GENEALOGIA BRASILEIRA
Estado de São Paulo - Os Títulos Perdidos

 

                              Lênio Luiz Richa (lenioricha@yahoo.com.br)

 

 

                                            RAPOSOS BOCARROS 

 

     - Antonio Raposo, n. 1558, Beja ou Mafra, arcebispado de Lisboa, f. com testamento em São Paulo, 1633 (onde foi armado Cavaleiro em 1600/1, pelo Governador, D. Francisco de Souza), f. de Álvaro Aires Ferrão e sm. Susana Nunes Raposo, veio com sua 1ª esposa, Antolina Aqueixa de Peralta (ou Antolina Requeixo de Peralta), n. Castela, para Santos, na Armada do Gal. Diogo Flores Valdez, em 1582/3, onde c. 2ª vez com Isabel de Góes, f. 1629, cuja geração constituiu todo o Título Raposos Góes (de Pedro Taques), f. de Domingos Gonçalves da Maia e Izabel de Góes, naturais da Ilha da Madeira (vide Góes Mendonças), e ficou servindo no forte da Barra de Santos, tendo sido ativo sertanista que participou de várias entradas, à partir de 1595. (1.81, 212, 2.23, 3.40, AS.10.192, e DB.332).
- Obs.: Esta a versão da maior parte dos autores, entretanto devemos notar o seguinte: Pedro Taques mandava para Raposos Bocarros os que dizia filhos de D. Antolina; Silva Leme diz não ter encontrado vestígios desse casamento de Antonio Raposo e põe todos os que viriam para este título em Raposos Góes; Américo de Moura achava que o marido de D. Antolina teria sido o irmão (ou pai?) de Antonio Raposo, Estêvão Raposo Bocarro, f. Santos, que ainda vivia em 1607, o que parece ser o mais provável; além disso, parece que esse seria o mesmo Estêvão Raposo, morador de São Vicente, que tinha engenho na Ilha de Santo Amaro, recebeu sesmaria no RJ, em 1565, onde foi testemunha de fiança em 1566, Juiz Ordinário, em Santos, em 1569, onde estava em 1583. De qualquer modo, este Título existiu, e achamos que poderia ter tido pelo menos os capítulos adiante. (CP.387, PP.134 e 157 e SL.3.3, nota).

 

                                 Estêvão Raposo Bocarro ........... Cap. 1º

                                 ............................................ Cap. 2º

                                 ............................................ Cap. 3º

                                 Cel. João Raposo Bocarro ......... Cap. 4º

                                 Antonia Requeixo de Peralta ...... Cap. 5º

                                 Antonio Raposo Paes ............... Cap. 6º

 

                                                 CAPÍTULO 1º 

     1 - 1. Estêvão Raposo Bocarro (que poderia ser o "irmão de Antonio Raposo, f. Santos", caso prevalecesse a hipótese "d", do Capítulo 6º, abaixo, seguindo a tendência de Taques, de mandar para este título os filhos aparentemente mais velhos de "Antonio Raposo", e os que não tinham o sobrenome Góes), já c. 1633, com Izabel da Cunha, f. de Manoel Francisco Pinto, n. Guimarães, e Juliana de Oliveira (em Oliveiras Gagos), n. São Paulo, Brasil. É o Cap. 1º de Raposos Góes, em SL.3.4. (FS e SL.8.516). 

                                                 CAPÍTULO 2º 

     1 - 2. .... 

                                                 CAPÍTULO 3º 

     1 - 3. .... 

                                                 CAPÍTULO 4º 

     1 - 4. Cel. João Raposo Bocarro, n. São Paulo, que Taques diz ser f. de Antonio Raposo, n. Beja, e sua 1ª mulher, Antolina de Peralta, mas que Silva Leme considerou como filho de Izabel de Góes, foi ao Guairá, em 1628, com Antonio Raposo Tavares e ao sul, em 1637, com Francisco Bueno, foi cc. Ana Maria de Siqueira, f. Francisco de Siqueira, n. Vila de Caminha, e Ana Pires de Medeiros (2º marido), c.ger. em SL.3.4, entre os quais: (2.22/23, 79, EA.590 e SL.2.41 e 123). 

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Cel. João Raposo Bocarro, o moço, do qual SL cita apenas o nome, paulista, bandeirante de destaque, em 1663 serviu na bandeira do seu primo Matias de Mendonça, ao Sabaraboçu, em 1689 seguiu para a Bahia para combater o gentio bravo e, em 1707 já estava minerando no Rio das Velhas, num ribeiro que denominou Iguapauma, onde recebeu sesmaria em 1711, foi pai de pelo menos:

     3 - 1. Cap. Mor Estêvão Raposo Bocarro, paulista, sertanista nos limites entre a Bahia e Minas Gerais, onde descobriu quatro sítios e recebeu sesmaria de dezesseis léguas, das cabeceiras do chamado riacho da Palmeirinha até às caatingas do Rio Verde, em 1727. (DB.75). 

                                                  Parágrafo 2º 

     2 - 2. Maria Raposo de Siqueira, f. 1709, já viúva, em avançada idade, cc. seu primo Antonio Raposo da Silveira, n. Lisboa, f. com testamento em 1663, SP, f. de João Rodrigues Raposo e Isabel Rodrigues Canto, que constituem todo o título Raposos Silveiras. (1.97, 2.22, BG.1.47, BGB.10.41, HS.1.221, SL.3.5, 336 e VT.1.92).

                                                  Parágrafo 3º 

     2 - 3. Mécia Raposo de Siqueira, cc. João do Prado da Cunha, f. 1695, f. de João Gago da Cunha e Catharina do Prado, c.ger. em SL.3.243, entre os quais: (SL.3.8 e 243).

     3 - 1. João do Prado da Cunha, cidadão de SP, f. 1727, c. SP, com Maria Paes de Siqueira, n. SP, f. com testamento em 1701 (1ª esposa), f. de Matheus de Siqueira de Mendonça e Antonia Paes de Siqueira, c.ger. adiante. (2.24, BGB.10.12, SL.3.8 e 245).

                                                  CAPÍTULO 5º 

     1 - 5. Antonia Requeixo de Peralta, n. Espanha, que SL menciona em nota, como filha de Antonio Raposo e Antolina Requeixo de Peralta, mas não inclui em Raposos Góes, veio com os pais na armada de Diogo Flores Valdez, c. Santos, com Gaspar Fernandes Palha, n. Funchal, Ilha da Madeira, f. Santos, 1600, Provedor dos Órfãos, defuntos, ausentes, capelas e resíduos de São Paulo e São Vicente, descendente de Rui Vaz de Almada (este provavelmente de Pedro Álvares de Almada, 1º desta família que foi para a Madeira, f. Álvaro de Almada, este irmão por pai de D. Álvaro Vaz de Almada, 1º Conde de Avranches - Vide Internet), com pelo menos: (GS.357, PP.134 e SL.3.3, nota). 

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Cap. Gaspar Fernandes Palha (ou Gaspar Fernandes Picam, ou Gaspar Fernandes Picão), n. Santos, morador Ilha de São Sebastião, onde recebeu sesmaria em 1610, senhor do Engenho da Praia do Barro, cc. Catarina de Oliveira Cotrim Escobar, irmã de Antonia de Escobar Ortiz (em Dias Teveriçás), f. de Francisco de Escobar Ortiz e Inês de Oliveira Cotrim, n. Portugal, f. 1675, São Sebastião, SP, "vindos da Capitania do Espírito Santo povoar esta Ilha", com pelo menos: (GS.108, 351, 357, HP.217, PP.134 e SL.3.4).

     3 - 1. Cap. Diogo de Escobar Ortiz, n. Ilha de São Sebastião , cc. Potência Leite da Silva, n. 1640, f. de Bartolomeu Simões de Abreu, n. Santos, e Izabel Paes da Silva (em Proenças Abreus), com 2 filhas: (3.84 e SL.2.466).
- Obs.: Dos filhos deste casal descendem os: "Dias Martins, Gonçalves Martins, Nunes de Freitas, Barbosas de Moraes, Lopes da Ressurreição, Lourenços de Freitas, Pinheiros de Santana, Mouras Negrões, Santanas Freitas, Oliveiras Santos, Gonçalves de Freitas, Santanas Lopes, Paulas Moraes, de São Sebastião e Vila Bela". (João Gabriel de Santana, em Genealogia Sebastianense, fls. 351).

     4 - 1. Maria Leite da Silva, cc. Manoel Lopes Pereira Marzagão, Cap. das Ordenanças, n. São Sebastião (primo do Pe. Manoel Gomes Pereira Marzagão, vigário colado da mesma Vila), f. de Gonçalo Lopes Pereira, n. Viana, Portugal, e Helena Pires Escache de Onhate, esta f. de Manoel Pires Escache, s.ger. (3.84, GS.351, 368, 372 e SL.2.466/7).

     4 - 2. Catarina Escobar Dias (ou Catarina Escobar Paes Leite), n. São Sebastião, cc. João da Silva Rebelo (ou João da Silva Rabelo), n. Portugal, ambos falecidos em Pitangui, MG, com 12 filhos: Josefa, f. menina, nas Minas Gerais, Maria, idem, em São Paulo, João, idem em São Sebastião, e ainda: (3.84, 86, GS.154, 351, SL.2.467, 469, VT.1.51 e 79).

     5 - 1. Potência Leite da Silva, neta, c. Pitangui, com o Cel. Manoel Cabral Teixeira, n. Portugal, com filha única: (3.84).

     6 - 1. Córdula Cabral Teixeira, cc. o Cap. Serafim Vieira de Vasconcelos, n. Portugal, e passaram para Paracatu, onde faleceram ambos. (3.84 e SL.2.467).

     5 - 2. Maria Paes Leite da Silva, c. São Sebastião, com Amaro Dias Torres, sênior, n. Massarelos, Portugal, ambos f. São Sebastião, da nobre família dos Torres, com 8 filhos nessa Ilha: Amaro Dias, Manoel, Maria, Rosa, falecidos em menor idade, e ainda: (3.84, 85, GS.53, 67, SL.2.467 e 468).

     6 - 1. Manoel Leite Pereira (ou Manoel Leite da Silva), c. São Sebastião, com Maria Nunes Correia Leite, a moça, ambos n. dessa Ilha, f. de Francisco Gonçalves Souto, n. Portugal, e Isabel Nunes Correia, n. São Sebastião, nm. de Diogo Correia Marzagão e Isabel Nunes Correia, a moça, com 3 filhos, omitidos em SL, dos quais descobrimos: (GS.231, 237, 371 e SL.2.467).

     7 - 1. Maria Leite Correia, n. São Sebastião , cc. Pedro Fernandes de Gusmão, b. Ubatuba, 1726, f. de Felipe Fernandes Marrão, n. Verendelo, Chaves, Braga, e Maria Dias Pereira, n. Parati, com pelo menos: (GS.231).

     8 - 1. Joaquim José Fernandes Leite, n. Ubatuba, 1758, cc. Inês Gonçalves de Oliveira, n. Taubaté, f. de Francisco Rodrigues Moreira e Joana Dias Tenório de Freitas, c.ger. em Dias Teveriçás. (GS.237).

     6 - 2. João Leite da Silva Torres, Escrivão da Câmara de Santos, c. São Sebastião, com Ana Correia da Gaia, n. São Sebastião, f. de João da Mota Moreira e Maria Correia Nunes ou Maria Nunes Correia, c.ger. em Affonsos Gayas. (GS.125, 266, 269, 296 e SL.8.437).

      6 - 3. Maria Leite da Silva, c. São Sebastião, com José Dias Martins, f. de André Gonçalves Martins e Josefa Gomes Rosado (em Botafogos), c.ger. que não descobrimos. (3.85 e GL.1.91).

     6 - 4. Ana Paes Leite da Silva, que ainda vivia no RJ em 1774, c. São Sebastião , com Sebastião Homem de Oliveira Coutinho, f. de João Homem Coutinho e Joana de Oliveira, todos n. dessa Ilha, np. de Sebastião Homem Coutinho, do Couto de Alcobaça, e Isabel Rosado das Neves, com 7 filhos, n. São Sebastião: Emerenciana Rita Leite, f. solteiro, no  RJ, Manoel, f. criança, Joaquim Manoel Francisco da Glória, n. 1764, f. menor, e ainda: (3.85, GL.1.82, 85, GS.53, 151 e SL.2.467).

     7 - 1. Maria Tereza de Oliveira, c. São Sebastião, com Lino Lopes de Oliveira, f. do Cap. Antonio Lopes de Siqueira, n. Santos, e Maria da Aleluia (em Garcês Barreto). (3.85, GS.339 e SL.2.467/8).

     7 - 2. Ana Maria Leite da Silva Coutinho, n. 1741, c. São Sebastião , com Tomé Aires Garcês de Aguirre, n. 1728, f. do Cap. Diogo Aires de Aguirre e Ana Nunes de Freitas (esta "irmã de Catarina Gonçalves Nunes de Freitas, mulher do Cap. Diogo de Escobar Ortiz, sobrinho, adiante), c.ger. em Garcês Barreto. (3.85, GL.1.82, GS.67, 222, 504 e SL.2.468).

     7 - 3. Catarina Leite da Silva, c. São Sebastião, com Domingos Ayres de Aguirre, n. dessa Ilha, f. do Cap. da Ordenança José Rodrigues de Abreu, n. RJ, e Cecília de Aguirre, n. São Sebastião  (em Aguirres). (3.85, GL.1.82 e SL.2.468).

     7 - 4. Pe. João Amaro da Silva Leite, b. 1757, em 1774 era seminarista na Lapa, e, em 1798, Professor de Gramática Latina. (3.85, GS.456 e SL.2.468).

     5 - 3. Catarina Maria da Silva, c. Rio de Janeiro, com o Cap. João Batista ... (ou Paulo Batista de Tal), n. Gênova, que se passou para Sabará, MG, onde tiveram dois filhos: (3.85, GS.388 e SL.2.468).

     6 - 1. João Batista, foi para Lisboa, vide a seguir.

     6 - 2. Catarina, foi para Lisboa, com seu irmão e a sua mãe, já viúva, para recolher-se a um mosteiro de freiras e os filhos para o estado clerical. Em 1755, quando houve o terremoto ainda estavam na cidade e sobreviveram. (3.86).

     5 - 4. Mariana Leite da Silva, c. Pitangui, com o Cap. de Mar e Guerra de Fragata Real, Bartolomeu Farto de Carvalho, n. Portugal, e teve 5 filhos, sendo que os 3 últimos foram para Portugal, com o pai: um foi religioso bruno e outro carmelita descalço, em Lisboa, a saber: Matilde, Félix, Antonio, João, e: (3.86, GS.351, SL.2.468 e VT.1.52).

     6 - 1. Ana Maria da Conceição, c. 1744, com o Ajudante José de Afonseca Marinho, n. Chaves (viúvo de Josefa Maria Ribeiro da Silva), f. de Sebastião Pires Durão e Ana da Fonseca Marinho, tronco dos Marinhos de Minas Gerais, c.ger. em Velhos Troncos Mineiros, Vol. II, fls. 15. (VT.1.52, 79).

     5 - 5. Ana Maria Leite da Silva, c. Pitangui, com José Rodrigues de São Tiago, n. Portugal, e teve 2 filhos: Ana e Joaquim. (3.86 e GS.351).

     5 - 6. Rosa Leite da Silva, c. Pitangui, com Domingos Pereira, s.ger.

     5 - 7. Custódia Leite da Silva, c. Pitangui, com Manoel Pinto Pereira, grande estudante e examinador sinodal do Bispo Guadalupe, e teve 4 filhos: Francisca, Catarina, Rosa e Vicente. (3.86 e SL.2.469).

     5 - 8. Manoel Leite da Silva, poeta, latinista e historiador, f. solteiro em Minas Gerais. (3.86 e SL.2.469).

     5 - 9. Rosa Leite da Silva (outra), que embarcou na companhia de sua tia Sebastiana Paes da Silva, mulher de Antonio do Rego de Sá, que ia para a Bahia, para dali recolher-se à sua pátria, a Ilha de São Miguel, e ela, D. Rosa, para religiosa em um dos conventos da mesma Ilha. Entretanto, tendo sua tia falecido no mar, casou-se com Antonio do Rego de Sá, de cujo matrimônio existe geração na dita Ilha, com vários morgados. (3.86, GS.351 e SL.2.469).

     3 - 2. Estêvão Raposo Bocarro, Guarda Mor de São Sebastião, Senhor do Engenho da Praia do Barro, cc. Maria de Abreu Pedroso Leme, ambos naturais de São Sebastião, irmã de Potência Leite da Silva, do 3-1, precedente, f. de Bartolomeu Simões de Abreu e Izabel Paes da Silva (em Proenças Abreus), com 12 filhos, n. São Sebastião: (3.87/88, GS.78, SL.2.469 e VT.1.79).

     4 - 1. Pedro Dias Raposo Bocarro, c. 1ª vez com Isabel Ribeiro da Silva Bueno, n. Santos, f. de Domingos de Castro Correia e Isabel da Silva Bueno (em Dias Teveriçás) e, 2ª, com Rosa da Apresentação Gomes Moreira Marzagão, f. do Sarg. Mor das Ordenanças de São Sebastião, Manoel Gomes Pereira Marzagão e Bárbara Moreira da Gaia, e teve: (1.94, 3.89, GS.108, 272 e SL.2.469).
                  Da 1ª mulher 3 filhos: Maria Teresa, Isabel, e:

     5 - 1. Domingos da Silva Bueno, n. Ilha de São Sebastião, f. Cuiabá, c. 1734, Itu, com Maria Paes de Almeida, f. de João Gago Paes e Maria de Almeida (em Freitas), c.ger. em SL.2.470, entre os quais:

     6 - 1. Cap. Vicente da Silva Bueno, c. 1ª vez, 1787, Itu, com Izabel Maria de Arruda (viúva de Antonio Rodrigues) e, 2ª, com Gertrudes de Arruda, f. do Alf. Manoel Vieira Pinto e Maria Leite de Arruda (em Vaz Guedes). (SL.2.470 e 8.547).
- Obs.: O mesmo ou outro do mesmo nome, cc. Anna Thereza de Jesus, teve pelo menos: João Bueno, b. 1794, NS da Candelária, Itu. (FS).

     6 - 2. Maria de Jesus de Almeida, cc. Manoel de Campos Machado, f. 1800, Porto Feliz, f. de João Baptista Machado e Rosa Pires de Campos, com 4 filhos em SL.4.209, entre os quais:

     7 - 1. Gertrudes Maria de Almeida Campos, n. Cuiabá, c. 1ª vez, com o Ajudante Estanislau José de Abreu, f. de Jerônimo de Almeida de Abreu e Leonarda Maria de Menezes ou Leonarda de Moura (em Proeças Abreus) e, enviuvando, c. 2ª vez, 1804, Porto Feliz, com Antonio de Arruda e Sá (1ª esposa), n. Itu, f. de João de Almeida Leme e 2ª esposa, Ana de Moraes de Almeida, c.ger. em Almeidas Naves. (FS, SL.4.162, 209 e 6.42).

     6 - 3. Joana Francisca da Silva, n. Meia Ponte, Goiás, c. 1774, Itu, com Paschoal Leite Penteado, f. de Pedro Vaz Justiniano e Izabel de Arruda Leite, c.ger. em Ferrazes Araujos. (SL.2.470).

                  Da 2ª, filho único:

     5 - 2. José Dias Paes, c. Vila Boa de Santa Ana, Goiás, com Ana Luiz Pereira Leite, f. de sua prima irmã, Maria de Escobar Ortiz e Gaspar Luiz Pereira, adiante, s.ger. (3.89, 94, GS.357, SL.2.470 e 472).

     4 - 2. Estêvão Raposo Bocarro Júnior, passou ao sertão dos Currais da Bahia, Rio São Francisco, onde se estabeleceu com fazendas de gado. Abriu estrada pelo sertão do Rio Urucuia (afluente do São Francisco, que nasce perto da atual cidade de Brasília-DF) até Vila Boa de Goiás, tendo sido um dos grandes sertanistas do seu tempo, cc...., e deixou 3 filhos: (3.89 e SL.2.470).

     5 - 1. Francisca Leite, f. s.ger. "pelo infeliz sucesso que lhe aconteceu, por ser bastante resoluta em montar qualquer cavalo, que sabia mandar com excelência, como qualquer perfeito cavaleiro. Ao vadear uma grande ribeira para avançar o seu alto barranco, picou com esporas de pua ao bruto que, carregando a grande corpulência desta senhora, avançou a ganhar o barranco, com o ímpeto que lhe tinha estimulado o castigo do ferro; desbroando-se a terra em que já tinha as patas dianteiras, voltou-se de costas e, no precipício da queda, recebeu D. Francisca o dano de se lhe imprimir no estomago o arção da sela, que era a Jerônima, para logo perder a vida". Foi cc. Pedro Cardoso, que passando para a Índia, praticou ações de valor, em uma pequena fortaleza do Rio de Sena. (3.89 e SL.2.470).

     5 - 2. Rita Leite ou Rita Pedroso de Abreu (cuja geração SL não descreve), cc. Tomás da Costa Ferreira de Alquimi ou Alcamin Ferreira, n. de Viana, Fidalgo da Casa Real e Morgado de Alquimi, morador no norte de Minas, irmão de João da Costa Ferreira, que foi Mestre de Campo e Governador da Praça de Santos, e Antonio Ferreira de Brito, Fidalgo da Casa Real, que c. em Santos, na nobre casa de Santana, e filho de André da Costa Alcamin, Fidalgo da Casa Real e Morgado de Alquimi, em Viana, teve pelo menos 2 filhos: (3.89/90, SL.2.471 e colaboração do amigo, genealogista, Pedro Lobo Martins, de Belo Horizonte, MG, que enviou a geração abaixo).
- Obs.: Existe controvérsia se seria apenas um casal, conforme acima, ou se haveria um filho de nome Thomaz da Costa Alcamin Ferreira, cc. Rita Pedroso de Abreu, que seriam os pais dos abaixo.

     6 - 1. Felisberto da Costa Alcamin Ferreira, n. dos currais da Manga, c. 1785, na capela de Senhor do Bomfim de Itacambira, com Genoveva Leite Pereira, f. de Antonio Fernandes da Costa e Maria Leite Pereira, nm. do Cap. Antonio Leite Vieira e Joana do Couto. (vide livro "A Geografia do Crime - Violência nas Minas Setecentistas", fls. 71).

     6 - 2. João da Costa Alcamin Ferreira.

     6 - 3. Thomaz Antonio da Costa Alcamin Ferreira (hipótese).

     6 - 4. Maria Sofia de Alcamin Ferreira (hipótese), cc. Bento Belchior Gonçalves de Siqueira, f. por 1768, f. de Miguel Gonçalves de Siqueira e Leonor Maria de Amorim Pereira, np. de Manoel Affonso Gaia e Maria Gonçalves Figueira, nm. de Christóvão Pereira de Abreu e Maria Clara de Amorim, pais de: Gonçalo Christóvão de Alckmin.

     5 - 3. N... assassinado no sertão dos Currais da Bahia, pelos seus cunhados, os filhos do Roboredo. (3.90 e SL.2.471).

     4 - 3. João Leite da Silva Ortiz, paulista, f. 1730, c. Parnaíba, com Isabel Bueno da Silva, f. de Bartolomeu Bueno da Silva, o 2º Anhanguera, e Joana de Gusmão. Em 1701 foi para Minas Gerais e instalou-se com fazenda, fundando o arraial de Curral de El-Rei, onde hoje se localiza Belo Horizonte, e onde teve o posto de Capitão das Ordenanças. Em 1720 foi para Parnaíba, entre outros motivos, para preparar a entrada que resultou no descobrimento das minas de Goiás, juntamente com o seu sogro, e o seu irmão Bartolomeu Paes de Abreu, c.ger. em Buenos Anhangueras. (3.90, DB.280, SL.1.512 e 2.471).

     4 - 4. Diogo de Escobar Ortiz, sobrinho, f. Ilha São Sebastião , onde cc. Catarina Gonçalves Nunes de Freitas, n. dessa Ilha, f. do Cap. Miguel Gonçalves da Fonseca e Maria de Nunes de Freitas, np. de Bartolomeu Gonçalves e Maria de Onhate, nm. de Gonçalo de Freitas, n. Viana, e Maria Farinha, n. Coimbra, com cinco filhos: (3.94, GS.67 e SL.2.472).

     5 - 1. Maria de Escobar Ortiz, moradora em Goiás, viúva de Gaspar Luiz Pereira, "possível parente de Bento Luiz Nunes Pereira", pais de: (GS.150 e 238).

     6 - 1. Ana Luiz Pereira Leite (ou Ana Luiza Pereira Leite, o que pode ser engano),  c. Vila Boa de Santa Ana, Goiás, com José Dias Paes, primo da sua mãe, f. de Pedro Dias Raposo Bocarro e sua 2ª mulher, Rosa da Apresentação Moreira Marzagão, retro, s.ger. (3.89, 94, GS.357 e SL.2.472).

     5 - 2. Francisca Leite da Silva, f. São Sebastião, 1749, cc. o Cap. Domingos Gomes Marzagão, n. 1714 (1ª esposa), f. do Sarg. Mor Manoel Gomes Pereira Marzagão e Bárbara da Mota Moreira da Gaia, c.ger. em Affonsos Gayas. (3.94, GS.352, 268, SG.271, 353 e SL.2.472).

     5 - 3. Catarina Paes de Abreu, 1ª esposa de Bento de Sousa Coutinho, n. 1725, Ilha Grande, RJ, f. de Francisco de Bitencourt, s.ger. (em Affonsos Gayas). (3.95, GS.150, 367 e SL.2.472).

     5 - 4. Josefa Luíza Gonçalves de Freitas, n. 1710/11, cc. Sarg. Mor Clemente Paes Pereira, n. de Oeiras, morador São Sebastião , onde f. 1778, Juiz Ordinário, mestre em artes pelo colégio dos jesuítas do RJ, f. do MC. de Artilharia da Torre de Moncorvo e Joana Maria das Chagas, com 3 filhos, n. São Sebastião: Luciano Paes Pereira, n. 1753, Manoel José de Jesus Pereira, n. 1755, e ainda: (3.95, GS.268, 369, 527 e SL.2.472).

     6 - 1. Emerenciana Paes Pereira Leite de Escobar, cujo casamento SL omite, n. 1765/9, c. 1809 (São Sebastião, SP?), com Joaquim José Pereira, n. 1770, Santos, onde foi negociante, com: Bento Paes Pereira, n. 1793, tinha 16 anos em 1809, Maria Paes Pereira, n. 1797, tinha 12, e ainda: (GS.369 e SG.57).

     7 - 1.  Joaquim Clemente Paes Leite, 14 anos em 1809, Escrivão Público, c. 1824, aos 30 anos, com Emília Olinda de Jesus, de 14 anos, "avós maternos do Dr. Luiz Silveira, que fica assim ligado aos Nunes de Freitas de São Sebastião". Parece que poderiam ser avós (ou bisavós?) da mulher de um Luiz Silveira, talvez o mesmo, conforme abaixo: (GS.369 e SG.57).

     8 - 1. Francisco Clemente Paes Leite (hipótese), cc. Emília Backheuser Paes Leite, com pelo menos: Emília Paes Leite, n. e b. 1864, NS da Assunção, Centro, SP, Eduardo Leite, b. 1875, NS da Consolação, Consolação, São Paulo, Anna Leite, b. 1869, Alberto Leite, b. 1871, Santa Efigênia, São Paulo, SP, e ainda: (FS).

     9 - 1. Albertina Paes Leite, n. 1873, São Paulo, c. 1898, NS da Consolação, Consolação, São Paulo, com Luiz Silveira, n. 1877, São Paulo, f. de Joaquim Antonio Alves da Silva e Maria da Paixão de Jesus da Silveira. (FS).

     5 - 5. Manoel Jerônimo Leite, cc. Maria Manuela Alves de Moraes Tavares, f. do Cel. de Ordenanças Manoel Martins Álvares de Moraes (Navarro?) e Maria Gomes Moreira Marzagão (em Affonsos Gayas), cuja geração SL não relaciona, com pelo menos: (3.95, DB.271, GS.88, 238, SG.198, SL.2.473 e 8.436).

     6 - 1. Rosa Maria do Espírito Santo, cc. Joaquim Inácio da Silva. (GS.238).

     6 - 2. Antonia Maria do Espírito Santo, cc. Inácio Manuel de Moraes.

     4 - 5. Bartolomeu Paes de Abreu, n. São Sebastião, 1674, cidadão da cidade de São Paulo, onde foi Cap. da Infantaria Paga, Juiz Ordinário, em 1705, e f. 1738, c. 1ª vez com Maria Gomes Moreira, f. de Gaspar de Godoy Moreira, o Tavaimana, e sua 1ª mulher, Custódia Moreira, s.ger. (em Gonçalves Lopes) e, 2ª, 1701, com Leonor de Siqueira Paes, sua prima em 4º gráu de consanguinidade, f. 1774, com 93 anos de idade, f. do Cap. Mor Pedro Taques de Almeida e Ângela de Siqueira (em Laras), e teve desta 8 filhos, naturais de São Paulo: (1.166, 3.95, 155, SL.2.473, 4.264 e 6.103).

     5 - 1. Maria Paes Leme da Silva, f. solteira, com idade avançada, em 1750. (1.173 e SL.2.473).

     5 - 2. Ângela Maria Paes da Silva, f. com mais de 76 anos 1783, solteira.

     5 - 3. Tereza Paes da Silva, f. após 1760, c. 1726, com seu primo em terceiro gráu duplicado, o MC. Manoel Dias da Silva, f. de Domingos Dias da Silva e Leonor de Siqueira, c.ger. em Dias da Silva. (1.134, 173, SL.2.163 e 473).

     5 - 4. Escolástica Paes da Silva, que em 1783 vivia no recolhimento de Santa Tereza, do qual foi regente, com o nome de Escolástica de Santa Teresa.

     5 - 5. Bento Paes da Silva, que depois de formado pela Universidade de Coimbra e, estando em Lisboa tratando do requerimento e encarteamento dos rios de que era donatário o seu pai, f. em 1738, afogado junto à Trafaria, porque, tendo saido em um barco para despedir-se de D. Luiz Mascarenhas que vinha como General para SP, no navio de guerra que o conduziria, no regresso espertou o vento, e fazendo vogar para a Trafaria não chegou à terra. (1.173 e SL.2.473).

     5 - 6. Pedro Taques de Almeida Paes Leme, ilustre historiador e genealogista, b. SP, 1714, f. com inventário em 1777, em 1734 ou 37 foi feito Sarg. Mor do Regimento da Nobreza de SP, em 1750, recebeu a missão de cobrar a real captação nos arraiais do Pilar e Crixás, nas minas de Goiás, em 1763, foi Guarda Mor das minas de ouro da cidade de SP e do seu termo, onde em 1771, com 58 anos, vivia das suas lavouras, c. 1ª vez, SP, 1735, com Maria Eufrásia de Castro Lomba, n. dessa cidade, f. 1757, f. de Gregório de Castro Esteves, n. Viana do Minho, Capitão do Regimento de Cavalaria das minas de Vila Boa, e Catarina Veloso, n. SP, np. de Brás de Castro e Maria Antunes, 2ª vez, RJ, 1761, com Ana Felizarda Xavier da Silva, n. Ouro Preto, f. de parto SP, 1762, f. de André Francisco Xavier de Siqueira, Escrivão da Real Fazenda no RJ, e Rosa Maria de Jesus, s.ger., 3ª, SP, 1769, com Inácia Maria da Assunção ou Anunciação e Silva, n. 1750, f. de Vicente Ferreira de Jesus (ou da Silva) e Apolônia Maria Vieira, np. de Manoel Ferreira e Joana Pereira, nm. de Manoel Vieira e Joana Rodrigues, e teve: (1.173/5, SL.2.474 e 8.173).
                 Da 1ª mulher 6 filhos (Silva Leme omite 3):

     6 - 1. Fr. Joaquim Antonio Taques, b. SP, 1747, f. RJ, tomou o hábito de carmelita calçado do Convento de SP, em 1762.

     6 - 2. Balduino Abagaro de Almeida Taques de Moraes, n. Vila Boa, Goiás, onde foi b. 1749, f.solt. SP, 1773.

     6 - 3. Emilia Flávia da Conceição Taques de Moraes, n. arraial do Pilar, 1750, f. solt. SP, 1791. (1.175 e SL.2.475).

     6 - 4. Ana, na 1ª infância em 1757, f. em tenra idade. (1.175).

     6 - 5. Pedro, f. 1761, com 7 anos. (1.175).

     6 - 6. ...., f. em tenra idade. (1.174).

                 Da 3ª mulher 4 filhos:

     6 - 7. Catarina Angélica da Purificação Taques, n. 1768, c. "1789", SP, com Manoel Alves Alvim, n. Caparica, São Pedro do Bairro, Famelicão, Guarda Mor das minas de SP e Vereador em 1796, f. de Manoel Alves Francisco e Custódia Maria de Sousa Alvim, com 11 filhos em SL.2.475 (Tít. Lemes), entre os quais: (1.175, SL.2.475 e 5.429).

     7 - 1. Francisca das Chagas Alvim, n. "1785", f. 1847, Iguape, viúva do Cap. Joaquim Pereira do Canto, f. do Ten. José Morato do Canto, de Paranaguá, e Ana Maria do Espírito Santo, c.ger. em Cordeiros.

     6 - 8. Ana Leonor Taques, c. 1793, SP, com o Ten. José de Freitas Saldanha, viúvo de Ana Joaquina Ferreira, s.ger.

     6 - 9. Rita Maria Taques, f. solteira. (1.175 e SL.2.482).

     6 -10. Matilde Aurélia Taques, cc. Januário Antonio de Araujo, c.ger. (1.175 e SL.2.482).

     5 - 7. Leonor Caetana de Escobar e Silva, que pode ser a mesma "Leonor Paes", que teve propriedade à Rua das Flores, em São Paulo (em Álvares de Sousa). (Ef.1.98).

     5 - 8. Antonio Paes da Silva Lara e Abreu. (1.173 e SL.2.482).

     4 - 6. Bento Paes da Silva, f. MG, cc...., f. de Urbano de Castro Pereira, morador em Minas, que em 1690 recebeu a legítima, e de.... (em Betim), com 2 filhos: João Paes e Gregório de Castro Correia ou Pereira, ambos s.ger. (3.95, SL.2.482 e 7.457).

     4 - 7. Inês de Oliveira Cotrim, cc. Antonio de Faria Sodré, ambos naturais de São Sebastião, irmão de Pe. João de Faria Fialho, fundador de Pindamonhangaba e da sua igreja matriz, pais de: (3.96, GS.473 e SL.2.482).

     5 - 1. Miguel de Faria Sodré, n. por volta de 1680, morador em Pitangui, onde f. em 1754, c. 1708, Parnaíba, com sua parenta Verônica Dias Leite Ferraz, f. de Antonio Ferraz de Araujo e Maria Pires Bueno, c.ger. em Ferrazes Araujos. (3.96, DB.39, SL.2.482 e 499).

     5 - 2. João Leite da Silva Sodré (ou João Leite de Faria Sodré), b. 1680/6, c. 1702/8, São Sebastião, com Beatriz da Silva Pereira (ou Brites da Silva Pereira, aí f. 1748, irmã do Pe. Alexandre Pinheiro, f. de Jordão Homem e Mônica Pinheiro de Lemos, c.ger. em Botafogos. (3.97, GS.240 e SL.2.482).

     5 - 3. Antonio de Faria Sodré, n. 1689, São Sebastião, onde f. 1760, c. por volta de 1709, 1ª vez com Verônica da Gaia Moreira, n. por volta de 1693, f. de Manoel da Mota Moreira e Ângela de Gaia (em Affonsos Gayas) e, 2ª, com Quitéria Ribeiro Cardoso, teve: Catarina da Gaia, f. menor, Bárbara Moreira, f. menor, Manuel Moreira, f. menor, Maria da Gaia, f. solteira, e ainda: (3.98, AS.2.143, GS.265, 180/1, 473, SL.2.485 e 8.439).
                Da 1ª mulher 9 filhos, entre eles:

     6 - 1. João de Faria Sodré, b. 1710, São Sebastião, onde c. 1740, 1ª vez, com Catarina Mendes das Neves, f. de João Mendes das Neves e Maria de Abreu, naturais de Parati e, 2ª, com Ana Maria Furtado de Jesus (ou Ana Moreira), f. do Cap. Pedro Furtado, e ....., ambos n. Taubaté, moradores Ubatuba, c.ger. (2.137, 3.98, AS.2.143, GS.180 e SL.2.485).

     6 - 2. Leonardo de Faria Coutinho (ou Leonardo de Faria Sodré), n. 1716, cc. Domingas de Freitas Ramos (ou Maria Josefa da Conceição), n. 1715, f. de Antonio Homem Coutinho e Domingas Ribeiro de Freitas Ramos, com pelo menos: Manuel, n. 1752, Ana, n. 1757, e: (GS.150, 284, 473, SL.2.485 e 486).

     7 - 1. Maria da Gaia, n. 1749, c. 1775, com seu parente José de Moura Negrão (viúvo de Maria de Moura), f. de João Gonçalves Barbosa e Eugênia Ribeiro do Monte Carmelo (em Botafogos), com 10 filhos: Ana de Moura Negrão, Eugênia do Monte Carmelo Neta, Emerenciana de Moura Negrão, Maria de Moura Negrão, Manuel de Moura Negrão, Maria de Moura Negrão (outra), José de Moura Negrão, Rita de Moura Negrão e Antonio de Moura Negrão, e ainda: (3.98, GS.511, 526, SL.2.485 e 486).

     8 - 1. Francisco de Moura Negrão. Um deste nome, n. 1770, cc. Maria ...., n. 1763, teve pelo menos: (GS.320).

     9 - 1. Manuel de Moura Negrão, n. 1791, cc. ...., com pelo menos: Elói de Moura Negrão, n. 1833, Manuel de Moura Negrão Filho, n. 1836, Julião de Moura Negrão, n. 1839, Joaquim de Moura Negrão, n. 1843 (Censos de São Sebastião, de 1793 e 1846). (GS.320).

     6 - 3. Ângela da Gaia Ortiz (ou Ângela da Gaia Moreira), n. 1715, cc. Antonio Correia Marzagão, n. por volta de 1700, f. de Francisco Gonçalves Souto, n. Portugal, e Izabel Nunes Correia, com 10 filhos, entre os quais: Maria Antonia, n. 1733, e: (3.98, AS.2.143/4, GS.265 e SL.2.485).

     7 - 1. Maria Egipciaca, n. por volta de 1735, c. São Sebastião, com Diogo Escobar Ortiz, n. por volta de 1762, em 1812, foram padrinhos de Ana Martins, em Ubatuba, com: (GS.265, 353, AS.2.144, SL.2.485 e 8.437).

     8 - 1. Maria Leite da Silva, c. 1775, com seu parente Amaro Álvares da Cruz (ou Amaro Alves da Cruz), neto, n. 1752/3, São Sebastião, f. do Alf. João Correia Marzagão e Maria Manuela Alves da Cruz (em Botafogos), com: José, n. 1808, Maria, n. 1810, Antonio, n. 1812, Ana, n. 1814. (GS.156, 265/7, 296 e 353).

     7 - 2. Verônica da Gaia Moreira, neta, n. 1738, c. 1765, com seu parente Antonio da Mota Moreira, n. 1728, f. de Vicente da Mota, dos Motas de São Vicente. (GS.293 e SL.2.485).

     7 - 3. Ana Maria da Gaia, n. 1741, São Sebastião, c. 1770, com seu parente em 4º grau Manuel da Costa Ribeiro, f. de Sebastião Ribeiro Coutinho (ou ... da Costa Ribeiro) e Marta Leite da Silva (ou Marta Leite de Moraes), adiante.

     7 - 4. Manuel Ângelo Doria, b. 1747, São Sebastião , c. 1778, com Ana Nunes do Espirito Santo, b. 1756, f. de Miguel Gonçalves Martins e Josefa Nunes de Freitas (em Affonsos Gayas). (AS.2.144).

     6 - 4. Inês de Oliveira Ortiz, cc. o Alf. Manoel Dias Cardoso, f. de Antonio Fernandes e Paula Dias, s.ger.

     6 - 5. Miguel de Faria Sodré (truncado em Lemes), n. 1719, São Sebastião , c. 1750, Santos, com sua parenta em 4º grau Catarina de Sene Ribeiro, f. de Domingos da Costa Ribeiro e Isabel de Sousa Coutinho (em Botafogos). (AS.2.143 e SL.2.485).

                Da 2ª mulher:

     6 - 6. Senhorinha Ribeiro (de Freitas Ramos?), cujo casamento SL omite, cc. Pedro Homem Coutinho, n. 1750, f. de Sebastião Homem Coutinho e Isabel Rosado das Neves, com (que podem ter sido filhos destes ou de Antonio Homem Coutinho e Domingas Ribeiro de Freitas Ramos): (GS.153, 155 e 401).

     7 - 1. Sebastião Ribeiro Coutinho (ou ... da Costa Ribeiro), confundido com o avô, viúvo 1765, cc. Marta Leite da Silva (ou Marta Leite de Moraes), n. 1725, f. de Gaspar Ferreira de Moraes e Maria de Abreu Pedroso Leme, c.ger. adiante. (AS.2.144, GS.155, 284 e 401).
- Obs.: Pelos sobrenomes parece que encaixaria melhor no 6-8, retro. Seria Sebastião da Costa Ribeiro Coutinho?

     7 - 2. Teresa Cardoso Ribeiro, cc. João de Moura Negrão, c.ger. adiante. (GS.401).

     7 - 3. Maria Josefa da Conceição, cc. Leonardo de Faria Sodré, c.ger. acima. (GS.401).

     6 - 7. Antonio Ribeiro, cujo casamento SL omite, cc. Catarina de Oliveira, com pelo menos: (GS.280 e SL.2.486).
- Obs.: Pelas datas não parece possível. Achamos que o Escobar do filho poderia ser de outro casamento de Catarina de Oliveira Cotrim, adiante.

     7 - 1. Antonio Ribeiro Escobar, n. 1711 ou 14, São Sebastião, cc. Maria de Oliveira Gonçalves de Araujo, n. 1709 (ou 1714), nessa Ilha, f. de Manuel Gonçalves de Araujo e Mariana Bueno ("ou de Manuel de Onhate e Joana de Oliveira", o que parece engano), com 11 filhos em SL.1.450, onde observamos: (GS.163/4 e 173).

      8 - 1. Domingos Ribeiro de Escobar, n. São Sebastião, SP, f. com testamento em 1818, Santos, cc. sua prima, Diana Maria Bueno de Araujo, f. de Bernardo Bueno de Araujo e Ana Francisca Leite (Ana Francisca Fernandes ou Anna Francisca Ribeiro Escobar), n. 1751 (em Pretos), com 3 filhos em SL.1.450: Benedicto, Bernardo e ainda: (GS.85).

      9 - 1. Antonio José Bueno de Escobar, cc. sua prima, Maria Gertrudes Bueno (ou Maria Gertrudes Ribeiro Escobar, f. de "Domingos de Carvalho e Francisca Ribeiro Escobar, n. 1751?"), f. do Ten. Lourenço Antonio Braga e Gertrudes Bueno de Sousa Lobo (em Pretos), tiveram, "além de outros que faleceram sem geração", duas filhas ainda vivas em 1903: (GS.171, 405 e SL.1.450).
- Obs.: Ou casou "2ª vez, com Gertrudes Maria Bueno, f. do Ten. Lourenço Antonio Lobo e Gertrudes Bueno de Souza", nm. de Bento José Pereira Duarte e Souza, n. Portugal, e Gertrudes Maria Bueno, f. 1825, com testamento em Santos. (GS.118).

     10- 1. Diana Theolinda Bueno de Carvalho, cc. José Joaquim Fernandes de Carvalho, n. Portugal, residente em São Vicente, c.ger. em SL.1.450.

     10- 2. Joana Elisa Bueno, cc. "João Baptista Testa Rosa", n. da França (ou de Franca), com 5 filhos em SL.1.450, Anna Magdalena Rosa Bueno, Elisa Bueno Rosa, Águeda Rosa Bueno (ou Agda Rosa Bueno), todas solteiras, e ainda: (GS.405 e SL.1.451).

     11- 1. Maria Camilla Bueno, cc. João Thomé Viegas, n. Portugal. (GS.405).

     11- 2. João Baptista Testa Rosa Júnior, cc. ......, c.ger. (GS.405).

     9 - 2. Antonio Joaquim Bueno, cc. sua prima, Maria Gertrudes de Carvalho, f. de Domingos de Carvalho e Francisca Ribeiro de Escobar, adiante. (GS.134)

     8 - 2. Maria do Nascimento Escobar, n. 1733, São Sebastião, f. com testamento em 1784, c. 1ª vez, com Antonio dos Santos, n. 1730, Ilha Grande, RJ, f. 1780, São Sebastião, SP e, 2ª, com Antonio José Barbosa, s.ger. de ambos os maridos. (GS.435 e SL.1.451).

     8 - 3. Major Francisco Ribeiro de Escobar, n. 1750 ou 53, São Sebastião, onde foi Juiz Ordinário, suplente, f. 1790, e onde c. 1746, com Maria Angélica do Espírito Santo (ou Maria Angélica Ribeiro), n. 1752, na mesma cidade, cujos pais SL não descobriu, f. de José Rodrigues da Costa e Maria Francisca do Espírito Santo (em Ponces Torales), com pelo menos: Pe. Bento José Escobar, n. 1795, Antonio Ribeiro Escobar, Maria de Escobar, Angélica Ribeiro Escobar, Francisca Escobar, Luiz Gomes Escobar, f. solteiro, Antonio Ribeiro Escobar, neto, e ainda: (GS.164, 172 e SL.1.451).

     9 - 1. José Manoel Ribeiro de Escobar (não encontrado nos autores pesquisados), n. por volta de 1800, São Sebastião. (FS).

     9 - 2. Anna (única relacionada por SL), legatária no testamento da sua tia, Maria do Nascimento, f. 1752, São Sebastião. (GS.175 e SL.1.451).
- Obs.: Parece a mesma Anna Francisca Escobar ou Anna Angélica Ribeiro Escobar (cuja geração SL não relaciona), cc. José Gomes de Escobar, pais de: (GS.209 e 277).

     10- 1. Maria Angélica Gomes Escobar (poderia ser a mesma Maria ou a mesma Angélica, relacionadas acima), já c. 1856, com ...., com pelo menos: Manuel Gomes de Escobar, n. Caraguatatuba. (GS.164).

     11- 1. Fulana ...., já c. 1856, com Albino Pereira da Mota, residente em Caraguatatuba. (GS.164).

     11- 2. Rita de Cássia Gomes de Escobar, já c. 1856, com Antonio Joaquim de Araujo. (GS.164).

     11- 3. Rosa Angélica Ribeiro Escobar, cc. seu parente, Benedito Lourenço de Freitas, n. 1796, São Sebastião, f. de Manuel de Santana Freitas e Teresa Maria de Jesus, a velha, c.ger. em Affonsos Gayas. (GS.191, 209, 514 e SG.58).

     9 - 3. Padre Manoel Joaquim Ribeiro Escobar, b. 1776, São Sebastião (padrinhos: Manuel Correia de Mesquita e sua mulher, Teolinda Ribeiro Escobar).

     9 - 4. José Bento Gomes Escobar, cc. Florinda Pinto Pedroso, "com 6 filhos". (GS.176).

     9 - 5. Anna (seria a mesma acima?), cc. José Gomes da Cunha, f. 1934.

     9 - 6. Padre Bento José Escobar, n. 1795, São Sebastião, em 1841 era Vigário de Ubatuba.

     8 - 4. Maria Ribeiro do Amparo, cc. Antonio Pinto Gaya, f. do Cap. Domingos Affonso Gaya, neto, n. Santos, onde f. 1770, com 93 anos, e Verônica Pires Betancor, n. Santos, "dos Bitancores da Ilhas" (em Affonsos Gayas), com: Margarida Pinto Gaya. (GS.172 e SL.1.541 e 8.418).

     8 - 5. Clara Maria Ribeiro Escobar, n. 1753, São Sebastião, SP, cc. Antonio Gomes de Sá, f. de outro do mesmo nome, n. 1718, e Ângela de Moraes, n. 1725. (GS.163, 410 e SL.1.451).

     8 - 6. Eugênia Ribeiro de Escobar, n. 1754, cc. Manoel Francisco, com pelo menos: Maria, legatária no testamento da tia Maria do Nascimento. (GS.172 e SL.1.451).

     8 - 7. Francisca Ribeiro de Escobar, n. 1751, cc. Domingos de Carvalho, n. 1740, com: Manuel Carvalho, Francisca de Carvalho, e ainda: (GS.134, 172 e SL.1.451).

     9 - 1. Maria Gertrudes de Carvalho, cc. seu primo, Antonio Joaquim Bueno, f. de Domingos Ribeiro de Escobar e Diana Maria Bueno de Araujo, acima. (GS.134).

     8 - 8. Josepha Ribeiro de Escobar, n. 1740, cc. Timotheo Furtado de Oliveira, n 1741, "de importante família de São Sebastião", f. de Gregório Furtado de Oliveira e Ana Pinto da Rocha, neta, np. de Antonio Furtado e Domingas de Oliveira, nm. de Manoel Affonso Gaya, sobrinho, f. 1702, e Maria Pinto da Rocha, c.ger. em Afonsos Gaias. (GS.209, SG.58 e SL.1.451).

     8 - 9. Teolinda Ribeiro Escobar (cujo nome SL não descobriu), n. 1741, c. 1762, São Sebastião, SP, com o Sarg. Mor Manoel Correia de Mesquita, n. 1734, Cever, Conselho de Pernaguião, bispado do Porto, f. de José Correia de Mesquita e Luiza Maria Meira, n. Portugal, com: (GS.172, 279 e SL.1.452).

     9 - 1. Padre Manuel Correia de Mesquita, b. 1766, na Matriz de São Sebastião (padrinhos: Sarg. Mor Manuel Dias Barbosa e sua mulher, Inácia Gomes de Moraes).

     9 - 2. Ana Luiza de Mesquita, n. 1769, cc. o Cap. João José da Silva Costa, Cap. Mor de São Sebastião, em substituição ao seu sogro, pais de: João Correia de Mesquita, Ladislau, Joaquim, Rosa, Joana e Gertrudes. (GS.280).

     8 -10. Ana Ribeiro de Escobar, n. 1749 (não relacionada por SL). (GS.172).

     4 - 8. Verônica Dias Raposo Leite, f. com testamento em 1723 ou 33, cc. Miguel Gonçalves Martins, f. de outro do mesmo nome e Arcângela Pinto da Rocha, c.ger. omitida em SL: (3.98, GS.264, 502/3, SL.2.486 e 8.419).
- Obs.: Os autores confundem este Miguel Gonçalves Martins com o primo do mesmo nome, trocando às vezes suas mulheres e descendências (vide Botafogos). (GS.502/3).

     5 - 1. Francisca Leite de Escobar ou Francisco Leite de Escobar, cc..... (Taques diz para ver "no seu livro"), com: (3.98, GS.153 e 265).

    6 - 1. Marta Leite da Silva (ou Marta Leite de Moraes), que os autores filiam também em 4-9, 5-1, 6-3, abaixo, cc. seu parente Sebastião Ribeiro Coutinho (ou Sebastião da Costa Ribeiro), n. 1715, viúvo em 1765, c.ger. adiante. (AS.2.144 e GS.155).

     4 - 9. Isabel Paes da Silva, neta, f. 1736, cc. Manoel André Viana, n. da Vila do Rio São Francisco, f. com testamento em 1739, f. de Pedro Gonçalves Viana e Francisca André, com 2 filhas: (SL.2.486).

     5 - 1. Maria de Abreu Pedroso Leme, cc. Gaspar Ferreira de Moraes, n. 1700, f. viuvo em 1786, São Sebastião , f. do Cel. Salvador Ferreira de Moraes (ex-Joaquim Moura) e Maria Gomes da Costa Rocha (em Aguirres), com pelo menos 3 filhos: (3.98, GS.66, 284, 292, SL.2.486 e 9.32).

     6 - 1. João de Moura Negrão, f. com testamento em 1763, São Sebastião, onde cc. Teresa Cardoso Ribeiro (ou Teresa Cardoso Homem Coutinho), f. de Antonio Homem Coutinho e Domingas Ribeiro de Freitas Ramos, acima, com filha única: (3.98, GS.303, 523 e SL.2.486).

     7 - 1. Maria de Moura, n. ou já f. 1775, cc. seu parente José de Moura Negrão (que enviuvando cc. Maria da Gaya, prima da 1ª esposa), o mesmo do 4-7, 5-3, 6-2, supra, f. de João Gonçalves Barbosa e Eugênia Ribeiro do Monte Carmelo (em Botafogos), s.ger. (GS.303, 511 e 525).

     6 - 2. Maria de Abreu Pedroso, a moça (que Taques diz ter sido filha de 4-8, 5-1), omitida por SL, n. 1729, São Sebastião, f. com testamento em 1803, moradora na Praia Grande, dessa mesma Ilha, cc. Simão de Góes Aires de Aguirre, n. 1709, f. de Bernardo de Góes (ou Bernardino de Góes), n. Portugal, e Maria da Mota Moreira da Gaia, c.ger. em Affonsos Gayas. (3.98, GS.66, 146, 224, 265 e 284).

     6 - 3. Marta Leite da Silva (ou Marta Leite de Moraes), n. 1725, cc. seu parente Sebastião Ribeiro Coutinho (ou ... da Costa Ribeiro), n. 1715, viúvo em 1765, acima, com: José, n. 1755, Antonio, n. 1757, Jerônimo, n. 1759, Maria, n. 1763, Francisco, n. 1764, e: (AS.2.144, GS.155, 284 e 401).

    7 - 1. Manuel da Costa Ribeiro, n. 1743, c. 1770, com sua parenta em 4º grau, Ana Maria da Gaia, n. 1741, São Sebastião , f. de Antonio Correia Marzagão e Ângela da Gaia Ortiz (ou Moreira), acima.

     7 - 2. Pedro Homem Coutinho, n. 1750, "cc. Senhorinha Ribeiro, n. 1751" (Parece engano. Vide 6-10, acima).

    5 - 2. Francisca Leite de Escobar, cc. Bento de Oliveira Souto, irmão de Francisco Gonçalves Souto, n. Portugal, e do P.M. Fr. Antonio Godinho, provincial dos capuchos da província do RJ, s.ger., porém adulterando, teve Francisca Leite, no RJ:

     6 - 1. João José Leite da Silva Escobar, n. por volta de 1718, Rio, aí c. por volta de 1748, com Ana Gabriel de Castro ou Ana Gabriela de Menezes Câmara e Vasconcelos, b. 1733, Rio, f. de José de Vasconcelos Perestrelo, n. Madeira, e Maria de Barros, n. Magé, RJ, np. de Manuel de Menezes Gavião e Lucinda Cabral, s.ger. (3.99, CR.1.231 e SL.2.486).

     4 -10. Catarina de Oliveira Cotrim, da Vila de São Sebastião, cc. o Cap. Marcos Soares de Faria, n. Barcelos, com 7 filhos: Lopo Soares de Faria, n. 1727, Jorge Soares de Faria, José Soares de Faria, e ainda: (3.99, GS.92, 108, 181, SL.2.486 e 5.325).
- Obs.: Uma Catarina de Oliveira, que poderia ser esta, cc. Antonio Ribeiro, c.ger. acima.

     5 - 1. Matias Soares de Faria, c. 1717, com Ana Pedroso Carassa, f. do Cap. Marcelino Correia de Moraes e Maria da Cunha Carassa (em Garcias Velhos). (SL.2.487 e 5.325).

     5 - 2. Diogo Soares de Faria, n. 1725, cc. Madalena Peregrina, n. 1742, com 3 filhos que não descobrimos. (GS.181).

     5 - 3. Leonor Soares de Faria, cc. João Nunes das Neves, com:

     6 - 1. Mateus Mendes, n. 1725, cc. Maria Álvares Pereira (omitida por SL), n. 1730, com uma filha em SL, teve pelo menos 7 filhos: Ana, n. 1750, Leonor, n. 1753, João, n. 1755, Antonio, n. 1757, Matias, n. 1761, Clara, n. 1762, Manuel, n. 1764, e ainda: (GS.92, 276, 325 e SL.2.487).

     7 - 1. Mariana Teresa da Luz Mendes (única em SL), n. 1759, c. 1787, com seu parente José Floriano de Azevedo, n. 1760, f. do Alf. Domingos Lopes de Azevedo e Maria Leite da Silva (em Botafogos). (GS.276 e SL.2.484).

     5 - 4. Maria (omitida por SL), cc. José Barbosa da Silva, Cap. da Ordenança de Ubatuba, em 1768. (3.99).

     4 -11. Antonia Requeixo de Peralta, cc. Salvador Nunes, f. ambos em SP, s.ger. (3.99 e SL.2.487).

     4 -12. Leonor Correia de Abreu, n. São Sebastião, c. São Paulo, com José Dias Prado da Silva, n. São Paulo, f. de Pedro Jácome Vieira e Maria da Silva, ambos n. São Paulo (em Machados Barros), com 9 filhos naturais de São Paulo, entre os quais: Pedro Dias Leite, f. solteiro, Francisco Dias, f. solteiro, nas minas do Rio Maranhão, em Goiás, e ainda: (GS.78 e 108).

     5 - 1. Estêvão Raposo da Silva, cidadão de São Paulo, f. Vila Boa, Goiás, cc. sua parenta Joana Correia da Silva, n. e f. Pindamonhangaba, s.ger. (3.100, SL.2.487 e 8.207).

     5 - 2. João Leite da Silva, de São Paulo, fiscal da Real Casa de Fundição, f. no passo do Rio Iguatemi, em assalto que sofreu por parte do gentio Montês, quando esperava condução para ir à Vila de Curamatim, e daí ao Paraguai, com uma carga de ouro lavrado, peças de diamante e topázio, destinados a Francisco Sanches Franco, n. Castela. (3.100 e SL.8.207).

    5 - 3. Inácio Dias Paes, Sarg. Mor de Vila Boa, Goiás, onde faleceu, cc. Joana de Gusmão, n. Parnaíba, f. de Bartolomeu Bueno da Silva, o 2º Anhanguera, e Joana de Gusmão, com 10 filhos em Buenos Anhangueras. (3.101, SL.1.512 e 8.208).

     5 - 4. Teresa Correia da Silva Leite, c. 1703, SP, com seu parente Bento Vieira de Barros Fajardo, n. dessa cidade, f. de Inácio Vieira e Maria Rebelo (em Machados Barros), com 4 filhos, naturais de São Paulo: Bento Vieira de Barros Fajardo, solteiro, Ana Teresa de Barros, solteiro em Vila Boa, e ainda: (3.101, SL.8.208 e 210).

     6 - 1. Inácio Vieira Barros, morador Pitangui, c. 1745, com sua parenta Ana Pires de Sousa, f. de Pedro de Matos e Maria Pires (em Garcês Barreto). (SL.8.194 e 210).

     6 - 2. José Manoel Vieira Barros, cc. ...., f. de José de Aguirre (este talvez irmão do Dr. Francisco Ângelo Xavier de Aguirre, abaixo). (3.102, SL.8.210 e 9.36).

     6 - 3. Rosa, f. natural, do marido. (SL.8.210).

     5 - 5. Maria Leite da Silva, n. São Paulo, vivia em 1766, viúva do Cap. José Álvares Fidalgo, n. Freixo de Espada à Cinta, b. 1677, f. Vila Boa, Goiás, f. de João Fernandes Fidalgo e Catarina Álvares, pessoas nobres de Portugal, com 9 filhos, n. SP: José Álvares da Silva, solteiro em 1766, em Vila Boa, Goiás, Leonor Jacinta Álvares Fidalgo, f. solteiro em 1744, Francisco Xavier Álvares Fidalgo, solteiro, e ainda: (3.102, AS.1.102 e SL.8.208).

     6 - 1. João Leite Álvares Fidalgo, n. São Paulo, onde foi Juiz Ordinário e Tesoureiro da Real Fazenda, c. Vila Boa, Goiás, com Brites Leonor Madalena do Amaral Coutinho de Aguiar, f. do Cel. Francisco do Amaral Coutinho e Catarina Madalena Leonor de Aguiar, c.ger em Figueiras de Braga. (3.102, 118, SL.2.497 e 8.208)

     6 - 2. Quitéria Belizarda da Silva Leite, n. SP, aí c. 1736, com o lic. Dr. Francisco Ângelo Xavier de Aguirre, n. 1708, SP, f. 1784, Guaratinguetá, que enviuvando, ordenou-se Clérigo, e foi vigário em Parati, em 1766, f. de Fernando de Aguirre do Amaral e Maria de Lima de Siqueira, c.ger. em Barbosas Limas. (3.102, AS.1.102, GS.55, SL.8.208/9 e 9.36).

     6 - 3. Catarina Eufrásia Álvares Fidalgo, viúva de Bento do Amaral da Silva (assassinado, 1752, SP, com 33 anos, quando na função de Juiz Ordinário foi prender o criminoso Manoel Soares), f. do Cap. Inácio Dias da Silva e Ana Maria de Godoy do Amaral Gurgel, c.ger. em Dias da Silva. (1.139, 3.103, FG.256, FS, SL.2.168, 8.173 e 209).

     6 - 4. Maria Violante, c. Vila Boa, Goiás, com Fernando José Leal, Sarg. Mor das Ordenanças de SP. (3.103 e SL.8.209).

     6 - 5. Ana de Ó da Silva Leite, c. Vila Boa, Goiás, com Belchior da Silva, n. Viana do Minho.

     6 - 6. Escolástica Maria da Silva Leite, solteira em São Paulo, em companhia de sua mãe, em 1766. (3.103 e SL.8.209).

     5 - 6. Rosa Maria da Silva, f. 1748, c. São Paulo, 1732, com José Bonifácio Ribeiro de Andrada, n. Santos, b. 1706, onde f. antes de 1765, 1º Médico paulista, formado em Coimbra, 1737 (tio do Cons. José Bonifácio de Andrada e Silva, o Patriarca da Independência do Brasil), que enviuvando foi presbítero do hábito de São Pedro, f. do Cel. dos Auxiliares de Santos, José Ribeiro de Andrade, n. São Martinho do Arco de Baulhe, Cabeceiras de Basto, Braga, e Ana da Silva Borges, n. Santos, com filha única: (3.103, AS.1.102, BG.62.3.254 e SL.8.209).

     6 - 1. Maria Rosa de Andrada, n. por volta de 1740, Santos, ficou cega na infância pela varíola, c. nessa cidade com Manuel José da Silva, Tabelião em Santos, n. por volta de 1728, São Miguel, Guimarães, Braga, f. de Manuel da Cunha e Francisca da Costa, com pelo menos 2 filhos: José, n. por volta de 1764, e Ana, b. 1771, ambos em Santos. (3.103, GS.78 e BG.62.3.254).

     4 -13. João Domingues Requeixo (hipótese), cc. Madalena Fernandes, f. de Manoel Rodrigues de Góes e Inês Domingues, com grande geração em Dias Teveriçás. (FS, SL.8.146 e 147, nota).

     3 - 3. Paula de Oliveira, cc. Antonio Barbosa de Lima, n. 1644, f. Parnaíba, 1740, com 96 anos, que enviuvando recebeu ordens sacras, f. de Gabriel Barbosa de Lima e Maria de Lima do Rosário, c.ger. em Barbosas Limas. (GS.374, PP.134, SL.3.5 e 7.149/50).

     3 - 4. Antonia Paes de Queiróz, n. Ilha de São Sebastião (ou na Ilha Bela), SP, c. 1ª vez com Salvador de Oliveira de Horta, n. 1620, Portugal, f. com testamento 1669, São Paulo, f. de Rafael de Oliveira, o velho, e Catarina de Figueiredo de Horta (em Hortas) e, 2ª, com Mateus de Siqueira de Mendonça, f. 1680, SP, f. de Antonio de Siqueira de Mendonça e Ana Vidal (em Canhamares), c.ger. de ambos: (DB.199, PP.135, SL.4.330 e 7.494 e pesquisa da amiga, genealogista, Jussara Fernandes Carvalho, de Varginha, MG).
                 Do 1º marido 7 filhos:

     4 - 1. Catarina de Oliveira, cc. Antonio de Siqueira e Mendonça, o moço, irmão de Mateus de Siqueira de Mendonça, do 3-4, acima, com pelo menos: (SL.4.330 e 7.494).

     5 - 1. Josefa Paes de Siqueira, c. 1713, Itu, com Antonio Antunes Maciel, b. 1649, São Paulo, f. 1725 (viúvo de Ana de Campos), f. de Gabriel Antunes Maciel e Mecia Cardoso (em Vaz Guedes), com: Josefa Paes, f. solteira, e ainda: (SL.1.151).

     6 - 1. João Antunes Paes, n. Itu, cc. Rita Maria de Camargo, f. do Cel. Tomás Lopes de Camargo, um dos fundadores de Ouro Preto, inventariado SP, 1756, e Paula da Costa Paes (em Lopes Silvas), com 6 filhos em SL.1.172, entre os quais: (SL.1.280).

     7 - 1. Gertrudes Maria de Camargo, c. 1761 ou 62, Cotia, SP, com Luiz Vaz de Toledo Piza, n. 1739, Taubaté, f. Cambambe, Angola, 1795, onde se encontrava desterrado por ter sido envolvido na Inconfidência Mineira, foi Sarg. Mor dos Auxiliares de  SJ de El-Rei, MG, f. de Timóteo Correia de Toledo e Úrsula Isabel de Melo, c.ger. em Vieiras Maias. (2.239, OJ.107, SL.1.173, 5.547 e VT.1.114).

     7 - 2. Josepha Paes de Camargo, c. 1769, Sorocaba, com Antonio Monteiro de Abreu, f. de Sebastião Monteiro de Carvalho, n. Portugal, e Anna de Proença de Abreu (em Proenças Abreus). (FS, SL.1.173 e 6.214).

     7 - 3. Maria Paes de Camargo, c. 1771, NS da Ponte, Sorocaba, com João Leme de Miranda (ou João Leme da Silva), n. Atibaia, f. de Antonio Leme da Silva e Maria Antunes, np. de Manoel Leme da Silva e Ignes Dias, nm. de José Rodrigues e Margarida Antunes, com pelo menos: (FS e SL.1.173).

     8 - 1. Francisca de Camargo, c. 1803, Sorocaba, com Feliciano do Amaral Camargo (1ª esposa), f.  de Salvador do Amaral e Joana Paes de Camargo, com 4 filhos em SL.3.550, que não esclarece de qual das esposas, entre os quais: (FS).

     9 - 1. Antonio do Amaral Camargo, residente no Rio Feio, com fazenda de café, cc. Anna Coelho de Oliveira, f. do Ten. José Coelho de Oliveira Prestes e Maria de Anhaya Leite, com 8 filhos em SL.8.477 (apenas os seus nomes), teve outros, entre todos observamos: Francisca do Amaral Camargo, b. 1860, Gertrudes do Amaral Camargo, b. 1862, Geraldo do Amaral Camargo, b. 1863, Maria do Amaral Camargo, b. 1865, Joaquim do Amaral Camargo (não relacionado por SL), b. 1869, Auta do Amaral Camargo, b. 1870, Luiza do Amaral Camargo, b. 1873, Anna de Camargo (não relacionada por SL), b. 1876, todos na Santíssima Trindade, Tietê, SP, e ainda: (FS).

     10- 1. Geraldina do Amaral Camargo, n. Porto Feliz, SP, c. 1869, Santíssima Trindade, Tietê, com Joaquim do Amaral Camargo, n. Porto Feliz, f. de Salvador Gabriel do Amaral e Gertrudes da Silveira Leite. (FS).

     10- 2. Guedes do Amaral Camargo (não relacionado por SL), n. Porto Feliz, SP, c. 1878, Santíssima Trindade, Tietê, com Lídia Martins de Mello, f. de Manoel José Machado e Maria Martins de Mello. (FS).

     9 - 2. Feliciano do Amaral Camargo, cc. Gertrudes Coelho de Oliveira, f. do Ten. José Coelho de Oliveira Prestes e Maria de Anhaya Leite, com 12 filhos em SL.8.477 (apenas os seus nomes), onde observamos: (FS).

     10- 1. Laudina do Amaral Camargo (ou Landina do Amaral Camargo, que parece engano), c. 1868, NS da Conceição, Tatuí, SP, com Francisco do Amaral Camargo, n. Porto Feliz, SP, f. de Salvador do Amaral e Gertrudes da Silveira Leite, com pelo menos: Augusto do Amaral Camargo, b. 1874, NS da Conceição, Tatuí. (FS e SL.8.477).

     10- 2. Gabriel do Amaral Camargo, b. 1864, Santíssima Trindade, Tietê, SP, f. solteiro. (FS).

     10- 3. Francisco do Amaral Camargo Sobrinho, b. 1874, NS da Conceição, Tatuí. (FS).

     10- 4. Antonio do Amaral Camargo Sobrinho, b. 1876, NS da Conceição, Tatuí. (FS).

     7 - 4. Thomaz Antunes de Camargo, n. Cotia, f. 1797, Sorocaba, onde c. 1782, com Maria Mendes de Almeida, f. de Félix Mendes da Silva e Sebastiana de Almeida Pimentel, c.ger. em Proenças Abreus. (FS e SL.1.174).

     4 - 2. Cap. Salvador de Oliveira Paes, cc. Izabel de Siqueira e Mendonça, irmã de Antonio de Siqueira e Mendonça, o moço, do 4-1, acima, com pelo menos: (SL.4.330).

     5 - 1. Antonia Paes de Siqueira, c. 1ª vez com Manoel de Campos Bicudo (viúvo de Luzia Leme de Barros), f. de Felipe de Campos e Margarida Bicudo, s.ger. e, 2ª, com Clemente Carlos de Azevedo Cotrim, f. do Dr. Antonio de Azevedo Cotrim e Maria da Costa Valente, naturais de Évora, com 5 filhos: Ana Xavier de Azevedo Cotrim, Pe. Antonio Manoel de Azevedo Cotrim, e ainda: (SL.4.330).

     6 - 1. Izabel Máxima de Siqueira, c. 1749, Cotia, com o seu parente Sebastião Caldeira Brant, n. RJ, sertanista e minerador em Sto. Amaro, MG, f. de Ambrósio Caldeira Brant, n. Lisboa, e Josefa de Sousa e Silva (ou Josepha de Sousa Oliveira), n. São Paulo, c.ger. em Hortas. (DB.84/5, Ef.1.162/3 e SL.4.316/7).

     6 - 2. Maria Caetana Frutuosa da Costa Valente, c. 1763, SP, com Vicente da Silva Martins, f. de Manoel de Almeida e Teresa de Jesus. (SL.4.330).

     6 - 3. Antonia Felisberta de Azevedo Cotrim, cc...., residente no Rio das Mortes. (SL.4.331).

     5 - 2. Maria de Siqueira Paes, cc. José da Silva, f. de João Dias da Silva e Izabel da Silva, nm. de João Leite de Miranda e Ana da Silva, c.ger. em Dias da Silva. (2.99 e SL.2.169).

     4 - 3. Maria de Abreu, f. 1762, SP, cc. Manoel Paes Botelho, f. de Domingos Paes Ferreira e Inês de Almeida Távora, s.ger. (SL.4.331).

     4 - 4. Cel. Francisco Paes de Oliveira Horta, n. São Paulo, f. 1691 ou 1701, Santana do Parnaíba, do qual descendem muitas familias mineiras, seguiu com o seu sogro, em 1674, para os sertões dos Cataguases, em demanda das riquezas do Sabarabuçu e, enriquecendo voltou a SP, indo residir em Parnaíba, onde f. 1701, foi cc. Marianna Dias Paes Leme, f. 1738, Parnaíba, com 70 e tantos anos, f. do Governador Fernão Dias Paes Leme e sm. Maria Garcia Betim (em Betim), com 8 filhos: (3.78, DB.199, DV.1.88, SL.4.331 e VT.1.68).

     5 - 1. Antonia Paes de Queiróz, b. NS da Penha de Araçariguama, Comarca da cidade de São Paulo, cc. o Sarg. Mor André Pinto da Fonseca Coutinho, n. da Freguesia de S. Thiago de Folhadella, Vila Real, arcebispado de Braga, Portugal, f. de Antonio Ferreira Coutinho e Elena da Cruz, ambos batizados na Freguesia de São Pedro, da mesma Vila Real, cuja geração SL omite, tiveram pelo menos: (SL.4.331).

     6 - 1. Antonio Ferreira Coutinho, n. Mariana, em cujos autos de genere, de 1732, em Mariana, MG, o amigo, genealogista, Fernando Vieira Coutinho, de Brasília, DF, encontrou esta inédita informação, o batismo da mãe, o nome completo, a procedência e genitores do pai.

     6 - 2. Capitão Francisco Paes de Oliveira, b. 1712, freguesia de São Sebastião, filial de Congonhas do Campo, morador no Arraial de Catas Altas da Noruega, fst. 1788, cc. Maria Nunes de Mattos (2º. Casamento), n. freguesia de Santo Antônio de Itaverava, MG, f. de Leonor de Matos Coutinho, b. 1692, Candelária, Rio, f. 1771, Santa Rita Durão, MG, e Manuel Dias de Eira, n. Angeja, Concelho de Albergaria a Velha, Distrito de Aveiro, fst. 1749, Santa Rita Durão, nm. de Baltazar de Mattos e de Catarina Duarte, esta filha de Bartolomeu Rodrigues e Margarida Duarte (vide Azeredos Coutinhos), citados por Carlos G. Rheingantz em “Primeiras Familias do Rio de Janeiro” como sendo dos primeiros moradores na cidade. Não houve geração deste casamento. (Obra “Os Rodrigues da Cunha – A saga de uma Família”, de Antônio Ronaldo Rodrigues da Cunha e Marta Amato, gentilmente enviado por Fernando Vieira Coutinho, e Geraldo Pontes Araújo, in Carta Mensal do CBG, nº 117, de Set/Out de 2013).

     6 - 3. Maria Angélica Queirós da Fonseca, n. Itaverava, MG, c. 1747, São Sebastião de Mariana (ou São Sebastião Bandeirantes), MG, com o Alf. Fortunato Gomes Carneiro, n. Vila do Conde, Portugal, f. de Alexandre Gomes da Costa, de Lemenhe, e Teresa Carneiro de Azevedo, n. Torrão, c.ger. em "Velhos Troncos Mineiros", Vol. 1, fls. 333, entre os quais: (FS, JR.191 e VT.1.69).

     7 - 1. Padre Fortunato Gomes Carneiro, Vigário de Queluz, MG. (JR.191).

     7 - 2. Cap. Joaquim Gomes Carneiro, n. Mariana, não casou mas teve os seguintes filhos naturais:

     8 - 1. João Paulo Gomes (filho de Bárbara Joaquina, moradora no Guido, da Passagem), inventariante do pai.

     8 - 2. Emerenciana (filha de Ana da Silva), moradora em Queluz, cc. João de Melo da Silva Rosa.

     8 - 3. Maria do Carmo, cc. Francisco José Batista.

     5 - 2. Maximiano de Oliveira Leite, n. e b. 1701, Parnaíba, Coronel e Guarda Mor das minas do Carmo, MG, Fidalgo da Casa Real e professo da Ordem de Cristo, que alguns autores sugerem ter sido um dos maiores incentivadores da Inconfidência Mineira, da qual participaram parentes próximos seus, não tendo sido entretanto denunciado, c. 1722, por procuração, com a sua prima Inácia Pires de Arruda, n. Itu, f. 1771, Mariana, MG, f. de Francisco Pires Ribeiro e Maria de Arruda (em Arrudas Botelhos), com 7 filhos: (3.251, DB.211, DV.244, FS, SL.2.130 e 4.331).

     6 - 1. Ana Inácia Pires de Oliveira Leite, n. São Paulo, cc. Custódio de Sá (José Custódio de Sá e Faria?), n. Portugal, com a filha: (DB.153, SL.4.332 e "Cyclo das Gerações, fls. 265).

     7 - 1. Inácia Custódia de Sá, n. MG, cc. o Cap. Mor Manoel Furtado Leite de Mendonça, n. Vila Franca do Campo, Ilha de São Miguel, f. de Manuel Furtado Teixeira Leite e Inês Vieira de Oliveira, com 2 filhas: (CR.1.153, FS, SL.4.332 e VT.1.69).

     8 - 1. Mariana Manoela Furtado Leite, 1ª mulher do Cel. Felício Moniz Pinto Coelho da Cunha, f. do Cel. Luís José Pinto Coelho da Costa e Antonia Joana de Miranda e Costa, c.ger. em Figueiras de Braga, entre os quais o 1º marido da Marquesa de Santos. (CR.1.153, FS, NI.3.85 e SL.4.332).

     8 - 2. Ana Casimira Furtado Leite, c. Minas, com o Brig. Antonio Caetano Pinto Coelho da Cunha, irmão do Cel. Felício Moniz, do 8-1, c.ger. em Figueiras de Braga, entre eles o Barão de Cocais. (CR.1.150, FS, NI.3.85 e SL.4.336).

     6 - 2. Maria Inácia Paes de Oliveira Leite (ou Maria Inácia Pires de Oliveira Leite), n. Bandeirantes, Mariana, MG, c. Minas, com o Cap. Leonel de Abreu Lima, n. 1703, Brandara, Viana do Castelo, Portugal, morador em Sumidouro, MG, f. 1783, Mariana, f. de Bento de Melo Bezerra Rego e Francisca Coelho Marinho, n. Viana do Minho, com 13 filhos, n. Morro de Santo Antonio, curato de Mariana, MG, entre os quais destacamos: (FS, SL.4.343, VT.1.70 e ZC.516).

     7 - 1. Inácia Rosa de Lima, cc. o Cap. Domingos Gonçalves da Cruz, n. Portugal.

     7 - 2. Caetano Leonel de Abreu Lima, cc. Ana Paula Moniz ou Ana Paula de Abreu Lima, com 9 filhos, n. MG, entre eles destacamos:

    8 - 1. Caetano Leonel de Abreu Lima Júnior, c. 1ª vez com Joaquina Carlota, n. Portugal e, 2ª, com Florinda..., e teve da 2ª: (SL.4.343/4).
- Obs.: Parece o mesmo: Caetano Leonel de Abreu e Melo, c. 1810, Pilar de Vila Rica, com Joaquina Flávia Taveira, f. de Luís Ribeiro e Maria José, naturais de Santo André de Mondim. (VT.1.71).

     9 - 1. Guilhermino de Abreu Lima, cc. Antonia de Abreu Lima, com: Eugênio, Eulálio, Luiza, Francisca e Florêncio.

     8 - 2. Graciana de Abreu Lima, cc. o Cap. João Bueno, de SP, com 4 filhos.

     7 - 3. Cel. Maximiano de Oliveira Leite Abreu e Lima, c. Ouro Preto, 1797, com Maria Eugênia Galvão de São Martinho, f. do Ten. Cel. Pedro Afonso Galvão de S.Martinho e Maria Agostinha da Costa Reis (ou Maria Agostinha Manso de Castro), adiante, com 12 filhos, n. MG:  Pedro Afonso de Oliveira Leite, Manoel de Oliveira Leite, Maximiano de Oliveira Leite, falecidos solteiros, Carlota, Maria Madalena, Michelina, Leonel de Oliveira Leite, e ainda: (DFB, SL.4.345, 9.141 e VT.1.71).

     8 - 1.Maria Inácia (ou Maria Affonso Galvão de São Martinho), cc. Francisco Urbano Pinto Coelho da Cunha, com pelo menos: Francisca da Cunha, b. 1830, NS da Assunção, Diogo de Vasconcelos, MG. (FS).

     8 - 2. Henriqueta Madalena de Oliveira Leite, cc. o Cap. Mor Luiz José Pinto Coelho da Cunha, pais de: (SL.4.346, onde está truncado, e prosseguindo pela árvore de costados do amigo, genealogista, Antonio Carlos de Castro, de Campinas, SP, com informações inéditas).
- Obs.: Vide fontes na nota nº 1, no rodapé da página.

     9 - 1. Angélica Madalena de Oliveira Leite, cc. Domingos Gonçalves de Abreu, pais de:

     10-1. Francisco Gonçalves de Abreu, cc. Coleta Benedicta Duarte e Castro, pais de:

     11-1. Ana de Abreu e Castro, cc. Joaquim Francisco Teixeira Couto, pais de:

     12- 1. Adalgisa Couto de Castro, cc. José Fanoel de Castro, pais de:

     13- 2. Antônio Carlos de Castro.

     8 - 3. Bárbara, cc. Antonio Marcelino.

     8 - 4. Clara, cc....

     8 - 5. Francisca, cc. Francisco Marcelino.

     7 - 4. Cap. José Pires de Abreu e Melo, b. 1759, habilitado de genere com o nome de José Luís Monteiro de Oliveira, cc. Mariana da Encarnação e Souza, n. MG, f. de Luís de Souza Pinto, n. Leiria, e Inácia Leonor Joaquina Pinto Moniz, b. 1739, Sumidouro, MG, np. de Luís de Sousa e Joana Batista de Queirós, com 11 filhos, entre os quais destacamos: (SL.4.346, VT.1.71 e 2.118).

     8 - 1. Francisco Pereira Pires de Abreu, c. 1824, com sua prima Maria Luísa Freire de Andrade, f. do Inconfidente Cel. Francisco de Paula Freire de Andrada e Isabel Querubina de Oliveira Maciel. (A.3.141, GL.1.20, VT.1.71 e 73).

     7 - 5. Cap. Antonio Júlio de Abreu e Melo, b. 1756, c. 1784, com Ana Felícia Rosa de Oliveira ou Mosqueira (cujas informações estão truncadas em SL), n. Sumidouro, MG (Irmã do Conselheiro José de Oliveira Pinto Mosqueira da Silva Botelho, habilitado de genere em 1754 e f. 1822), filhos do Sarg. Mor Antonio de Oliveira Pinto, n. Cidadelhe, e Paula Felícia da Rosa da Silva Botelho, s.ger. (VT.1.71 e 2.58).

     7 - 6. Maria Córdula de Abreu e Melo (ou Maria Córdula de Oliveira), b. 1757, cc. o Cel. Manoel do Vale Amado, com 6 filhos, naturais de MG, entre os quais destacamos: (FS e SL.4.346).
- Obs.: Parece o mesmo Manoel do Vale Amado, n. Rio de Janeiro, pretendente a Ten. Cel. do 2º Regimento de Auxiliares do Rio das Mortes, bispado de Mariana, lavrador de roças, f. de António do Vale, n. Barcelos, e Maria Amada, exposta na freguesia de Santo Estêvão da Facha. (Descoberta do amigo, genealogista, Antonio Carlos de Castro, pesquisando no site do Arquivo Nacional da Torre do Tombo, de Portugal).

     8 - 1. Lourença Maria de Abreu e Mello (no batismo, Lourença Amado), b. 1781, NS da Assunção, Mariana, MG, cc. o Cap. José Luiz Pinto Coelho da Cunha, c.ger. em Figueiras de Braga. (FS e SL.4.346).

     8 - 2. Anna Izabel de Abreu e Mello (no batismo, Anna Izabel Amado), b. 1783, NS da Assunção, Mariana, MG, cc. o Ten. Cel. Felizardo da Costa, n. Portugal, c.ger. em SL.4.349 (FS).

     8 - 3. Francisca Maria do Vale de Abreu e Mello, cc. o Cel. José Inácio Nogueira da Gama, Fidalgo Cavaleiro da Casa Imperial, irmão do Marquês de Baependi, Manoel Jacinto Nogueira da Gama, n. SJ de El-Rei, 1765, f. de Nicolau Antonio Nogueira, n. Baependi, e Ana Joaquina de Almeida e Gama, n. Vila Rica, com 5 filhos em SL.4.350 (Tít. Hortas). (NG.34).

     7 - 7. Francisca Claudina de Abreu e Melo, b. 1760, cc. o Cap. João José do Vale Amado, f. do Cel. Manoel do Valle Amado e sua 1ª esposa, c.ger. em SL.4.351, entre os quais: (FS e VT.1.71).

      8 - 1. Maria José do Valle Abreu e Mello (no batismo, Maria do Vale Amado), b. 1823, NS da Assunção, Diogo de Vasconcelos, MG, cc. seu parente, José Caetano Rodrigues Horta, f. de outro do mesmo nome e Bárbara Eufrosina Rolim de Moura, c.ger. em SL.4.371. (FS e SL.4.351).

     7 - 8. Catarina Maria de Lima e Melo, cc. o Cap. Francisco Manuel Pinto Coelho da Cunha, c.ger.

     7 - 9. Domingos de Abreu e Melo, n. 1767, Mariana, MG. (FS e VT.1.71).

     6 - 3. Mariana Pires de Oliveira Leite (ou Mariana Pires de Oliveira Leme), b. 1728, Sumidouro, MG, onde c. 1746, com o Cap. Mor José da Silva Pontes de Carvalho, professo da ordem de Cristo, n. Sto. Amaro, Guarda Mor das Minas do Inficionado e Catas Altas, MG, f. de Francisco da Silva de Carvalho e Costa e Inês Domingues de Pontes (em Borbas Gatos), np. de Diogo da Silva de Carvalho, n. Lisboa, e Paula da Costa, com pelo menos: (SL.4.353, 8.118, VT.1.71 e 86).

     7 - 1. Cap. Mor José Pires da Silva Pontes, b. Sumidouro, 1748, c. Mariana, MG, com Maria Valentina Ferreira da Silva Leal, f. do Dr. Manuel Brás Ferreira e Antonia Luísa da Silva Leal, com 4 filhos: Francisco Paes de Carvalho, e ainda: (SL.8.118, VT.1.86 e 321).

     8 - 1. Antonia Maximiana Pires Leal da Silva Pontes, c. São Caetano, 1825, com Antonio de Almeida Lisboa, n. Porto, f. de Domingos de Almeida e Custódia Maria de São José, com f. único: (SL.8.118 e VT.1.86).

     9 - 1. José Feliciano de Almeida Pontes, omitido por SL, cc. Claudina Maria Cândida dos Reis Cota, f. do Cap. Mor Manoel Pedro Cota, f. do Cap. Manuel Pedro Cota e Maria Leonor Mendes de Almeida, c.ger. em Velhos Troncos Mineiros, do Cônego R. Trindade, Vol. 1, fls. 253, entre os quais: (VT.1.86, 253, ZC.148 e 511).

     10- 1. Antonia Maximiana de Almeida Pontes, depois Carvalho, cc. o Cap. Mor Franklin Antonio de Carvalho, f. de Fortunato Antonio de Carvalho e Generosa Horta de Carvalho, c.ger. em Velhos Troncos Mineiros, Vol. 1, fls. 254.

     8 - 2. Guarda Mor José Pires da Silva Pontes, c. 1818, na Fazenda Engenho, Barra Longa, MG, com Ana Umbelina Pereira do Nascimento, f. do Cap. Caetano Gomes Pereira e Antonia Correia do Nascimento, com 9 filhos em VT.1.86 e 3.347.

     8 - 3. Mariana Angélica da Silva Pontes, c. 1818, na Ermida da Fazenda do Engenho, com o Cap. Joaquim Maximiano Gomes, irmão de Ana Umbelina Pereira do Nascimento, anterior, c.ger. em VT.1.307. (VT.1.86).

     7 - 2. Dr. Antonio Pires da Silva Pontes Leme, n. Mariana, b. 1749, formado em Matemática em  Coimbra, 1776, Cavaleiro Professo de S. Bento de Aviz, Capitão da Real Armada e Governador da Capitania do Espírito Santo, em 1800, que em 1799 tirou em Lisboa o Brazão de Armas, cc. Catarina de Sousa Malheiros, n. Portugal, com f. único: (Barsa.7.130 e VT.1.86/87).
- Obs.: Este seria o Antonio Pires da Silva Pontes, "talvez inconfidente", e não o seu sobrinho adiante. ("A Inconfidência Mineira", de Márcio Jardim, fls. 253). Vide Pires da Silva Pontes, neste site.

     8 - 1. Cons. Des. Rodrigo de Sousa da Silva Pontes, n. da Bahia, f.solt. Buenos Aires, onde foi ministro plenipotenciário do Brasil (ou em 1855, no RJ). (SL.8.118 e VT.1.87).

     7 - 3. Inácia Feliciana, cc. o Cap. Mor João Baptista dos Santos Araujo, com: João Inácio da Silva Pontes de Araujo, f. solteiro. (SL.8.119).

     7 - 4. Maria Catarina da Silva Pontes, cc. o Cap. Mor Manuel José Pereira ou Pires Porto de Espínola, com pelo menos: (VT.1.87).

     8 - 1. Mariana, cc. Francisco José de Mesquita, c.ger.

    8 - 2. Major Manoel José Pires da Silva Pontes, cc. sua prima Mariana Rodrigues Horta, f. do Major Antonio Manoel Pereira da Silva, n. Portugal e Francisca Constança Rodrigues Horta, com 2 filhos: (SL.8.119 e VT.1.74 e 87).

     9 - 1. Antonio Pires da Silva Pontes, cc. Emília da Costa Lage, ambos n. MG, f. do Major Joaquim José da Costa Lage, com: (VT.1.87).

     10- 1. Mariana, cc. Carolino Pinto Coelho da Cunha.

     9 - 2. Manoel Dias Paes Leme, cc. sua prima Maria Freire de Andrade, ambos n. MG, f. do Cel. Gomes Freire de Andrade e Francisca de Sá e Castro ou Freire de Andrade, Barões de Itabira, adiante. (SL.8.119 e VT.1.88).

     8 - 3. Antonio Pires da Silva Pontes (omitido em SL), talvez inconfidente, que estava em Minas em 1788. (DD.102).
- Obs.: Pode haver engano aqui, o "talvez inconfidente" seria o mesmo que foi Governador do Espírito Santo, acima. (Vide Pires da Silva Pontes, neste site).

     7 - 5. Dr. Antonio Marciano da Silva Pontes Leme (apenas hipótese, já que Silva Leme diz, em nota, que seria o mesmo Antonio Pires da Silva Pontes Leme). (DV.243 e SL.8.118).

     6 - 4. Inácia de Arruda Pires (ou Inácia Maria Pires de Oliveira Leite), c. MG, com seu primo o Ten. Cel. José Caetano Rodrigues Horta, f. do Cel. Caetano Álvares Rodrigues e Francisca Paes de Oliveira, c.ger. adiante. (SL.4.369, VT.1.33, 72 e ZC.516).

     6 - 5. Juliana Francisca Pires ou de Oliveira Leite, n. Mariana, MG, cc. o Cap. Mor de Vila Rica, José Alves ou Álvares Maciel, n. Viana do Castelo, Portugal, Guarda-Mor de Vila Rica, MG, f. de Francisco Álvares da Cruz e Antonia Maciel, com 11 filhos, n. MG: Francisca, n. 1757, Francisca (outra), n. 1759, Maximiano, n. 1765, Maria de Oliveira Maciel, n. 1770, e ainda: (DV.1.244, OJ.96/8, MÇ.86, SL.4.354, VT.1.72 e 73).
- Obs.: Relativamente à geração deste casal tivemos grande contribuição do amigo, genealogista, Claus Rodarte.

     7 - 1. Izabel Carolina ou Querubina de Oliveira ou Alves Maciel, n. 1758, Ouro Preto, f. 1813, c. 1782, nessa cidade, com o Ten. Cel. Francisco de Paula Freire de Andrade, n. RJ, 1752 ou 56, f. 1808, também herói da inconfidência, degredado para a África, 1792, onde faleceu, f. natural do Cel. José Antonio Freire de Andrade, do RJ, n. por volta de 1725, 2º Conde de Bobadela, Governador Substituto de Minas Gerais, e Maria do Bom Sucesso Correia de Sá e Benevides, n. 1729, RJ, da família Correia Vasquez, nm. do Gen. Martinho Correia de Sá e Catarina do Espírito Santo, com 4 filhos: (DFB, DV.1.244, OJ.87 e VT.1.72).

     8 - 1. Ten. Cel. Gomes Freire de Andrade, n. 1790, Ouro Preto, f. 1855, Barão de Itabira, cc. Francisca de Sá e Castro, depois Freire de Andrade, com 10 filhos: Isabel, Martinho Freire de Andrade, Francisco Freire de Andrade, Bernardo Freire de Andrade, Emília, e ainda: (A.3.141, GL.1.19, SL.4.354 e VT.1.73).

     9 - 1. Francisca de Paula Freire de Andrade, cc. o Cons. Herculano Ferreira Pena, n. por volta de 1800, Serro, MG, jornalista, professor e servidor público, presidente de várias províncias brasileiras, Senador do Império, de 1855 até 1867, ano em que faleceu, com 3 filhos: (A.5.178, Senado Federal, SL.4.355 e Wikipédia).

     10- 1. Izabel Herculana Ferreira Pena, c. 1º vez com seu tio o Dr. em medicina Augusto Freire de Andrade e, 2ª, com o Bacharel em Direito, Aprígio Ferreira Gomes, n. Bahia, Juiz de Direito em Curitiba, e teve do 2º: Aprígio Ferreira Gomes Júnior. (SL.4.355).

     10- 2. Ten. Engenheiro Herculano Carlos Ferreira Pena.

     10- 3. Carlos Ambrósio Ferreira Pena. (SL.4.355).

     9 - 2. Maria Clemência Freire de Andrade, cc. seu primo Manoel Dias Paes Leme, ambos n. MG, f. do Major Manoel José Pires da Silva Pontes e Mariana Rodrigues Horta, acima. (SL.8.119, VT.1.72 e 88).

     9 - 3. Ana Veríssima Gomes Freire de Andrade, cc. Domingos Augusto Pinto de Figueiredo, proprietários da Fazenda do Barlão, em São Domingos, Mariana, MG, f. do Cap. Cipriano Celestino Augusto de Figueiredo e Manuela Justina de Viveiros e Proença, c.ger. em VT.1.279. (VT.1.73).

     9 - 4. Dr. Augusto Freire de Andrade, cc. sua sobrinha Izabel Herculana, do 9-1, 10-1, retro. (SL.4.355).

     9 - 5. Gomes Freire de Andrade, cc. Sebastiana...., com:   Gomes Freire de Andrade, Martinho e Bernardo.

     9 - 6. Antonio Gomes Freire de Andrade, cc. Maria Augusta Lebet, c.ger. em "Velhos Troncos Mineiros", Vol. I, fls. 73.

     8 - 2. Francisca de Paula Freire de Andrade, Viscondessa do Bonfim, n. 1788, que tinha menos de 7 anos em 1791, f. 1852, Mariana, MG, cc. José Francisco de Mesquita, do RJ, Visconde do Bonfim, n. 1790, Congonhas do Campo, MG, f. 1873, RJ, veador honorário da Casa Imperial, f. de Francisco Jose de Mesquita e Joana Francisca de Mesquita. (A.3.141, 5.178, DFB, GL.1.20 e Site Nobreza Brasileira de A a Z, de Sérgio Freitas).
- 0bs.:
Alguns autores a dizem casada com o Conselheiro Herculano Ferreira Pena, Senador, o que parece engano. O correto parece ser que ele casou com a sobrinha da Viscondessa, do mesmo nome, conforme acima.

     8 - 3. Luiza, que tinha menos de 7 anos em 1791, cc. o Major Manoel de Freitas Pacheco, com: (A.3.141 e GL.1.20).

     9 - 1. Perpétua, cc. Ernesto Ferreira Pena.

     8 - 4. Maria Luiza Freire de Andrade, que tinha 7 para 8 anos em 1791, c. 1824, com seu primo Francisco Pereira Pires de Abreu, f. do Cap. José Pires de Abreu e Melo e Mariana da Encarnação e Souza, acima. (A.3.141, GL.1.20, VT.1.71 e 73).

     8 - 5. Constança, n. RJ, f. do Cel. Francisco de Paula, quando ainda solteiro no RJ, foi entregue aos cuidados do Padre Bento Bezerra de Melo, foi mãe de, pelo menos: (GL.1.20 e pesquisas inéditas da amiga, genealogista, Jussara Fernandes Carvalho, de Varginha, MG, que enviou também a descendência a seguir).

     9 - 1. Ten. Francisco José de Paula Freire Araújo, n. 1799, Rio, f. 1857, c. 1823, nos Sertões de Minas Novas, com Ana Pereira Freire de Moura, n. 1797, f. 1865, f. do Dr. José Perei ra Freire de Moura, também envolvido na Inconfidencia Mineira, e Maria Pereira de Jesus, com os seguintes filhos:

     10- 1. Cap. Manoel Francisco de Paula, n. 1824, f. 1872, juiz de paz, subdelegado de polícia, vereador e 1º presidente da Câmara de Itamarandiba, de 1865 a 1871, c. 1844, com sua parenta Ana Rodrigues da Conceição, com pelo menos:

     11- 1. Cel. Firmo de Paula Freire, n. 1848, f. 1931, c. 1883, com Teodora Gonçalves de Macedo, n. 1863, f. 1908, f. do Cap. Sebastião Gonçalves de Macedo e Maria Gomes Lima, com filha única:

     12- 1. Maria de Paula Freire, cc. o Cap. José Godinho da Rocha, c.ger.

     11- 2. Cel. Manuel de Paula Freire, n. 1850, f. 1929, chefe político em Itamarandiba MG. "Avô de Olímpio de Paula Freire, que residiu em Água Boa, onde deixou geração".

     10- 2. Cap. Pedro de Paula Freire, n. 1830, f. 1898.

     10- 3. Emília Cristina de Paula, n. 1832, f. 1887, cc. o Cap. Pedro Lino de Macedo.

     7 - 2. Dr. José Alves Maciel (ou José Álvares Maciel), n. 1760, Vila Rica, formado em Medicina ou Filosofia em Coimbra, 1785, onde ingressou em 1782, grande estudioso de química e mineralogia, um dos heróis da Inconfidência Mineira, f. 1803, em degredo na África. (DD.124, DP.202 e TCM.202).

     7 - 3. Dr. Teotonio Alves ou Álvares de Oliveira Maciel, n. 1762, f. 1833, ingressou na Universidade de Coimbra em 1782 e formou-se em Leis em 1788, foi membro do governo provisório de Minas, 1821, e deputado constituinte, 1823, f. solt. (DV.1.244 e SL.4.354).

     7 - 4. Francisco Alves Maciel (ou Francisco Álvares Maciel), n. 1763, ingressou na Universidade de Coimbra em 1782, f.solt.

     7 - 5. Cel. Domingos Alves de Oliveira Maciel, n. "1766?", f.solt. antes de 1833, Advogado e Constituinte em 1823, pode ter tido, de Joana Luiza Xavier, n. Piranga (viúva do Alf. de Mariana, Sebastião Correia Galaz, n. Piranga, MG, f. do Sarg. Mor Antonio Correia Galaz e Maria Tourinho de Toledo e Silva, ambos de SP), f. do Cap. Luiz Antonio Barbosa Xavier e Margarida Teodora da Costa Maciel, do Estado do Espírito Santo, 2 filhos: (MQ.26, SL.4.354 e VT.1.360).

     8 - 1. Dr. João Severiano Maciel da Costa, n. Piranga, "1769?", f. 1833, Marquês de Queluz, formado em Coimbra, Senador, signatário da Constituição do Império, Desembargador e Governador da Guiana Francesa, de 1809 a 1819, c. 1801, com Bárbara Benedita Tavares, f. de Luiz Antonio Pereira da Costa Lobo e Josefa Joaquina Osório, todos de Covilhã, Portugal, com pelo menos: (MQ.26, DV.1.244 e SL.4.354).
- Obs.: Miguel Augusto Gonçalves de Souza pesquisou a vida do Marquês de Queluz e, com base em farta documentação, provou que ele foi filho, legitimado, de Sebastião Correia Gallaz e Joana Luiza Xavier.

     9 - 1. Gregório de Tavares Osório Maciel da Costa, omitido em SL, n. Rio ou Caiena, f. São Luiz, 1851, Desembargador da Relação do Maranhão. (Ac.2.84).

     8 - 2. Joana Teodora Inácia Xavier, irmã, por parte de mãe de João Severiano Maciel da Costa, Marquês de Queluz, f. de Joana Luiza Xavier, n. de Piranga, esta f. de Margarida Teodora da Costa Maciel e do Cap. Luiz Antonio Barbosa Xavier, ambos n. do Espírito Santo, e do Alferes de Mariana, Sebastião Correa Galaz, n. de Piranga, f. do Sarj. Mor Antonio Correa Galaz e de Maria Tourinha de Toledo e Silva, ambos n. de SP. Foi mãe de: (MQ.26).

     9 - 1. José Joaquim da Rocha, apelidado de "O Herói do Fico", por sua importante atuação nesse episódio histórico, foi Cap. Mor, Advogado, Deputado, Conselheiro e Ministro, c. 1798, com Maria Joaquina de Sousa, c.ger. em SL.4.354 (Tít. Hortas). (DV.1.244).

     7 - 6. Francisca Teodora de Oliveira Maciel, n. Ouro Preto, n. 1769, f. 1853, c. 1812, Antonio Dias, MG, com o Brigadeiro Pedro Afonso Galvão de São Martinho (c. 1ª vez, 1776, Ouro Preto, com Maria Agostinha da Costa Reis ou Manso de Castro, n. dessa cidade, f. 1812, f. do Dr. Manoel Manso da Costa Reis e Cunha), n. por volta de 1740/1, Alentejo, f. 1815, contemporâneo do Ten. Cel. Francisco de Paula Freire de Andrade, 7-5, retro, no Regimento de Dragões de Vila Rica, tendo sido destacado para, auxiliado por Tiradentes, escolher e demarcar locais na Zona da Mata, no vale do Rio Paraíba do Sul, para assentar os mineiros que retornavam das Minas Gerais, em razão da recessão causada pelo escasseamento do ouro, podendo ser considerado como fundador de algumas das cidades do Sul de Minas e do Estado do Rio de Janeiro, f. de Vasco Sardinha Galvão e Clara Maria de Sá, ele teve pelo menos 4 filhos da 1ª esposa, entre os quais: (DP.147, DFB, SL.4.356 e TC.1.11/13).

     8 - 1. Maria Eugênia Galvão de São Martinho, c. Ouro Preto, 1797, com o Cel. Maximiano de Oliveira Leite Abreu e Lima, com 12 filhos, n. MG, em 6-2, 7-5, acima. (SL.4.345 e 9.141).

     8 - 2. .... cc. ...., pais de pelo menos: (DFB).

     9 - 1. Ten. Cel. Antonio Augusto Monteiro de Barros Galvão de São Martinho.

     9 - 2. Maria da Purificação Monteiro Galvão de São Martinho, c. na família Resende, de MG, c.ger.

    9 - 3. Clara Monteiro de Barros Galvão de São Martinho, f. 1872, MG, c. 1828, na família Monteiro de Castro, de MG, com o, depois, Barão de Leopoldina.

     9 - 4. Agostinha Monteiro de Barros Galvão de São Martinho, cc. Manuel Pereira de Resende Alvim, c.ger.

    7 - 7. Anna Clemência de Oliveira Maciel, n. 1772, Vila Rica, f. 1856, Mariana, solteira, tendo sido proprietária da Fazenda dos Carvalhaes, no arraial de São Domingos, Mariana. (VT.1.73).

     6 - 6. Dr. Francisco Paes de Oliveira, Guarda-mor das minas de Vila Rica, f.solt. (SL.4.356).

    6 - 7. Des. José Pires Monteiro de Oliveira, Bacharel, formado em Coimbra, Juiz de Fora em Loure, 1760, Auditor do Regimento de Cascais, 1769, Provedor da Câmara de Lamego, 1770 e 86, f. solteiro. (SL.4.346).

     5 - 3. Maria Garcia, n. Parnaíba (ou Mariana Garcia de Abreu, n. 1693, Santana de Parnaíba, f. 1760, MG), cc. o Guarda Mor Bernardo Chaves Cabral, morador de Guarapiranga, f. MG, f. de Bernardino de Chaves Cabral, n. SP, e Ana Ribeiro de Alvarenga (em Fernandes), com pelo menos 3 filhos: (3.156, 251, SL.4.356, 9.57 e pesquisa enviada pela genealogista Jussara Fernandes Carvalho, de Varginha, MG).

     6 - 1. Gregório Dias Paes, n. das minas de Guarapiranga (hoje Piranga-MG), cc. Joana Xavier de Barros, f. de João Correia de Lemos e Maria Leite de Barros, f. 1772, np. do Cap. Mor. Governador Antonio Correia de Lemos, com pelo menos uma filha, omitida em SL: (3.251 e SL.6.105).

     7 - 1. Isabel Joana Felizarda, n. Oliveira, Guarapiranga (atual Senhora de Oliveira), MG, c. por volta de 1774, "Parnaíba?", com o Cap. José Rodrigues Pereira Milagres, f. do tenente Felisberto da Costa Pereira e Eufrásia Maria de Jesus ou Eufrásia Rodrigues Milagres, c.ger. até aos dias atuais em Rodrigues Milagres. (3.251, JR.158, SL.4.527 e VT.2.40):
- Obs.: Segundo o amigo genealogista Cristiano João dos Reis Milagres de Paula, o nome do Capitão seria apenas José Rodrigues Milagres, o "Pereira" viria apenas em descendentes do casal.

     6 - 2. Manoel de Chaves Cabral, c. 1742, SP, com Teresa Correia de Lemos, irmã de Joana Xavier de Barros, do 6-1, com 2 filhos: Antonio Manoel Cabral, solteiro em 1768, e ainda: (SL.6.105).

     7 - 1. Maria de Abreu Lemos (ou Maria Garcia de Abreu), c. 1760, Parnaíba, com José Rodrigues Fam, f. do Ten. Manoel Rodrigues Fam e Maria Marques de Carvalho, com 7 filhos em SL.6.105, entre os quais: (FS e SL.2.432).

     8 - 1. Antonio Rodrigues Fam, c. 1801, Parnaíba, com Anna Rodrigues Penteado, f. de Lourenço Justiniano Leite Penteado e Rosa Marques, c.ger. em Portes de El-Rei.

     6 - 3. Mariana Paes de Lacerda (não relacionada por SL), n. 1715, Piranga, MG, cc. Amador de Souza da Guarda, n. Guaratinguetá, SP, f. de Antonio Rodrigues de Oliveira (ou Antonio Domingos de Oliveira) e Domingas Correa, c.ger. em Pontes. (Pesquisa da genealogista Jussara Fernandes Carvalho, de Varginha, MG).

     5 - 4. Bárbara Paes de Queirós, c. 1ª vez com João ou José de Godoy Moreira, irmão de Bernardo de Chaves Cabral, retro (em Fernandes) e, 2ª, 1731, Parnaíba, com Francisco Cardoso Zuzarte de Andrade, s.ger. deste mas, do 1º, os 8 filhos, de SL.4.356 (Tít. Hortas), entre os quais:  (3.156, SL.3.156, 4.331 e 6.109).

     6 - 1. Maria Garcia de Godoy, c. 1740, com Antonio Bueno de Azevedo, f. 1774, f. de Francisco Bueno de Camargo e Maria da Silva, c.ger. em Canhamares. (SL.1.407 e 4.368).

     6 - 2. Mariana Dias Paes, f. 1776, com 48 anos, Parnaíba, onde c. 1746, com o Cap. Mor Antonio Correa de Lemos Leite, f. 1782, na mesma cidade, com 58 anos, f. de João Correa de Lemos e Maria Leite de Barros, com 7 filhos em SL.4.521, entre os quais: (SL.4.369 e prestimosa ajuda da genealogista Eneida Rangel Celeti, de São Paulo).

     7 - 1. Rosa Maria Leite, c. 1783, Parnaíba, com o Ten. Joaquim da Cunha Raposo Leme, f. de João da Cunha Franco e Antonia Pinheiro Raposo Tavares, c.ger. em Raposos Tavares. (FS, SL.4.523).

     7 - 2. Anna Esméria Leite, c. 1783, Parnaíba, com o Cap. José da Cunha Raposo Leme, f. 1837, São Carlos, com inventário, f. de João da Cunha Franco e Antonia Pinheiro Raposo Tavares, c.ger. em Raposos Tavares. (FS e SL.6.240).

     5 - 5. Escolástica de Oliveira Paes, f. Itu, 1771, cc. Pedro Vaz de Campos (1º marido), b. Parnaíba, 1674, Ten. Cel. de Felipe de Campos Bicudo, seu primo co-irmão, em 1733, na guerra contra o gentio Paiaguá, f. do Cap. Mor Manoel de Campos Bicudo, o Velho, e sua 1ª mulher Luzia Leme de Barros, c.ger. em Campos. (2.180/1, SL.4.173 e 369).

     5 - 6. Francisca Paes de Oliveira, c. Parnaíba, 1716, com o Cel. Caetano Alves ou Álvares Rodrigues (ou Caetano Rodrigues Álvares d´Horta), n. Lisboa ou Setúbal, que veio servir em MG, no tempo do Gov. Antonio de Albuquerque Coelho de Carvalho, ao qual acompanhou ao RJ, em 1711, na ocasião da expulsão dos franceses, tendo morado na Vila do Carmo e no Rio das Mortes, em MG, podendo ter sido f. de João Álvares de Horta e Maria Rodrigues, fidalgos portugueses, com pelo menos: (DB.343, EA.660, SL.4.369 e VT.1.73).

.    6 - 1. Ten. Cel. José Caetano Rodrigues Horta, c. Sumidouro, MG, com sua prima Inácia de Arruda Pires (ou Inácia Maria Pires de Oliveira Leite), f. do Guarda Mor Maximiano de Oliveira Leite, 5-2, retro, com 9 filhos em SL.4.369 e VT.3.73, entre os quais: (ZC.516, VT.1.33 e 73).
- Obs.: O livro "Genealogia do Cel. José Caetano Rodrigues Horta", de Rubens d'Almada Horta Porto, tem complementações à genealogia deste casal.

     7 - 1. Ana Francisca Joaquina de Oliveira Horta, n. 1772, Minas, 1ª vez, Antonio Dias, MG, com Gregório Caldeira Brant, n. Vila Boa de Goiás, f. do Cap. Felisberto Caldeira Brant e Branca de Almeida Lara (em Hortas) e, 2ª, com Garcia Rodrigues Paes Leme, com entre outros (ambos da 1ª esposa): (VT.1.74).

     8 - 1. Conselheiro, Marechal, Felisberto Caldeira Brant Pontes de Oliveira e Horta, Marquês de Barbacena, n. São Sebastião, Mariana, MG, f. 1772, Gentil Homem da Imperial Casa e Senador do Império, que tirou brasão de armas em 1801, c. 1801, Bahia, com Ana Constança Guilhermina de Castro Cardoso, n. da Bahia, f. do Cel. Antonio Cardoso dos Santos e Anna Joaquina de S. Miguel e Castro, com: (Site Nobreza Brasileira de A a Z, SL.4.316 e VT.1.74).

     9 - 1. Felisberto Caldeira Brant Pontes, Visconde de Barbacena, n. 1802, Bahia, f. por volta de 1906, RJ, coube a ele a iniciativa da construção da Estrada de Ferro D. Pedro II (depois, Estrada de Ferro Central do Brasil), cc. Augusta Izabel Kirckhoefer, n. Hamburgo, Viscondessa de Barbacena, com: (Site Nobreza Brasileira de A a Z e SL.4.316).

     10- 1. Augusta Maria Caldeira Brant, cc. José Pereira de Bulhões Carvalho.

     9 - 2. Anna Constança, Viscondessa de Santo Amaro, dama do paço, cc. José Carlos de Almeida, Visconde de Santo Amaro, n. Lisboa, f. dos Marqueses de Santo Amaro.

     9 - 3. Pedro Caldeira Brant, Conde de Iguaçu, n. 1814, Salvador, BA, f. 1881, RJ, c. 1ª vez, 1838, RJ, com Cecília Rosa de Araújo Vahia, 1ª Condessa de Iguaçu, n. 1820, São João de Merití, RJ, f. 1846, f. dos Condes de Sarapuhy, s.ger. desta e, 2ª, 1848, com Maria Izabel de Bragança, 2ª Condessa de Iguaçu, n. 1830, SP (ou 1840? RJ), f. RJ, f. legitimada de SM D. Pedro I e da Marquesa de Santos, com pelo menos: Maria Izabel Caldeira Brant, f. menor, Pedro de Alcântara Caldeira Brant, n. RJ, Maria Theresa Caldeira Brant e Izabel Maria Caldeira Brant. (Site Nobreza Brasileira de A a Z e SL.4.316/17).

     8 - 2. Ildefonso de Oliveira Caldeira Brant, Visconde de Gericinó, f. solteiro.

     7 - 2. Maria Joaquina Cândida de Oliveira ou Rodrigues Horta, b. 1815, f. após o marido, residente em Ouro Preto, cc. o Cap. José Antonio das Neves, n. Caeté, f. de Antonio Gonçalves Fontes e Filipa Antonia da Costa, naturais de Águas Santas, c.ger. em SL.4.370, complementada em SL.9.141. (VT.1.74).

     7 - 3. Cap. José Caetano Rodrigues Horta, já f. 1852, cc. Barbara Eufrozina de Almeida Rolim de Moura, b. 1773, São Gonçalo do Sapucaí, MG, f. 1852, Sabará, MG, f. de José Antonio Rolim de Moura e Maria Barbosa Lima (em Barbosas Limas), com 19 filhos em SL.4.370 e VT.1.77, entre os quais: (EA.659/60, SL.4.370 e pesquisa do amigo, genealogista, Antonio Carlos de Castro, de Campinas, SP, no microfilme 1251314, item 1, fls. 24).

     8 - 1. Agueda Rodrigues Horta (truncado em SL), b. 1790, Pitangui, MG, foi casada com o Senador José Joaquim Fernandes Torres, n. Barra Longa, MG, bacharel em Coimbra, Ministro, dono das fazendas Jaracatiá e Maribondo, f. de Constantino Lourenço Dias e Maria Pulquéria das Neves, s.ger. (VT.1.33, SL.4.370 e ZC.516).
- Obs.: O Senador casou depois com Bárbara Soares de Gouvêa Horta, abaixo, e Antônia Joaquina Fernandes Torres, c.ger. desta em VT.1.33.

      8 - 2. Barbara Rodrigues Horta ou Bárbara P. de Oliveira Horta (truncado em SL), cc. Luiz Soares de Gouvea, c.ger. em SL.4.370 e VT.1.77, com complementações no livro “Genealogia do Cel. José Caetano Rodrigues Horta”, de Rubens d’Almada Horta Porto, edição definitiva de 1994, fls. 10, entre os quais: (ZC.516).

      9 - 1. Ilídio Paes de Oliveira Horta ou Ilídio Soares de Gouvêa Horta, solteiro.

     9 - 2. Tenente Cel. Emilio Soares de Gouvêa Horta, casado com sua prima Maria Caetana de Carvalho Macedo, f. do Cap. Joaquim Roberto de Carvalho Macedo e Anna Amalia de Athayde Portugal, nm. de Antonio Caetano Pinto Coelho e Anna Casemira Pinto Coelho da Cunha, com 2 filhos em SL.4.336. (FS).

     9 - 3. Dr. Luiz Soares de Gouvêa Horta, Advogado e Engenheiro de Minas, casou-se em São Gonçalo do Sapucaí, MG, com Francisca de Paula Bueno da Costa (ou Francisca de Paula Bueno Soares), f. de Francisco de Paula Bueno da Costa e sm. Alexandrina Justiniana da Silveira, com 11 filhos, dos quais SL relaciona 5 em SL.4.370, dentre os quais não constaram: (FS).

     10- 1. Francisca de Gouvea, b. 1848, NS da Assunção, São Paulo, SP. (FS).

    10- 2. Felisberto Horta, n. NS da Assunção, São Paulo, SP, e b. 1883, São Gonçalo do Sapucaí. (Este de pesquisa inédita da amiga, genealogista, Sílvia Buttros, de Paraguaçú, MG, no site Family Search).

     9 - 4. Barbara Soares de Gouvêa Horta, n. Minas, 2ª mulher do Senador José Joaquim Fernandes Torres, acima. Teve: (VT.1.33, 77, SL.4.370 e ZC.516).

     10- 1. Luiza Adelaide Fernandes Torres, n. Fazenda Maribondo, cc. o Dr. Francisco de Paula da Silveira Lobo, natural de Pernambuco ou Paraíba, f. de Manuel Lobo de Miranda Henriques, n. João Pessoa, PB, e Ana Norberta da Silveira (esta f. de Francisco José da Silveira, n. Mariana, MG, um dos heróis da Revolução Pernambucana), c.ger. em Velhos Troncos Mineiros, do Cônego R. Trindade, Vol. II, fls. 318. (VT.1.33).

     10- 2. Des. José Joaquim Fernandes Torres Junior, cc. Maria Virgínia dos Santos, c.ger. em VT.1.33.

     9 - 5. José Caetano Soares de Gouvea Horta, c. 1845, Santo Antonio, Santa Bárbara, MG, com Paula Virgínia de Freitas Horta, f. de Manoel de Freitas Pacheco e Anna Francisca de Oliveira Horta (em Rendons), com 3 filhos em SL.4.371: Antonio Soares de Gouvea, Rita e Maria. (FS).

     9 - 6. Ignacia Soares de Gouvêa Horta, casou-se com Luiz Rodrigues Sette Câmara ou Luiz Rodrigues Camara Sette (2ª esposa), Oficial da Guarda Real em Santa Cruz do Escalvado, Ponte Nova, c.ger. em VT.2.170. (VT.1.77).

     9 - 7. Maria Luiza Soares Horta de Gouveia (truncado em SL), de Santo António, RJ, cc. Antonio Manoel da Rocha Brandão, que enviuvando, casou na casa de Raimundo de Andrade Leite, na Rua de Paulo Matos, Santo Antonio, em 1858, com Augusta Cândida de Mascarenhas Arouca, f. do Capitão José Rodrigues de Mascarenhas Arouca e Maria da Conceição Arouca, de Santa Rita. Da 1ª esposa teve: Marianna, Bárbara e Maria. (Pesquisa do amigo, genealogista, Filipe Pinheiro de Campos, de Portugal, e SL.4.371).

     8 - 3. Florisbella Umbelina Horta, foi 1º casada com Hilario Mendes da Cunha Jardim, n. Minas, morador em Rio Acima, e 2ª vez, 1845, com o major José Francisco Freire de Andrade Parreiras (Testemunha deste casamento: Quintiliano José da Silva, que foi presidente da província de Minas, pentavô da amiga Vânia. Vigário: José de Araujo Cunha), c.ger. de ambos em SL.4.372, onde não constaram os dois filhos, nascidos antes do 1º casamento, que estão no livro "Genealogia do Coronel José Caetano Rodrigues Horta", fls. 67, entre os quais: (Colaboração dos amigos, genealogistas, Lucimary Vargas, de Além Paraíba, MG, Vânia Lúcia de Oliveira, de São Paulo, Washington Marcondes Ferreira, de Campinas, SP, e Wilton Xavier Furtado, de Belo Horizonte, MG).

     9 - 1. Inácia Carolina Horta (omitida em SL), n. 1827, f. 1889, Rio, que "dizem" ser filha de D. Pedro I, e que para afastar a sua mãe da Corte foi arranjado o casamento com o 1º marido. Inácia c. por volta de 1840, MG, com Lucas Soares de Gouvêa, n. 1822, f. 1903, Juiz de Paz e proprietário de diversas casas de negócios e terras em Angustura, com grande participação política e econômica na região de Além Paraíba, Angustura e arredores, que participou da criação do Distrito de São Luiz, f. de João José Soares de Gouvêa e Joana Rolim de Gouvêa, c.ger. no citado livro, entre os quais: Hilário Soares de Gouvêa, médico famoso no RJ.

     8 - 4. Antonia Luísa de Oliveira Horta Barbosa, que também é citada como Rodrigues Horta (truncado em SL), a D. Antonia do Cafezal, n. 1815, Caeté, MG, f. 1905, Rio, cc. o conselheiro Luiz Antonio Barbosa da Silva, n. Sabará, Minas, b. 1814, Congonhas do Campo, f. com inventário em 1860, Pedro do Rio, distrito de Petrópolis, RJ, que foi presidente das províncias de Minas e do Rio de Janeiro, f. do Cel. Francisco de Paula Barbosa da Silva e Isabel Maria de Ávila Lobo Leite, c.ger. em SL.4.374 e melhor ainda no livro "Genealogia do Cel. José Caetano Rodrigues Horta", fls. 337, de Rubens D'Almada Horta Porto. (Pesquisa da Amiga, genealogista, Vânia Lúcia de Oliveira, de São Paulo, SP).

     8 - 5 Rita Carolina de Oliveira Horta, depois Rita Carolina de Horta Lemos, ou Rita Carolina de Lemos Horta (truncado em SL), “n. deste bispado” (f. de José Caetano de “Oliveira” Horta e Bárbara Eufrozina de Almeida Rolim), f. 1864, com inventário em 1865, casada no Oratório da Fazenda do Sarg. Mor Manoel de Freitas Pacheco, em Raposos, MG, com João Antonio de Lemos Júnior, natural de Minas (bispado de SP), f. de João Antonio de Lemos, Barão do Rio Verde, e Luísa Amália de Souza Guimarães (depois, Luiza Amália de Lemos), np. do Cap.  Rodrigo Antonio de Lemos, n. por volta de 1765, São Paio de Visela ou Guimarães, Portugal, f. 1816, na sua Fazenda Cafua, no bairro Santa Isabel e Sabina Maria do Amor Divino Guyeiros,  n. 1767, Carrancas (e bisneto do Dr. Luís Antonio de Lemos e Joana Maria Leite, naturais de Viseu, e não np. como consta no livro "O Barão do Rio Verde", de Roberto Macedo, fls. 17), nm. de Diogo Martins Guyeiros, de Portugal, e Ana Maria Pires, de São Paulo.
            Testemunhas: José Joaquim Fernandes Torres, da freguesia de Ouro Preto e o Cap. Francisco Martins Marques. (Pesquisa do amigo, genealogista, Antonio Carlos de Castro, de Campinas, SP, no microfilme 1252314, item 1, continuação, fls. 198, complementada por informações do Dr. José Guimarães, gentilmente enviadas pala amiga, genealogista, Inah de Lemos).
- Obs.: Vide irmão dele em Azeredos Coutinhos.
             Tiveram os seguintes filhos: João, José, Eugênio, Bárbara, Luiza de Lemos, b. 1839, Maria de Lemos, b. 1843, Serino de Lemos, b. 1845, Emílio de Lemos, b. 1846, Rita de Lemos, b. 1847, Alberto de Lemos, b. 1857 (os últimos 5 não relacionados por SL), todos os batizados em NS da Assunção, São Paulo, SP. (FS e SL.4.374).

     7 - 4. Francisco Paes Rodrigues Horta, cc. Anna de Mesquita, com pelo menos: (SL.4.375 e VT.1.74).

     8 - 1. Francisco de Paula Rodrigues Horta, cc. Felicidade Gonçalves de Lima. (SL.4.375).

     8 - 2. Comendador Quintiliano Justino de Oliveira Horta, cc. Francisca Xavier de Sousa Ramos, c.ger. em SL.4.375, e mais: (VT.1.74).

     9 - 1. José Caetano Ramos Horta, cc. Ana Jacinta de Figueiredo, f. do Cel. Manuel Joaquim Gomes de Figueiredo e Prudência Jacinta Gomes, c.ger. em VT.1.75. (VT.1.304).

     7 - 5. Francisca Constância Rodrigues Horta, cc. Sarg. Mor Antonio Manuel Pereira da Silva, f. de Filipe Francisco e Francisca Margarida da Silva, todos naturais de Viana do Minho, c.ger. em SL.4.377, entre os quais não constou: (EA.659 e VT.1.74).

     8 - 1. José Rodrigues Horta, b. 1788, Antonio Dias. (VT.1.74)

     5 - 7. Bento Paes de Oliveira, paulista, f. 1753, Goiás, foi sertanista, como seus ancestrais, tendo tido lavras auríferas nesse Estado, onde explorou vasta área entre os Rios Verde, Turvo e Claro, seguindo roteiros deixados pelo seu sogro, por determinação do Gov. D. Luiz de Mascarenhas.
             Cc. Rosa Bueno de Gusmão, f. de Bartolomeu Bueno da Silva e Joana de Gusmão (em Buenos Anhangueras), com 7 filhos em Goiás, que não descobrimos. (DB.275, RVH.13, SL.1.513 e 4.378).

     5 - 8. Cap. Francisco Paes de Oliveira Horta, f.solt. Parnaíba, 1743, com 47 anos. (SL.4.378).

     4 - 5. Estêvão Raposo, o mais velho dos irmãos, f. solteiro no sertão, antes de 1669. (SL.4.379).

     4 - 6. Izabel, f. solteiro.

     4 - 7. Rafael de Oliveira, f. solteiro, antes do pai.

                 Do 2º marido 2 filhas:

     4 - 8. Maria Paes de Siqueira, n. São Paulo, f. com testamento em 1701, 1ª esposa de João do Prado da Cunha, cidadão de SP, f. 1727, f. de João do Prado da Cunha e Mecia Raposo de Siqueira, acima, com 3 filhos: (2.24, BGB.10.12 e SL.3.245).

     5 - 1. Mateus de Siqueira de Mendonça, f. 1752, Goiás, tendo sido Juiz Ordinário SP, 1746, cc. Maria Barbosa de Lima, f. 1794, no bairro de S.Miguel, f. de Onofre Jorge Velho e Maria Barbosa de Lima, c.ger. em Anes Sobrinhos. (SL.3.245/6 e 8.378).

     5 - 2. Estêvão Raposo de Siqueira, cc. Marta de Miranda de El-Rei (e não Maria de Miranda, como escreveu Taques), solteira e com 14 anos em 1720, f. do Cap. Mor Amador Bueno da Veiga e Marta de Miranda de El-Rei, c.ger. em Portes de El-Rei. (2.17, 24, SL.3.204 e 247).

     5 - 3. Mecia Raposo de Siqueira, f. 1750, c. 1ª vez com João da Cunha Portes de El-Rei, f. de Antonio da Cunha Portes, c.ger. em Portes de El-Rei e, 2ª, 1745, com Miguel Ribeiro da Silva, f. de Francisco Furtado e Izabel Ribeiro. (SL.3.247).

     4 - 9. Izabel Paes de Siqueira, f. 1756, São Paulo, já c. 1696, com o Cel. Estêvão Lopes de Camargo, f. 1723, f. do Cap. Fernando de Camargo Ortiz e Joana Lopes da Silva (em Lopes Silvas), com 8 filhos: (SL.1.180).

     5 - 1. Antonio de Camargo e Siqueira, cc. Mariana de Toledo Piza, f. do Cap. Mor Gov. dom Simão de Toledo Piza e Francisca de Almeida Taques (em Toledos Pizas). (SL.1.180 e 5.545).

     5 - 2. Maria Paes de Camargo, c. 1735, NS do Monte-Serrate da Cotia, com o Sarg. Mor João Lopes da Cunha, n. Mogi das Cruzes, f. de André Lopes Munhós e Maria da Cunha Lobo, c.ger. em Munhós. (SL.1.180/1 e 5.95).

     5 - 3. Antonia Paes de Camargo, f. 1742, 2ª mulher do Mestre de Campo Antonio Raposo da Silveira (viúvo de Catarina de Azevedo Sá), f. do Cap. Mor Gov. Antonio Raposo da Silveira e Maria Raposo de Siqueira, c.ger. em Raposos Silveiras. (3.42, SL.1.185 e 3.6).

     5 - 4. Cap. Mateus de Camargo e Siqueira, c. após 1725, com Maria Paes da Silva, f. 1756, Sorocaba, f. do Cap. Martinho Paes de Linhares, e Izabel da Silva, np. de Manuel Pacheco Gato e Ana da Veiga Paes (Borbas Gatos), com 7 filhos: (SL.1.185 e 4.481).

     6 - 1. Izabel Maria do Espírito Santo de Camargo, n. Cotia, cc. Antonio de Madureira Calheiros, já f. 1790, f. do Cap. de Ordenanças de Sorocaba, Matias de Madureira Calheiros e Gertrudes de Almeida, c.ger. em Falcão. (FS, SL.1.185 e 2.322).

     6 - 2. Guarda Mor Bento de Camargo Paes, f. 1784, Sorocaba, c. 1771, com Maria Ferraz, f. de Manoel Correia de Barros e Maria de Campos (esta descendente do Cap. 1º de Ferrazes Araujos), c.ger. em SL.1.186.

     6 - 3. Antonio de Camargo Paes, c. 1776, Itu, com Gertrudes de Arruda Leite, f. de Marcos Leite de Barros e Maria de Góes Castanho, c.ger. em SL.1.187, entre os quais: (FS).

     7 - 1. José de Camargo Barros, c. 1826, Itu, com Gertrudes de Almeida Penteado (viúva de Manoel de Almeida Mello), f. de José Pereira de Carvalho e Maria de Almeida Penteado, np. de Marcos pereira Betencor e Francisca Ribeiro (dos Betencores, das Ilhas), nm. de José Correa Penteado e Ignacia Leite (esta de Domingos Rodrigues de Mattos e Anna de Almeida), c.ger. em SL.1.187, entre os quais: (FS).

     8 - 1. João Baptista de Camargo Barros, cc. Gertrudes de Assumpção Camargo, f. de José Joaquim Bueno de Camargo e Eulália Pacheco de Almeida, np. de Maximiano de Oliveira Bueno e Rita Leite de Sampaio, c.ger. em SL.1.187. (FS).

     8 - 2. Elias de Camargo Barros, c. 1867, NS da Conceição, Campinas, SP, com Maria Elídia Penteado (ou Maria Elisa de Camargo Mendes, ou ainda, Maria Elídia de Camargo Barros Mendes), com pelo menos: José de Camargo Barros, b. 1868, Branca de Camargo Barros, b. 1872, ambos em NS da Conceição, Campinas, e Bento de Camargo Barros. (FS e SL.1.188).

     8 - 3. Miguel de Camargo Barros, solteiro. (SL.1.188).
- Obs.: 1) Um Miguel de Camargo Barros, cc. Maria Eufrásia de Barros Lima, com pelo menos: João de Camargo Barros, b. 1866, José de Camargo Barros, b. 1868, NS da Conceição, Tatuí, SP. 2) O mesmo ou outro do mesmo nome, cc. Maria Falcão de Barros, com pelo menos: Francisca de Barros, b. 1871, NS da Conceição, Tatuí. (FS).

     8 - 4. Gertrudes de Arruda Leite, cc. Ignacio Xavier de Almeida Bueno, f. de José Joaquim Bueno de Camargo e Eulália Pacheco de Almeida, com pelo menos: José Bueno de Camargo, b. 1861, Mogi Mirim, Bento de Camargo Barros, Padre Eliziario de Camargo Bueno, vigário em Itu, e Amélia de Camargo Barros. (FS e SL.1.188 e 414).
- Obs.: Silva Leme colocou geração em dois títulos diferentes, em um tem dois filhos, no outro tem os mesmos, com mais dois.

     8 - 7. Anna Brandina de Camargo, c. 1867, NS da Conceição, Campinas, SP, com José Antonio de Aquino, com 6 filhos em SL.1.188, onde observamos: José de Camargo Aquino, b. 1868, Hermenegildo de Camargo Aquino, b. 1870, Maria de Camargo Aquino, b. 1872, Rita de Camargo Aquino, b. 1874, Gabriela de Camargo Aquino, b. 1879, Luiz de Camargo Aquino, b. 1883, todos em NS da Conceição, Campinas, SP. (FS).

     7 - 2. Agostinho de Camargo Barros, c. 1ª vez, 1808, Itu, com Ignacia de Camargo Lima, f. 1824, nessa cidade, f. do Cap. Vicente do Amaral Campos e Helena Maria de Camargo (SL.1.189) ou de Antonio de Camargo Paes e Gertrudes de Arruda Leite (SL.4.103) e, 2ª, 1824, na mesma cidade, com Maria Custódia de Barros, f. de Antonio de Sampaio Góes e Anna Bueno de Barros, com: (FS e SL.4.103).
               Da 1ª esposa, os 5 filhos de SL.1.188, entre os quais:

     8 - 1. Joaquim de Camargo Barros (truncado em título Camargos, de SL), c. 1ª vez, com Beatriz de Barros Leite, f. do Ajudante José Ferraz Leite e sua 1ª mulher, Anna Gertrudes de Campos e, 2ª, com ....., com 3 filhos da 1ª esposa em SL.1.189, entre os quais: (FS, SL.4.202 e 9.71).

     9 - 1. Anna Gertrudes de Campos (no batismo, Anna de Barros), b. 1837, NS da Conceição, Campinas, SP, cc. Joaquim Vaz Pinto Ribeiro, f. de José Vaz Pinto e 2ª esposa, Francisca de Arruda Pacheco. (FS, SL.1.189, 7.217 e 9.71).

                Da 2ª esposa (Joaquim de Camargo Barros) teve:

     9 - 2. Antonio de Camargo Barros. (SL.9.71).

     8 - 2. Anna de Camargo Barros (truncado em SL), cc. João Leite de Sampaio (o Thebas), c.ger. em SL.1.189, entre os quais: (FS).

     9 - 1. Filippe Nery de Camargo Thebas (ou Filippe Nery de Campos Thebas), c. 1873, NS do Patrocínio, Monte Mor, SP, com Gertrudes Galvão de Barros Leite (ou Gertrudes Eufrosina de Barros Leite), f. de Manoel Galvão de Barros França e Maria de Góes Castanho (ou Maria Joaquina de Barros Leite), "c.ger." (FS, SL.1.189 e 3.117).

     9 - 2. Thereza, cc. Antonio Augusto. (SL.1.189).
- Obs.: Parece que poderia ser o mesmo casal: Thereza de Camargo e Silva (ou Thereza de Jesus Camargo), cc. Antonio Augusto da Silva, com pelo menos: Anna da Silva, b. 1862, NS da Candelária, Indaiatuba, SP, Maria da Silva, b. 1864, Clementina da Silva, b. 1865, João da Silva, b. 1866, Antonio da Silva, b. 1868, Constâncio da Silva, b. 1874, Adolfo da Silva, b. 1877, Athanasia da Silva, b. 1878, estes em São José, Mogi Mirim, SP, Venâncio da Silva, b. 1875, NS da Conceição, Campinas, SP. (FS).

              Da 2ª esposa, teve Agostinho de Camargo Barros, acima, pelo menos (não relacionados por SL): Luiz de Camargo Barros, b. 1832, Elias de Camargo Barros, b. 1835, Maria de Camargo Barros, b. 1836, Anna de Camargo Barros, b. 1839, Thereza de Camargo Barros, b. 1841, Francisco de Camargo Barros, b. 1843, Izabel de Camargo Barros, b. 1846, todos em NS da Candelária, Indaiatuba, SP. (FS).

     7 - 2. Joaquim de Camargo Leite (não relacionado em Camargos, de SL), c. 1824, Sorocaba, com Luzia Leite de Almeida, f. do Alf. Pedro de Almeida Lara e Josefa Leite de Godoy. (SL.9.72).

     6 - 4. José de Camargo Paes, b. 1732, Cotia, f. 1790, Sorocaba, onde c. 1758, com Maria Bernarda de Lima, f. do Cap. Mor José de Barros Lima e Lucrécia de Almeida, c.ger. em SL.1.190 (Tít. Camargos).

     6 - 5. Antonia Paes de Camargo, b. 1733, Cotia, c. 1758, Sorocaba, com João de Lima de Abreu, irmão de Maria Bernarda de Lima, do 6-4, retro, c.ger. em SL.6.214 (Tít. Cubas). (SL.1.190).

     6 - 6. Anna Lopes de Camargo, n. das minas de Apiai, c. 1764, Sorocaba, com José Pereira da Silva, n. Rio das Pedras, Sabará, MG, f. de Faustino Pereira da Silva, n. Portugal, e Páscoa Maria, n. Caeté (em Borbas Gatos) , com 2 filhos: Salvador e:

     7 - 1. Lourenço Pereira de Camargo, c. 1801, Sorocaba, com Gertrudes Maria de Almeida, f. de José Bicudo de Abreu e Tereza de Almeida Falcão ou Tereza de Arruda Botelho (em Proenças Abreus), com pelo menos: (FS, SL.1.191 e 6.219).

     8 - 1. Bento Paes de Almeida, n. e b. 1804, NS da Ponte, Sorocaba, f. 1859, Campinas, SP, onde c. 1822, NS da Conceição, com Maria Clara da Conceição, n. Bragança Paulista, f. de Filippe de Godoy Bueno e Maria da Conceição, com pelo menos: (FS).

     9 - 1. Eliziária Maria de Almeida, n. 1830, Campinas, f. 1895, na mesma cidade, c. 1845, NS da Conceição, Campinas, com José Anacleto de Almeida Ramos, n. 1821, Sorocaba, f. 1872, Campinas, f. de José Ramos Ferreira e Antonia Maria de Camargo, com 12 filhos: Tibúrcio Ramos, n. e b. 1846, Antonia Ramos, n. e b. 1847, Estanislau Ramos, n. e b. 1849, José Ramos, n. e b. 1853, João Ramos, n. e b. 1855, todos em NS da Conceição, Campinas, e ainda: (FS).

     10- 1. Alexandrina Ambrosina Ramos, n. e b. 1851, f. 1938, Avaré, SP, c. 1ª vez, 1877, nessa mesma igreja, com Epiphano Gomes de Abreu, f. de "Joaquim Gomes da Guica" e "Dizanarda Gomes de Abreu" e, 2ª, 1879, ainda na mesma igreja, com Getúlio de Vilhena Braga, n. 1854, b. 1855, Bom Jesus, Pouso Alegre, MG, f. 1943, Avaré, SP, f. de José Gonçalves de Vilhena Braga e Ambrosina Josefina de Almeida. (FS).

     10- 2. Luiz Gonzaga Ramos, n. e b. 1858, NS da Conceição, Campinas, cc. Cândida de Godoy Ramos, com pelo menos 2 filhas: (FS).

     11- 1. Benedita Ramos, n. 1894, Campinas, onde c. 1910, NS do Carmo, com Joaquim Eugênio, n. e b. 1890, nesta mesma igreja, f. de Joaquim Domingos Eugênio e Maria Ignacia Baptista. (FS).

     11- 2. Amélia de Godoy Ramos, n. 1896, Campinas, onde c. 1914, NS do Carmo, com Joaquim Domingues, n. 1886, Arazede, Douro, Portugal, f. de José Domingues e Luiza da Conceição. (FS).

     10- 3. Maria de Almeida Ramos, n. e b. 1863, NS da Conceição, Campinas, onde c. 1878, com Leandro Fernandes de Almeida, n. Portugal, f. de Ricardo Fernandes de Almeida e Liberata Maria da Graça, com pelo menos: Arthur de Almeida, n. 1879, Campinas. (FS).

     10- 4. Júlia Maria Ramos (ou Júlia Ramos Ferraz), n. e b. 1865, NS da Conceição, Campinas, f. 1941, São Paulo, SP, c. 1ª vez, 1881, na mesma igreja, com João Leite Ferraz e, 2ª, 1893, ainda na mesma igreja, com Antonio da Cunha Leite, f. de Miguel Leite de Godoy e Maria da Conceição, com: (FS).
                Do 1º marido, pelo menos 5 filhos: José Leite Ferraz, n. e b. 1882, João Ferraz, n. e b. 1888, ambos em NS da Conceição, Campinas, e ainda:

     11- 1. Vicentina Leite Ferraz Gomes, n. e b. 1883, NS da Candelária, Itu, com "Senhor Gomes". (FS).

     11- 2. Maria Clara Leite Ferraz (ou Maria Clara Porto), n. e b. 1886, NS da Conceição, Campinas, onde c. 1901, com Florindo Ferreira Porto, n. 1878, Guajeru, Bahia, f. Avaré, SP, f. de Rodrigo Ferreira Porto e Luzia Maria de Jesus. (FS).

     11- 3. Sebastiana Leite Ferraz, n. e b. 1889, NS da Conceição, Campinas, f. São Paulo, SP. (FS).

     10- 5. Theresa de Almeida Ramos, n. e b. 1867, NS da Conceição, Campinas, c. 1891, na mesma cidade, com Francisco Joaquim de Almeida, f. de Manuel Joaquim de Almeida e Rita Maria de Almeida. (FS).

     10- 6. Eufrauzina de Almeida Ramos, n. e b. 1869, NS da Conceição, Campinas, onde c. 1890, com Manoel Rodrigues Torres, f. de João Rodrigues Torres e Rosa de Carvalho, com pelo menos: Benedito Rodrigues Torres, n. 1892, Campinas. (FS).

     10- 7. Virgínia de Almeida Ramos, n. e b. 1871, NS do Carmo, Campinas, c. 1890, NS da Conceição, Campinas, com Antonio da Costa Ramos, n. Portugal, f. de Joaquim da Costa Ramos e Custódia dos Santos, com pelo menos: Maria Ramos da Costa, n. 1890, Campinas, b. 1891, NS da Conceição, Campinas. (FS).

     6 - 7. Maria Paes de Camargo, n. nas minas de Paranapanema, f. Itu, 1822, c. 1768, Sorocaba, com Antonio Ferraz de Arruda, viúvo de Maria Pacheco, filho de Pedro Dias e Maria de Arruda, com f. único: (SL.1.191).

     7 - 1. Manoel Ferraz de Camargo, c. 1788, São Paulo, com Maria ou Gertrudes Tereza Leocádia, f. de Miguel João Feio e Maria Gertrudes de Camargo. (SL.1.191 e 4.48).

     5 - 5. Eugênio Lopes de Camargo, que deve ter-se ausentado para as minas com os 3 irmãos abaixo. (SL.1.191).

     5 - 6. Estêvão Ortiz de Siqueira.

     5 - 7. Tomás Lopes de Camargo.

     5 - 8. Francisco de Camargo e Siqueira.

     3 - 5. Fabiana Ortiz, n. São Sebastião, cc. Antonio da Silva Borges, n. RJ, c.ger. em Lopes Silvas. (AS.2.145). 

     3 - 6. Manoel Fernandes de Carvalho (hipótese), cc. Ana Maria, c.ger. em Betim. (FS).

                                                  CAPÍTULO 6º

     1 - 6. Antonio Raposo (ou Antonio Raposo Paes), cc. Izabel de Góes (que constituem todo o Título Raposos Góes, em SL.3.3). Achamos que poderia ser Capítulo deste título, pela seguinte dedução: Branca Raposo, filha de Antonio Raposo, o velho, cc. Diogo Barbosa do Rego, português, f. Guaratinguetá, 1661 (c.ger. em Góes Mendonças), foi mandada por Pedro Taques, duas vezes para Raposos Góes, Cap. 9º, e duas para Raposos Bocarros, Cap. 11. Salvo engano do linhagista, só vemos as seguintes possibilidades para que fizesse isto: a) Diogo Barbosa do Rego seria filho de D. Antolina, o que não parece provável; b) um dos cônjuges teria casado outra vez, com filho ou filha de Izabel de Góes (supondo que ela mesma não fosse), sobre o que não há notícia; c) o linhagista teria dúvidas se Branca seria filha de Izabel ou Antolina, e a teria colocado em ambos os títulos, com observações; ou, d) o pai que é o título lá, seria Capítulo aqui. A geração de Branca Raposo está em Raposos Góes, de SL, Cap. 6º, em SL.3.10. (GS.109).
- Obs.: Veja também Góes Mendonças.

                                                       - o -

                           Heráldica e elogio de João Gabriel de Santana, autor da "Genealogia Sebastianense" a este apelido: (GS.107).

               Bocarro é o sobrenome de um dos mais notáveis povoadores de São Sebastião (SP), Estevam Raposo Bocarro. Segundo Sanches de Baena, no seu excelente "Índice Heráldico das Armas de Todas as Famílias", publicado em Lisboa, em 1872, a família Bocarro é muito antiga, e tem uma ascendência muito ilustre, porque procede de Dom Mendo Alam, senhor de Bragança e de muitas outras terras, por seu ascendente Nuno Rodrigues Bocarro.
               Fizeram assento na cidade de Beja, onde foi Cap. Mor. Diogo Lopes Bocarro, que teve por filho Miguel Leitão Bocarro, e este a João Bocarro Raposo, Fidalgo da Casa Real e Sarg. Mor da Vila de Serpa.
               São suas armas: em campo de prata uma cruz e orla, tudo em vermelho, com uma cabeça e cara de sua cor no centro, com cabelos de ouro e a boca aberta. Também se descreve com cortado em faixa: na de cima, em campo vermelho, uma estrela de ouro com oito raios em chefe, entre as cabeças de águia em prata, coroadas de uma coroa de ouro. Na de baixo, um campo azul, cinco cabeças de Reis mouros, com coroas de ouro e barbas do mesmo metal, cortadas em sangue e postas em três palas, e na pala do meio, no lugar da cabeça um crescente de prata, com as pontas voltadas para a esquerda do escudo; timbre à esquerda do escudo.

 

Nota nº 1:

Fontes da árvore de costados do amigo, genealogista, Antonio Carlos de Castro, de Campinas, SP, usada acima: Genealogia Paulistana, de Silva Leme, Dicionário de Bandeirantes e Sertanistas do Brasil, de Francisco de Assis Carvalho Franco, Nobiliarquia Paulistana Histórica e Genealógica, de Pedro Taques de Almeida Paes Leme, Nobiliário das Famílias de Portugal, de Manoel José da Costa Felgueiras Gayo, Dicionário Histórico Geográfico de Minas Gerais, de Waldemar de Almeida Barbosa, Velhos Troncos Mineiros, do Cônego Raymundo Trindade, Dicionário das Famílias Brasileiras, de Carlos Eduardo de Almeida Barata e Antônio Henrique da Cunha Bueno, "Um Recenseamento da Capitania de Minas Gerais, Vila Rica - 1804", de Herculano Gomes Mathias, pesquisas de Washington Marcondes Ferreira no Felgueiras Gayo, passadas em 27.11.2001, pesquisas de Pedro Lobo Martins, passadas em 07.03.2001, pesquisas de Luiz Fernando Hisse de Castro, passadas em 15.02.2001 e informações de Stanley Santos de Souza, passadas no ano de 2005.

 

Ir para: Página Principal,    Índice Geral,     Região Serrana,    Imigração árabe,    Tiradentes,     Batch Numbers,     Bibliografia e códigos