc. Luiz de Andrade, f. de Diogo de Andrade Peçanha e Maria de S. Paio. (SL.1.32).

     5 - 6. Francisca Rodrigues, c. São Paulo, com Diogo Castanho Torres, f. de outro do mesmo nome, Almoxarife da Capitania de São Vicente, em 1612, e Suzana Adorno, esta f. ou neta de Manuel Fernandes, português, e Maria Rafael Adorno (esta de Rafael Dias Adorno). (GS.46, 486, HP.217 e SL.1.32).

     6 - 1. Cap. Diogo Castanho Torres, talvez filho, omitido em SL, cc. Antonia de Escobar Ortiz, n. após 1630, São Sebastião, onde f. 1725, irmã de Catarina de Oliveira Cotrim (em Raposos Bocarros), f. de Francisco de Escobar Ortiz e Inês de Oliveira Cotrim, com:
- Obs.: Ou seria filho de ... Castanho Torres e ... Lopes de Faria, com mais geração na Revista da ASBRAP, nº 14, fls. 199?

     7 - 1. Manuel de Faria Dórea, n. por volta de  1668, já f. 1725. (AS.14.200, CR.3.184 e HP.217).

     7 - 2. Inês de Oliveira, n. por volta de  1665, cc. o Cap. Inácio Preto de Oliveira (cujo casamento e geração SL omite), n. por volta de  1670, f. após 1739, da governança de São Sebastião, SP, f. de Manuel Bicudo de Mendonça e Ana Preto de Oliveira (em Pretos), com pelo menos: (GS.333).

     8 - 1. Ten. Diogo Castanho Torres, n. 1700, São Sebastião, onde c. 1734, com Josefa Maria do Amaral, n. 1710, Parati, f. de José Caetano, n. Parati, e sm. Maria Barbosa, n. Ilha Grande ou Angra dos Reis, com: (AS.4.27, 14.201, GS.333/4, HP.217 e SL.8.322).

     9 - 1. Maria Barbosa do Amaral, n. 1730/4, São Sebastião, f. 1776, cc. Amaro Alves da Silva Cruz (ou Amaro Álvares da Silva Cruz), n. 1727/8, na mesma cidade, f. com testamento em 1804/9, f. de Amaro Alves da Silva Cruz, n. 1679, Azurara, e Mariana Gonçalves de Oliveira, n. São Sebastião (em Botafogos), com 12 filhos: Ana, João, Antonia, e ainda: (GS.451 e 455).

     10- 1. Pe. Manuel de Faria Dórea, n. 1761, São Sebastião. (HP.217).

     10- 2. Pe. Sebastião Álvares de Oliveira Cruz, n. 1768.

     10- 3. Narcisa Alves de Oliveira Dórea (ou Narcisa Dórea de Oliveira), n. 1767, São Sebastião, cc. seu parente Luiz Nunes de Moura Garcês, n. 1755, São Sebastião, f. de Tomé Aires Garcês de Aguirre e Ana Maria Paes Leite da Silva, c.ger. em Garcês Barretos. (HP.217).

     10- 4. Simplício Alves da Cruz, f. solteiro. (GS.157, 451 e 455).

     10- 5. Joana Barbosa do Amaral (ou Joana Dórea de Oliveira), cc. Antonio José Alves da Silva. (GS.157).

     10- 6. Luiz Alves da Cruz, n. 1774, cc. Luiza Mariana do Amaral, f. de c.ger. em Botafogos. (GS.157, 161 e 455).

     10- 7. Maria Barbosa do Amaral (ou Maria Barbosa Alves da Cruz), a moça, cc. Antonio Domingos de Souza, com pelo menos: (GS.476).

     11- 1. Joaquim Antonio de Souza, cc. Maria Mendes, f. de Antonio Mendes do Rego e Ana Luíza do Nascimento (a mesma Ana Gomes de Moraes, neta), c.ger. em GS.477/8.

     10- 8. Alexandrina Dórea de Oliveira, cc. Francisco Antonio da Silva.

     10- 9. Padre Manuel de Faria Dória, n. b. 1781, São Sebastião, f. 1842, onde foi Vigário Colado entre 1816 e 1837. (GS.157).

     9 - 2. Luíza Maria do Amaral (ou Luiza Mariana do Amaral), n. 1746/7, São Sebastião, aí cc. seu primo João da Mota Moreira, n. 1747/8, nessa Ilha, f. do Alf. João Correia Marzagão, tio, e Maria Manoela Alves da Cruz, c.ger. em Botafogos. (GS.161, 296 e 486).

     7 - 3. Antonio Lopes de Faria, n. por volta de  1665, testamenteiro da mãe. (AS.14.200 e HP.217).

     7 - 4. Madalena Dórea (de Escobar), n. por volta de  1662 ou 70, S.Sebastião, f. 1712, Rio, c. por volta de 1680, com Domingos Tomás da Silva, "n. Braga", b. 1660, Rio, f. de Manuel Pinto Barbosa e Maria de Anaia, com: Miguel, Manuel, Inácia, Simão, Antonia, Francisco, Rosa, e: (AS.14.200, CR.3.184 e HP.217).

     8 - 1. Maria de Anaia, n. por volta de  1682, Rio, onde c. 1701, com Félix Correia e Bragança, b. Rio, 1679, que depois de viúvo foi padre, f. do Sarg. Mor Félix Correia de Castro Pinto Bragança e Maria do Amaral, s.ger. (CR.1.183 e 3.184).

     8 - 2. Catarina Maria da Silva, n. por volta de  1692, Inhaúma, Rio, onde c. 1712, com Antonio Gomes Guimarães, n. por volta de  1682, São João da Ponte, Guimarães, arcebispado de Braga, f. de Francisco Gomes e Maria Luiz ou Domingas Luiz, com: Maria, Ana, José, Madalena, Vicente, Rosa e Joaquina, e ainda: (AS.14.200 e CR.3.184).

     9 - 1. Licenciado Pedro da Silva Guimarães. (AS.14.200).

     8 - 3. Rosa Maria da Silva, b. Rio, 1705, f. 1744, onde c. 1727, com Roberto de Proença Rabelo (Castelo Branco), b. Rio, 1707, f. de Manuel de Proença Rabelo e Tomásia de Oliveira, com: Ana e Joaquim. (CR.3.184/5).

     8 - 4. Pe. Antonio Lopes, clérigo secular. (AS.14.200).

     8 - 5. Frei Bernardino de Jesus, religioso de São Francisco. (AS.14.200).

     7 - 5. Catarina Páscoa, n. por volta de  1674. (AS.14.200 e HP.217).

     7 - 6. Maria de Jesus, n. por volta de  1677. (HP.217).

     5 - 7. Catarina Dias, c. 1637, SP, com Manoel Pires de Brito, f. 1677, f. de Diogo Pires e Izabel de Brito, com 9 filhos: Domingos de Brito (já c. 1677), Manoel Pires (30 anos 1677), José Álvares, João Pires, Maria de Brito (maior), Izabel de Brito, Felipa Rodrigues, Catarina (18 anos), Mariana (13 anos em 1677). (SL.1.32 e 2.8).

     5 - 8. José Dias.

     5 - 9. ...., cc. Francisco da Cunha.

     5 -10. .... (filha).

     4 - 3. Iria Camacho, n. por volta de  1595, c. por volta de 1611/22, com Ascenço Luiz Grou, n. por volta de  1575, f. 1649, com testamento em 1653, SP, f. de Luiz Eanes Grou, o velho,  e Guiomar Rodrigues, s.ger. (AS.13.214, PP.98 e SL.1.32).

     4 - 4. Raquel Rodrigues, n. por volta de  1597, c. por volta de 1615, com Francisco Preto, f. de Antonio Preto, c.ger. em Pretos. (AS.13.214, DB.322, PP.150 e SL.1.32).

     4 - 5. Francisco Rodrigues Ramalho, paulista, n. 1603, f. com testamento em 1672, Taubaté, tomou parte na Bandeira de Manuel e Sebastião Preto ao Guairá, onde ainda se achava em 1623, c. São Paulo, com Ana Maria Nogueira, f. de Diogo Dias de Macedo e Paula Nogueira (vide Cubas), e 6 filhos: Domiciana, com 11 anos, Francisco, e ainda: (AS.13.214, DB.343 e SL.1.32).

     5 - 1. Mariana Rodrigues, viúva de Manoel Correia.

     5 - 2. Maria Alves, cc. Antonio Correia.

     5 - 3. Esperança, que pode ser a mesma Esperança Dias, n. por volta de  1725, c. por volta de 1645, com Ambrósio Dias, n. por volta de  1615, pais de: Ângela, b. Rio, 1646. (CR.1.503).

     5 - 4. Diogo Dias, c. 1680, Mogi das Cruzes, com Felipa da Cunha, f. de João Vaz Cardoso e Domingas Nunes. (SL.6.447).

     3 - 3. Antonio Camacho, provavelmente, o mesmo morador da Capitania de São Vicente, desde 1570, que muito combateu os Tamoios e obteve uma sesmaria na região de Piratininga, em 1610, c. em São Paulo, com Joana Rodrigues, e foram pais de: (DB.96, PP.169, SL.1.33 e 9.68).

     4 - 1. Helena Rodrigues, f. com testamento em 1635, São Paulo, c. 1ª vez com Antonio da Fonseca, f. 1619, São Paulo e, 2ª, com Francisco Borges, n. Portugal, f. de Antonio Álvares e Violante de Siqueira, e teve:
                Do 1º marido 3 filhos:

     5 - 1. Maria Camacho, cc. Luiz Cabral de Mesquita, que recebeu sesmaria em São Sebastião, junto ao seu parente Antonio Coelho de Abreu. (GS.279).

     5 - 2. Joana Rodrigues, cc. Lopo Fernandes de Matos.

     5 - 3. Bartolomeu da Fonseca.

                Do 2º marido 7 filhos:

     5 - 4. Gaspar Borges Camacho, 8 anos 1635, habil. de genere.

     5 - 5. Francisco Borges Rodrigues, n. SP, f. com testamento em 1685, Taubaté, onde foi morador, c. 1ª vez com Maria Vaz, com 1 filho, falecido em menoridade e, 2ª com Luzia Rodrigues do Prado, f. 1727, f. de Francisco Rodrigues e Antonia Furtado, com 13 filhos desta em SL.3.305, entre os quais: (SL.1.33 e 3.305).

     6 - 1. Francisco Borges Rodrigues, f. 1750, com testamento em Taubaté, c. 1ª vez, com Anna Vaz Bicudo, f. 1703 e, 2ª, com Francisca Cordeiro da Costa, f. 1769, Guaratinguetá, f. de João da Veiga e Francisca Cordeiro (em Oliveiras Gagos), c.ger. de ambas em SL.3.310, entre os da 2ª esposa: (Pesquisa do amigo, genealogista, Mauricio Prado, paulista, residente na Dinamarca, que inclui a descendência do casal).

     7 - 1. Francisca Cordeiro do Prado, f. 1784, Guaratinguetá, já viúva, cc. o Cap. José do Rego Barbosa, f. de Salvador da Motta de Oliveira e Maria do Rego Barbosa, c.ger. em SL.3.62, entre os quais:

     8 - 1. Antonia da Silva de Jesus, c. 1752, Guaratinguetá, com André Pinto de Castro, f. de José Pinto de Castro, n. Porto, e Theresa de Jesus, do Rio de Janeiro, com 3 filhos em SL.3.66, onde observamos:

     9 - 1. Maria Francisca de Jesus, c. 1788, Guaratinguetá, com Joaquim de Pontes Renato, f. de Francisco de Pontes Renato e Anna Nunes de Siqueira (em Garcias Velhos). (SL.3.66).

     9 - 2. Joaquim Pinto de Castro (não relacionado por SL), n. Lorena ou Guaratinguetá, cc. Maria Rodrigues, n. Capela de Santana do Capivari, f. de Antonio Rodrigues de Freitas e Izabel Rodrigues Pedroso, com pelo menos: Anna, n. 1797, José, n. 1798, Francisca, n. 1800, Antonia, n. 1802, todos em Soledade de Itajubá, e ainda: (Filho e respectiva geração descobertos pelo amigo, genealogista, Maurício Prado, esclarecendo que os assentos anteriores a 1839, a fonte são as transcrições dos assentos religiosos de Itajubá feitas pelo Monsenhor Lefort, e para o período posterior, são os asentos religiosos propriamente ditos)

     10- 1. Claudiana Maria de Jesus, n. Soledade de Itajubá (exposta em casa de Joaquim Pinto de Castro), c. 1822, na mesma localidade, com Salvador Francisco da Silva (viúvo de Leonor Maria de Moraes), com pelo menos:

     11- 1. Anna Joaquina Ribeiro, n. Soledade de Itajubá, c. 1840, Itajubá, com Lucino Manoel Fernandes, n. Campanha, f. de José Fernandes de Oliveira e Delphina Maria de Jesus, com pelo menos: Maria, n. 1850, Capela de Santo Antonio de Pirangussu, freguesia de Itajubá.

     11- 2. Linda Maria de Jesus, n. Soledade de Itajubá, c. 1847, Itajubá, com Joaquim Correa Lemes, n. Soledade de Itajubá, f. de João Correa Lemes e Gertrudes Maria Pinto, np. de João Correa Lemes e Anna Genoveva, nm. de Gonçalo Pinto Moreira e Catharina do Prado.

     11- 3. José Francisco da Silva, n. Soledade de Itajubá, c. 1849, Itajubá, com Maria Joaquina do Espírito Santo, n. Soledade de Itajubá, f. de (...) e Pulcina Maria da Conceição, com pelo menos:

     12- 1. Liberato José da Silva, n. 1862, c. 1884, Pirangussu, MG, com Izabel Maria de Jesus, n. 1866, f. de Geraldo José Correa e Gertrudes Maria de Jesus.

     5 - 6. Antonio Borges, tinha 1 ano em 1635.

     5 - 7. Manoel Borges Cousseiro, f. solteiro, Taubaté, 1680.

     5 - 8. Helena Rodrigues, n. SP, f. 1692, onde c. 1640, com Sebastião Gil, o moço, f. 1683, Taubaté, f. de outro e Feliciana Dias, c.ger. em SL.8.85, entre os quais: (SL.1.33 e 84).

     6 - 1. Maria Rodrigues de Siqueira, c. 1ª vez, com Antonio Cardoso, f. 1664, Taubaté, f. de Antonio Lourenço e Izabel Cardoso (em Vaz Guedes), 2ª, com Antonio Themudo, assassinado no sertão, inventariado em 1673, Taubaté, f. do Cel. Manoel Themudo, n. Portugal, e Maria Pedroso, esta de Diogo Penedo e Simoa Fernandes e, 3ª, cerca de 1683, com André Rodrigues de Freitas, c.ger. em SL.8.85. Do 1º marido, teve: (SL.1.84).

     7 - 1. Manoel.

     7 - 2. Maria Cardoso de Siqueira, c. Taubaté, com o Cel. Sebastião Fernandes Furtado de Mendonça, n. da mesma cidade, f. de Manoel Fernandes Edra e Maria Cubas, c.ger. em Cubas. (8.85, DV.1.224, SG.99/100, SL.5.432 e VT.1.44 e 294).

     5 - 9. Maria Borges, f. Taubaté, 1697, cc. Miguel de Góes, n. São Vicente, f. com testamento em 1668, Taubaté, f. de Gabriel de Góes e Inês Gonçalves, com 9 filhos: Luiz de Góes Camacho, João de Góes Camacho, Francisco de Góes Camacho, Domingos de Góes Camacho, Miguel de Góes Camacho, Inês, Margarida e, ainda: (SL.1.34).

     6 - 1. Gabriel de Góes Camacho (cc. sua parenta Sebastiana de Torres, f. de Sebastião Gonçalves de Barros e Helena de Torres, do Cap. 5º, adiante?).

     6 - 2. Antonio de Góes Camacho (cujo casamento SL não descobriu), cc. Maria Joanna, de acordo com escritura de venda de terras, passada por eles em 06.06.1700, a Domingos Vieira Cardoso, em Taubaté (em Vieiras Maias). (Descoberta do amigo, genealogista, Rosano Marcondes, no Arquivo Histórico de Taubaté).

     5 -10. Violante de Siqueira, 1ª mulher do Cap. Pedro Gil, f. 1668, Taubaté, irmão de Sebastião Gil, o moço, do acima, c.ger. em SL.8.36, entre os quais: (SL.1.34).

     6 - 1. Violante Cardoso Siqueira, n. SP, f. 1721, Taubaté, cc. Domingos Rodrigues do Prado, o Longo, f. 1715, Taubaté, f. de Francisco Rodrigues eAntonia Furtado, c.ger. em Furtados. (SL.3.314).

     3 - 4. Maria Camacho, n. por volta de  1544, c. após 1560, quando já morava em Santos, com Cristóvão Diniz, n. por volta de  1525, Portugal, morador em Santos, SP, Almoxarife da Fazenda Real, em São Vicente, e vereador em São Paulo em 1572, com: (3.156, AS.13.216, PP.32, 63 e SL.9.68).

     4 - 1. Clara Diniz, a velha, "terneta de João  Ramalho", n. por volta de  1574, c. por volta de 1590, com Domingos Dias, o moço, n. por volta de  1565, Portugal ou São Paulo, que tomou parte da bandeira de Nicolau Barreto ao Guairá, em 1602, juiz ordinário em 1607, tendo f. antes de 1613, f. de Domingos Dias, português, de São Miguel, Lourinhã, vindo logo nos primeiros anos da fundação de São Vicente, e Mariana de Chaves, com 7 filhos, que constituem todo o Cap. 6º de Dias Chaves, em SL.9.55, entre eles: (AS.13.216, DB.143 e SL.9.68).

     5 - 1. Maria Diniz, n. após 1585, 1ª mulher de Francisco de Mendonça, f. 1630, SP, c.ger. em Góes Mendonças. (PP.96 e SL.9.56).

     5 - 2. Antonia de Chaves, cc. Manoel da Costa Pinno, f. 1653, Parnaíba, f. de Belchior da Costa e sua 1ª mulher, Izabel Rodrigues, c.ger. emFernandes. (SL.9.57).

     4 - 2. Catarina Diniz, n. por volta de  1565, c. por volta de 1581, Santos, com Francisco Nunes Cubas, n. Portugal, sertanista, Cap. da Fortaleza de Vera Cruz e Escrivão da Câmara de Santos, que tomou parte nas expedições ao Guairá, em 1602, e a Santa Catarina, em 1615, f. após 1642, f. de Gonçalo Nunes Cubas, c.ger. em S.Vicente, entre os quais: (AS.13.216, DB.136, PP.46 e SL.6.236).

     5 - 1. Brás Cubas, "irmão de Francisco Nunes Cubas". (GS.46).

     5 - 2. Francisco Nunes Cubas, n. por volta de  1582, morador em Santos, pode ser o mesmo que cc. Isabel Justiniana Adorno, f. de Manuel Fernandes, n. Portugal, e sm. Maria Rafael Adorno, e que em 1642, alegando ser filho e neto de conquistadores e povoadores da Capitania de São Vicente, ter servido como Capitão da Fortaleza de Vera Cruz, e ter mulher, filhos, filhas, genros, etc., obteve uma légua de terra no Rio de São Francisco, com entre outros: (2.130, AS.13.216, GS.46, PP.46 e 71).
- Obs.: Seria o mesmo 4-2, anterior?

     6 - 1. Ana Maria Justiniana Adorno, n. por volta de  1607, Santos, cc. Gonçalo Vaz Pinto de Sampaio, n. 1602, Penagóia, Lamego, Portugal, f. com testamento emSantos, 1680, f. de Francisco Pinto e Paula Pinto de Sampaio, descendentes dos Pintos de Bayam, pais de: (2.130 e AS.13.216).

     7 - 1. Frei Antonio da Luz, Franciscano, n. Santos. (2.130).

     7 - 1. Isabel Adorno de Sampaio, cc. Jorge Toscano Fragoso, n. da Capitania do Espírito Santo, f. de outro do mesmo nome e Maria Barbosa, pais de:

     8 - 1. Maria Pinto da Rocha, cc. Manoel Afonso Gaia, f. 1702, ambos n. Santos, f. de Domingos Afonso Gaia e Bárbara Pires Pancas, e constituem o Cap. 1º, do Nº. 3º, do Título Afonsos Gaias, em PT.2.130 e SL.8.415 (Tít. Gayas).

     4 - 3. .... (que também pode ser uma das duas acima), c. provavelmente, com Salvador de Paiva, que em 1594 ainda tinha casa na praça e talvez fosse irmão do Pe. Sebastião de Paiva, vigário de S.Vicente em 1585, deixou pelo menos:

     5 - 1. Maria de Paiva, cc. Jorge Rodrigues, inventariado, SP, 1606, com: (PP.134 e 169).

     6 - 1. Antonia de Paiva, f. SP, 1629, c. 1611, com Domingos Cordeiro (1ª mulher), português, n. Espinhel, f. de Domingos Fernandes e Maria Luiz Cordeiro, constituem o Título Cordeiros Paivas, em SL.7.288. (DB.122 e PP.169).

     6 - 2. .... de Paiva, c. antes de 1626, com Pedro Fernandes "Guaia", Morador no RJ. (PP.169).

     6 - 3. Sebastião de Paiva, emancipado em 1611, que pode ser o mesmo que cc. Maria Velho, f. de Francisco Velho e sua 1ª mulher Ana de Moraes. (PP.169).

     6 - 4. Custódio de Paiva, que recebeu a legítima em 1627.

     5 - 2. Custódio de Paiva, f. 1610, em sua fazenda, 1º marido de  Ana de Cerqueira, com f. único: (PP.134).

     6 - 1. Francisco de Paiva, c. 1616, com Maria Velho, f. de Francisco Velho e Ana de Moraes, omitida por Silva Leme no Vol.7.135 (Tít. Godoys).

     3 - 5. Jorge Camacho, tutelado de Domingos Luiz, o Carvoeiro, do nº 3-1, retro, morava em Santos em 1580, ano em que assinou a escritura de doação da Casa do Conselho aos jesuítas, para estabelecimento do Colégio. (PP.33 e SL.9.68).

     3 - 6. Beatriz Camacho (ou Beatriz Dias), f. 1636, São Paulo, onde c. por volta de 1573, com Francisco Pereira Farel (ou Francisco Pereira da Costa), português, estabelecido em São Paulo, que mudou para Angra dos Reis, onde f. depois de 1626, e teve: (PP.68 e SL.2.9).

     4 - 1. .... Farel ou Camacho, cc. Domingos Pires (ou Domingos Rodrigues), s.ger.

     4 - 2. Beatriz Camacho, c. 1ª vez com Frutuoso da Costa, português, e, 2ª, com Belchior da Veiga, irmão de Jerônimo da Veiga, f. de  Belchior da Veiga (em Bicudos Castanhos), morador São Paulo em 1592, que obteve sesmaria em Angra dos Reis, s.ger. deste, mas teve do 1º marido (ambos citados também como filhos dos pais dela): (2.111, DB.151, HI.96, PP.32, 68, 185 e SL.9.68).
- Obs.: Uma deste nome, n. por volta de  1575, c. por volta de 1595, com Daniel Dias Machado, n. por volta de  1565, c.ger. em CR.1.523.

     5 - 1. Antonio da Costa, talvez o mesmo cc. Margarida Afonso (ou Madalena Afonso), f. de Afonso Dias e Madalena Afonso, acima. (AS.13.194, PP.43 e SL.1.15).

     5 - 2. Paulo da Costa, n. SP, f. com testamento em 1662, c. por volta de 1618, com Páscoa do Amaral, f. de Gaspar Nunes e Antonia Gomes da Silva (2º marido), com 11 filhos em SL.1.9, entre os quais: (PP.44 e SL.9.68).

     6 - 1. Fructuoso da Costa, f. 1659, c. 1636, São Paulo, com Sebastiana Pimentel, f. de Manoel Álvares Pimentel e Feliciana Parente, com 6 filhos em SL.8.12, entre os quais:

     7 - 1. Anna da Costa Pimentel, f. com testamento em 1732, São Paulo, no estado de viúva, cc. Thomé Mendes Raposo, com 9 filhos em SL.8.15, entre os quais:

     8 - 1. Christovão Mendes Raposo, b. 1660, São Paulo, f. 1722, Santo Amaro, onde residiram e tinham fazenda, cc. Theresa Blanco, f. de Pedro Blanco Caldeira e Catharina de Pontes, c.ger. em Pontes. (SL.8.16 e informações gentilmente enviadas pelo genealogista Marcello A. de Oliveira Borges).

     4 - 3. Ana Farel, c. 1ª vez com Pedro Álvares, o moço, f. com testamento em 1609, inventariado em SP (ou o pai deste, Pedro Álvares Martins, c.ger. em SL.1.6?),  cujos filhos eram órfãos em 1610 e, 2ª, com Pascoal Monteiro, que levou a família para São Sebastião (fct. 1628, Angra dos Reis). Teve do 1º marido quatro filhos, dois residiam na Bahia, em 1636, um em SP, e: (AS.7.221, PP.68, 121 e 160).

     5 - 1. Marcos Fernandes, o mais velho, f. 1633, São Tomé, na África. (AS.7.221).

     5 - 2. Pedro Álvares (hipótese), "n. por volta de  1618", c. por volta de 1648, com Maria Ferreira, n. por volta de  1628, f. de Francisco Rodrigues e Ana Ferreira, pais de: Salvador, Jerônimo, Ana e, (CR.1.59 e 2.59)

     6 - 1. Isabel Ferreira ou Barbosa, b. 1649, Rio, onde c. 1673, com Manuel Simões, n. por volta de  1643, Sta. Catarina do Monte Sinai, Lisboa, f. de André Simões e Ângela Francisca (ou Ferreira), pais de: (CR.3.149).

     7 - 1. Martinho. 

     4 - 4. .... Camacho (ou Farel), cc. Manuel Luiz. (PP.68).

     4 - 5. ...., cc. Domingos Pires, que foi Almotacel em 1596, talvez f. de Salvador Pires e .... de Brito, s.ger. (2.111, PP.10, 145 e SL.2.9). 

                                                  Parágrafo 2º 

     2 - 2. Catarina Gonçalves, f. RJ, antes de 1591 (que conforme declaração era tia de Catarina Monteiro, mulher de José Adorno, genovês, filha de Cristóvão Monteiro e Marquesa Ramalho Ferreira, abaixo), cc. Domingos Pires, morador no RJ. (CR.3.23, CP.238, GS.228, IG.124 e PP.90).
- Obs.: Uma Catarina Gonçalves, cc. Domingos Nunes, com:

     3 - 1. Manuel Nunes, n. por volta de  1590, c. Rio, 1620, com Antonia Vaz, n. por volta de  1600, f. de Antonio Vaz e Violante da Costa. 

                                                  Parágrafo 3º 

     2 - 3. Brás Gonçalves, o velho, sapateiro, alfabetizado,  "mameluco, como seus irmãos, descendente de João Ramalho", n. Santos, antes de 1552, f. antes de 1620, c. 1ª vez com Fulana Malio, f. de João Batista Malio e Catarina Conqueiro (em Garcias Velhos) e, 2ª, entre 1578 e 80, com Margarida Fernandes, já f. 1603, f. do Cacique de Ibirapuera (ou de Fernão Álvares e sm. Margarida Marques) e, ainda, 2 filhos naturais, talvez "de uma filha de Fernão d'Álvares e Margarida Marques", moradores no campo de São Vicente, em IG.126, e teve: (GS.228, AS.6.212, 10.164 e SL.1.22).
- Obs.: Ou seria "filho do Mestre Bartolomeu Gonçalves e sm. Antonia Rodrigues", como consta em AS.10.164, com 8 ou 9 filhos?.
                Da 1ª esposa:

     3 - 1. Cap. Baltazar Gonçalves Malio, n. 1573, f. por volta de  1663, c. 1601, com Jerônima Fernandes Preto (2º marido), f. de André Fernandes e Maria Paes, c.ger. acima. (1.260, 263, IG.127, PP.72 e 92/3).

                Da 2ª esposa, pelo menos:

      3 - 2. Braz Gonçalves, o moço, n. por volta de 1567, morador no Rio, f. 1603 (ou 1626), c. 1597, com Catarina de Burgos, n. por volta de  1577, f. 1634 (que c. depois com João Gomes de Meirelles), f. de André de Burgos e Maria Rodrigues, com 5 filhos em SL.1.22, entre os quais: (CR.2.286, FS, IG.129 e PP.29).

      4 - 1. Bartolomeu Gonçalves, n. antes de 1598, f. com testamento em 1626, c. 1ª vez com ...., 2ª, com Bárbara Nogueira e, 3ª, com Domingas Rodrigues, f. 1630, viúva de Fulano da Paz, com geração em Pontes. (PP.92, SL.1.23 e VT.1.85).
- Obs.: Entretanto é referido, também, como sendo natural do Espírito Santo, e que não seria filho de Braz Gonçalves.

     4 - 2. Margarida Gonçalves, c. 1620,  Manoel Álvares Preto, f. 1665, f. de Antonio Álvares Preto e "Joanna de Revoredo", c.ger. em SL.1.25, entre os quais: (CR.2.287).

     5 - 1. "Joanna de Reboredo", de São Paulo, cc. Manoel Fernandes Barros, n. São Paulo, onde f. com testamento em 1638, f. de Antonio Fernandes Barros e Maria de Barros, com 11 filhos em SL.1.25, entre os quais: (SL.7.248).

     6 - 1. João Fernandes Preto (truncado em SL.1.25), c. 1688, Parnaíba, com Catharina Rodrigues, f. de Simão Rodrigues Coelho, n. Rio, RJ, f. 1660, Parnaíba, e Clara Diniz, f. 1686, Parnaíba. (SL.7.248).
- Obs.: Parece que poderia ser o mesmo casal: João Fernandes Preto, cc. Catharina Bicudo, com pelo menos: (FS).

     7 - 1. Maria Bicudo, c. 1729, NS da Ponte, Sorocaba, com Francisco Pedroso da Cunha, f. de Brás de Magalhães e Maria Moreira.

     4 - 3. Gabriel Rodrigues (ou Gabriel Gonçalves), n. São Paulo, onde f. 1634, c. 1619, Rio, com Izabel João, n. e f. São Paulo, f. de Gaspar João e Luiza Machado, com 3 filhos: Margarida, e ainda: (CR.2.286 e FS).

     5 - 1. Maria Rodrigues, n. 1621, São Paulo, onde c. 1636, com seu parente, João Mendes, n. 1617, f. de Diogo Mendes e Maria da Gama, acima. (AS.6.213, CR.2.286, SL.1.22 e 26).

     5 - 2. Catharina de Burgos, n. São Paulo, onde cc. Antonio Ferreira, f. 1683, f. de outro do mesmo nome e Maria Vaz.

                  Filhos naturais: 

     3 - 3. Belchior Fernandes (ou Belchior Gonçalves), c. 1616, com Izabel Fernandes, f. 1619 (viúva de Manoel Rodrigues Góes, retro), irmã de Jerônima Fernandes, do 3-1, com: (AS.6.217 e IG.131).

     4 - 1. Domingas, com 2 anos em 1619.

     4 - 2. Antonia, mameluca, filha natural, de Belchior.

     3 - 4. Baltazar Fernandes. 

                  De Jorge Ferreira: 

                                                  Parágrafo 4º 

     2 - 4. Belchior Ferreira, n. por volta de  1523, Portugal, f. por volta de  1552, cc. Catarina Monteiro, n. por volta de  1527 (sua sobrinha acima?), com pelo menos: (AS.3.37/8 e 14.167)

     3 - 1. Belchior Ferreira, n. por volta de  1544, São Vicente, morador no Rio de Janeiro, "sobrinho de Baltazar e Gregório Ferreira, filhos de Jorge Ferreira", foi testemunha no processo de beatificação do Padre Anchieta, em 1627.

     3 - 2. Cap. Jorge Ferreira Dormundo (hipótese do renomado genealogista H.V. Castro Coelho), n. 1546, depôs em 1603 no mesmo processo de beatificação. (AS.14.168).

                                                  Parágrafo 5º 

     2 - 5. Marquesa Ramalho Ferreira, n. por volta de  1525, Portugal, f. 1599, que em 1589, legou aos jesuítas suas terras em Guaratiba, RJ, que viriam a formar a Fazenda Real de Santa Cruz, c. por volta de 1542, com Cristóvão Monteiro, fidalgo português, f. 1574, que veio com Martim Afonso e morou 30 anos em São Vicente, onde foi Almoxarife da Fazenda Real, em 1556, fazendeiro em Santo Amaro, 1566, depois mudou com a família para o Rio, onde foi Ouvidor e Vereador, em 1568 e 1572, obteve sesmarias na Carioca e em Niterói, 1565, juntamente com o seu genro José Adorno, pais de: (AS.14.168, BG.60.14, GS.46, HI.1/2, 86/7, IG.134, Nit.36, PP.80, 117/8 e 137).

     3 - 1. Catarina Monteiro de Aguilar, n. por volta de 1543, mameluca, f. antes de 1591, c. por volta de 1559/60, São Vicente, com o Cap. José Adorno, n. por volta de  1518, que conduziu Anchieta ao Iperoig, f. entre 1603 e 1608, "com mais de 100 anos", estabelecido com os irmãos, todos genoveses que tinham vindo com Martim Afonso de Sousa, desde 1532 no Enguaguaçu, local onde veio a formar-se a cidade de Santos, onde fundou o engenho de São João e uma capela que só foi demolida em 1903, com pelo menos: (AS.14.171, CP.238, HI.1/2, PP.9 e 118).
- Obs.: A "Genelogia Sebastinense" diz que este José Adorno cc. Luíza de Assunção, talvez n. S.Sebastião, da qual podem ser as duas filhas abaixo e que Catarina Monteiro cc. outro José Adorno (neto de Rafael Adorno), na dúvida ficamos com as hipóteses mais conhecidas. (GS.46).

     4 - 1. João Antonio Adorno, n. por volta de 1560, que viajou a Flandres. (AS.14.171 e CP.19).

     4 - 2. .... Adorno, n. por volta de  1562, c. 1578, com o inglês John Whithall, n. Inglaterra, também conhecido como João Leitão, estabelecido São Vicente (tinha sido cc. uma filha de Jerônimo Leitão), que mineirou com Afonso Sardinha no morro do Jaraguá, nas margens do Anhembi. (AS.14.171, CP.19, GS.46, HI.149, PP.9 e 91).

     4 - 3. .... Adorno, n. por volta de  1564, c. por volta de 1580 ou 1598, com Jerônimo de Ortega, espanhol, que tomou posse da sesmaria do sogro em São Sebastião, a pedido do mesmo que estava muito velho, com pelo menos: (AS.14.171, DB.18 e GS.46).

     5 - 1. José Adorno, n. por volta de  1585, cc. ...., com pelo menos: (AS.14.171).

     6 - 1. Domingos Ortega, n. por volta de  1610, c. por volta de 1645, com Catarina Tenório, c.ger.

     5 - 2. João Ortega, "talvez filho de Jerônimo Ortega", recebeu sesmaria em São Sebastião, junto ao seu parente Antonio Coelho de Abreu, em 1641. (GS.351).

     4 - 4. Vicente Adorno (f. de "Luzia" da Assunção?), que poderia ser o filho que evitou que o pai brigasse com o Pe. Leonardo Nunes, cc. Ana Ribeiro do Prado, f. de Francisco Ribeiro e Catarina do Prado, com pelo menos: (GL.1.83, GS.185, PP.9, SL.2.15 e 5.296).

     5 - 1. Antonia Ribeiro do Prado, cc. Antonio Monteiro de Alvarenga, f. de Luiz Monteiro de Alvarenga e Catarina de Freitas, c.ger. adiante. (3.263 e SL.5.296).

     5 - 2. Manoel Adorno, c. 1757, Mogimirim, com Josefa Correia de Alvarenga, f. de Timóteo Monteiro de Alvarenga e Antonia Leme do Prado. (3.263 e SL.5.296).

     5 - 3. Vitória Maria Adorno Ribeiro, c. 1754, Mogimirim, com Ângelo Álvares de Figueiredo (ou Ângelo Tavares de Figueiredo), n. São Sebastião, f. do Alf. José Álvares de Figueiredo e Helena Rodrigues de Oliveira. (GS.185 e SL.2.15).

     5 - 4. Ana Ribeiro do Prado, cc. Lourenço Ferreira de Queiróz, f. de Bento Ferreira de Queiróz e Maria da Assunção Monteiro de Alvarenga, c.ger. em SL.5.295.

     5 - 5. José Adorno (hipótese, filho de ... Adorno e Anna Ribeira), cc. Francisca Pires, f. de Jerônimo ... e Maria ..., com pelo menos: (FS).

     6 - 1. José Adorno, n. e b. 1758, São José, Mogimirim, SP.

     3 - 2. Eliseu Monteiro, n. por volta de  1545, residente no Rio, que em 1578 obteve sesmaria, pelo Rio Guapibariba, em Iguaçu e, em 1599, por falecimento de sua mãe, herdou parte de outra em Guaratiba. (AS.14.171 e CP.328).

     3 - 3. Cristóvão Zuzarte, n. por volta de  1547, recebeu em condomínio com seus irmãos Eliseu e Antonio, em 1568, 2.000 braças na Carioca.

     3 - 4. Antonio Monteiro, n. por volta de  1549, talvez o mesmo cc. (sua parenta?), Catarina Ferreira, com pelo menos: (AS.3.50).

     4 - 1. João Monteiro, n. por volta de  1560, Santos, morador Rio 1627.

                                                  Parágrafo 6º 

     2 - 6. Jorge Ferreira, n. por volta de  1527, paulista, que combateu os Tamoios na Ilha de Santo Amaro, sendo aprisionado pelos mesmos, em 1554, e devorado na Ilha de São Sebastião, segundo as narrativas de Hans Staden. (AS.14.168, CP.210, DB.164, HI.44 e HS.214).

                                                  Parágrafo 7º 

     2 - 7. Baltazar Ferreira, n. por volta de  1529, em 1561 abateu a "Ipupiara", monstro marinho lendário que apavorava os moradores de São Vicente, segundo Pero de Magalhães Gandavo (pela descrição pormenorizada, da época, que restou, acreditamos que o "monstro" seria um leão marinho). (AS.14.168, HI.44 e PP.80).

                                                  Parágrafo 8º 

     2 - 8. Gregório Ferreira, n. antes de 1542, provavelmente em Portugal, que em 1590 testemunhou a doação de terras de Jorge Ferreira à Casa de NS do Carmo, em Cabo Frio, talvez pai de: (AS.3.38, 14.169, CP.207 e 209).

     3 - 1. Gregório Ferreira, f. na bandeira de Francisco Bueno ao Sul do Brasil, entre 1637 e 39, cc. (sua parenta?) Juliana Machado (ou Juliana Ramalho), moradora SP, em 1638, c.ger. em Oliveiras Gagos. (DB.90, 163 e IG.138). 

                                                  Parágrafo 9º 

     2 - 9. Joana Ramalho Ferreira, n. antes de 1542, Portugal ou Santos, SP, c. por volta de 1556, com Tristão de Oliveira Lobo, n. por volta de  1625, Beja, Portugal, Ouvidor da Capitania de São Vicente, de 1576 a 1578, que tomou parte em várias entradas, entre elas as de Jerônimo Leitão a Paranaguá, em 1585, e João Pereira de Souza Botafogo, ao Sapucaí, em 1596, f. já velho, após 1603, f. do Cap. Mor Antonio de Oliveira, de Lisboa, c.ger. em Oliveiras Gagos. (2.1, AS.3.30, 14.169, 171, BG.3.207, DB.279, GS.46, PP.128, 131, SL.8.493 e 9.68). 

                                                  Parágrafo 10º 

      2 -10. ..... (que pode ser uma das filhas acima em segundas núpcias), cc. Bartolomeu Antunes, c.ger. em Oliveiras Gagos. (NobRS.32). 

                                                  CAPÍTULO 3º 

     1 - 3. Margarida Ramalho, n. por volta de  1517/24, provavelmente a mesma Margarida Fernandes, c. antes de 1540, São Vicente, com Pascoal Fernandes, genovês, o velho, "Caramuru" de alcunha, condestável da Fortaleza da Bertioga em 1562, veio para São Vicente em 1532, com Martim Afonso, teve pelo menos uma filha: (DB.160, IG.131/2, PP.70, 81, 155 e SL.9.68). 

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Maria Fernandes, c. 1ª vez, com Diogo Álvares e, 2ª, 1552, com Sebastião Fernandes, oleiro, morador de Santos, e teve: (CP.197, IG.132, PP.70/71 e 81).

                Do 2º marido, 2 filhos:

     3 - 1. Isabel Fernandes, cc. Silvestre Francisco, que esteve em ajuntamento em 1576, tinha terras na Bertioga, mudou para o RJ pv. 1600 e obteve chãos em Angra, 1609. (Sesm.I.95).

                                                  CAPÍTULO 4º 

     1 - 4. Vitório Ramalho, que Silva Leme antes chamou de Vitorino, paulista, n. por volta de  1516/26, que em 1575 combateu os Tamoios em Cabo Frio e foi morto em 1595, em São Paulo, pelos índios Tupiniquins, cc...., segundo Azevedo Marques, e teve pelo menos: (DB.331, PP.155, SL.1.45 e 9.68). 

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Gregório Ramalho, paulista, sertanista dos mais ativos do Século XVI, em 1590 realizou entrada em que pereceu o seu tio Antonio de Macedo e seu primo, o Tamarutaca, foi tido como morto, por ficar perdido no sertão largo tempo. Em 1593 era solteiro e, cerca de 1600, teve negócios com Martim Rodrigues. (DB.329 e PP.155). 

                                                  CAPÍTULO 5º 

     1 - 5. Antonio de Macedo, paulista, n. por volta de  1521/28, que como imediato de Domingos Luiz Grou, o Moço, penetrou o sertão na conquista dos índios de Mogi e pereceu em combate, entre 1590 e 1593. (DB.230, HI.53, LR.24, PP.156 e SL.9.69).
- Obs.: Além dos abaixo, Antonio de Macedo teve mais 2 prováveis netos, que não conseguimos descobrir por qual filho: 1) Isabel Cubas, 2ª mulher do seu provável parente Afonso Dias. 2) Antonio de Macedo, c. depois de 1601, com Joana, f. de João Serrano e Francisca Correia, e moravam no Ipiranga em 1616. (PP.156). 

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Helena de Macedo, cc. Marcos Lopes (cujo nome SL não descobriu), homem velho, que morava em 1599 em SP, nomeado porteiro e estalajadeiro, foi sua filha ou enteada: (PP.106 e SL.1.35/6).

     3 - 1. Maria de Macedo, que em 1619 já estava cc. Lazaro de Torres, um dos primeiros povoadores de SP, com pelo menos:

     4 - 1. Margarida de Torres, c. SP, 1634, com Sebastião Fernandes Preto, f. de outro do mesmo nome e Ana de Pinha (em Pretos). (3.260 e SL.1.36).

     4 - 2. Ana de Torres, cc. João Fernandes Preto, f. com testamento em 1687, no sertão, sobrinho de Gaspar Cardoso, com 10 filhos: Francisco, Salvador, Sebastião, João, Manoel, José, Ana Fernandes, Catarina e, ainda: (SL.1.36).

     5 - 1. Maria Fernandes da Luz, cc. André Gonçalves de Freitas, com 8 filhos: (3.260/3 e SL.1.36, 547 e 5.286).

     6 - 1. Ana Rodrigues de Freitas, f. 1728, Mogi das Cruzes, cc....., s.ger. (SL.1.547).

     6 - 2. Izabel Rodrigues de Freitas. (SL.1.547)

     6 - 3. Francisco Rodrigues de Freitas, n. Mogi das Cruzes, f. com testamento em 1743, c. 1695, SP, com Antonia de Oliveira Leite, f. de Antonio Pedroso Leite e Maria de Oliveira, c.ger. em Oliveiras Leitões. (SL.1.547 e 3.141).

     6 - 4. Ana Pedroso de Sampaio, cc. José Fernandes. (SL.1.547).

     6 - 5. Feliciana Rodrigues Freitas, cc. Luiz Correia da Fonseca.

     6 - 6. José Rodrigues de Freitas, cc. Catarina de Sampaio, f. de Luiz Monteiro de Alvarenga e Ana Pedroso (em Vaz Guedes), com 3 filhos:

     7 - 1. Maria Rodrigues de Freitas. (3.263 e SL.1.547 e 5.292).

     7 - 2. Tomásia Rodrigues de Freitas, cc. Francisco de Brum, n. Ilha do Faial, com: (SL.5.292).

     8 - 1. Catarina de Brum, c. 1758, Mogi das Cruzes, com Antonio Ferreira, f. de Antonio Ferreira dos Santos e Catarina João, naturais de Sto. Estêvão, Porto. (SL.5.292).

     7 - 3. Leonor Correia de Sampaio, c. 1749, Mogi das Cruzes, com Lourenço José Fernandes. (SL.5.292, 7.123 e 9.153).

     6 - 7. Catarina de Freitas, f. com testamento em Mogi, 1726, onde c. 1689, com Luiz Monteiro de Alvarenga (viúvo de Anna Pedroso, c.ger. em Vaz Guedes), f. 1714, irmão de Antonio Pedroso de Alvarenga Pinto, do 6-8, adiante, com 5 filhos: (3.263 e SL.5.291).

     7 - 1. João Monteiro de Alvarenga, em 1726 estava cc... (3.263).

     7 - 2. Maria da Assunção Monteiro de Alvarenga, c. 1713, Mogi da Cruzes, com Bento Ferreira de Queiróz, f. 1734, nessa cidade, n. Vitória, ES, f. de João Paes de Queiróz e Izabel Correia da Silva, com 8 filhos em SL.5.292 (Tít. Alvarengas). (3.263)

     7 - 3. Antonio Monteiro de Alvarenga, cc. Antonia Ribeiro do Prado, f. de Vicente Adorno e Ana Ribeiro do Prado, acima, com pelo menos 2 filhos: (3.263 e SL.5.296).

     8 - 1. Inês Pedroso do Prado, c. 1764, Mogimirim, com Francisco Álvares Furtado, f. de João da Costa Gonçalves, de Lisboa, e Teresa de Sousa Furtado, de Juqueri.

     8 - 2. João Monteiro de Alvarenga, c. 1789, Mogimirim, com Maria do Espírito Santo, f. de Domingos Vieira, n. Mogiguassu, e Ana Maria do Rosário, np. de João Ferreira e Simoa Gonçalves.

     7 - 4. Timóteo Monteiro de Alvarenga, cc. Antonia Leme do Prado, f. de Francisco Leme do Prado e Acença Vieira, com pelo menos: (3.263 e SL.5.296).

     8 - 1. Josefa Correia de Alvarenga, c. 1757, Mogimirim, com Manoel Adorno, irmão de Antonia Ribeiro do Prado, acima.

     7 - 5. Diogo Correia de Alvarenga, já f. 1728, s.ger.

     6 - 8. Maria do Rosário Torres, n. Mogi das Cruzes, f. com testamento em 1731, onde c. 1671, com Antonio Pedroso de Alvarenga Pinto, n. dessa cidade, f. de Antonio Monteiro de Alvarenga e Violante de Siqueira, c.ger. em Vaz Guedes. (3.261 e SL.5.286).

     5 - 2. Gaspar, cc. Adriana Leme, que estava grávida, já viúva.

     4 - 3. Sebastiana Torres, cc. Antonio de Candia, f. 1677, Mogi das Cruzes, irmão de Sebastião de Candia, f. de Jorge de Candia e Agostinha Rodrigues, com: Maria, Catarina, Maria (outra), Agostinho, Antonio, e ainda: (SL.1.36).

     5 - 1. Domingos de Candia de Macedo, cc. Leonor Rodrigues de Escuderos, f. 1733, Mogi das Cruzes, com 2 filhos:

     6 - 1. Severino, tinha 21 anos. (SL.1.36).

     6 - 2. Maria Rodrigues de Escuderos, cc. João Rodrigues Nogueira, invent. Mogi das Cruzes, 1764, f. de Antonio Ribeiro de Lima e Maria Antunes, com 6 filhos: (SL.1.36/7).

     7 - 1. Domingos Álvares Nogueira, c. 1753, SP, com Ana Pires de Siqueira, f. de Bernardo Machado Pedroso e Izabel Pires de Siqueira.

     7 - 2. Manoel Álvares Nogueira, cc. Rosa Rodrigues de Siqueira, f. de Miguel Rodrigues Carassa e Izabel de Araujo, tiveram pelo menos: (FS e SL.1.37).

     8 - 1. Domingos Rodrigues Siqueira (não relacionado por SL), cc. Maria de Oliveira da Silva, f. de Salvador de Oliveira da Silva e Maria Correa, com pelo menos: Leonor Rodrigues, b. 1769, Joaquim Rodrigues de Siqueira, b. 1771, ambos em NS da Conceição, Bragança Paulista, SP, e ainda:(FS).

     9 - 1. Anna Maria da Conceição (no batismo, Anna Maria Rodrigues), n. Jaguari, SP, b. 1768, c. 1792, NS da Conceição, Bragança Paulista, onde c. 1792, com Manoel de Godoy Bueno, n. Jaguari, f. de Francisco de Godoy Bueno e Rita Domingues (em Buenos Anhangueras). (FS).

     9 - 2. José Álvares de Siqueira (no batismo, José Rodrigues de Siqueira), n. Jaguari, b. 1778, NS da Conceição, Bragança Paulista, onde c. 1795, com Gertrudes Bueno de Camargo, n. Jaguari, f. de Ignacio Xavier Bueno de Camargo e Anna Barbosa. (FS).

     8 - 2. João Álvares Nogueira (único relacionado por SL), c. 1766, Conceição dos Guarulhos, com Maria da Cunha, f. de André da Cunha Pontes e Josefa Pinheiro, pais de:

     9 - 1. Domingos Alves Nogueira, c. 1800, Guarulhos, com Ana Maria f. de Joaquim Antonio Barbosa e Angélica Maria da Cunha, com f. único:

     10- 1. Bernardo Álvares Barbosa.

     7 - 3. José Rodrigues Nogueira, c. 1746, com Antonia Cardoso Leite, f. 1768, Mogi das Cruzes, f. de Francisco Ribeiro Leal e Maria Leite da Silva, e 4 filhos: (SL.1.37).

     8 - 1. Maria Rodrigues Leite, c. 1766, Mogi das Cruzes, com Francisco Cubas do Prado, f. de José Cubas do Prado e Maria Paes de Camargo.

     8 - 2. Faustina.

     8 - 3. João.

     8 - 4. Manoela Cardoso Leite, cc. Manoel Rodrigues Couto, com:

     9 - 1. Izabel Rodrigues, c. 1803, Mogi das Cruzes, com Joaquim Antonio de Souza, f. de Antonio da Cunha de Moraes e Ana Maria de Souza.

     7 - 4. Francisco Álvares Nogueira, c. 1ª vez, 1765, Conceição dos Guarulhos, com Mariana Fernandes, f. de Antonio Fernandes de Oliveira e Escolástica de Araujo, 2ª, 1766, na mesma cidade, com Antonia Maria da Assunção, b. 1750, Conceição dos Guarulhos (padrinhos: Manoel Álvares Dantas e Catharina de Almeida), f. de Antonio Ferreira Mendes e Maria Barbosa Machado e, 3ª, 1770, Mogi das Cruzes, com Maria Madalena, f. de José de Góes Machado e Luzia Pedroso. (FS e SL.9.51).

     7 - 5. Benta Rodrigues, c. 1742, Mogi das Cruzes, com Brás Cubas de Ávila, f. de Francisco Cubas de Miranda e Teresa Pires de Ávila, com 3 filhos: Paulina, Maria, Eleutério.

     7 - 6. Mônica Rodrigues Nogueira, cc. Antonio do Prado Garcia.

     4 - 4. João de Torres de Macedo, f. 1688, Mogi das Cruzes, onde c. 1673, com Maria Pinto de Alvarenga, f. 1686, na mesma cidade, irmã de Antonio  Pedroso de Oliveira Pinto, retro, f. de Antonio Monteiro de Alvarenga e Violante de Siqueira, com 4  filhos: (3.263, SL.1.39 e 5.302).

     5 - 1. Antonio Pinto de Alvarenga (ou Antonio Pinto Torres).

     5 - 2. Manoel Pinto de Alvarenga (ou Manoel Pinto Torres), que cc. sua prima, Violante de Siqueira, f. de Luiz Monteiro de Alvarenga, do 6-2, retro, e Ana Pedroso, com pelo menos:

     6 - 1. Teresa Pinto de Alvarenga, f. 1740, cc. Miguel Fernandes Vidal, f. de João Pereira Vidal e Maria Moreira, com: João e:

     7 - 1. Anna Fernandes de Oliveira, c. 1763, Mogi das Cruzes, com Zacarias Nunes, f. de João Batista Maciel e Izabel da Cunha (em Nunes Siqueiras). (SL.5.78 e 302).

     4 - 5. Catarina de Torres, cc. Manoel Pimenta de Abreu, tiveram pelo menos: (SL.1.39).

     5 - 1. Antonio Pimenta de Abreu, f. com testamento em 1730, Mogi das Cruzes, cc. Ângela Paes Floriam, f. 1732, na mesma cidade, com 9 filhos em SL.1.39, entre os quais: (FS).

     6 - 1. Ignacio Pimenta de Abreu, com 8 anos em 1732, cc. Luzia Moreira, f. de Luiz Mendes de Vasconcelos e Paula Moreira, s.ger. (SL.1.39 e 6.94).

     6 - 2. Vicente Pimenta de Abreu, de Mogi das Cruzes, c. 1ª vez, com Maria Paes de Almeida, f. 1743, Mogi das Cruzes, f. de João Gago Paes e Anna de Proença, com 4 filhos em SL.4.499 e, 2ª, 1750, Atibaia, com Bárbara de Mendonça, f. do Cap. José Correa de Lemos e Lucrécia de Mendonça. Entre os da 1ª esposa: (SL.1.40 e 7.142).

     7 - 1. Ignacia Paes de Almeida, f. 1784, Mogi das Cruzes, c. 1ª vez, com Francisco Rodrigues Barbosa e, 2ª, 1758, Conceição dos Guarulhos, com João Rodrigues de Oliveira, f. de Bento Rodrigues de Oliveira e Maria Antunes de Pontes, com: (SL.3.228 e 4.500).
                Do 1º marido, filho único:

     8 - 1. Antonio Francisco de Almeida, cc. Anna Joaquina, f. de José Munhós de Siqueira e Theresa Rodrigues de Pontes, com pelo menos: (SL.3.288 e 4.500).

     9 - 1. Francisco Pimenta de Almeida, c. 1795, Conceição dos Guarulhos, com Anna Maria Franco (não relacionada em Siqueiras Mendonças, de SL), f. de Simão Fernandes de Siqueira e Ângela Franco de Lima. (SL.4.500 e 7.531).

                Do 2º marido: Josepha de Almeida, Felisberto Rodrigues de Almeida, e ainda: (SL.4.500).

     8 - 2. Ângelo Rodrigues de Almeida, c. 1798, Conceição dos Guarulhos, com Anna Cubas, f. de Francisco Cubas do Prado e sua 1ª mulher, Maria Rodrigues Leite. (SL.1.196 e 4.500).

     7 - 2. Vicente Pimenta de Almeida (ou Vicente Pimenta de Abreu), c. 1768, Conceição dos Guarulhos, com Izabel de Pontes Rodrigues (ou Izabel Rodrigues Pontes), f. de Bento Rodrigues de Oliveira e Maria Antunes de Pontes, com pelo menos: Ignacia Pimenta de Almeida, b. 1773, Ignacio Pimenta de Almeida, b. 1775, Francisco Pimenta de Almeida, b. 1777, Mariana Pimenta de Abreu, b. 1781, todos em NS da Conceição, Guarulhos (não relacionados por SL), e ainda: (FS e SL.4.499).

     8 - 1. Maria Gertrudes do Bom Sucesso (única relacionada por SL), c. 1788, na Conceição dos Guarulhos, com João Antonio Baptista (no batismo, João da Cunha Portes), b. 1765, na mesma cidade, f. de Antonio da Cunha Portes e Rosa Branca da Silva (em Portes de El-Rei). (FS, SL.3.248 e 4.501).

     6 - 3. Sarg. Mor Thomé Pimenta de Abreu, c. 1ª vez, 1712, Mogi das Cruzes, com Josepha de Araujo, f. de Luiz Mendes de Vasconcellos e Paula Moreira e, 2ª, 1735, na mesma cidade, com Thereza Machado de Lima, f. de (...) e Maria da Motta Moraes, com 5 filhos em SL.6.94, entre os quais: (SL.1.40).

     7 - 1. Escholastica de Godoy de Araujo (ou Escolástica de Godoy Ferraz), c. 1ª vez, com Manoel de Carvalho Pinto, n. Granja de Biocas, freguesia de São Thomé de Covellas, bispado de Lamego, f. de Manoel de Magalhães Pinto e Theresa de Seixas de Carvalho e, 2ª, 1752, Mogi das Cruzes, com o Cap. Leandro de Mello, f. de Gervazio de Mello e Izabel Fernandes, com 6 filhos do 1º marido e 2 do 2º em SL.6.98, entre os quais: (FS).
                Do 1º marido:

     8 - 1. Cap. Manoel de Carvalho Pinto, c. 1782, NS da Conceição, Guarulhos, com Anna de Jesus Camargo, f. de Francisco Ferreira de Araujo e Anna Maria de Camargo, com pelo menos: (FS, SL.1.296 e 6.98).

     9 - 1. João Joaquim de Carvalho Pinto, habilitado de genere. (SL.6.98).

     9 - 2. Anna Maria de Camargo, c. 1799, Santana, Mogi das Cruzes, com o Cap. Manoel da Cunha Machado, f. de Félix Correa da Cunha e Rita Maria Machado (ou Rita Maria de Jesus), np. de João Correa Fragozo de Moraes e Joana da Cunha, nm. de Marcos Machado e Maria das Neves. (FS, SL.6.99 e 7.96).

     8 - 2. Maria de Godoy Ferraz (ou Escolástica de Godoy Ferraz), c. 1770, Mogi das Cruzes, com Domingos Rodrigues da Cunha, n. Portugal, f. com inventário em 1799, f. de João Moreira e Catharina Rodrigues, com 5 filhos em SL.6.99, entre os quais: (FS).

     9 - 1. Antonio Rodrigues da Cunha, c. 1800 (ou 1801), Santa Ana, Mogi das Cruzes, com Gertrudes Maria de Almeida, f. de Domingos Freire de Almeida (ou Domingos Rodrigues de Almeida) e Anna Joaquina de Santa Anna, nm. de Francisco André e Vicência de Camargo. (FS, SL.1.297, 5.333 e 6.99).

     9 - 2. Francisco Xavier da Cunha (cujo casamento SL não anotou), c. 1806, Santa Ana, Mogi das Cruzes, com Maria Joaquina de Camargo, f. de José Joaquim de Godoy e Maria de Godoy Moreira. (FS e SL.6.99).

     9 - 3. Gertrudes de Godoy Ferraz, c. 1799, Santa Ana, Mogi das Cruzes, com o Alf. Antonio Lobo Freire, f. de Feliciano Duarte Lobo e Theresa Maria de Almeida (ou Rosa Maria de Almeida), np. de Domingos da Cunha Lobo e Anna Moreira, nm. de Domingos de Almeida Ramos e Escolástica Coelho, c.ger. em SL.5.109. (FS).

               Do 2º marido, 2 filhos:

     8 - 3. Antonio. (SL.4.99).
- Obs.: Aqui haviamos colocado este e o irmão a seguir na geração 7, por engano de digitação, gentilmente avisados pela genealogista Eneida Rangel Celeti, de São Paulo, fizemos a alteração para a geração 8.

    8 - 4. Francisco Antonio de Mello, c. 1787, Conceição dos Guarulhos, com Antonia Francisca, f. de Francisco Ferreira de Araujo e Anna Maria de Camargo. (SL.4.99).

     6 - 4. Izabel Pimenta de Abreu, c. Sorocaba, com João Pedroso Moreira, f. 1737, Mogi das Cruzes, com 6 filhos em SL.1.40, entre os quais: (FS).

     7 - 1. Ignacio de Faria Moreira, cc. Rosa de Siqueira, f. de João Baptista Maciel e Izabel da Cunha, c.ger. em Nunes Siqueiras. (FS e SL.5.78).

     6 - 5. Juliana Pimenta de Abreu, já c. por volta de 1710, com Manuel da Cunha Gago, n. cerca de 1680, f. 1752, Mogi das Cruzes, f. do Cap. Simão da Cunha Gago e Antonia Aires Barriga, c.ger. em Aguirres. (AS.1.105, SL.1.41 e 9.29).

     5 - 2. Catarina Pimenta, n. Mogi das Cruzes, onde f. com testamento em 1714, cc. Sebastião de Candia, irmão de Antonio de Candia, do 4-3, retro, com 6 filhos: (SL.1.41)

     6 - 1. Jorge de Candia de Abreu, cc. Maria ou Catarina de Godoy de Medeiros, f. 1733, Mogi das Cruzes, com 4 filhos:

     7 - 1. Catarina Pimenta de Medeiros, cc. Francisco da Silva Dias, f. de Manoel Dultra Machado e Mariana Machado, c.ger. em Machados Castanhos. (SL.8.39).

     7 - 2. Úrsula de Godoy, c. 1746, com Inácio Leite da Cunha, f. de Pascoal Leite da Cunha e Teresa Machado (em Machados Castanhos). (SL.1.42 e 9.44). 

     7 - 3. Sebastião, tinha 11 anos. (SL.1.42 e 9.44).

     7 - 4. Inácia.

     6 - 2. Cap. Luiz de Candia de Abreu, cc. Margarida Vaz Pinto, f. de Nuno de Góes Moniz e Izabel de Siqueira, com 7 filhos em SL.5.321, entre os quais: (SL.1.42).

     7 - 1. Timóteo de Candia de Abreu, c. 1766, Conceição dos Guarulhos, com Maria de Siqueira, f. de Roque de Siqueira Coelho e Maria da Luz Cardoso (em Garcias Velhos), cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: (FS e SL.3.321).

     8 - 1. Pedro de Barros Coelho, c. 1802, Santana, Mogi das Cruzes, com Anna Nobre dos Anjos (ou Anna Nobre de Jesus), f. de Pedro Rodrigues Caraça e izabel Nobre dos Anjos, com pelo menos 5 filhas: Anna de Barros Coelho, b. 1803, Maria de Barros, b. 1805, Joaquina de Barros, b. 1810, Maria de Barros Coelho (outra Maria), b. 1811, Escolástica de Barros Coelho, b. 1814, todas em Santana, Mogi das Cruzes. (FS).

     7 - 2. Ângelo Vaz Pinto, f. 1786, Mogi das Cruzes, onde c. 1739, com Maria da Penha Pinto, f. de Thomé Moreira e Branca das Neves, com 8 filhos em SL.5.321, entre os quais:

     8 - 1. Antonio Pinto de Abreu, c. 1766, Mogi das Cruzes, com Escholastica da Cunha, f. de Salvador da Cunha Gago e Maria de Siqueira, com 5 filhos em SL.5.321, entre os quais:

     9 - 1. Escholastica da Cunha Pinto (ou Escholastica Pinto de Abreu), c. 1791, Mogi das Cruzes, com Manoel Joaquim Carassa (ou Manoel Joaquim Caraça), f. de Pedro Rodrigues Carassa e Archangela Pimenta de Godoy, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos 3 filhos: Emerenciana Caraça, b. 1809, João Caraça, b. 1811, ambos em Santana, Mogi das Cruzes, e ainda: (FS e SL.5.322).

     10- 1. Francisco Rodrigues, c. 1814, Santana, Mogi das Cruzes, com Custódia Maria de Jesus, f. de Bento José e Izabel de Jesus. (FS).

     9 - 2. Maria do Rosário Pinto, c. 1799, Santana, Mogi das Cruzes, com João Damasceno Sodré, n. Jacareí, f. de Antonio Pinto da Costa e Maria Eufrásia de Faria Sodré. (FS, SL.2.500 e 5.322).

     9 - 3. Luzia da Cunha, c. 1788, Mogi das Cruzes, com Joaquim Nunes de Siqueira, f. de Francisco Nunes de Siqueira e Anna Maria de Moraes. (SL.5.322)

     8 - 2. Ângelo Vaz Pinto, era solteiro, com 34 anos em 1787. (SL.5.322).
- Obs.: Ele ou outro do mesmo nome, cc. Francisca de Paula de Jesus, com pelo menos: (FS).

     9 - 1. Antonio José de Santa Anna, n. Mogi das Cruzes, c. 1814, NS da Penha, São Paulo, SP, com Maria da Conceição, f. de Francisco Soares e Escolástica Cardoso. (FS).

     8 - 3. José Pinto da Anunciação, c. 1787, Mogi das Cruzes, com Francisca Maria de Santa Anna, f. de José Correa de Miranda e Ignez Pedroso (em Moreiras Castilhos), cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: (FS e SL.5.322).

     9 - 1. Bento José Pinto, c. 1816, Santana, Mogi das Cruzes, com Jacinta Maria de Santa Anna, f. de José Florêncio Delgado e Custódia Maria de Santa Anna. (FS).

     8 - 4. Josepha Maria de Jesus, c. 1790, Mogi das Cruzes, com João da Cruz Rocha, f. de João da Cruz de Oliveira e Maria da Rocha de Moraes (em Fernandes). (SL.5.323).

     7 - 3. Lourenço de Candia de Abreu, cc. Catharina de Sene de Jesus, f. de João de Chaves e Maria Nunes, com 2 filhos em SL.5.323, tiveram pelo menos 3: (FS).

     8 - 1. Ângelo de Candia de Abreu, c. 1791, Mogi das Cruzes, com Rosa Maria do Monte, f. de José Correa de Miranda e Ignez Pedroso, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: (FS e SL.5.323).

     9 - 1. Ângelo de Candia de Abreu, c. 1811, Santana, Mogi das Cruzes, com Escolástica Maria de Santa Anna, f. de Thome Martins da Guerra e Izabel Maria. (FS).

     8 - 2. Francisco Pinto de Abreu (não relacionado por SL), c. 1800, Santana, Mogi das Cruzes, com Ângela Maria da Silva, f. de Simão Nunes da Silva e Anna Maria das Neves. (FS).

     6 - 3. Aparício de Candia.

     6 - 4. Josefa de Candia.

     6 - 5. Maria de Candia, c. 1ª vez com Bonifácio Fernandes de Andrade, f. 1650, Mogi das Cruzes e, 2ª, com ..., e teve do 1º marido: (SL.1.42).
- Obs.: Uma Maria de Candia, cc. Jorge Feerreira, pai de pelo menos: Maria de Candia, c. 1694, Itu, com Manoel Ribeiro Baião, n. São Paulo (1ª esposa), f. de Antonio de Siqueira Caldeira e Antonia da Cunha. (SL.7.517).

     7 - 1. Antonio de Candia de Abreu.

     6 - 6. Maria da Apresentação de Abreu, 1ª mulher de Tomé de Góes, irmão de Margarida Vaz Pinto, do 6-2, retro, c.ger. em SL.5.304.

     4 - 6. Helena de Torres, cc. Sebastião Gonçalves de Barros, f. com testamento em 1668, Taubaté, f. de Domingos Gonçalves da Maia, da Ilha da Madeira, e Marta de Mendonça (em Garcias Velhos), com 7 filhos: (SL.1.36, 42 e 6.456).

     5 - 1. Sebastiana de Torres, f. 1671, Taubaté, c. 1ª vez com Gabriel de Góes (Camacho, f. de Gabriel de Góes e Maria Borges, do Cap. 2º, acima?), de São Vicente  e, 2ª, com Manoel de Figueiredo, e teve: (SL.6.456).
                 Do 1º marido 2 filhos e 1 filha:

     6 - 1. ... (não mencionado no testamento).

     6 - 2. ... (idem, idem).

     6 - 3. Mariana de Góes, cc. Antonio Marques, que teve entre outros: (SL.6.456).

     7 - 1. Antonio Marques, f. 1700, Jacareí, cc. Maria Soares de Siqueira (que depois cc. Miguel Dias de Siqueira), filha de João Saraiva, com 3 filhos: Domingos Soares, João Soares, Suzana.

                 Do 2º marido 5 filhos:

     6 - 4. Pascoal, com 16 anos em 1671.

     6 - 5. Izabel de Torres, cc...., teve entre outros: João Jorge. (SL).

     7 - 1. Ignacio Jorge de Torres (hipótese), cc. Maria Cardoso Torres, com pelo menos: Josefa de Torres, b. 1724, Izabel de Torres, b. 1725, José de Torres, b. 1726, todos em São João Batista, Barão de Cocais, MG, e ainda: (FS).

     8 - 1. Rita Vitória da Conceição, c. 1755, Santo Antonio, Santa Bárbara, MG, com Patrício Correia da Silveira, f. de Francisco Álvares Correia e Maria Tereza da Silveira. (FS).

     6 - 6. Joana.

     6 - 7. Catarina de Torres, f. 1725, Taubaté, cc. Domingos de Oliveira, n. Jundiai, f. de Antonio de Oliveira e Maria das Neves Gil, com: Arcângelo de Oliveira, Gabriel, já f. 1725, Antonio de Oliveira, e ainda: (SL.6.456).

     7 - 1. Roberto de Macedo, cc. Marta de Miranda.

     6 - 8. Sebastiana de Torres (confundida por Pedro Taques com a própria mãe, do 5-1, acima, como tendo cc. Manoel de Figueiredo), cc.... (SL.6.457).

     5 - 2. Domingos Gonçalves da Maia.

     5 - 3. Nazário Torres.

     5 - 4. Vicente Gonçalves.

     5 - 5. Maria Gonçalves, em 1668, era cc. Domingos Dias Arenço.

     5 - 6. ... cc. Domingos Arenço Botelho (seria o mesmo de 5-5?). Um deste nome, cc. Ana Ribeiro de Escobar, foi Juiz Ordinário e de Órfãos em Taubaté, 1663, e sobrinho de Antonia Dias Arenço, adiante. (AS.6.214 e 10.165).

     5 - 7. Izabel Gonçalves, tinha 15 anos em 1668. (SL.6.457). 

                                                  Parágrafo 2º 

     2 - 2. Francisco Ramalho de Macedo, o Tamarutaca, chefe da aldeia de Guanga, f. 1618, SP, com o seu pai e o seu tio Belchior Dias Carneiro tomou parte na entrada chefiada por Domingos Luiz Grou, o moço, que foi inteiramente destruída pelos índios na barra do Rio Parnaíba, entre 1590 e princípios de 1593 e, depois, nas entradas de Nicolau Barreto ao Guairá, em 1602 e 1604, c. 3 vezes, a 1ª com ...., a 2ª, com Francisca Ramalho e, a 3ª, com a índia preta Justina, s.ger. desta, teve: (3.260, DB.230 e SL.1.42).
                Da 1ª mulher 2 filhas:

     3 - 1. Leonor Ramalho, cc. Antonio Dias.

     3 - 2. Dorotéa Ramalho, solt. com 20 anos, em 1618.

                Da 2ª mulher 4 filhos:

     3 - 3. Joana Ramalho, f. 1688, Taubaté, c. 1621, com Damião de Moraes, f. natural de Pedro de Moraes de Antas (em Antas Moraes), com 5 filhos: Manoel, já f. 1688, e ainda: (SL.1.43 e 7.24).

     4 - 1. Francisco, f. no sertão, cc.... (SL.7.24).

     4 - 2. Madalena Fernandes, c. 1645, SP, com Francisco da Cunha, f. de Henrique da Cunha Gago, o Velho, e Catarina de Unhate (em Anes Sobrinhos).

     4 - 3. Páscoa Sobrinha, viúva de .... (SL.1.43, 5.200 e 7.24).

     4 - 4. Maria da Fonseca, cc. Domingos de Macedo. (SL.7.25).

     3 - 4. Antonia Ramalho. (SL.1.43).

     3 - 5. Domingos Ramalho, talvez o mesmo n. por volta de  1603, c. por volta de 1633, com Joana de Revoredo ou Reboredo, pais de: Domingos, Fernando, Maria, Sebastiana e, ainda: (CR.3.95).

     4 - 1. Antonio Ramalho, n. por volta de  1650, c. Rio, 1680, com Ana Freire ou Ferreira, f. de Amaro Gomes Sardinha e Luzia Freire ou Ferreira. (CR.2.274 e 3.95).

     3 - 6. Martinho, com 5 anos, em 1618. 

                                                  CAPÍTULO 6º 

     1 - 6. Marcos Ramalho, n. por volta de  1523/30, a única referência ao seu nome é a do extrato do testamento, pode ser o mesmo Marcos Fernandes, o Polaio, que em 1579 e 1584 foi proibido de ir ao sertão e que figurou num padrão levantado no Paraguai, cerca de 1556, por ter vindo por terra desde o Brasil. (DB.160, PP.77 e 156).
- Obs.: Talvez o mesmo Marcos Fernandes, o velho, f. 1582, cc. Maria Afonso (2ª esposa?), c.ger. em AS.7.221. 

                                                  CAPÍTULO 7º 

     1 - 7. Jordão Ramalho, n. por volta de  1525/32, pode ser erro de leitura este nome. É possivel identificá-lo com João Ramalho, que esteve em ajuntamento em 1576, e com João Fernandes, que em 1579, aviou gente com seu irmão Antonio de Macedo para o Pe. Anchieta, e provavelmente o mesmo que designado como "o do Pacaembú", em 1586, não foi à guerra. (GL.6.8, PP.155/6 e SL.9.69). 

                                                  CAPÍTULO 8º 

     1 - 8. Antonia Quaresma, n. por volta de  1527/34, que Américo de Moura acha que pode ter sido a que cc. Bartolomeu Camacho, caso não tenha sido Catarina Ramalho, acima (ele foi casado também com ....), mas não está convincente, pois relaciona como descendentes desta, pessoas que ele mesmo e todos os demais autores relacionam no Cap. 2º, como descendentes de Catarina Ramalho e Gonçalo Camacho. Caso Américo de Moura esteja correto, podem ter sido pais de pelo menos: (PP.31/2, 156 e SL.9.69). 

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Maria Camacho (que também pode ser f. de Catarina Ramalho), cc. Jerônimo Dias Cortes, morador Santos, Almotacel em 1556, tetravô do Pe. Guilherme Pompeu de Almeida, o qual foi c. 2ª vez com .... (esta seria Isabel Cardoso, n. Santos, c.ger. CR.1.509? Ver acima), talvez pais de: (NobRS.41 e SA.239).
- Obs.: Outros filhos sugeridos por Amériico de Moura preferimos deixar em outros capítulos, de acordo com a maioria dos autores. (PP.59).

     3 - 1. .... Camacho (ou f. de Pedro Gomes e sm. Isabel Afonso), c. Santos, 1575, com o Cap. Mor Jaques Félix, paulista, já f. 1640, o qual c. 2ª, São Paulo, com Francisca Morzilho ou Gordilho, f. de João Morzilho (Gordilho?) e Catarina Álvares, tomou parte da bandeira aos Bilreiros, em 1608 e com seus filhos foram os desbravadores e fundadores de Taubaté, em 1636, f. de Jaques Félix, flamengo, f. antes de 1605 (ou de Belchior Félix Perestrelo), com entre outros, da 2ª esposa: (AS.12.86, DB.155, PP.59, 69 e SL.5.433).
- Obs.: Sobre toda a geração de Jaques Félix, flamengo, veja melhor em estudo mais recente, do renomado pesquisador H.V. Castro Coelho, in Revista da ASBRAP, nº 12, de 2006, fls. 83.

     4 - 1. Cap. Jaques Félix (provavelmente da 2ª esposa, mas o autor não diz claramente), o moço, combateu os índios e explorou o Vale do Paraíba, em 1636, onde procurava ouro em 1646. (DB.155).

     4 - 2. Domingos Dias Félix, Juiz Ordinário e de Órfãos de Taubaté, em 1650 (ou por volta de 1630), cc. Suzana de Góes, n. por volta de  1610, f. de Gabriel de Góes e Inês Gonçalves, de São Vicente, com entre outros: (AS.12.88 e DB.155).

     5 - 1. Inês Dias Félix, f. 1750, cc. Manoel Gil de Siqueira, f. de Sebastião Gil, n. São João da Fóz, e Feliciana Dias, c.ger. em SL.8.98.

     5 - 2. Cap. Jaques Félix Neto, n. 1635, f. 1712, inventariado em 1716, c. por volta de 1653, com Páscoa Lobo de Oliveira, c.ger. em AS.9.163 e 12.89, entre os quais:

     6 - 1. Andresa Félix de Góes (Andreza Félix de Oliveira ou Andreza Félix de Matos), n. por volta de  1665, f. 1731, Taubaté, onde c. por volta de 1685, com o Cap. Francisco Rodrigues Montemor, n. 1650, São Sebastião (e não em Portugal, como também aparece), f. com testamento em 1739, Taubaté, com os seguintes filhos (Por gentil colaboração do amigo, genealogista, Pedro Wilson Carrano de Albuquerque): José Rodrigues de Faria, João Rodrigues Montemor, Francisco Rodrigues Montemor, Manoel Rodrigues Montemor, André Rodrigues de Faria, Jaques Félix, e ainda:

     7 - 1. Maria Rodrigues Montemor, n. Taubaté, f. antes de 1731, c. aí, com o Sarg. Mor Mateus Pereira Dias, n. NS dos Mártires, Lisboa, f. de Manoel Dias e sm. Simoa Pereira, naturais de Lisboa, com pelo menos:

     8 - 1. Inácia Pereira Dias, n. 1718, Guarapiranga, MG, onde faleceu, c. 1731, com Antônio de Faria Salgado, f. de Bernardo da Rocha ou de Faria Salgado e Domingas de Souza, c.ger. na família Faria Salgado, neste site.

    7 - 2. Catarina Rodrigues de Faria (ou Catarina Rodrigues de Oliveira), cc. Pedro dos Santos Viana (que c. depois, em 1745, Guaratinguetá, com Luzia Leme Barbosa), f. de Placido dos Santos Vianna, n. Portugal, e Izabel Moreira de Castilho (em Moreiras Castilhos), c.ger. em SL.5.437. (AS.12.91).

     7 - 3. Ana Rodrigues, cc. Pedro da Silva. (AS.12.91).

    7 - 4. Andresa Rodrigues de Oliveira, cc. Francisco Rodrigues Portes ou Francisco Rodrigues do Prado (cujo casamento SL não descobriu), n. 1700, f. de Francisco Rodrigues do Prado e sm. Maria Antunes da Veiga, c.ger. em Portes de El-Rei. (AS.12.91 e SL.3.320).

     7 - 5. Miguel Rodrigues de Faria, b. 1703, cc. Maria Barbosa da Silva (omitida por SL), f. de Garcia Rodrigues da Cunha e sm. Maria Barbosa da Silva, c.ger. em Munhós. (AS.12.91).

     6 - 2. João Félix Lobo (e não Felipe Lobo, como escreveu Taques), n. 1660, f. com inventário em1710, c. por volta de 1690, com Maria de Oliveira (também chamada Maria Vieira do Canto), com pelo menos: (AS.12.90).

     7 - 1. Cap. Eleutério Félix de Oliveira, b. 1691, f. 1758, invent. 1762, Taubaté, cc. Inês Gonçalves Moreira, f. de Francisco Rodrigues Moreira e Maria de Góes da Costa (em Moreiras Castilhos), c.ger. em SL.5.438, entre eles: (AS.12.90 e GS.237).

     8 - 1. Francisco Rodrigues Moreira, f. 1809, Taubaté, cc. Joanna Dias Tenório de Freitas, ambos naturais de Taubaté, f. de Antonio Delgado de Castilho e Catarina Dias Tenório, c.ger. em SL.5.438, onde não constaram: (AS.10.88 e GS.237).

     9 - 1. Salvador Gonçalves de Oliveira, n. e b. Taubaté,  c. 1802, Cunha, SP, com Florência Gervásia da Silva, f. de Domingos da Silva Monteiro, já f. 1802, e Ana Maria dos Santos. Testemunhas: Máximo Monteiro dos Santos e Antonio Alves de Castro. (AS.10.88).

     9 - 2. Inês Gonçalves de Oliveira, n. Taubaté, cc. Joaquim José Fernandes Leite, n. Ubatuba, f. de Pedro Fernando de Gusmão, n. 1726, na mesma cidade, e Maria Leite Correia, n. São Sebastião (em Raposos Bocarros), com 9 filhos: Joaquim José Fernandes Leite, n. Taubaté, Francisco Silvério Leite, n. Taubaté, Manuel Joaquim de Oliveira Marzagão, n. Taubaté, João Joaquim Fernandes Leite, n. 1797, Taubaté, Tristão José de Oliveira Leite, n. Lorena, Antonio José de Oliveira Marzagão, n. Lorena, Fernando José de Oliveira Leite, n. Lorena, José Joaquim Fernandes Leite, n. São Paulo, e ainda: (GS.237).

    10- 1. Cap. Rodrigo Antonio de Oliveira Leite, n. Lorena, que em 1798 tinha uma loja de fazendas secas na mesma cidade, onde f. 1836, cc. Lucia Cândida de Gusmão, n. 1814, Guaratinguetá, f. 1878, Lorena, f. do Alf. Francisco Gomes Sandim e Silvéria Inocência de Gusmão (em Anes Sobrinhos). (FS).

     8 - 2. Pe. João, que pode ser o mesmo João Félix de Oliveira, Sarg. das Ordenancas do Bairro da "Paraíba", avô paterno do escritor de Silveiras, SP, Vicente Félix de Castro. (SG.42).

     8 - 3. Manoel Correa Moreira, c. 1772, com sua parenta, Anna da Silva, f. de Antonio de Pádua Moreira e Maria da Silva (em Moreiras Castilhos). (SL.6.438 e 8.5).

     8 - 4. Andreza Rodrigues de Oliveira, cc. Francisco Rodrigues Portes, f. de Francisco Rodrigues do Prado e Maria Antunes da Veiga, c.ger. em Portes de El-Rei. (AS.12.91, SG.42, SL.3.320 e 5.441).

     7 - 2. Joana Félix de Oliveira, c. 1707, Taubaté, com Manoel Rodrigues do Prado (irmão do Cap. Mor. Domingos Rodrigues do Prado, que está em Buenos Anhangueras), f. 1749, nessa cidade, f. de Domingos Rodrigues do Prado e Violante Cardoso de Siqueira, c.ger. em SL.3.314. (AS.12.91).

     4 - 3. Cap. Belchior Félix, n. por volta de 1609, RJ, f. com testamento em 1658, Taubaté, c. por volta de 1630/9, com Ana Sarmento, n. RJ, com pelo menos: (AS.12.91, 2.243, CR.2.21 e SL.5.433/4).

     5 - 1. Catarina, b. 1640, Rio. (CR.2.21).

     5 - 2. Cap. Manoel Vieira Sarmento, n. por volta de  1633, RJ, f. com testamento em 1720, Alcaide Mor de Taubaté, foi à Bahia em 1671 combater o gentio, c. 1ª vez pv. 1652, com Maria Moreira, n. por volta de  1636, f. com testamento em 1675, Taubaté, f. de Francisco Álvares Correia e Guiomar de Alvarenga (em Moreiras Castilhos), c.ger. em SL.5.434, entre os quais Joanna de Castilho, abaixo e, 2ª, Taubaté, com Domingas da Veiga, f. do Cap. Pedro Gil e Izabel da Cunha, c.ger. em SL.8.65 (Tít. Dias). (AS.12.93, DB.366 e SL.5.433).
- Obs.: Um Manoel Vieira Sarmento, cc. Maria Cubas, n. por volta de  1651, f. 1714, Jacareí, f. de Ascenço Dias de Macedo e Ana Maria de Freitas, s.ger. (SL.1.44 - SL Introdução).

     6 - 1. Joanna de Castilho, n. por volta de  1653, c. por volta de 1667, com o Cap. Antonio Delgado de Oliveira, b. 1648, SP, f. de João Delgado de Escobar e Domingas Lobo (em Anes Sobrinhos), c.ger. que SL omite, em AS.12.95/6. (SL.5.434).
- Obs.: Seguindo pela árvore de costado do amigo, genealogista, Roberto Sandoval, gentilmente enviada pelo autor:

     7 - 1. João Delgado de Oliveira, n. por volta de  1675, Taubaté, SP, c. 1697, com Paula da Veiga (em Freitas), n. por volta de  1680, pais de:

     8 - 1. João Delgado de Oliveira, n. e b. 1698, Taubaté, f. 1752, Ibertioga, MG, cc. Maria da Luz, n. por volta de  1710, Taubaté, f. por volta de  1739, pais de:

     9 - 1. Maria de Oliveira, n. 1727, Taubaté, c. 1742, NS da Piedade de Barbacena, com Manoel Moreira dos Santos, n. e b. 1713, Aldeia de Framil, Canedo, Aveiro, Portugal, f. 1784, MG, pais de:

   10 - 1. Hipólito Moreira dos Santos, n. 1750, Simão Pereira, Borda do Campo, MG, f. 1818, Caconde, SP, c. 1778, SJ del-Rei, com Maria Vicência Alves de Jesus, n. 1759, Borda do Campo (Barbacena), f. 1830, f. de Domingos Alves Calheiros e Ignacia Maria do Rosário, pais de: 

   11 - 1. José Alves Moreira, n. 1792, Aiuruoca, MG, f. 1851, Caconde, SP, cc. Magdalena (Custódia) Maria de Jesus, f. de Manoel Barboza Guimarães e Anna Custódia de Jesus, pais de:

   12 - 1. Anna Custódia ou Anna Joaquina Alves Moreira, n. 1821, f. cerca de 1875, c. 1841, Caconde, SP, com José Francisco Barbosa Sandoval, n. 1817, Porto Alegre, RS, f. 1854, Caconde, f. de Manoel Francisco Barbosa Sandoval e Eufrazia Joaquina Roza, c.ger. em Mariana Cândida Sandoval, de Roberto Sandoval.

     7 - 2. Maria Moreira, n. por volta de  1668, c. por volta de 1682, com Manuel Gil Cubas, f. com inventário em1693,Taubaté (casal omitido em SL), f. do Cap. Amaro Gil Cortez e Marianna de Freitas (em Cubas). (2.237 e AS.12.96).

     6 - 2. Cap. Manuel Félix Correia (hipótese), n. por volta de  1686, de Guaratinguetá, que foi para a Colônia do Sacramento, RS, talvez filho ou neto, não relacionado em Alvarengas, c. por volta de 1714, com Maria Soares Cabral, n. por volta de  1694, c.ger. em An.70.

     5 - 3. Cap. Belchior Félix Perestrelo (omitido por SL), n. por volta de  1631, RJ, c. por volta de 1657, com Andresa de Castilho (1º marido), n. por volta de  1638, f. do Cap. Francisco Álvares Correia e sm. Guiomar de Alvarenga, c.ger. em Moreiras Castilhos. (2.235 e AS.10.173 e 12.92).

    3 - 2. Antonio Quaresma (hipótese), Almotacel em 1602, foi testemunha no testamento de Bartolomeu Gonçalves, em 1612, ano em que retirou-se da Capitania. (PP.153).

     3 - 3. Domingos Quaresma (hipótese), n. por volta de  1586, f. antes de 1646, c. por volta de 1616, com Maria Antunes, c.ger. em CR.3.79. 

                                                  CAPÍTULO 9º 

     1 - 9. ... (um dos filhos acima). 

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Brígida Ramalho, neta de João Ramalho, já f. 1584, dotada pelo avô, c. S.André, com Brás Rodrigues, carpinteiro de Ribeira, talvez o mesmo que em 1566 estava no RJ e foi fiador de Alvará, com: (BG.60.1.18, PP.157 e 165).

     3 - 1. Maria Rodrigues, f. única, c. Santos, com Belchior Fernandes (ou Belchior Rodrigues), n. 1561, que em 1584 vendeu terras em SP, doadas ao sogro pelo finado João Ramalho e, em 1607, morava em Birapora (Ibirapoera?). (IG.136 e PP.168).

                                                 CAPÍTULO 10º 

     1 -10. Caetana Ramalho (?), citada no documento "Autos de Nobilitate Probanda, de Domingos Antunes Maciel", como "filha de João Ramalho", cc. Gonçalo Camacho, com pelo menos: (JF).
- Obs.: Parece que o nome Caetana foi erro de leitura, o próprio autor a citou depois como Catarina. Achamos que ela seria a mesma Catarina Ramalho, acima, neta e não filha de João Ramalho.

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Anna Camacho, f. 1613, com testamento em São Paulo, cc. Domingos Luiz, o Carvoeiro (que depois cc. Branca Cabral), n. Marinhota, freguesia de Santa Maria da Carvoeira, f. 1615, com testamento em São Paulo, f. de Lourenço Luiz e Leonor Domingues, todos de Portugal, cuja geração constitui todo o título Carvoeiros, de Silva Leme, em SL.1.48. (JF).
- Obs.: Achamos que esta informação deve ser vista com muito cuidado, pois não está de acordo com os principais autores brasileiros. Para Silva Leme, por exemplo, Anna Camacho seria: filha de Jerônimo Dias Cortes e D.... Camacho, nm. de Bartholomeu Camacho e Catharina Ramalho, bisneta de João Ramalho e Izabel Dias. Alguns autores acham que mesmo Catharina seria casada com Gonçalo Camacho, e não seria filha, mas sim neta de João Ramalho, conforme acima. (SL.1.48).

                                                        Nº 2

     - Teveriçá ou Tibiriçá, cacique de Inhapuambuçu, considerado Rei de Piratininga, à época da chegada dos primeiros colonizadores, por ter ascendência sobre outros caciques e que após o batismo católico passou a chamar-se Martim Afonso Teveriçá, f. SP, 1562, pode ter tido pelo menos 2 filhas casadas com colonizadores: (HI.142, LR.Q.1, NG.26, SL.130 e 8.3). 

                              Maria da Grã (Teberê ou Teberebê) . Cap. 1º

                              Beatriz Dias (ou Beatriz Ramalho) .............. Cap. 2º

                                                  CAPÍTULO 1º 

     1 - 1. Teberê ou Teberebê, batizada com o nome católico de Maria da Graça (ou Maria da Grã), em homenagem ao Pe. Luiz da Grã, 1º superior do colégio de Piratininga, c. por volta de 1567, com Pedro Dias (1ª esposa), n. Portugal, f. com testamento em 1590/91, da família Parente Dias Velho, de Portugal, jesuíta leigo, que veio para  SP com os primeiros padres da Companhia de Jesus, em 1554, cujos votos foram relaxados para esse fim. Enviuvando, Pedro Dias, cc. Antonia Gomes da Silva (1º marido), f. de Pedro Gomes, n. Braga, e Isabel Afonso, esta f. de Pedro Afonso, das Ilhas, e uma Tapuia por ele resgatada em Piratininga, com quem se casou. A geração do leigo Pedro Dias constitui todo o Título Dias, de SL.8.3, mas além dos 6 filhos descritos ali existiram os seguintes: (2.238, HI.39, 142, PP.61, 88 e SL.1.9). 

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Antonio Dias Arenço, n. por volta de  1557, que em 1583 tinha fazenda na banda da ponte grande e em 1590 conseguiu escapar do sertão quando os índios atacaram a bandeira de Macedo e Grou. O cunhado Gonçalo Madeira foi seu procurador para registro de marca de gado, em 1589. Teve pelo menos: (AS.10.165 e PP.61).

     3 - 1. João Dias Arenço, que parece ser o mesmo, n. por volta de  1580, já f. 1662 (irmão de Antonio Dias Arenço, juiz ordinário em Mogi em 1627), c. por volta de 1605, com Izabel Botelho, n. por volta de  1589, f. de André Gonçalves e Isabel Botelho, c.ger. em AS.10.165, entre os quais: (PP.61).

     4 - 1. Margarida Fernandes (ou Madalena Afonso), cc. João Peres Canhamares, já f. 1662, f. de Alonso Peres Canhamares e Maria Afonso, c.ger. emCanhamares. (PP.61, 137, SL.1.11 e 8.25).

     4 - 2. Domingos Arenço Botelho, n. 1613, Juiz Ordinário e de Órfãos em Taubaté, 1663, e sobrinho de Antonia Dias Arenço, 3-2, a seguir, c. por volta de 1633, Mogi, com Ana Ribeiro de Escobar (vide acima), talvez f. de Antonio Delgado de Escobar e sm. Beatriz Ribeiro. (AS.6.214 e 10.165).

     3 - 2. Antonia Dias Arenço, c. por volta de 1598, 1ª vez com Francisco Jorge Velho, f. por volta de  1602, f. de Simão Jorge, n. Viana do Minho, e Agostinha Rodrigues Velho, c.ger. em Jorges Velhos e, 2ª, com Manuel de Chaves, paulista, que tomou parte na expedição de Nicolau Barreto ao Guairá, em 1602, onde f. com testamento em 1603, sendo inventariado em 1605, f. de Domingos Dias e Mariana de Chaves e, 3ª, com Francisco Gomes Botelho, teve: (DB.116/7, PP.61, 100 e SL.9.54).
                  Do 2º marido teve 1 filho:

     4 - 3. Francisco de Chaves, paulista, bandeirante, seguiu com Antonio Raposo Tavares ao sul brasileiro, em 1636, que pode ter sido o do mesmo nome, cc. Brígida Machado (em Fernandes Povoadores), e, pelos apelidos, pode ter sido pai de: (AS.6.220 e DB.116).

     5 - 1. Manuel de Chaves (hipótese), n. por volta de  1624, c. por volta de 1654, com Maria Lopes, n. por volta de  1634, ambos f. antes de 1685, pais de:

     6 - 1. Domingos Dias, n. por volta de  1655, Rio, onde c. 1685, com Maria Monteiro, n. por volta de  1665, f. natural de Manuel Monteiro e Maria Ramalho, pais de: Manuel, Silvestre, feliciano, Joana, Francisca e Antonia. (CR.1.334/5). 

                                                  Parágrafo 2º 

     2 - 2. Francisco Dias (ou Francisco Saraspes), que já estava estabelecido em 1575, e esteve em ajuntamentos em 1585 e 1592, teve:

     3 - 1. Francisco Saraspe, Almotacel em 1608, bandeirante, de SP ou RJ, figurou na entrada do Cap. André Fernandes, de Parnaíba, f. com inventário em1614, no sertão, c. por volta de 1604, com Isabel Antunes (1º marido), f. de Gaspar Fernandes e Domingas Antunes (em Pretos), c.ger. "em Inv. e Test. V, 55". (DB.33, 365, GL.2.78 e PP.61). Poderiam ser os pais de:

     4 - 1. Pedro Saraspe (hipótese), fci, Mogi das Cruzes, 1º marido de Felipa Rodrigues (ou Felipa Fernandes), n. 1621, inventariada 1651, Mogi das Cruzes, f. de Manuel Fernandes Gigante e Agostinha Rodrigues, c.ger. em Fernandes Povoadores.

     3 - 2. Cap. Crisóstomo Álvares, do RJ, bandeirante que figurou na entrada do Cap. André Fernandes, de Parnaíba, em 1613/14, mudando-se depois para Paranaguá, onde ainda vivia em 1649, mineirando ouro. Casou em SP, com sua cunhada Isabel Antunes, do 3-1. (DB.33, 206, PP.61 e 138). 

                                                  Parágrafo 3º 

     2 - 3. Clara Parente, f. 1635, em avançada idade, cc. Gonçalo Madeira, n. Portugal, f. 1626, c.ger. em SL.8.4 (Tít. Dias), entre os quais: (AS.11.279).

     3 - 1. Pedro Madeira, f. 1644, São Paulo, c. 1ª vez com Violante Cardoso, f. com inventário em1620, f. de Gaspar Vaz Guedes, n. do Espirito Santo, e Francisca Cardoso, c.ger. em Vaz Guedes e, 2ª, com Isabel Bicudo, f. de Antonio Luiz Grou e Guiomar Bicudo, c.ger. em SL.8.11, entre os quais:

     4 - 1. Isabel Bicudo, cc. André Luiz, n. Portugal, f. com testamento em 1673 ou 75, Parnaíba, com 4 filhos em SL.8.11, entre os quais:

     5 - 1. Maria Luiz Delgado (truncado em SL), n. por volta de  1658, c. 1674/5, Parnaíba, com Diogo Aires de Oliveira, f. 1676, nesta mesma cidade, c.ger. em Aguirres. (AS.1.108, 2.106 e SL.8.11).

                                                  Parágrafo 4º 

     2 - 4. Ana Marques (hipótese), "em 1633 declarou no seu testamento ser irmã de Izabel Cubas e tia de Pedro Madeira, sendo portanto irmã de Clara Parente, e todas filhas do leigo Pedro Dias", c. por volta de 1602, com André Peres. (PP.61).
- Obs.: Ou seria filha de Antonio Cubas "e uma Ramalho"? (em Cubas). (2.1, 159, HI.32). 

                                                  Parágrafo 5º 

     2 - 5. Isabel Cubas, na dúvida. (vide 2-9). (PP.61).
- Obs.: Ou seria filha de Antonio Cubas "e uma Ramalho"? (em Cubas). (2.1, 159, HI.32). 

              Do 2º matrimônio (do leigo Pedro Dias), com Antonia Gomes da Silva, 3 filhos em SL.8.4, entre os quais:

     2 - 6. Feliciana Dias, c. São Paulo, com Sebastião Gil, o Vilão, n. São João da Foz, que ocupou os cargos do govêrno em Sâo Paulo, onde foi Juiz Ordinário em 1585 (irmão de Francisco de Siqueira, cc. Anna Pires de Medeiros), com 10 filhos em SL8.38, entre os quais:

     3 - 1. Paschoal Gil, f. 1688, Taubaté, onde cc. Maria da Silva Leme, f. 1718, na mesma cidade, f. do Cap. João do Prado Martins e Maria  de Chaves (ou Maria Leme de Chaves), com 9 filhos em SL.8.66, entre os quais:

     4 - 1. Manoel Dias de Siqueira, cc. Maria do Prado, f. 1729, Taubaté, f. de José Gonçalves da Silva e Joana do Prado, com 4 filhos em SL.8.66, eles:

    5 - 1. Joana da Silva Rodrigues (cujos casamento e geração SL não descobriu), cc. Manuel Tavares da Silva, de Travanca do Mondego, Coimbra, Portugal, f. 1794, São Luiz do Paraitinga, SP, com 94 anos. Tiveram terras "na Paraitinga, paragem de Ubatuba", deixaram pelo menos: (SL.8.66 e pesquisa gentilmente enviada pela Sra. Rosa Maria de Andrade Nery, autora do livro "São Luiz do Paraitinga, Reduto de gente Bandeirante", inclusive a geração do casal).

     6 - 1. Salvador Tavares da Silva.

     6 - 2. Antonio Rodrigues da Silva, b. 1744, Pindamonhangaba, cc. sua prima, Francisca Maria de Jesus, b. também em 1744, na mesma cidade, f. de Paulo Cordeiro Gil e Liberata Correa de Siqueira (Arquivo da Cúria Metropolitana de São Paulo, 5,4.719 e testamento de Antonio da Silva Rodrigues, arquivado no SAESP, Lata C05498). Tiveram 4 filhos, que deixaram geração em São Luiz do Paraitinga, no Bairro Alto (hoje Natividade da Serra) e em Paraibuna:

     7 - 1. Manoel Cordeiro da Silva, f. sem geração.

     7 - 2. José Cordeiro da Silva.

     7 - 3. Antonio Cordeiro da Silva.

     7 - 4. Luiz Cordeiro da Silva, n. 1780, São Luiz do Paraitinga, onde f. 1828, cc. Gertrudes Faustino de Sousa, b. na mesma cidade, f. de Bento Soares de Carvalho e Anna Clara da Silva (em Góes Mendonças). Deixou testamento, onde declara a sua geração, inclusive do filho que estava para nascer: Antonio, Gertrudes, Anna, e ainda:

     8 - 1. Francisca, cc. Cândido Xavier de Mello.

     8 - 2. Rochelles de Sousa e Silva, cc. Maria Joaquina de Medeiros.

     8 - 3. Luiz Faustino da Silva, cc. Fauzina Pires de Moraes.

     8 - 4. Salvador Faustino de Sousa, n. 1829, São Luiz do Paraitinga, c. 1849, no Bairro Alto, Natividade da Serra, SP, com Maria Antunes de Andrade, f. de Francisco Antunes de Andrade e Isabel Peixoto da Silva (em Freitas), com:

     9 - 1. Bento Antunes de Andrade, n. e b. 1858, no Bairro Alto, Natividade da Serra, SP (Cúria Diocesana de Taubaté), f. com 81 anos, em São Luiz do Paraitinga, onde cc. Ana Delphina de Gouvêa, f. de Manoel Bonifácio de Gouvêa e Silva e Feliciana Lopes Figueira, todos de São Luiz, com 4 filhos:

     10- 1. Luiz Chrispim Antunes de Andrade, cc. Amália (prima de Delphina sua mãe), e teve 4 filhos: Accacio de Andrade (que formou família em Campinas), Suzana, Mauna e Áurea.

     10- 2. Juvenal Antunes de Andrade, cc. Rosa Padula Borriello, moradores em São Luiz, com 13 filhos: Maria da Luz Andrade, n. 1918, Helena de Andrade, Benedita Antunes de Andrade, Dona Didi, n. 1929, estas sem geração, e Vicente, Antonio, Rosa, Pedro, João, Ana Rosa, falecidos de poucos meses, e ainda:

     11- 1. Bento Antunes Neto, n. 1919, cc. Iracema Vieira, e tiveram 10 filhos.

     11- 2. José Borriello Antunes de Andrade, n. 1924, cc. Maria do Carmo Barreto de Andrade, n. 1923, Campos dos Goytacazes, f. de José Barreto da Assumpção e Bárbara de Barros Rodrigues, deixando 5 filhos.

     11- 3. Theresinha de Andrade, cc. Martiniano Gouvêa, com 2 filhos.

     11- 4. Luiz Raul de Andrade, n. 1932, cc. Ivany Proença Delgado, com 2 filhos.

     10- 3. Mário Antunes de Andrade, cc. Sebastiana, com: Dalmo, Deodato, Durval, Benedito e Expedito.

     10- 4. Benedito Antunes de Andrade, cc. Benedita Viegas, s.ger.

                                                  CAPÍTULO 2º 

     1 - 2. Beatriz Dias (ou Beatriz Ramalho), que embora não conste do inventário, considera-se que também possa ter sido filha de João Ramalho, foi a 1ª mulher do Cap. Lopo Dias Machado (irmão de Rui Dias Machado), n. Portugal, povoador de Santo André, onde consta das atas em 1555 e 1558, passou para SP, onde foi Almotacel em 1562/3 e 83 e vereador em 1564, sucedendo a João Ramalho, e 1576, em 1609, já viúvo pela 2ª vez, reiterou a alegação de ser muito velho, para escusar-se à curadoria dos seus netos, no inventário do Cap. Belchior Dias Carneiro, com: (AS.1.112, 3.23, DB.107, PP.60, 157, SL.7.224 e 9.219). 

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Izabel Dias, f. 1636, cc. Antonio Nogueira, s.ger. Deixou como herdeiro, o seu sobrinho Isaque Dias, f. do Cap. Mor Belchior Dias Carneiro, do Par. 2º, a seguir. (SL.1.34). 

                                                  Parágrafo 2º 

     2 - 2. Cap. Belchior Dias Carneiro, tomou parte na entrada do seu "tio" Antonio de Macedo e Domingos Luiz Grou que, em 1590, atacou os índios Tupiães, de Mogi. Chefiou uma das divisões da grande bandeira de Nicolau Barreto ao Guairá, em 1602. Em 1607 seguiu como Cap.Mor de uma bandeira de cerca de 50 homens brancos e muitos índios, para a região dos Caiapós, sendo morto por esses índios, em junho do mesmo ano, foi substituído na chefia por Antonio Raposo (o velho). Foi cc. Hilária Luiz Grou, f. de Domingos Luiz Grou e Margarida Fernandes, com 3 filhos: (DB.107, PP.60 e SL.1.34).

     3 - 1. Andreza Dias, f. com testamento em 1681, Parnaíba, c. 1ª vez com Antonio Peres Canhamares, f. de Alonso Peres Canhamares, n. Castela, e Maria Afonso (emCanhamares), 2ª, com João de Pinha (que depois cc. Domingas Antunes, c.ger. em Pretos), f. 1645, irmão de Felícia de Pinha, do Par. 2º, a seguir e, 3ª, com Antonio Correia da Silva, n. Lisboa, viúvo de Inês Dias de Alvarenga, s.ger. dos 3 maridos, "instituiu herdeira a neta" (deve ser a neta do 3º marido), Antonia Dias Cortes, cc. Sebastião Correia da Silva. (PP.138 e SL.1.14, 34 e 547).

     3 - 2. Antonio Dias Carneiro, paulista, que tomou parte na entrada de Francisco Bueno ao Rio Grande do Sul, em 1637, na qual faleceu, com inventário aberto em São Paulo, 1639, 1º marido de Felícia de Pinha, f. de Brás de Pinha e Isabel Lopes, que c. 2ª vez com Lourenço Cubas Justiniano, e teve f. única: (3.193, 196, DB.107 e SL.1.35).
- Obs.: Pela Nobiliarquia, Antonio Dias Carneiro seria filho de Vicente Bicudo e Ana Luiz, irmã de Hilária.

     4 - 1. Isabel ... (3.196).

    3 - 3. Isaque Dias Carneiro, cc. Maria Nunes, n. SP, f. com testamento em 1643, f. de Jácome Nunes e Helena Dias (em Pontes), com 8 filhos: Beatriz, Antonio, Jácome, Ana, Helena, com 13 anos, Andreza, com 5 anos, ..... (filho), e, ainda:

     4 - 1. Maria Nunes, cc. Antonio Fernandes Paes.

                                                  Parágrafo 3º  

     2 - 3. Suzana Dias, n. por volta de  1552, São Vicente, f. Parnaíba, 1634, prima direita do Pe. Lourenço Dias, vigário colado da Matriz de São Paulo, c. 1ª vez com Manoel Fernandes Ramos, n. Moura, Portugal, f. em 1589, c.ger. em Fernandes Povoadores, e enviuvando, c. 2ª vez com Melchior da Costa (ou  Belchior da Costa), f. com testamento em 1625, Parnaíba (viúvo de Izabel Rodrigues). (AS.3.23, DB.107, 331 e SL.1.34 e 7.224).

                                                  Parágrafo 4º 

     2 - 4. Catharina Dias, cc. Garcia Rodrigues Velho, f. de Domingos Gonçalves de Mendonça (ou Domingos Gonçalves da Maia) e Messia Rodrigues, c.ger. em Garcias Velhos. (SL.1.35).
- Obs.: Esta não é filha do casal, e sim de Domingos Dias e Marianna de Chaves. (SL.9.54 e 219).

                                                  Parágrafo 5º 

     2 - 5. Isaque Dias (não relacionado em SL.1.34), morto com o seu irmão Gaspar Dias, no sertão, pelos índios, em 1590 e 93, na ida ou na volta da bandeira de Macedo e Grou, contra os índios de Mogi, deixou pelo menos a filha natural: (DB.141 e PP.60).

     3 - 1. Jerônima Dias, 2ª mulher do Sertanista Luiz Eanes Grou, n. SP, f. com testamento em 1628, no sertão, com 56 anos, f. de Luiz Eanes Grou, o Velho, e Guiomar Rodrigues, com pelo menos: Antonio Dias Grou, Luiz Eanes Grou, Manuel, Andreza Dias, Madalena Dias, Ascensa Luiz, Maria, e ainda: (DB.141, PP.82, 98, SL.1.16 e 21).
- Obs.: Poderia ser a mesma que foi cc. Baltazar Gonçalves Malio, acima?

     4 - 1. Margarida Dias, c. 1632, SP, com Antonio Antunes Moreira, f. de Domingos Fernandes Moreira e Andreza Antunes.

                                                  Parágrafo 6º 

     2 - 6. Gaspar Dias (vide Par. 5º). 

                                                  Parágrafo 7º 

     2 - 7. Jerônima Dias, teria sido mulher de Gonçalo Camacho, acima, que em 1588 morava em São Paulo, segundo tradições colhidas por Taques. (PP.31/2 e 61). 

                                                  Parágrafo 8º 

     2 - 8. Antonia Dias (hipótese), n. por volta de  1567, São Paulo, foi para o Rio, f. de Lopo Dias e "Brites de Góes".  (AS.3.50).

 

Nota nº 1: Quanto às pessoas mais antigas deste título, é necessário considerar que são quase lendárias.
João Ramalho chegou cerca de 30 anos antes dos primeiros povoadores, que vieram em 1532, com Martim Afonso de Souza, e vivia com os índios, não havendo desse período qualquer tipo de documentação. O que se tem são algumas relações de nomes, e informações esparsas, deixadas por antigos moradores e historiadores, que nasceram muitos anos depois.

 

Ir para: Página Principal,    Índice Geral,     Região Serrana,    Imigração árabe,     Tiradentes,     Batch Numbers,      Bibliografia e códigos