GENEALOGIA BRASILEIRA
Estado de São Paulo - Os Títulos Perdidos

 

                                                          Lênio Luiz Richa (lenioricha@yahoo.com.br)

 

 

                                              RAPOSOS TAVARES 

     - Fernão Vieira Tavares, partidário de D. Antonio, Prior de Crato, nas tentativas de tomada da Coroa de Portugal, em 1580 e 89, viveu em São Miguel de Beja, Alentejo, onde foi juiz de órfãos e tesoureiro da Bula da Cruzada, e de onde veio ao Brasil, provavelmente com o filho Antonio, antes de 1618, permanecendo primeiramente na Bahia, onde foi Contador Mor, nomeado Cap. Mor Governador e Ouvidor da Capitania de São Vicente e SP, sucedendo a João de Moura Fogaça (ou foi nomeado já no Brasil, em 1622, por Martim Correia de Sá e, não sendo confirmado, recebeu o cargo de Provedor da Fazenda Real da Capitania de São Vicente?), c. 1ª vez, Beja, com Francisca Pinheiro da Costa Bravo, provavelmente cristã-nova e, 2ª, pv. 1610, com Maria da Costa, cristã-nova (viúva de Diogo Nunes Machado, cristão-novo, c.ger.), n. por volta de   1584, Évora, Portugal, presa pela Inquisição de Lisboa de 1618 até 1624, f. de João Lopes de Elvas, mercador, e Inês Álvares, np. de Gomes Rodrigues e Isabel Lopes, naturais de Elvas, com pelo menos: (1.271, DB.411, EA.529, HCP.165, HS.1.221, SL.3.523, 6.449 e dissertação de mestrado, do renomado genealogista Marcelo M. A. Bogaciovas, "Tribulações do Povo de Israel na São Paulo Colonial", disponível na Internet, consultada pela amiga, genealogista, Eneida Rangel Celeti, de São Paulo).

                                         Da 1ª esposa:

                             Antonio Raposo Tavares ................ Cap. 1º

                             Mariana de Assunção .................... Cap. 2º

                             Margarida Pinheiro ....................... Cap. 3º

                             Antonia Pinheiro .......................... Cap. 4º

                             Manuel Tavares ........................... Cap. 5 º

                                         Da 2ª esposa:

                             Pascoal ...................................... Cap. 6º

                             Diogo da Costa Tavares ................ Cap. 7º

                             Ana ........................................... Cap. 8º

                                         Parentes?:

                             Maria Tavares ............................. Cap. 9º

                             Luiz Tavares ............................. Cap. 10º

 

                                                  CAPÍTULO 1º 

     1 - 1. Antonio Raposo Tavares, que Taques manda para o "Parágrafo" 1º, n. 1598, São Miguel de Beja, f. em sua fazenda em Barueri, SP, 1658/9, grande bandeirante, veio com o seu pai em 1618, promoveu verdadeira guerra contra as missões espanholas localizadas no sul do Brasil o que, no dizer de Afonso de Taunay, resultou na incorporação ao território brasileiro das terras onde hoje se localizam os Estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e a parte meridional de Mato Grosso, em 1639 substituiu Dom Francisco Rendon de Quebedo na organização da recruta paulista criada para socorrer a Capitania de Pernambuco, que estava ocupada pelos holandeses, c. por volta de   1619, SP, com Beatriz Bicudo (ou Beatriz Furtado de Mendonça), f. 1632, f. de Manuel Pires e Maria Bicudo e, 2ª, com Lucrécia Leme Borges de Cerqueira, n. por volta de   1595, SP (viúva de Gaspar Barreto), f. de Simão Borges de Cerqueira, n. Mezamfrio, Portugal, Moço da Câmara do Rei Dom Henrique, e Leonor Leme, np. de Belchior Borges de Sousa de Louzada e Feliceta de Cerqueira, nm. de Fernando Dias Paes, Português, e Lucrécia Leme, n. SP, e teve 3 filhos: (1.271, 3.182, Ac.2.95, AS.3.113, 7.173, DB.411 e EA.238).
               Da 1ª mulher 2:

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Fernando Raposo Tavares, deixou como herdeira sua avó, Maria Bicudo, visto que os seus pais já eram falecidos em 1658, quando fct. na Ilha de Cabo Verde, onde havia cc. Catarina de Sousa, bisneta do Cap. Ciprião Alves de Almada, em cujo jazigo foi sepultado, s.ger. (3.182, DB.417 e SL.6.450). 

                                                  Parágrafo 2º 

     2 - 2. Maria Raposo Tavares, cc. o Cel. Carlos de Moraes Navarro, n. por volta de   1633, f. 1672, f. de Pedro de Moraes Madureira e Ana Pedroso de Moraes (em Antas Moraes), com 3 filhos e 3 filhas: (1.238, 3.182, DB.333, SG.35, SL.6.450 e 7.5).

     3 - 1. Pedro de Moraes Raposo (ou Pedro de Moraes Navarro), n. São Paulo, que em 1713 foi eleito Juiz da 1ª Câmara de São João de El-Rei, onde teve grandes estabelecimentos, e cujas Ordenanças foi Coronel, posto em que faleceu, c. São João de El-Rei, com Ana Moreira de Godoy, b. 1661, São Paulo, f. de Gaspar de Godoy Moreira e Custódia Moreira (em Gonçalves Lopes), com 2 filhos, naturais de São João de El-Rei: (3.155, 182/3, AS.13.220, DB.333, Ef.1.65/66. DB.333, SL.6.103, 7.5 e VT.1.82).

     4 - 1. Custódia Maria Moreira de Godoy, cc. Manoel da Costa Gouveia, n. por volta de 1685, Portugal, Cap. Mor de São João de El-Rei, MG, onde f. 1763, irmão de Dom Valim da Costa Gouveia (ou Dom Valério da Costa Gouveia), Arcebispo de Lacedemônia, filhos de M. da Costa Gouveia, com 3 filhos: (3.183, Ef.1.66, SL.7.6, VT.1.55 e colaboração do genealogista Eder Ayres Siqueira, inclusive quanto à geração).

     5 - 1. Ten. Cel. José Joaquim da Costa Gouveia, Guarda-Mor das Terras e Águas Minerais, em 1763 solicitou a indicação ao posto de Capitão-Mor, que estava vago pelo falecimento do seu pai, foi também Fiscal da Real Casa de Fundição de SJ de El-Rei, eleito em 1754, c. 1765, NS da Assunção, Mariana, MG, com Ana Rosa Felícia de Vallois, f. de João Gonçalves da Costa, português, e Teresa Ribeiro da Luz (ou Teresa Ribeiro de Alvarenga), n. Piranga, MG (em Fernandes), pais de pelo menos: (3.183, Ef.1.65, 253, FS, SL.7.6 e VT.1.55).

     6 - 1. Maria de Godoy de Moraes (não constante em SL), n. Parnaíba, cc. o Sargento Mor Bernardo Espíndola e Castro ("avós ou bisavós de Josefa Amélia dos Santos Bueno, Baronesa de Cabo Verde"), f. de André Martins de Castro e Maria Espíndola da Fonseca, naturais de NS de Guadalupe, Ilha da Graciosa, pais de: ("Velhos Troncos Mineiros", Vol. I, fls. 241 e colaboração da amiga, genealogista, Sônia Guidi).

     7 - 1. Jervásia de Gouvêa (hipótese), cc. Sebastião Silva Teixeira, "ramo pelo qual (a Baronesa Josepha Amélia) descendia de Antonio Raposo Tavares e Beatriz Furtado de Mendonça", pais de pelo menos: (Site "Nobreza Brasileira de A a Z", do Dr. Sérgio Freitas).

     8 - 1. Joaquina Maria de Jesus Teixeira, depois Bueno, n. 1833, Uberaba, f. 1908, Muzambinho, MG, cc. Modesto Flávio dos Santos Bueno, pais de:

     9 - 1. Josepha Amélia dos Santos Bueno, depois de Moraes Bueno, Baronesa de Cabo Verde, cc. Luís Antônio de Moraes Navarro, 2º Barão de Cabo Verde, f. de Francisco Salles de Moraes Navarro e Francisca de Paula São José, c.ger. inédita no título Pretos.

     9 - 2. Porcina Bueno, b. 1848, NS das Dores, Boa Esperança, MG. (FS).

    7 - 2. Violante de Godoy e Castro, n. São Sebastião de Mariana, c. 1ª vez, com Manoel Pinto da Mota e, 2ª, com Domingos Gonçalves Torres. (Continuando pela pesquisa do genealogista Eder Ayres Siqueira, no Arquivo Público Mineiro, Cúria Arquidiocesana de Mariana, "Velhos Troncos Mineiros" e "Genealogias da Zona do Carmo", ambos do Cônego Raymundo Octávio da Trindade, "Catas Altas do Mato Dentro Sua História e Sua Gente", Vol. I e II, e "Os Povoadores de Sertôes e as Minas de Ouro", Vol. I, estes de autoria do Pe. José Evangelista).

     7 - 3. Páscoa da Ressurreição e Castro, n. São Sebastião, f. 1800, Mariana, cc. Domingos Correia Rabelo, n. Vilarinho de São Romão, f. de Francisco Gonçalves e Úrsula Correia, com 8 filhos: José Correia e Castro, Joaquim Luiz Correia e Castro, Inácia Correia e Castro, e ainda:

     8 - 1. Pe. Francisco Correia Rabelo, n. 1730, ordenado em 1761.

     8 - 2. Guarda Mor João Nepomuceno Correia e Castro, pintor, trabalhou nas igrejas de Mariana e Ouro Preto, cc. Germana Cândida Xavier de Noronha, s.ger.

     8 - 3. Pe. Laureano Correia e Castro, ordenado no Rio em 1765, foi Procurador da Irmandade de São Pedro dos Clérigos de Mariana.

     8 - 4. Catarina Clara de Jesus, proprietária do solar onde, mais tarde, se instalou o Colégio Providência, c. 1826, com o Cel. Manuel José Fernandes de Oliveira Cata Preta.

     8 - 5. Pedro Correia e Castro, n. 1749, São Sebastião, cc. Mariana das Neves Correia (viúva de José de Pontes França), f. de João Correia Tavares e Ana Maria Pedroso de Moraes, pais de: (SL.3.50 e Wikipédia).

     9 - 1. Laureano Correia e Castro, Barão de Campo Belo, n. 1790, Paraíba do Sul, f. 1861, Vassouras, c. aos 30 anos com sua sobrinha, Eufrásia Joaquina do Sacramento Andrade, f. do Cap. Cristovão Rodrigues de Andrade e Ana Esméria de Pontes França, esta meia-irmã do Barão, c.ger. (Wikipédia).

     9 - 2. Pedro Correia e Castro, 1º Barão, com grandeza, de Tinguá, f. 1869, solteiro, em Vassouras.

    6 - 2. Cap. Manoel da Costa Gouveia, que em 1803, em Vila Rica, foi proposto para Alferes da Companhia de Ordenanças de Santo Antônio de Capanema, cc. Anna Maria do Sacramento Gouveia, moradores em Capanema (que pertence a Itabirito, MG), tiveram pelo menos a filha: (Informações gentilmente enviadas pelo amigo, genealogista Eder Ayres Siqueira, de Catas Altas, MG, incluindo a geração do casal, o que muito agradecemos).

     7 - 1. Anna Joaquina de Jesus Gouveia Cotta, cc. o Cap. João Pedro Cotta Júnior, f. do Guarda-Mor João Pedro Cotta, português, e Thereza Teixeira Sobreira Cotta, com entre outros: (Livros "Velhos Troncos Mineiros" e "Genealogias da Zona do Carmo", ambos do Cônego Trindade).

     8 - 1. Ritta Maria Umbelina de Jesus Cotta Penna, c. 1831, com o Ten. Cel. João Mariano Rodrigues Teixeira Penna, f. de Francisco José Teixeira Pena, português, e Marianna Francisca Gonçalves Rodrigues Penna (estes casados em 1798), com entre outros: ("Velhos Troncos Mineiros" e "Genealogias da Zona do Carmo").

     9 - 1. Anna Joaquina Teixeira Penna Lourenço, c. 1852, com Marinho Joaquim Lourenço, português, f. de José Lourenço e Rosa Maria de Jesus Lourenço, com 3 filhos, entre os quais:

     10- 1. João Martins Ayres, cc. sua prima, Josepha Maria da Conceição Cotta Ayres, f. do Alf. José Teixeira Cotta (irmão do Cap. João Pedro Cotta Júnior, acima) e sm. Bárbara Generosa da Encarnação Cotta (esta sobrinha do marido), com entre outros: ("Velhos Troncos Mineiros" e "Genealogias da Zona do Carmo").

     11- 1. Martinho Ayres, cc. Helena Angélica Vieira Arantes Ayres, f. de Antônio Vieira da Silva Arantes Júnior, com entre outros:

     12- 1. Maria Cândida Ayres Siqueira, cc. Raymundo Nonato Siqueira, f. do Cap. Cândido Marianno de Siqueira e Clemência Maria de Jesus de Siqueira, com entre outros:

     13- 1. José Ayres Siqueira, cc. Abigail Alves Siqueira, f. de Argemiro Pereira da Cunha e Adelaide Alves Pereira (em Gonçalves Lopes), com 12 filhos, entre os quais:

     14- 1. Eder Ayres Siqueira, cc. Narciza Miranda Rodrigues Ayres Siqueira, f. de Sebastião Miguel Rodrigues e Maria Miranda Rodrigues, com:

     15- 1. Séfora Miranda Rodrigues Ayres Siqueira Gomes, cc. Júlio Custódio dos Santos Gomes Ayres.

     15- 2. Sólon Miranda Rodrigues Ayres Siqueira.

     6 - 3. Luís José de Moraes Dantas Gouveia, n. São João Del Rei, onde c. 1809, com Maria Saturnina Alves Antunes (ou Maria Saturnina Álvares Antunes), f. do Ten. João Alves Antunes e 1ª esposa, Maria Caetana Hermelinda de Sousa, portuguesa, moradores na Campanha de Toledo, perto de Pouso Alegre, MG, com pelo menos 4 filhos:

     7 - 1. Francisca de Moraes Dantas, c. 1841, com José Pereira de Araujo (cujos pais SL não anotou), f. de Antonio Pereira de Araujo e Anna Pires de Moraes (em Vaz Guedes). (SL.7.21).

     7 - 2. José Joaquim de Moraes Dantas Gouveia, c. 1842, com Maria Antonia de Moraes (em Vaz Guedes). (SL.7.21).
- Obs.: Se for o mesmo casal: José Joaquim de Moraes, cc. Maria Antonia de Moraes, tiveram pelo menos: Albino de Moraes, n. e b. 1866, São Carlos Borromeu, São Carlos, SP. (FS).

     7 - 3. Anna, n. 1811, São João Del Rei.

     7 - 4. Luzia Eugênia Dantas de Moraes (também chamada de Luísa Eugênia de Moraes Dantas), n. por volta de 1830, provavelmente em São Paulo, onde faleceu, cc. o Ten. Cel. Fortunato Pereira de Araújo, morador em São José de Toledo, MG, c.ger. em Vaz Guedes. (SL.7.21).

     5 - 2. Ana Maria de Gouveia, f. 1789, São João de El-Rei, demente já havia muitos anos, e sepultada dentro da Capela de São Caetano. (Ef.1.11 e 292 e pesquisa do genealogista Eder Ayres Siqueira, no livro "Nomenclatura de Ruas de São João Del Rei", de Sebastião de Oliveira Cintra).

     5 - 3. Luiz da Costa Gouveia.

     4 - 2. Antonio de Moraes Raposo (ou Antonio de Moraes Godoy), f. solteiro no Rio das Mortes, sendo Sarg. Mor de SJ de El-Rei, onde foi Almotacel, em 1737. (3.183, Ef.1.11, 66 e SL.7.6).

     3 - 2. Maria de Moraes Navarro, n. Parnaíba, c. 1ª vez, Itu, 1694, com Francisco Correia Ribeiro, b. 1673, f. de Lourenço Correia Ribeiro, n. Itu, e Maria Pereira de Azevedo, n. Parnaíba, c.ger. em Proenças e, 2ª, 1706, Itu, com Manoel da Rosa de Arzam, Cap. de Auxiliares da Capitania de São Paulo, que se distinguiu nos primeiros descobrimentos de ouro em MG, f. de Manoel da Rosa Guedes e Maria Rodrigues de Arzam (em Canhamares). (1.238, DB.46, SL.4.394, 7.6 e 316).

     3 - 3. Carlos de Moraes Navarro, c. 1699, Itu, com Maria Correia de Arzam (viúva de Manoel Ortiz de Camargo), f. do Cap. Cornélio Rodrigues de Arzam e Catarina Gomes Correia. (SL.7.6 e 343).

     3 - 4. Ana Pedroso, cc. Manoel de Madureira, como se vê no inventário do Cap. Mor Governador de São Vicente, de 1642 a 44 (ou 1659 a 62), Antonio Ribeiro de Moraes, paulista, f. São Paulo, 1686, este f. de Francisco Ribeiro e Maria de Moraes, podem ter sido pais de pelo menos: (1.81, DB.259, 339, HS.1.221, SG.12 e SL.7.7).

     4 - 1. Ana de Madureira (hipótese, não relacionada em Moraes, de SL), cc. José Rodrigues da Fonseca, f. 1751, Baependi, c.ger. adiante. (SL.6.432).

     3 - 5. Antonio (omitido em SL), b. 1654, São Paulo. (AS.6.234).

    3 - 6. Francisca de Macedo Moraes (omitida por SL), paulista, c. 1692, São Paulo, com Antonio Vieira Dourado, n. 1667, São José de Oliveira, Braga, Portugal, morador São João de El-Rei, MG, com pelo menos: (AS.6.229, 236 e EA.552).
- Obs.: Vide a mesma com outra versão de filiação, em Antas Moraes. (Mas prefira esta filiação, que foi confirmada pela Sra. Marta Amato).

     4 - 1. Teresa de Moraes, b. São Paulo, f. 1727, c. 1707, São João de El-Rei, com André do Vale Ribeiro, n. 1675, São Mamede de Valongo, Porto, f. 1720, São João de El-Rei, MG, f. de Domingos Francisco e Maria Ribeiro do Vale, c.ger. não constante dos autores pesquisados, gentilmente enviada pelo amigo, genealogista, Cristiano Luiz Pereira, que complementamos com informações do Dicionário das Famílias Brasileiras:
- Obs.: Veja toda a geração do casal na Revista da ASBRAP, nº 13, fls. 221, ou no CD "Atualizações da Genealogia Paulistana", da Sra. Marta Amato, Vol. 11, fls. 553 e outras (Cristiano).

     5 - 1. Cap. Antônio do Valle Ribeiro, n. 1713, São Miguel do Cajuru, MG, onde c. 1739, com Rosa Maria de Jesus Garcia Pinheiro, n. São Pedro, Angra, Ilha Terceira, Açores, f. 1782, Aiuruoca, MG, com pelo menos: (Cristiano e DFB).

     6 - 1. José Ribeiro do Valle, n. por volta de   1740, cc. Maria Teodora de Jesus, c.ger. (DFB).

     6 - 2. Antonio do Valle Ribeiro, n. por volta de   1742, c. 1766, com Ana Francisca Ribeiro, c.ger. em Guaratinguetá. (DFB).

     6 - 3. Manuel do Valle Ribeiro, n. por volta de   1745, c. 1765, Capela do Turvo, Aiuruoca, com Ana Maria da Assunção, f. antes de 1782, c.ger. (DFB).

    6 - 4. João Ribeiro do Valle, n. por volta de   1748, c. 1774, Guaratinguetá, SP, com sua parenta, Francisca Tereza de Jesus, b. 1752, na mesma cidade, f. de Manuel de Vargas Leal e Maria Nunes de Brito, com pelo menos: (DFB).

    7 - 1. Domingos Antonio Ribeiro, um dos primeiros povoadores de Rezende, RJ. (DFB).

    7 - 2. Joaquim José Ribeiro do Valle, n. 1751, São João de El-Rei, f. 1814, Aiuruoca, cc. Antonia Maria da Conceição, e residiram na Fazenda do Ribeirão do Azeite, em Aiuruoca, c.ger. (DFB).

    5 - 2. Joaquim José Ribeiro do Vale, f. 1814, cc. Antonia Maria da Conceição, pais de: (Cristiano).

    5 - 3. Manuel Joaquim Ribeiro do Valle, Barão das Dores de Guaxupé, n. 1821, freguesia da Madre de Deus, São João de El-Rei, f. 1893, Muzambinho, onde foi fazendeiro, c. 1ª vez, com Dionísia Maria Pereira, f. de Manuel Pereira Balbão e Maria Fernandes dos Reis e, 2ª, 1793, com Rita Joaquina Maciel (ou Rita Joaquina Ribeira Salgada, ou ainda Rita Joaquina Ribeiro do Valle), f. de Bento Ribeiro Salgado e Ângela Ferreira Soares, teve da 2ª esposa: Luís Ribeiro do Valle, Julião Ribeiro Salgado, Inácio Ribeiro do Valle e Joaquim Augusto Ribeiro do Valle, que foi agraciado, pelo Papa, com o título de Conde Ribeiro do Vale.  (Cristiano e DFB).

              Do 1º matrimônio?:

    6 - 1. Ana Esméria Ribeiro, c. 1810, Silvianópolis, MG, com Vicente Pereira dos Reis, n. 1777, Barbacena, MG, f. de Manuel Pereira Balbão e Maria Fernandes dos Reis, pais de: (Cristiano).

     7 - 1. João Pereira dos Reis, cc. Balbina Maria de Jesus, pais de:

     8 - 1. Francisca Pereira de Jesus, cc. Isaac José Pereira, pais de:

     9 - 1. Balbina Pereira de Jesus, cc. Joaquim Cândido Ferreira, pais de:

     10- 1. Maria Cândida Pereira, cc. José João Pereira, pais do amigo Cristiano.

     5 - 4. Maria de Moraes Ribeiro, cc. Antonio de Brito Peixoto, c.ger. em Andrade Peixoto. (Casal gentilmente enviado pelo genealogista, Sr. Ary Silva).

     6 - 2. Marianna Esméria Ribeiro.

     6 - 3. Luísa Joaquina Maciel.

     4 - 2. Helena de Moraes ou de Oliveira, cc. Jácome Fernandes das Neves, f. 1764, Lavras, MG, c.ger. em Minas e SP, entre os quais: (AS.6.231 e 236).

     5 - 1. Francisca de Moraes Raposo, cc. Nicolau Martins Saldanha, com pelo menos:

     6 - 1. Ana Quitéria, c. 1761, Capela da Piedade, São João de El-Rei, MG, com José Bernardes Xavier. (AS.6.231).

     5 - 2. José Fernandes das Neves, cc. Rosa Maria de Campos (Rosa Maria de Araujo Campos, ou ainda Rosa Maria de Araujo Bicudo), com pelo menos: (Pesquisa do genealogista Adhemar Rodrigues de Oliveira Filho, com colaboração dos genealogistas Suely Piedade dos Santos e Marcos Machado Coelho, incluindo a geração do casal).

     6 - 1. Tristão Affonso de Azevedo, n. e b. 1783, NS da Conceição das Carrancas, Santana das Lavras, MG (padrinhos: Flávio Antonio, f. do Ten. Luiz Gomes Salgado, e Arcângela Maria dos Serafins, mulher do Alf. José Francisco da Cunha), c. 1811, na Matriz de Santana das Lavras, com Eulália Leodora de Miranda (testemunhas: João Francisco de Miranda e José Pinto de Miranda), f. do Ten. Antonio Pinto de Miranda e Rosa Angélica da Conceição, naturais e batizados na freguesia de Lavras, com 8 filhos:

     7 - 1. "José F. C.", b. 1813, na Matriz de Santana das Lavras (padrinhos: José Pinto de Miranda e Maria Joaquina Cândida de Miranda).

     7 - 2. Francisco Fernandes de Assis Tristão, b. 1814, na Capela de S. Bom Jeus dos Perdões, filial da Matriz (padrinhos: Francisco Antonio da Motta e Rosa Angélica da Conceição), c. 1ª vez, com Maria Umbelina de Resende, f. por volta de 1853 e, 2ª, com Maria Custódia Fonseca Guerra, s.ger. desta.

                Da 1ª esposa teve:

     8 - 1. Maria Umbelina de Resende, c. 1844, com Francisco de Assis Coelho, com pelo menos 7 filhos: Francisco, n. 1865, Maria, n. 1867, Teófilo, n. 1871, Alzira, n. 1874, Ebrantina, n. 1877, Francisca, n. 1879, José, n. 1882, todos em Cristina, MG.

     8 - 2 Josefa Umbelina de Azevedo (hipótese), n 1851, f 1905, cc. José da Cruz e Silva, com 11 filhos, todos naturais de São Gonçalo do Sapucaí: Ermelinda de Azevedo e Silva, n. 1870, Alexandrina de Azevedo e Silva, n. 1872, Eulália de Azevedo e Silva, n. 1873, João de Azevedo e Silva, n. 1875, Maria de Azevedo e Silva, n. 1877, Amélia de Azevedo e Silva, n. 1878, Francisco de Azevedo e Silva, n. 1880, Umbelina de Azevedo e Silva, n. 1882, Tristão de Azevedo e Silva, n. 1883, Ildefonso de Azevedo e Silva, n. 1885 e Maria de Azevedo e Silva, n. 1890.

     7 - 3. Cap. João Tristão de Azevedo, n. 1818, Lavras, b. 1819, na Matriz de Santana das Lavras (padrinhos: Joaquim Antonio de Abreu e Rita Antonia), c. 1ª vez, 1847, aos 28 anos, na freguesia de São Gonçalo, em casa do Comendador Francisco de Paula Bueno, com Ana da Silveira Bueno (ou Ana de Paula Bueno), de 26 anos (testemunhas: João Fernandes de Oliveira Pena e Antonio Cândido de Resende Alvim), falecida no parto do filho, f. de Francisco de Paula Bueno da Costa e Alexandrina Justiniana Silveira, residentes em São Gonçalo e, enviuvando, c. 2ª vez, 1851, no Oratório de São Bernardo, filial da Matriz, com Emerenciana Umbelina de Paiva, de 19 anos (testemunhas: Comendador Francisco de Paula Bueno, de São Gonçalo, e o Cap. Antonio Carneiro Santiago, do Espírito Santo), f. legítima do Cel. Joaquim Severino de Paiva e Maria Benta Carneiro, com pelo menos:
- Obs.: Pouco antes do 2º matrimônio, comprou parte da sesmaria Urutu e a Chácara da Boa Vista, lindeira à cidade de Cristina, de Francisco Ribeiro, e aí viveu pelo resto dos seus dias (a outra parte foi comprada pelo Major Antonio Ribeiro, irmão do mesmo Francisco Ribeiro).
               Da 1ª esposa, 1 filho:

     8 - 1. Francisco de Paula Bueno de Azevedo, b. 1849, na Matriz de São Gonçalo (padrinhos: seus avós maternos), c. 1871, aos 23 anos, com Júlia Drumond Furtado de Mendonça, de 16 anos (testemunhas: Cap. José Affonso de Azevedo e João Antonio de Lemos), com 6 filhos, naturais de Cristina: Armando Bueno de Mendonça Azevedo, e ainda:

     9 - 1. Gastão Bueno de Mendonça Azevedo, cc. Maria da Conceição Souza

     9 - 2. João Bueno de Mendonça Azevedo, cc. Gildeta Nogueira.

     9 - 3. Mário de Mendonça Bueno de Azevedo, cc. Tertuliana Cristina Campos

     9 - 4. José Affonso Bueno de Mendonça Azevedo, cc. Adriana de Paiva Bueno.

     9 - 5. Sílvia Azevedo Bueno, cc. Luiz Alves.

               Da 2ª esposa, 10 filhos: Estevão, n. Cristina, e ainda:

     8 - 2. Maria Umbelina de Paiva Azevedo, b. 1851, Cristina, MG, f. 1893, Campos Novos Paulista, cc. João Vieira Teixeira e Silva, n. e b. 1845, na Fazenda da Barra (padrinhos: Pe. José Joaquim da Silva Monteiro e Rosa Jerônima Domingues de Castro, irmã de Manoel Domingues Salgueira, 1º Cap. Mor de Lorena), f. antes de 1915, f. do Ten. Francisco Vieira da Silva e Domiciana Umbelina da Assunção (também chamada Domiciana Umbelina Teixeira), c.ger. em Moreiras Castilhos.

     8 - 3. João Tristão de Azevedo, n. Cristina, cc. Thereza Leopoldina Ribeiro, com pelo menos: Maria, n. e b. em Cristina.

     8 - 4. Joaquim Severino de Paiva Azevedo, n. 1857, Cristina, c. 1883, Carmo de Minas, com Emília Leopoldina Ribeiro, com pelo menos 6 filhos: Maria Ribeiro de Azevedo, n. Carmo de Minas, Benedito Ribeiro de Azevedo, José Ribeiro de Azevedo, e ainda:

     9 - 1. Dr. Carlos Sebastião Ribeiro de Azevedo, n. Carmo de Minas, cc. Isaura Carneiro Santiago.

     9 - 2. Dr. João Sebastião Ribeiro de Azevedo, n. Carmo de Minas, cc. Ana de Faria.

     8 - 5. José Affonso de Azevedo Sobrinho, n. Cristina, cc. Ermelinda Ribeiro Santiago, com pelo menos: Maria e Ermelinda.

     8 - 6. Helena Augusta de Azevedo, n. 1862, Cristina, cc. Manoel Pereira Goulart Junior (talvez filho ou neto do que está em Moreiras Castilhos), com pelo menos:

     9 - 1. Gastão, n. e b. 1875, "nesta Matriz" (padrinhos: Cândido Rennó e Emília Alves Viana), f. 1943, cc. Cândida Pereira dos Santos.

     8 - 7. Antonio Tristão de Paiva Azevedo, n. 1865, Cristina, f. 1941, em Santo Antonio da Platina, PR, c. 1888, Lorena, com sua sobrinha, Maria da Glória Vieira de Azevedo, n. 1872, nesta cidade, f. 1957, em Santo Antonio da Platina, com 11 filhos: Maria, Dulce, Mercedes, Cícera, deficientes, e ainda:

     9 - 1. Orminda de Paiva Azevedo, n. 1889, "S. C. Rio Pardo", cc. Balbino Fernandes Vilas Boas.

     9 - 2. Ordália de Paiva Azevedo, n. 1892, "S. C. Rio Pardo", cc. Francisco Soriano.

     9 - 3. João Tristão de Azevedo Neto, n. 1896, Jacutinga, MG, b. "S. C. Rio Pardo", cc. Jandira de Souza.

     9 - 4. Djanira de Paiva Azevedo, n. 1905, Santo Antonio da Platina, cc. Arlindo Duenhas.

     9 - 5. Nobelina de Paiva Azevedo, n. 1908, cc. Ângelo Sanches.

     9 - 6. Sebastião de Paiva Azevedo, n. 1912, cc. Lucia Borges.

     9 - 7. Gastão de Paiva Azevedo, n. 1920, cc. Terezinha Vila Menezes.

     8 - 8. Ana Isabel de Azevedo, cc. Luiz Carlos da Fonseca Reis.

     8 - 9. Alexandrina de Paiva Azevedo, n. 1860, Cristina, f. 1932, cc. Rodolfo Barcelos de Toledo, com pelo menos 4 filhos: Rita Maria de Azevedo Toledo, Antonio de Azevedo Toledo, José de Azevedo Toledo, e ainda:

     9 - 1. Francisco de Azevedo Toledo, n. Jacutinga, MG, onde foi b. 1904, na Matriz (padrinhos: Antonio Cândido Ferreira Salles e Odila Loures).

     8 -10. Tristão Affonso de Azevedo, n. 1858, Cristina, cc. Amélia de Paiva Castro.

     7 - 4. Rita Antonia de Azevedo. Em 1902, Antonio Tristão e sua mulher passaram procuração ao tio dele, Antero Augusto de Azevedo, os representar no inventário de D. Rita Antonia de Azevedo, irmã de Antero. Inventário corrido na Vila do Caracol (hoje Andradas, MG).

     7 - 5. Antero Augusto de Azevedo, ainda sem informações de descendência.

     7 - 6. José Affonso de Azevedo, b. 1822, "nesta Matriz" (padrinhos: Cap. Antonio José de Abreu e Ana de Abreu). Batismo lançado em 1848.

     7 - 7. Aureliano Affonso de Azevedo, b. 1827, nesta Matriz (padrinhos: Alf. Antonio Pinto de Miranda e Eufrásia Cândida de Miranda). Lançado em 1853.

     7 - 8. Maria, n. e b. 1829, nesta Matriz de Santana das Lavras (padrinhos: Joaquim José Pedroso e Maria Joaquina de Miranda).

    4 - 3. Antonio Vieira de Moraes, n. SP, f. antes de 1753, fazendeiro em São Miguel do Cajuru, perto do Turvo, MG, c. 1720, SP, com Ana Pires de Oliveira, f. de Matias de Oliveira Lobo e Ana de Moraes Madureira (em Dias Teveriçás), com entre outros: (AS.6.236, Ad.45, LR.24 e SL.8.515).

     5 - 1. Maria de Assunção Moraes, n. 1721, SJ de El-Rei, fct. 1763, c. 1ª vez, 1737, com o Sarg. Mor Lourenço Correia Sardinha, n. Feijão da Ovilha, Arganil, Coimbra, f. 1747, f. de Pedro Correia Sardinha (ou de Pedro Correia e Isabel Sardinha) e, 2ª, 1751, com o licenciado Manuel Marinho de Moura, parente do 1º marido, n. Santa Maria, Amarante, Braga, f. de Antonio de Almeida Leitão e Isabel de Moura Marinho, c.ger. de ambos em Ad.45 e LR.Quadro I, entre os quais:

     6 - 1. Escolástica Maria de Jesus Moraes, n. 1745, SJ de El-Rei, onde fct. 1823, c. 1764, com o Sarg. Mor José Leite Ribeiro, português, n. 1723, f. 1801, SJ de El-Rei, f. de Francisco Leite Ribeiro e Isabel Ferreira, n. Santa Eulália do Barroso, Guimarães, Braga, c.ger. em Ad.48 e LR.53, entre os quais: (A.5.389, 9.273, FS, LR.Q.2, OJ.81).

     7 - 1. Francisco Leite Ribeiro, n. 1780, f. 1844, Barbacena, Cap. de Ordenanças, irmão do Barão de Aiuruoca e da Baronesa de Itambé, c. 1811, NS da Piedade, Barbacena, MG, com Theresa Angélica de Jesus Vidal, f. do Sarg. Mor José Vidal de Barbosa Lage e Ritta Theresa de Jesus, c.ger. em Borbas Gatos. (Ef.2.418, 504, FS, LR.Q.2, LR.53 e VT.1.178).

     7 - 2. Maria Custódia da Assunção, c. 1794, com Francisco Pinto de Magalhães, f. de Bento Pinto de Magalhães, português, e Maria do Rosário Accioli de Albuquerque (em Furquins), c.ger. em "A Família Leite Ribeiro", do Dr. Armando Vidal Leite Ribeiro, fls. 82. (AS.7.167).

     7 - 3. Anastácio Leite Ribeiro, c. 1813, NS da Piedade, Barbacena, MG, com Maria Esméria do Sacramento, f. de Francisco de Paula Souza e Anna Maria. (FS).

     5 - 2. Ângela de Moraes. (Ad.57).

     5 - 3. José de Moraes de Oliveira. (Ad.57).

     4 - 4. Maria de Moraes Raposo, n. SP, onde cc. Luiz Marques das Neves, n. São Mamede, Valongo, bispado do Porto, c.ger. em Minas e SP, que pode ser vista na Revista da ASBRAP, nº 13, fls. 230. (AS.6.237). 

                Da 2ª mulher uma filha: 

                                                  Parágrafo 3º 

     2 - 3. Antonia Pinheiro Raposo Tavares (por algum motivo Taques  mandava cada um dos seus filhos para parágrafos diferentes), cc. o Cap. João Rodrigues da Fonseca, f. 1670, com 8 ou 9 filhos: (1.238, BGB.10.61,  e SL.3.542).

     3 - 1. Antonio Raposo da Fonseca, que em 1713, juntamente com o  seu irmão Sebastião Pinheiro da Fonseca Raposo, mergulhou pelos sertões mineiros que fazem divisa com a Bahia, encontraram muito ouro e em 1720 foram mortos na revolta do pessoal que formava a bandeira do irmão, devido à traição de Manoel da Silva ou Manoel de Almeida Braga, português, praça da mesma. (DB.34, 333/4 e SL.3.542).

     3 - 2. Cel. Sebastião Pinheiro da Fonseca Raposo, paulista (que Taques manda para o "Capítulo 3º"), assassinado em 1720, juntamente com o irmão anterior, c. 1ª vez com Potência Leite do Prado (2º marido), f. 1709, Parnaíba ou Itu, f. do Cap. Pascoal Leite de Miranda e Ana de Ribeira (em Freitas) e, 2ª, com Isabel Ribeira de Alvarenga (1º marido), f. de Antonio Pinto Guedes e Branca de Almeida (em Pintos Guedes), s.ger. desta, mas da 1ª teve 2 filhos: (1.158, 192, DB.214, 333, SL.3.135, 543 e 5.371).

     4 - 1. Antonio Raposo Tavares, paulista, sertanista que agiu em MG e em 1717 teve patente de Coronel de Infantaria da Ordenança de Pitangui. (DB.418 e SL.3.544).

     4 - 2. Francisco Pedroso. (SL.3.544).

     3 - 3. João Raposo da Fonseca Leme, paulista, morador Sorocaba, f. 1703, Parnaíba, cc. Maria de Lara Leite (ou Maria de Lara de Almeida), f. 1757, f. de Antonio de Almeida Lara e Potência Leite do Prado, com 2 filhos: (1.192, SL.3.544 e 4.292).

     4 - 1. Ana de Ribeira Leite (ou Ângela de Ribeira Leite), cc. seu tio, o Sarg. Mor José de Góes e Moraes (ou José de Góes e Araujo), Cap. Mor Governador de São Vicente, f. SP, 1763, já viúvo, com 92 anos, f. do Cap. Mor Pedro Taques de Almeida e Ângela de Siqueira, n. SP, b. 1648, esta de Luiz Pedroso de Barros e Leonor de Siqueira, com 5 filhos, n. SP: (1.153, 192, BGB.10.61, DB.261, SL.3.546 e 4.259).

     5 - 1. Ângela Maria de Ribeira Góes e Moraes, f. solt.

    5 - 2. Leonor Tereza de Ribeira Góes Moraes, cc. Manoel Antunes Belém de Andrade, professo da Ordem de Cristo, n. Lisboa, irmão de Francisco Marques de Andrade e Silva, cidadão de São Paulo,  f. Cuiabá, que serviu os cargos da sua república, Juiz Ordinário em 1738, e 2º Juiz de Orfãos trienal da mesma cidade, com 5 filhos, n. SP: (1.154 e SL.4.259).

     6 - 1. Fr. Manoel Joaquim, religioso de S. Francisco na Bahia, onde vivia em 1783. (1.154).

     6 - 2. Fr. Felisberto Antonio da Conceição Lara e Moraes, monge beneditino, vivo em 1783, excelente orador e poeta.

    6 - 3. Fr. Reginaldo Otávio de Ribeira e Andrade, religioso carmelita calçado do RJ, excelente orador, feito Presidente do Hospício de Lisboa, cargo em que sucedeu em 1783 ao Padre Mestre Dr. Fr. Salvador de Santa Rosa Machado, n. de Taubaté. (1.155 e SL.4.259).

     6 - 4. Onistalda Matildes da Penha de França, solteira.

     6 - 5. José de Góes e Moraes, formado em cânones, em Coimbra, foi o 1º Ouvidor de Sabará, cujo cargo ocupou até 1775, cargo que perdeu devido a calúnias, tendo entretanto sido julgado e absolvido logo depois de 1777, c. 1779, com.... (1.155 e SL.4.260).

     5 - 3. Maria de Lara Leite, c. 1753, SP, com seu primo em 3º grau José de Góes e Siqueira, n. Itu, f. 1784, Juiz Ordinário em 1760, Fiscal da Real Casa de Fundição e Tesoureiro dos Reais Quintos, da mesma cidade, até a extinção dessa instituição, sendo feito depois MC do 3º Auxiliar de...., cargo que ainda exercia em 1783, f. de Maximiano de Góes e Siqueira e Maria de Arruda, com filho único: (1.155/6, SL.4.241 e 260).

     6 - 1. José de Góes Botelho e Moraes, n. SP, c. Itu, 1786, com Luciana Francisca de Campos, f. do Guarda Mor Estanislau de Campos Bicudo e Antonia de Arruda, com  f. única:

    7 - 1. Maria da Anunciação de Campos, c. 1804, Itu, com o primo Camilo de Campos de Almeida, f. do Cap. Felipe de Campos Almeida e Andreza Pacheco de Arruda. (SL.4.190 e 241).

     5 - 4. João Raposo da Fonseca e Moraes, solteiro em Mato Grosso.Passou do posto de Sarg. Mor Comandante das Ordenanças de Vila Bela, no qual se conservou muitos anos, para o de Cap. Mor do mesmo Corpo, em 1789. (1.156 e SL.4.260).

     5 - 5. Escolástica Jacinta de Ribeira Góes e Moraes, "esta senhora conservou até a sua morte, o rosto talvez o mais belo que se achava na cidade de São Paulo, ao que unia uma grande discreção e juizo", fct. 1774, c. SP, com Francisco Pinto do Rego, n. Santos, f. 1775, Cavaleiro Fidalgo da Casa Real, em 1750, Cel. do Reg. dos Auxiliares de Mogi e Jacareí, em 1737, f. do Cap. André Cursino de Matos, n. Cascaes, e sua 1ª mulher Ana Pinto do Rego (ou da Silva), c.ger. em Guerras. (1.158, DB.335, SL.2.189 e 4.260).

     4 - 2. Brig. Antonio de Almeida Lara, paulista, ainda adolescente seguiu para o sertão com o seu tio Sebastião Pinheiro da Fonseca Raposo, andou em Pitangui, MG, e no Rio das Contas, na Bahia, tendo extraído bastante ouro e, precisando ir a SP, escapou de ser morto juntamente com os seus tios, no motim narrado acima. Em vista do acontecido, foi para Cuiabá, em 1720, logo no início do seu descobrimento, onde teve larga atuação nas guerras contra os indios, deixando fama de combatente impiedoso e truculento. Esteve ajustado para cc. sua prima Leonor, f. de Timóteo Correia de Góes, o que não se concretizou, em virtude da sua demora em Cuiabá, onde f.solt., em 1750, deixando 1 filho natural: (DB.205 e SL.3.544).

     5 - 1. Sebastião Pinheiro Raposo, que também se distinguiu nas minas de Cuiabá. (DB.206).

    3 - 4. Domingos Rodrigues da Fonseca Leme, f. 1738, Parnaíba (ou São Roque), que em 1686, seguiu com o seu irmão Sebastião Pinheiro da Fonseca Raposo, e o seu cunhado Garcia Rodrigues Paes, para pesquisas sobre esmeraldas e descobriu ouro em Nova Lima em 1701, foi Cel. das Ordenanças e Governador Interino da Capitania de SP, por ausência do Titular, o Cap. Gal. Rodrigo Cesar de Menezes, quando da ida deste a Cuiabá, em 1726, cc. Isabel Bueno de Moraes, f. de Francisco Correia de Lemos e Joana Batista Bueno (em Antas Moraes), com: (1.192, 2.102, DB.214, SL.3.542 e 7.138).

     4 - 1. Antonio Raposo da Fonseca.

    4 - 2. Joana Batista Bueno, cc. Diogo Bueno da Fonseca, n. Parnaíba, f. Lavras, 1779, Capitão de Cavalaria dos Auxiliares e Guarda Mor das Minas de Santana das Lavras do Funil, MG, f. de Francisco Bueno Luiz da Fonseca e Maria Jorge Velho, n. Parnaíba, c.ger. em Jorges Velhos. (1.98, DB.168/9, DV.1.154, SL.1.434 e 3.542).

     4 - 3. Lucrécia Leme da Fonseca (ou Borges Cerqueira, ou ainda de Siqueira), f. 1756, c. Parnaíba ou São Roque, com Manoel Francisco Xavier Bueno, de quem foi a 1ª esposa, n. Parnaíba, SP, f. Lavras, MG, 1796 ou 1800 (com inventário em SJ de El-Rei, em 1797), Cap. de Cavalos dos Auxiliares das Lavras do Funil, irmão de Diogo Bueno da Fonseca, do 4-2, anterior, c.ger. em Jorges Velhos. (1.98, DB.91, SL.1.434 e 3.452).
- Obs.: Neste item incluímos também informações constantes do "Dicionário Histórico e Geográfico de Três Pontas", de Paulo Costa Campos, fls. 27/28, pentaneto do casal, e nosso particular amigo.

     4 - 4. Cap. Francisco Correia da Fonseca Guedes, f. no Bairro de São Roque, 1765, onde foi morador, cc. Maria Pinto do Rego ou da Silva, n. Santos, irmã de Francisco Pinto do Rego, acima, c.ger. em Guerras. (3.249, SL.2.189 e 3.542/3).

     4 - 5. Antonia Pinheiro Raposo Tavares, que Taques manda para o Capítulo 2º, c. 1744, com João da Cunha Franco, cidadão de SP, "que, no ano em que foi Juiz Ordinário, realizou festas na praça de São Gonçalo Garcia, com touros, escaramuças e carros triunfais em que vinham diversas dansas, etc., rematando-se estas festas com três noites de comédias para o público", f. do Cel. Antonio da Cunha de Abreu, n. SP, f. 1760, e Maria Franco de Oliveira (em Cunhas Abreus), com pelo menos 3 filhos: (2.103 e SL.3.543 e 6.239).
- Obs.: Para todo este ramo, recebemos importante pesquisa gentilmente enviada pela genealogista, Eneida Rangel Celeti, de São Paulo, incluindo grande geração do casal).

     5 - 1. Ten. Joaquim da Cunha Raposo Leme, c. 1783, Parnaíba, com Rosa Maria Leite, f. do Cap. Mor Antonio Correia de Lemos Leite e Mariana Dias Paes (em Raposos Bocarros), com 3 filhos em SL.6.240, onde observamos: Américo (não relacionado por SL), b. 1790, São Roque, SP, e ainda: (FS, SL.4.523).

     6 - 1. Maria Jacinta da Cunha, c. 1803, Parnaíba, com João dos Santos Leano, de Lisboa, f. de Manoel Fernandes Leano e Bernarda da Piedade, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: Antonio, b. 1813, Francisca, b. 1817, Joaquim, b. 1819, Jerônimo, b. 1820, Paula, b. 1822, e Fidélis, b. 1828, todos em NS da Conceição, Campinas. (FS e SL.6.240).

     6 - 2. Policena Maria, b. 1788, São Roque, c. 1815, Parnaíba, com Antonio de Oliveira Preto (viúvo de Maria Martins da Cruz), de quem foi a 3ª esposa, f. de Ignacio de Oliveira Preto e Gertrudes Maria (ou Gertrudes dos Anjos). (FS, SL.6.240 e 341).

     6 - 3. Leocádia da Cunha, b. 1794, São Roque, c. 1815, Itu, com seu parente, Francisco José da Cunha, f. de José da Cunha Franco e Rosa Maria Violante de Vasconcelos (em Cunhas Abreus). (FS e SL.6.240).

     5 - 2. Cap. José da Cunha Raposo Leme, f. 1837, São Carlos, onde foi inventariado, c. 1783, Parnaíba, com Ana Esméria Leite, f. do Cap. Mor Antonio Correia de Lemos Leite e Mariana Dias Paes (em Raposos Bocarros), c.ger. em SL.6.240, onde observamos: Antonio (não relacionado por SL), b. 1787, São Roque, e ainda:

     6 - 1. Cap. José da Cunha Paes Leme, n. São Roque, morador em Mogi Mirim, c. 1ª vez, 1808, São Carlos, com Francisca Margarida Cardoso (ou Francisca Margarida de Andrade), n. Parnaíba, f. 1833, em São Carlos, f. do Cap. Mor João Francisco de Andrade e Anna Franco Cardoso (em Proenças Abreus) e, 2ª, com sua sobrinha, Anna Angélica Carolina de Moraes (citada como Angélica de Moraes Leite, no batizado do filho Joaquim, adiante), f. de João Leite de Moraes e Ubaldina da Cunha Paes Leme, com 8 filhos da 1ª esposa em SL.6.240 (teve 10): Maria, b. 1810, Maria (outra), b. 1814, ambas em Campinas, falecidas solteiras, Francisco, b. 1827, Campinas, e ainda:

     7 - 1. Anna Franco de Andrade (truncado em SL), b. 1809, Campinas, em 1845 estava cc. João Carlos da Cunha, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: Anna, b. 1844, Maria, b. 1846, Bárbara, b. 1848, José, b. 1849, João, b. 1852, Eulália, b. 1857, Antonio, b. 1861, Júlia, b. 1862, todos em Campinas, e ainda: (FS e SL.6.240).

     8 - 1. Anna Franco de Andrade, b. 1854, Campinas, onde c. 1873, com Domingos José de Sousa Magalhães, n. Portugal, f. de José Custódio de Magalhães e Joaquina Maria de Sousa. (FS).

     8 - 2. Francisca Ignacia de Andrade, b. 1856, Campinas, onde c. 1874, com José Pereira de Carvalho, f. de Maria de Carvalho. (FS).

     8 - 3. Theresa Carolina de Andrade, n. e b. 1859, Campinas, onde c. 1874, com Joaquim Leite da Silva, n. da mesma cidade, f. de Fermino Xavier da Silva, com pelo menos: Maria, b. 1875, José, b. 1877, Domingos, b. 1880, Geraldo, b. 1882, Arminda, b. 1884, Guilhermina, b. 1887, Joaquim, 1888 e Custódia, b. 1890, todos em NS da Conceição, Campinas. (FS).

     7 - 2. Francisca Franco de Andrade, b. 1812, Campinas, cc. seu parente, João Baptista de Andrade (2ª esposa), f. do Major Antonio Francisco de Andrade e Catharina de Sene Oliveira (em Proenças Abreus), com 7 filhos em SL.6.189, entre os quais: (FS e SL.6.241).

     8 - 1. Joaquim de Andrade Cunha (ou Joaquim da Cunha de Andrade), n. Mogi Mirim, c. 1874, Araraquara, com Carolina Leopoldina de Almeida Penteado, n. Porto Feliz, f. de Salvador José Correa e Maria Joana de Almeida Penteado, com 4 filhos em SL.6.193, teve mais: João, n. e b. 1877, Araraquara, Bento Penteado de Andrade (ou Bento de Andrade Cunha), b. 1886, São Carlos, "solteiro", e ainda: (FS).

     9 - 1. Antonia Penteado de Andrade, n. e b. 1878, Araraquara, onde c. 1899, com seu primo, João de Almeida Penteado, n. e b. 1878, na mesma cidade, f. de outro do mesmo nome e Carolina Izabel Macedo (estes casados em 1876, Porto Feliz), np. de Salvador José Correa e Maria Joana de Almeida Penteado, nm. de Manoel Carlos de Almeida e Rosa Maria Custódia, c.ger. (FS e SL.6.193).

     9 - 2. João Baptista de Andrade, b. 1880, Araraquara, cc. Júlia. (FS e SL.6.193).

     9 - 3. Maria Penteado de Andrade (ou Maria de Andrade Cunha), b. 1882, Campinas, cc. Antonio Blumer. (FS e SL.6.193).

     7 - 3. Delfina Franco de Andrade, b. 1818, Campinas, cc. Joaquim Ferraz de Campos, com 3 filhos em SL.6.241, teve mais: Olímpia, b. 1843, Rio Claro, Maria da Glória, b. 1845, José, b. 1846, estes em Campinas, e Benedito. (FS).

     7 - 4. Antonio da Cunha Paes Leme, b. 1820, Campinas, era solteiro em 1845.

     7 - 5. Leopoldina Franco de Andrade, b. 1821, Campinas, era viúva de Américo Ferreira de Camargo, f. 1845, São Carlos, f. de outro do mesmo nome e sua 1ª mulher, Rita de Campos, com 5 filhos em SL.6.241: José, Francisco, Maria, América, b. 1845, Campinas, e ainda: (FS e SL.1.279).

     8 - 1. Joaquim Ferreira da Cunha, c. 1886, Campinas, com Leopoldina Maria do Carmo, b. 1868, Campinas, f. de Serafim Pires de Siqueira e Leocádia Maria de Jesus, com pelo menos: Benedicta, b. 1888, Campinas. (FS e SL.6.241).

     7 - 6. João da Cunha Paes Leme, foi casado e morava em Piracicaba. (SL.6.241).

     7 - 7. Garcia Rodrigues Paes Leme, casado.

              Da 2ª esposa, teve pelo menos:

     7 - 8. Joaquim (não relacionado por SL), b. 1835, Campinas (a mãe aparece como Angélica de Moraes Leite). (FS).

     6 - 2. João da Cunha Raposo, b. 1797, São Roque, morador em Constituição, atual Piracicaba, c. 1815, São Carlos, com Maria Gertrudes da Conceição (ou Maria Gertrudes de Oliveira), f. do Ten. Pedro Antonio de Oliveira e Anna Joaquina de Souza (em Hortas), cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: João, b. 1820, Leocádia, b. 1822, Joaquim, b. 1824, Alexandrina, b. 1826, todos em NS da Conceição, Campinas. (FS, SL.5.228 e 6.241).

     6 - 3. Justino da Cunha Raposo, n. e b. 1801, Campinas, onde foi morador, c. 1823, São Carlos, com Gertrudes Cerina, f. de Antonio Dias Rabello e Izabel Alves de Oliveira, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: João, b. 1827, Campinas (a mãe constou como Gertrudes Maria). (FS e SL.6.241).

     6 - 4. Matilde da Cunha, b. 1790, São Roque, c. 1815, São Carlos, com Salvador Correa Vieira (não relacionado em SL.8.124), f. de Francisco Correa de Macedo (ou Francisco Correa da Silva) e Maria Domingues Vieira (estes casados em 1766, Cotia), cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: José, b. 1816, e Maria, b. 1817, Campinas. (FS e SL.6.241).

     6 - 5. Anna da Cunha (ou Ana da Cunha Paes Leme), c. 1815, São Carlos, com Antonio Manoel de Oliveira, f. do Ten. Pedro Antonio de Oliveira e Anna Joaquina de Souza (em Hortas), cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: Antonio, b. 1832, Campinas. (FS, SL.5.228/9 e 6.241).

     6 - 6. Theresa da Cunha (ou Teresa Maria de Jesus), n. e b. 1806, Campinas, c. 1ª vez, 1821, São Carlos, com Francisco da Silva Pinto, n. Atibaia, f. de Joaquim da Silva Pinto e Mariana Paes e, 2ª, com Antonio Leite de Moraes, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: (FS e SL.6.241).
               Do 1º marido: Maria, b. 1830, Campinas. (FS).

               Do 2º marido: Juliana, b. 1835, Antonio, b. 1840, Bárbara, n. São Carlos, b. 1841, Joaquim, b. 1844, todos em Campinas.

     6 - 7. Ubaldina da Cunha Paes Leme, b. 1792, São Roque, f. 1837, São Carlos, c. 1ª vez, com João Leite de Moraes e, 2ª, com José Custódio Leite do Canto (viúvo de Maria de .....), f. 1835, Campinas, f. de Domingos Francisco Leite do Canto e Ana Maria de Arruda Leme, c.ger. deste em Arrudas Botelhos. (FS e SL.6.242).
               Do 1º marido, teve 2 filhos, em SL.6.242, que são:

     7 - 1. João Leite de Moraes Cunha, com 20 anos em 1837 (cujos casamento e geração SL não descobriu), foi, provavelmente, o mesmo cc. Ângela Penélope de Moraes, com pelo menos: Amélia, b. 1852, Theolinda, b. 1854, Olympio, b. 1861, Antonio, b. 1862, Ângela, b. 1869, todos em Campinas, Cornélio, b. 1856, Amparo, e ainda: (FS e SL.6.242).

     8 - 1. Blandina Eudóxia de Moraes, b. 1850, Campinas, c. 1867, Amparo, SP, com Francisco Ferreira da Cunha, n. da mesma cidade, f. de Antonio Ferreira da Silva e Maria Caetana da Cunha, com pelo menos: (FS).

      9 - 1. Ângela Maria Ferreira, c. 1890, Amparo, com seu tio materno, Eugênio Leite Moraes, adiante. (FS).

      9 - 2. Maria Teresa Ferreira, n. Piracicaba, c. 1892, Amparo, com Bento José Soares, n. Itatiba, f. de Francisco José Soares e Carolina Franco de Godoy, com pelo menos: Umberto, b. 1897, NS da Candelária, Itu. (FS).

     8 - 2. Amélia Augusta de Moraes, n. Amparo, b. 1857, Campinas, c. 1875, Amparo, com João Ribeiro de Carvalho, n. Itu, f. de Francisco de Paula Carvalho e Dionísia Ribeiro de Camargo, c.ger. em Cunhas Abreus. (FS).

      8 - 3. Virgílio Leite de Moraes, b. 1859, Campinas, c. 1891, Amparo, com Josefa Penate, n. Itália, f. de Luiz Penate e Maria Lodi. (FS).

     8 - 4. Eugênio Leite Moraes, n. e b. 1864, Campinas, c. 1890, Amparo, com sua sobrinha, Ângela Maria Ferreira, acima, f. de Francisco Ferreira da Cunha e Blandina Eudóxia Ferreira. (FS).

     7 - 2. Ana Angélica, c. 1ª vez, com seu tio, o Cap. José da Cunha Paes Leme (2ª esposa), c.ger. acima e, 2ª, com Guilherme Whitaker Júnior, provavelmente o mesmo b. 1818, SP, f. de Guilherme Whitaker e Maria do Carmo de Vasconcellos (estes c. 1817, Sé, São Paulo, SP). (FS e SL.6.242).

     6 - 8. Maria da Cunha, c. 1809, São Carlos, com José da Silva Leite (1ª esposa), n. Mogi Mirim, f. de Francisco da Silva Bueno, f. antes de 1803, e Ana Maria da Silva, s.ger. (FS e SL.6.242).

     5 - 3. Alf. Antonio da Cunha Raposo e Leme (cujo 1º casamento e geração SL não encontrou), n. Juqueri, c. 1ª vez 1778, NS da Penha, Araçariguama, com Anna Maria Pires de Barros, n. Araçariguama, f. de Bernardo Bicudo Chassim e Veronica Dias Leite (em Ferrazes Araujos) e, 2ª, 1785, SP, com Gertrudes Jacinta de Moraes Leme (ou Gertrudes Jacinta de Moraes Lara), f. de Antonio da Costa Pereira Bueno de Moraes e Catarina de Oliveira Leite (em Oliveiras Leitões), teve: (FS e SL.6.242 e 7.131).
                Da 1ª esposa, provavelmente: Antonia Leme (a mãe constou como Anna Dias de Barros), b. 1780, NS da Penha, Araçariguama. (FS).

              Da 2ª esposa, pelo menos: Ignacia da Cunha Raposo, b. 1786, Catarina da Cunha Raposo e Leme, b. 1790, José da Cunha Raposo, b. 1792, todos em NS da Assunção, Centro, SP, e ainda: (FS).

     6 - 1. Maria da Cunha Raposo Leme, b. também em 1792, NS da Assunção, Centro, talvez a mesma cc. Francisco Guilhardo Moreira (Francisco Galhardo Moreira?), com pelo menos: Plácido, b. 1834, Ana, n. São Carlos, b. 1840, Joana, b. 1843, José, b. 1845, Ana (outra), b. 1846, e José (outro), b. 1849, todos em Campinas. (FS).

     4 - 6. Bárbara Bueno de Freitas.

    3 - 5. Manoel Pinheiro Cerqueira (ou Manoel Pinheiro da Fonseca), de SP, c. 1692, Itu, com Catarina Correia de Azevedo, f. do Cap. Lourenço Correia Ribeiro e Maria Pereira de Azevedo. (1.238, DB.333, SL.3.546 e 4.394).

     3 - 6. Fernando Raposo da Fonseca.

     3 - 7. Guilherme Pedroso da Fonseca.

    3 - 8. Maria Antonia Pinheiro da Fonseca, cc. seu primo Garcia Rodrigues Paes, f. 1738, em sua fazenda no Rio Paraíba do Sul, que acompanhou o seu pai ao sertão dos Índios Mapaxós no descobrimento das esmeraldas, foi constituído Cap. Mor e, depois, Administrador Geral das Minas, tendo servido nessas funções de 1701 até 1738, f. de Fernão Dias Paes Leme, o Governador das Esmeraldas, e Maria Garcia Betim, c.ger. em Betim. (3.78, A.5.99, DB.214, 333, DV.1.88, SL.2.455/6 e 3.546).

     3 - 9. Ten. Cel. José Rodrigues da Fonseca (hipótese), não relacionado em Borges de Cerqueira, mas que parece ser filho ou neto, f. 1751, Baependi, cc. Ana de Madureira, acima, com pelo menos: (SL.6.432).

     4 - 1. Ten. José Rodrigues da Fonseca, n. 1726, Baependi, morador na Campanha do Rio Verde, c. 1758, São João de El-Rei, com Maria Nogueira do Prado, n. Baependi (2º marido), f. de Tomé Rodrigues Nogueira do Ó, n. Ilha de Madeira, e Maria Leme do Prado, de Baependi, com 4 filhos em SL.6.432, onde observamos: Rita Theodora Nogueira, f. com testamento 1827, em Baependi, sem geração, Custódia Maria Nogueira (citada no testamento da irmã), e ainda: (3.39, NG.30/31, Ef.2.373/4).

     5 - 1. Maria Custódia Nogueira, n. Campanha do Rio Verde, c. 1775, Baependi, com João Francisco da Silva, f. de Manoel Francisco da Silva e Izabel Francisca, de Aiuruoca. (SL.6.432).

     5 - 2. José Custódio Nogueira, citado no testamento da irmã, deixou a filha: Maria. (SL.6.432).

     5 - 3. Tomé Rodrigues Nogueira (não relacionado por SL), teve, provavelmente de uma escrava, pelo menos: Maria da Glória, e ainda: (Seguindo pela inédita árvore de costados da genealogista Jussara Fernandes Carvalho, de Cristina, MG, gentilmente enviada pela autora, incluindo a geração do casal).

     6 - 1. Plácido José Nogueira (ou filho de José Rodrigues da Fonseca e Maria Nogueira do Prado, acima?), n. 1801, Baependi, MG, f. 1874, Cristina, MG, c. 1758, São João de El-Rei, com Pulcina Maria dos Santos, n. Cristina (ou Porcina Maria de Jesus, n. 1805, Pouso Alto, MG), f. em Cristina, f. do Cap. Mor João Gonçalves da Silva e Ana Maria de Souza (em Portes de El-Rei), com pelo menos 11 filhos: Maria Pacífica Nogueira, n. 1836, Antonio Leão Nogueira, n. 1842, Augusta Guilhermina Nogueira, n. 1844, Tomé Custódio Nogueira, n. 1848, Maria do Carmo Nogueira, n. 1852, todos em Carmo de Minas, e ainda:

     7 - 1. Isabel Jacintha Nogueira, c. 1856 (no Oratório de Plácido José Nogueira), dispensados do impedimento de consanguinidade do 3º grau, com Constantino José Basílio Nogueira.

     7 - 2. Flora Lucinda Nogueira, n. 1839, Carmo de Minas, c. 1867, Cristina, com Francisco José de Mello.

     7 - 3. Ana Jacintha Nogueira, n. 1840, Carmo de Minas (ou Cristina), c. 1859, na Matriz do Espírito Santo, Cristina, com Antônio da Cruz Carvalho, n. 1830 ou 31, São Gonçalo do Sapucaí, MG, f. 1930, Cristina, f. de João Eufrásio de Carvalho e Francisca de Paula Xavier, np. do Cap. Mor Tomé Gonçalves de Carvalho (este do Cap. Mor Diego Gonçalves de Carvalho e Anna Rodrigues de Andrade, np. de Belchior Gonçalves de Carvalho, de Altares, Açores, e Maria Nunes) e Maria Francisca das Neves, com pelo menos:

     8 - 1. Arthur da Cruz Carvalho, n. 1872, Cristina, onde f. 1961, c. 1898, aí, com Francisca Guilhermina de Sousa Carvalho, n. 1883, na mesma cidade, f. 1962, São Lourenço, MG, f. de João Bernardes de Souza e Anna Victoria Fernandes (em Lopes Silvas), com pelo menos:

     9 - 1. João de Sousa Carvalho, n. 1918, Cristina, f. 2000, São Lourenço, cc. Mariana Fernandes Carvalho, n. 1922, Poços de Caldas, MG, f. 2006, Varginha, MG, f. de Joaquim Fernandes do Nascimento e Maria do Carmo Azevedo (em Pontes), pais de:

     10- 1. Jussara Fernandes Carvalho, n. São Lourenço, residente em Varginha, MG.

     7 - 4. Plácido Secundo Nogueira, n. 1841, Carmo de Minas, foi para São José do Rio Pardo, c. 1872, Cristina, com Brasilina Angélica.

     7 - 5. José Lourenço Nogueira, n. 1846, Carmo de Minas, cc. Mathilde Maria de Jesus.

     7 - 6. Tobias Isidoro Nogueira, n. 1850, Carmo de Minas, foi para São José do Rio Pardo (ou São José do Rio Preto), onde foi pioneiro, e pode ter deixado geração.

     6 - 2. Maria da Glória Rodrigues Nogueira, n. 1810, Baependi, f. 1844, Cristina, c. 1823, Pouso Alto, com  Flávio Antonio de Paiva, n. 1805, f. Cristina, com pelo menos 5 filhos: Maria, n. 1837, Olímpio Augusto de Paiva, n. 1840, ambos em Carmo de Minas, e ainda:

     7 - 1. Joaquim Theodoro Nogueira, n. 1836, Carmo de Minas, cc. Maria Inácia de Villas Boas.

     7 - 2. Flora Lucinda de Paiva, cc. Francisco Pereira Pinto, c.ger.

     7 - 3. Antonio Florêncio Nogueira, c. 1860, Natércia, com Francisca Honória de Paiva Nogueira.

     4 - 2. Ângelo Rodrigues da Fonseca, n. Monte Serrate, Mariana, c. 1750, Parnaíba, com Ângela Cândida de Siqueira, f. de José Ribeiro de Siqueira e Joana do Prado, c.ger. em SL.7.311.

     4 - 3. Joaquim Rodrigues da Fonseca, c. 1750, com Maria de Abreu, f. de José Ribeiro de Siqueira e Joana do Prado, s.ger. (SL.7.311). 

                                                  CAPÍTULO 2º 

     1 - 2. Mariana de Assunção.

                                                  CAPÍTULO 3º 

     1 - 3. Margarida Pinheiro.

                                                  CAPÍTULO 4º 

     1 - 4. Antonia Pinheiro.

                                                  CAPÍTULO 5º 

     1 - 5. Manuel Tavares.

                             Da 2ª esposa:

                                                  CAPÍTULO 6º 

     1 - 6. Pascoal.

                                                  CAPÍTULO 7º 

    1 - 7. Cap. Diogo da Costa Tavares, n. por volta de   1614, São Miguel de Beja, Alentejo, veio por volta de 1638 (possivelmente a chamado do pai, que já estava no Brasil), teve um sítio em Cotia, SP, onde f. 1659, foi sertanista que acompanhou o seu irmão Antonio Raposo inclusive no socorro a Pernambuco contra os holandeses, c. 1ª vez com Maria Bicudo, f. antes de junho de de 1659, irmã de Beatriz Bicuco (ou Beatriz Furtado de Mendonça), acima e, 2ª, com Catarina de Lemos,  f. de ... e Margarida Ferrão, e teve: (3.183, DB.418, MP, SL.6.450, nota, 9.198, TP.80).
            Da 1ª esposa, 8 filhos:

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Maria Bicudo Tavares, c. 1665, Parnaíba, com Diogo de Souza Lima, n. Ponta Delgada, Ilha de São Miguel, fct. 1681, Parnaíba, SP, f. de João de Lima e sm. Justa de Sousa, com 3 filhos: (EA.527 e SL.6.451).
- Obs.: Os pais do marido foram gentilmente enviados pela amiga, genealogista, Jussara Fernandes Carvalho, o que muito agradecemos. (AS.2.154).

     3 - 1. Maria de Sousa Bicudo (ou Maria de Sousa Lima), n. por volta de   1670, Santana de Parnaíba, SP, f. antes de 1727, c. 1ª vez, 1685, Parnaíba, com Pedro Ferreira Raposo, n. Ilha 3ª, f. de outro de igual nome e Felipa Pereira e, 2ª, 1693, Itu ou Santana do Parnaíba, com João Pereira Themudo Neto (e não José Pereira Themudo, como consta em SL), n. Santana de Parnaíba, b. 1666, São Paulo, SP, de quem foi a 1ª esposa, f. de Antonio Pereira Temudo e Izabel Ribeiro, np. de João Pereira Themudo e sm. Maria Gonçalves (ou Maria Bicudo), nm. de João Ribeiro Bayão (ou João Ribeiro Alvarenga) e Antonia da Cunha (em Garcias Velhos), com pelo menos (omitidos em SL.6.451): (EA.526 e SL.3.58).
- Obs.: Os avós do marido foram gentilmente enviados pela amiga, genealogista, Jussara Fernandes Carvalho. (AS.2.154).
           Do 1º marido, 1 filho:

     4 - 1. Manoel Ferreira Raposo. (EA.526).

            Do 2º marido, 4 filhos, dos quais pelo menos os 3 primeiros foram para Barbacena e Baependi, MG, onde foram dos primeiros povoadores:

     4 - 2. Pedro Pereira de Lima (ou Pedro de Sousa Lima), n. Pindamonhangaba, cc. Isabel de Siqueira Portes, de Taubaté, f. de Silvestre Dinis Pacheco, de Lisboa, e Ana Portes de El-Rei, c.ger. em Portes de El-Rei. (EA.526 e SL.3.58).

     4 - 3. Isabel Ribeiro de Lima, n. e b. 1695, Itu, SP, f. Faria, Barbacena, MG, c. 3 vezes, em 1718, Santo Antonio, São José de El-Rei (Tiradentes), com Lourenço Garcia Fontoura, n. 1693, São Salvador Cervães, Fontoura, Braga, f. 1734, Barroso, MG, f. de Cristovam Garcia e Ana Francisca Fontoura, em 1736, Barroso, Barbacena, com José Cardoso, n. Angra, e também com Silvestre Luiz, com entre outros: (EA.524 e 551/2 e informações gentilmente enviadas pelo amigo, genealogista, Joberto Miranda Rodrigues, de Governador Valadares, MG).
                    De Lourenço Garcia Fontoura:

     5 - 1. Ana Francisca Garcia, n. Tiradente, MG, c. 1736, Barbacena, MG, com Manoel Machado Pestana, n. NS do Rosário, Ilha de São Jorge, Açores, f. após 1757, Barbacena, f. de João Machado Pestana e Ana Pereira Maciel, com pelo menos: (EA.523).

     6 - 1. Isabel Ribeiro de Lima, b. 1738, na atual Ressaquinha, MG, f. 1823, Barbacena, onde c. 1751, com o Cap. João Rodrigues do Vale, n. 1728, Ruivães, Vieira do Minho, Braga, f. 1781, Barbacena, proprietário da Fazenda do Contramestre, em Ressaca, MG, onde moravam, f. de João Rodrigues, n. 1691, e Joana do Vale, n. 1686, c.ger. no livro "Encontro com os Ancestrais", de Pedro Wilson Carrano de Albuquerque, fls. 521 e 546.

     5 - 2. Luzia Garcia Fontoura (ou Luiza Garcia Fontoura), n. 1728, Barbacena, b. 1728, NS da Ajuda do Faria, Barbacena, f. 1759, c. 1744, Faria, Barbacena, com Martinho Faria Moreira, n. 1710, NS da Ajuda, Mogi das Cruzes, SP, f. 1776, Faria, Barbacena (que foi c. 2ª vez com Quitéria Maria de Jesus, f. de Feliciano Cardoso), f. de Antonio Faria Moreira e Ignes Ribeira, com pelo menos: (Pesquisa inédita do genealogista Geraldo Pontes Araújo, fundador e Diretor da Fundação Cultural Chico Boticário, descendente deste ramo, gentilmente enviada pelo amigo, genealogista, Joberto Miranda Rodrigues, incluindo a sua geração que também não consta dos autores pesquisados).

     6 - 1. Rosa Inácia Assunção “Indria”, n. e b. 1759, Faria, Barbacena, c. 1782, Capela de NS da Ajuda do Faria, Barbacena, com  o Sarg. Mor José Nunes Campos, n. 1743, f. 1834, Juiz Ordinário em Barbacena em 1825, fazendeiro em Engenho do Mato em 1831 (já casado 2ª vez com Maria Angélica), f. do Guarda Mor Francisco Nunes Campos, n. 1710, f. 1791, e Inácia Barbosa de Matos Coutinho, n. 1713, f. 1807, com pelo menos:
                          Da 1ª esposa:

     7 - 1. Sarg. Mor Francisco José Nunes Campos, n. 1784, fazendeiro em Engenho do Mato, em 1831 participou da reunião para formação da Guarda Nacional, c. 1805, Engenho do Mato, com Maria Isabel do Nascimento, n. 1791, f. 1867, f. de João Afonso Rodrigues, n. 1723, e Maria Joaquina Nascimento, n. 1759, f. 1848, com 15 filhos:

     8 - 1. Ana Esméria Humbelina Campos Araujo, n. 1806, fci. 1863, proprietária da Fazenda Boa Esperança, em Chapéu D’Uvas, “descendente das famílias Nunes e Barbosa Matos Coutinho, pioneiros do Caminho Novo, fundadores do Rio de Janeiro e de Vasco Fernandes Coutinho, donatário da Capitania do Espírito Santo”, c. 1829, Chapé D’Uvas, com o Alferes Francisco de Paula Camilo Araujo, político, fazendeiro na mesma cidade, Vereador em Barbacena, onde foi Juiz Municipal em 1834, e signatário da revolução de 1842, f. do Alferes Joaquim Rodrigues Araujo, n. 1761, e Laureana Benedita do Bonsucesso, n. 1770, com pelo menos: Francisco de Paula, boticário, Senhorinha, Maximiana Tertuliana, Cândida Rosa, Laureana Benedita e José.

     8 - 2. Manoel Honório Campos, grande benfeitor de Juiz de Fora, onde foi homenageado com o nome de um bairro, foi Vereador e proprietário das Fazendas Paissandu e Divisa, c. 1ª vez com Laureana Benedita Campos Araujo, n. e b. 1836, NS da Piedade, Barbacena, f. do Alferes Francisco de Paula Camilo Araujo e Ana Esméria Humbelina Campos Araujo, n. 1806, f. 1863 e, 2ª, com sua sobrinha, Senhorinha Henriques, com pelo menos:
              Da 1ª esposa:

     9 - 1. Jovelina, cc. seu primo José Campos Bastos, f. de Antonio José Bastos Pinto e Tereza Maria Edweges Campos Bastos, adiante.

     8 - 3. Maria Angélica “Ludovina” Campos Barbosa, n. 1812, proprietária da Fazenda Paissandu, c. 1845, Chapéu D’Uvas, com o Major Ludovino Martins Barbosa, s.ger. Deixou como herdeiro o seu irmão Manoel Honório, acima.

     8 - 4. José Carlos Campos, n. 1825, proprietário da Fazenda Fortaleza, no Rio Itabapoana, ES (foi visitado em 1875 por Basílio Furtado, Maurício Murgel e o fotógrafo Ernesto Fuchs), cc. Maria Carlota Oliveira, n. Chapéu D’Uvas, com entre outros:

     9 - 1. Josefina, cc. João José Monteiro de Bastos, avô do renomado historiador Wilson de Lima Bastos.

    8 - 5. Antonio Cândido Campos, n. 1820, casou-se duas vezes, uma delas com Leonor Barros. Separou-se em São Fidélis, RJ, onde deixou filhos. Sua única filha do 1º casamento foi:

     9 - 1. Maria Cândida, cc. Joaquim Clemente.

    8 - 6. Modesto Camilo Campos, n. 1827, proprietário da Fazenda Salvaterra, em Juiz de Fora (que depois foi transformada em Estância Mineral), cc. Messias Leopoldina Ribeiro Silva, n. Andrelândia, MG, f. de Vicente de Paula da Silva e Valeriana Leopoldina Conceição, com pelo menos:

     9 - 1. Anália (Analita), herdou a Fazenda Salvaterra, fundadora da Maternidade Terezinha de Jesus, cc. o Cel. João Gualberto de Carvalho, e depois com o Dr. Cesário Monteiro da Silva.

     9 - 2. Modesto Casemiro Campos, cc. Guilhermina “Guieta” Bhéthel, com pelo menos:

     10- 1. Jovita, cc. o Cel. Francisco de Barros, chefe político de Eugenópolis.

    8 - 7. Joaquim Clemente Campos, proprietário da Fazenda Rochedo, em Rochedo, MG, c. 1ª vez, com Maria Cândida Barros Campos e, 2ª, com Georgina Tostes Henriques.

     8 - 8. Tereza Maria Edweges Campos Bastos, n. 1816, cc. Antonio José Bastos Pinto, com filho único:

     9 - 1. José Campos Bastos, cc. sua prima Jovelina, f. de Manoel Honório Campos e Laureana Benedita Campos Araujo, acima.

    8 - 9. Rita Carolina Campos Henriques, n. 1812, f. 1895, Juiz de Fora, c. 1ª vez com José Antonio Henriques (viúvo de Rita Leopoldina de Jesus, da família Dutra de Moraes, com a qual vendeu parte da Fazenda Juiz de Fora em 1839), n. 1785, f. 1869 e, 2ª, com o Comendador Francisco Mariano Halfeld, n. 1828, São João de El-Rei, f. 1903, Juiz de Fora, onde foi homenageado com o nome do Parque Halfeld, em virtude das benemerências do casal, f. do Comendador Henrique Guilherme Fernando Halfeld, n. 1797, f. 1873, e Dorothéa Augusta Filippina, s.ger. deste.
- Obs.: Informa o Sr. Cláudio Carvalho Oliveira, descendente José Antonio Henriques, acima, que ele seria viúvo, também, de Felícia Rosa Henriques (ou Felícia Rosa de Jesus), antes de casar com Rita Carolina Campos Henriques.
           Do 1º marido teve pelo menos:

      9 - 1. José Antonio Henriques, que em 1831 participou da formação da guarda Nacional, juntamente com o pai.

     8 -10. Carolina Isabel Campos Assis, n. 1834, Juiz de Fora, onde f. 1913, c. 1863, com o Cel. Francsco Ribeiro de Assis, n. 1807, f. 1871, proprietário da Fazenda Floresta (união das Fazendas Retiro e Paiol Queimado), f. de Inácio Ribeiro do Vale (que substituiu o Vale por Assis), e Ana Custódia de Jesus, com pelo menos:

     9 - 1. Maria Carolina de Assis, cc. o Dr. João Nogueira Penido Filho, n. 1862, f. 1945, Médico em Juiz de Fora, Deputado Federal, f. de João Nogueira Penido e Maria Cândida Lima Duarte Penido, s.ger.

      9 - 2. Inácio de Assis, Advogado, cc. Olga Penido Burnier.

     9 - 3. Cel. Teodorico de Assis, cc. Emerenciana Barbosa Álvares, primeira brasileira a pilotar avião. Foram fundadores da NAB – Navegação Aérea Brasileira.

      8 -11. Constança Flávia Campos Guimarães, n. 1821, cc. Domingos Castro Guimarães, com pelo menos:

      9 - 1. Prudente, Manoel, Vítor e Amélia, esta cc. José Policarpo de Castro.

      8 -12. Maria Claudina Augusta Campos Henriques, cc. Pedro Henriques, proprietário da Fazenda Aracaju, em Sarandira, s.ger.

     8 -13. Francisco Casemiro Campos, n. 1806, fazendeiro em Engenho do Mato em 1831, cc. Porfíria Rosa Souza Barros, n. 1813, com 19 filhos, que viveram em Juiz de Fora, Bom Jesus do Itabapoana, Bom Jesus do Norte, Carangola, Muriaé, Porciúncula e Queluz.

     8 -14. Marcelina Augusta Campos, n. 1825, cc. José Antonio (João) Henriques Barbosa, c.ger. O seu neto Dom João Muniz Maranhas, foi Arcebispo da Barra, na Bahia.

     8 -15. Porfiria Umbelina Campos, n. 1818, cc. Severino Henriques, com:

     9 - 1. Maria Augusta, cc. Teófilo Henriques.

     9 - 2. Senhorinha, cc. Manoel Honório.

     9 - 3. Amélia, cc. Antonio José Bastos, f. de João José Bastos.

     7 - 2. Francisco Nunes Campos.

     7 - 3. Florentina Graciana Barbosa, cc. Fellix Gonçalves da Costa (dote: 710$000).

     7 - 4. Ana Rosa Umbelina Campos, n. 1786, c. 1811, Engenho do Mato, com José Fernandes Miranda (dote: 765$200), n. 1785,onde ele era  fazendeiro em 1831, e residia com a esposa e 4 filhos:

     8 - 1. Francisco Fernandes Miranda, n. 1812, Senhorinha Miranda, n. 1816, José Fernandes Miranda, n. 1821, e Joaquim Fernandes Miranda, n. 1826.

     7 - 5. Maria Porfiria Campos, n. 1800, Barbacena, cc. Joaquim Mendes (dote: 530$000, em escravos).

                          Da 2ª esposa, conforme inventário de José Nunes Campos, do ano de 1849, dono da Fazenda Benfica, existente em Juiz de Fora, MG:

     7 - 6. Manoel.

     7 - 7. Rita, cc. Joaquim Fernandes Miranda.

   7 - 8. Generosa Emília de Campos, cc. José Mendes Ferreira, c.ger. (Item complementado com informações gentilmente enviadas pela amiga, genealogista, Eliane Brandão, do Rio de Janeiro, trineta do casal).

     7 - 9. José, Modesto, 23 anos, Francisca, 13 anos, Altina, 12 anos, Domiciana, 8 anos, e,

     7 -14. Cândida, c. 1854, com Joaquim Fideles Loures.

     6 - 2. Antonio Faria Moreira, n. 1746, Faria, Barbacena, de 1791 até 1797 era capelão da Ermida de Santana da Bandeira (Ressaquinha).

     6 - 3. Francisco Faria Moreira, b. 1747, Barbacena.

     6 - 4. Ignes Ribeiro de Lima, n. e b. 1752, NS da Ajuda do Faria, Barbacena, onde c. 1767, com Antonio Rodrigues de Brito, n. São Salvador Sabadim, Arcos Valdeves, Valença, Braga, f. de Francisco Roiz e Maria Brito.

     6 - 5. Mariana Joaquina das Neves, b. 1754, Barbacena, cc. Antonio Joaquim Ávila.

     6 - 6. Maria Faria Moreira, b. 1757, Ajuda do Faria.

     6 - 7. Ana Perpétua, cc. José Azevedo.

     6 - 8. Martinho, exposto, f. 1753, ainda criança.

     6 - 9. Martinho Faria Moreira, b. 1756, Barbacena, c. MG, com Maria Emerenciana Santana Rodrigues Dantas, n. MG, f. de Bernardo Rodrigues Dantas e Catharina da Assunção Xavier (em Oliveiras Leitões), com pelo menos: (FS).

     7 - 1. Maria de Nazaré, cc. Pedro Gonçalves de Moura, c.ger. em VT.2.316.

     5 - 3. Isabel Garcia Fontoura, n. e b. 1731, Barbacena, cc. João Marques Viana, com pelo menos:

     6 - 1. Helena Marques Viana, n. e b. 1746, em Alberto Dias.

     5 - 4. Ambrósio Garcia Fontoura, n. São José (atual Tiradentes), c. 1740, Faria, Barbacena, com Ana Maria Araujo, n. NS da Conceição de Congonhas, f. de José de Araujo e Josefa Costa, com pelo menos:

     6 - 1. Ana Garcia Fontoura, cc. José Azevedo.

     6 - 2. Manoel Joaquim de Araujo, cc. Maria Thereza de Jesus, pais de: (Genealogia inédita, gentilmente enviada pela genealogista, Elaine Fernandes Soares, do Rio de Janeiro, incluindo toda a descendência do casal).

     7 - 1. Cap. Mariano José Malta, b. 1782, na Capela do Barroso, filial da Matriz da Borda do Campo, MG, c. 1805, na Hermida de Santa Rita da "Tapera", filial da Matriz de Barbacena, MG, com Maria Joaquina da Costa, já f. 1832, f. do Cap. Manoel Dias da Costa e Francisca Maria da Trindade (em Moreiras Castilhos), com entre outros: Bárbara Malta, b. 1825, Barbacena, e ainda: (FS).

     8 - 1. Maria Madalena da Costa Malta, b. 1806, Barbacena, c. 1826, com João Moreira de Faria, b. 1802, na mesma cidade.

     8 - 2. Basílio José Malta, b. 1807, Barbacena, c. 1831, com Custódia Maria do Sacramento, b. por volta de 1811, na mesma cidade.

     8 - 3. Ana Francisca de Assis Ribeiro, n. 1809, NS da Piedade de Barbacena, c. 1832, na Fazenda Areias (de Antônio Clemente Pinto), Cantagalo, com Luís de Souza Ribeiro, b. 1805, Cantagalo (padrinhos: Alf. Manuel Vieira de Souza e sua mulher Francisca Mariana Rosa de Oliveira), residente em Nova Friburgo, f. 1859, f. de João Luís Ribeiro e Genoveva Maria Vieira de Sousa (em Ribeiro, da Região Serrana do RJ). (HB e VT.3.360).

     8 - 4. Luiza Maria Malta, b. por volta de 1812, Barbacena, c. 1832, com Manoel Pinto de Souza Sampaio, b. cerca de 1808, com pelo menos: Mariano Malta de Sampaio, b. cerca de 1833.

     8 - 5. Antonio José Malta, b. cerca de 1818, Barbacena, c. 1842, com Ana Marcelina, b. cerca de 1821, Barbacena.

     8 - 6. Carolina Cândida Ribeiro (em solteira, Carolina Cândida Malta), Baronesa de Castelo, n. Barbacena, b. 1823, f. 1909, RJ, cc. Manuel Luís Ribeiro, Barão de Castelo, n. 1815, b. 1816, Cantagalo, RJ, f. de Manuel Luís Ribeiro e Maria Joaquina de Jesus, c.ger. em Ribeiro, da Região Serrana do RJ. (AL, HB, Int, MB.115, MJ, VT.3.360 e informações gentilmente enviadas pela genealogista, Elaine Soares).

     8 - 7. Prudência Joaquina Malta, b. cerca de 1824, Barbacena, c. 1844, com Francisco de Paula Meireles, b. cerca de 1820, na mesma cidade.

     8 - 8. Maria Antonia Malta, b. cerca de 1827, Barbacena, c. 1856, com Antonio José do Nascimento, b. cerca de 1823, na mesma cidade.

     8 - 9. João José Malta, b. cerca de 1828, provavelmente em SM Madalena, RJ, c. 1853, com Maria José Galdo, b. cerca de 1832, com pelo menos:

     10- 1. Senhora Galdo Malta, b. 1853, Cambiasca, São Fidélis, RJ, f. 1872, Cambiasca.

     10- 2. João José Malta Júnior, b. 1854, São Fidélis, f. 1881, Sumidouro, RJ, cc. Maria Magdalena Ribeiro, b. 1857, Sumidouro, RJ, f. após 1926, com:

     11- 1. Euclides Ribeiro Malta, n. São Fidélis, b. 1874, f. 1942, Sumidouro, c. 1910, com sua prima, Oneida Malta de Castro, n. 1884, f. 1960, Niterói, f. de João Gomes de Castro e Luiza Galdo Malta, com 9 filhos em Correia da Rocha.

     11- 2. Hercília Ribeiro Malta, b. 1884, Nova Friburgo, c. 1904, com Francisco Ribeiro França, b. cerca de 1872, Sumidouro, RJ, com: Boanerges Ribeiro França, b. cerca de 1899, José dos Reis França, b. cerca de 1901, Maria de Lourdes Ribeiro França, b. cerca de 1903, Maria Cecília Ribeiro França, b. cerca de 1905, e ainda:

     12- 1. Sílvio Geraldo França, b. 1897, cc. (...), com pelo menos: Sonia Maria Faria França, b. 1944 e Marco Antonio Faria França.

     10- 3. Mariano José Malta (neto), b. 1855, SM Madalena, f. 1933, Sumidouro.

     10- 4. Luiza Galdo Malta, b. 1859, f. 1933, c. cerca de 1881, com João Gomes de Castro, n. São Fidélis, b. 1850, f. 1918, Itaocara, f. de Miguel Gomes de Castro e Isabel Rosa de Jesus, com 12 filhos em Correia da Rocha, da Região Serrana do RJ.

     5 - 5. Ana Francisca Garcia Fontoura, c. 1736, Barbacena, com Manoel Machado Pestana, n. NS do Rosário, Ilha de São Jorge, f. de João Machado Pestana e Ana Pereira Maciel.

      5 - 6. Antonio Garcia Fontoura.

     4 - 4. Alf. João Pereira de Souza (ou João Pereira de Magalhães),  n. São Paulo, f. por volta de   1780, com inventário aberto em 1790, em Baependi, c. 1ª vez, 1733, Itu, com Ana Maria do Prado (viúva de Manoel Lopes Ferreira, n. Braga), f. de João do Prado Leme e sua 1ª mulher Inês Cabral e, 2ª, com Maria de Lara de Jesus, n. 1717, Taubaté, f. 1796, Baependi, MG, f. de Francisco Rodrigues Raphael e Maria de Lara de Jesus Toledo (em Toledos Pizas), com 3 filhos desta, entre os quais: (EA.526, SL.2.222 e informações gentilmente enviadas pela amiga, genealogista, Eneida Rangel Celeti).

     5 - 1. Maria Pereira de Almeida, c. 1754, Baependi, com Antonio Álvares Correa (viúvo de Rita Lopes dos Santos), f. de João de Arruda Cabral e Andreza de Castilho Moreira (em Moreiras Castilhos), com 2 filhos que SL não relaciona, no site Familiaridade.com. (SL.5.436 e 7.346).

     5 - 2. Cap. Antônio Pereira de Magalhães, cc. Maria do Rosário Accioli de Albuquerque, com 9 filhos, entre os quais:

     6 - 1. Beraldo José de Toledo, c. por volta de   1811, MG, com Maria Joaquina da Silva, que tinha 7 anos em 1805, f. do Alferes Manuel Ramos da Silva, e de sua 1ª esposa Ana Joaquina da Silva, c.ger. em Moreiras Castilhos. (Tetravós da amiga, genealogista, Eneida Rangel Celeti, de São Paulo, que gentilmente enviou estas inéditas informações).
- Obs.: Em meados do séc. XIX a família migrou do sul de MG para o interior de SP, região de Jaú, deixando grande geração em ambos os Estados.

     6 - 2. Cândida Claudina Accioli de Magalhães, b. 1804, Baependi, cc. João de Souza Lima, b. 1794, Pouso Alto, onde f. 1832, f. de João de Souza Portes e Ângela Maria do Espírito Santo, c.ger. em Portes de El-Rei.

     4 - 5. Francisco Pereira de Sousa (ou Francisco Pereira Themudo), f. 1759, Itu, cc. Rosa do Prado Leme, f. de João do Prado Leme e 2ª mulher, Mécia Nunes de Siqueira, com 7 filhos em SL.2.223, entre os quais: (AS.2.154 e EA.526).

     5 - 1. Manoel Manço do Prado, morador em Porto Feliz, c. 1772, Itu, com Anna da Silva, f. de Antonio Martins da Cunha e Maria Bicudo, np. de Domingos Martins Guedes, de Portugal, e Antonia Ferreira dos Santos, nm. de Antonio de Chaves da Silva e Maria de Almeida, com pelo menos: (SL.2.223).
- Obs.: Vide um "Manoel Manso do Prado", em Leites Mirandas.

     6 - 1. Anna Manço do Prado, c. 1791, Itu, com Joaquim Leme de Brito, f. de João Leme de Brito e Theresa de Jesus Barbosa, np. de Jácome de Brito Rocha e Filippa da Assunção. (SL.2.224 e 304).

     5 - 2. Anna Maria do Prado, cc. Antonio da Rocha Pita, n. Portugal, f. 1779, Porto Feliz, SP, inventariado em Itu, com 9 filhos em SL.2.224, entre os quais:

     6 - 1. Antonio da Rocha Pitta, c. 1796, Porto Feliz, com Maria Magdalena, f. de Raphael Álvares de Crasto e Josepha Leite de Camargo (em Freitas), com pelo menos: (FS, SL.2.225, 4.399 e 7.255).

     7 - 1. Benedita Maria de Jesus, c. 1817, Santíssima Trindade, Tietê, SP, com Theotonio José de Mello, f. de Joaquim José de Mello e Anna Carassa, Anna Maria ou Anna de Lara (vide possível geração em Aranhas Sardinhas). (FS, SL.3.258 e 4.155).

     5 - 3. Maria de Sousa (ou Maria Soares), já f. 1759, cc. João Cubas Ferreira, com filha única, que SL não relaciona: (SL.2.225).

     6 - 1. Anna Maria Soares, c. 1774, Porto Feliz, com Alexandre de Godoy Moreira (viúvo de Catarina Pedroso, f. 1772), f. de Baltazar de Quadros de Godoy e Francisca Leme Cardoso, c.ger. em SL.6.49. (AS.2.155).
               De Anna Maria Soares, foram pelo menos 2 filhos:

     7 - 1. Alexandre de Godoy Moreira, c. 1795, Porto Feliz, com Joanna Pedroso de Oliveira, f. de João Pedroso de Oliveira e sua 2ª esposa, Maria Nunes, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: (FS e SL.5.420 e 6.50).

     8 - 1. Gertrudes Maria de Godoy, c. 1830, NS Mãe dos Homens, Porto Feliz, com Américo Antonio Gonçalves, f. de (...) e Anna Gonçalves. (FS).

    7 - 2. Francisco Soares de Godoy, c. 1814, Porto Feliz, com Catharina Pinheiro de Almeida, f. de Bento Pinheiro de Almeida e Rita Maria, com pelo menos: Benedito de Godoy, b. 1822, Francisco de Godoy, b. 1825, ambos em Porto Feliz, e ainda: (FS, SL.5.28 e 6.50).

     8 - 1. Maria Soares de Godoy (única relacionada por SL), n. e b. 1820, Porto Feliz, c. 1837, Piracicaba, com José Martins de Mello, f. de outro de igual nome e Anna de Anhaya, de Porto Feliz. (FS, SL.2.310 e 6.50).

     3 - 2. Francisca de Oliveira Lima, f. 1736, cc. Manoel Martins, com 2 filhos: Carlos Martins e Diogo de Sousa, já f. 1736. (SL.6.451).

     3 - 3. Ana de Sousa, c. 1701, Parnaíba, com Manoel da Silva de Moraes, f. de Sebastião de Moraes e Teresa da Silva, naturais da Ilha de São Miguel.

             Da 2ª esposa:

                                                  Parágrafo 2º

     2 - 2. Garcia de Lemos, c. 1ª vez com Florência Correia e, 2ª, com Maria de Almeida, com pelo menos: (SL.5.284 e 6.450).
                 Da 1ª esposa:

     3 - 1. Catarina de Lemos, f. 1739, Itu, onde c. 1695, com Manoel de Chaves da Silva, f. do Cap. do mesmo nome e Maria Madalena Bicudo, com pelo menos: (SL.9.198).

     4 - 1. Suzana da Silva Lemos, c. 1742, Itu, com João Gomes de Escobar (viúvo de Joana de Godoi Bicudo), f. 1767, Itu, f. de Antonio Gomes de Escobar e Ana Diniz Bicudo (em Pretos), com 7 filhos: Manoel, n. 1742, João, Gertrudes, n. 1751, Úrsula, n. 1754,  Ana, n. 1750, e ainda: (AS.2.156, FS, GS.177, SL.5.285 e 7.251).

     5 - 1. Francisco Gomes da Silva (truncado em SL), n. 1745, c. 1775, NS Mãe dos Homens, Porto Feliz, SP, com Isabel Cardosa da Silva, f. de Manoel da Silva Diniz e Rita Cardosa Pimentel. (FS e GS.177).

     5 - 2. Catarina de Lemos, n. 1749, cc. Máximo do Prado, f. de João de ... e Felipa do Prado, com pelo menos: (GS.177 e SL.7.251).

     6 - 1. Ana Maria, c. 1791, Araritaguaba, com João Francisco, f. de Antonio de Arruda e Izabel Maria.

     6 - 2. Pedro Gomes do Prado, c. 1792, Araritaguaba, com Gertrudes Maria Cubas ou de Lara, f. de João Cubas Ferreira e Bernarda Pinto de Lara, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: (FS, SL.7.243 e 251).

     7 - 1. Maria Gomes do Prado, b. 1814, NS Mãe dos Homens, Porto Feliz, SP. (FS).

     7 - 2. Anna Maria do Prado (hipótese, filha de "Pedro do Prado e Gertrudes Maria"), n. Itapetininga, onde c. 1840, NS dos Prazeres, com João Ferreira Oliveira, n. Porto Feliz, f. de Floriano Freitas Oliveira e Clara Maria. (FS).

     4 - 2. Maria de Chaves, f. solteira, 1741, Itu. (SL.5.285).

     3 - 2. Maria de Almeida, c. 1692, Itu, com Antonio de Chaves, irmão de Manoel de Chaves da Silva, o moço, retro. (SL.5.284 e 9.198).

                  Da 2ª esposa:

     3 - 3. João de Anaia de Lemos, morador em Itu, sertanista que associou-se à bandeira de Pascoal Moreira Cabral Leme e outros, para pesquisa de minas em Mato Grosso, tendo descoberto ouro no Coxipó em 1719, foi morto pelos Paiaguás, em 1723, quando voltava de Cuiabá para Itu. (DB.222).

     3 - 4. Beatriz de Lemos, que em 1710 recebeu do seu irmão João de Anaia, nº 3-3, anterior, escravos e uma casa, em dote de casamento. (DB.222). 

                                                  Parágrafo 3º 

     2 - 3. Beatriz de Lemos, cc. Manoel de Brito Rocha, com :

     3 - 1. Timótea de Brito, c. 1692, Itu, com Sebastião Veloso de Almeida (1ª esposa), f. de Manoel Veloso e Maria Coelho, com  pelo menos: (SL.4.404 e 6.450, nota).

     4 - 1. João Veloso de Anaia, n. Itu, c. 1757, Jacareí, com Joana Nunes de Siqueira, f. de Salvador Nunes de Siqueira e Teresa Dias da Rosa. (SL.4.404).

     3 - 2. Jácome de Brito Rocha, c. 1692/3, Itu, com Felipa da Assunção do Prado, f. 1746, Itu, com 70 anos, f. de Antonio do Prado Santa Maria e Maria Mendes Colaço, com pelo menos: (SL.2.307).

     4 - 1. Aj. João Leme de Brito, cc. Teresa de Jesus Barbosa, f. de José Barbosa de Siqueira e Madalena de Moraes Cubas, f. 1791, Itu, c.ger. em SL.2.307 (Tít. Lemes).

     4 - 2. José Leme de Brito, c. 1731, Itu, com Francisca Diniz, f. de José Diniz da Costa e sua 2ª mulher Isabel de Barros Freire. (SL.2.310 e 4.516).

     3 - 3. Cap. Salvador Vieira de Brito, n. Parnaíba, f. 1748, Itu, com 70 anos, c. 1ª vez com Maria Correia, f. de Antonio Correia Ribeiro e Helena do Prado e, 2ª, 1725, Itu, com Maria de Almeida, f. de Bento de Toledo Piza e Josefa de Almeida, e teve pelo menos, da 2ª esposa: (SL.5.514).

     4 - 1. Rita Ribeiro, c. 1762, SP, com Antonio de Toledo Piza, f. 1769, Itu, com 50 anos, f. do Sarg. Mor dom Simão de Toledo Castelhanos e Catarina de Oliveira de Horta (em Toledos Pizas). (SL.5.494 e 515). 

                                                  Parágrafo 4º 

     2 - 4. Pascoal Tavares, c. 1682, Itu, com Felipa Gago, b. 1650 ou 59, Parnaíba, f. de Paulo de Anaia e Izabel Castanho (em Fernandes Povoadores). (1.239, SL.4.405 e 6.451, nota).

                                                  Parágrafo 5º 

     2 - 5. Manoel. (SL.6.451). 

                                                  Parágrafo 6º 

     2 - 6. Francisco Vieira Tavares, f. 1719, Itu, cc. Mecia da Cunha Lobo (ou Maria da Cunha Lobo), f. com testamento em 1715, f. de João de Matos e Mecia da Cunha Lobo (em Freitas), com 8 filhos: (SG.124, SL.5.94 e 6.451 nota).

     3 - 1. Maria Vieira, cc. Estêvão Fernandes Porto. Este ou outro do mesmo nome, f. de Estêvão Fernandes Porto e Isabel Pacheco (ou Isabel Pinheiro), c. 1689, Itu, com Maria Vaz de Barros, f. de Pedro Vaz de Barros. (A.1.119, SL.3.483 e 5.409).

    3 - 2. Francisca Tavares, cc. Francisco Rodrigues "Limam" (seria Francisco Rodrigues Lima?), cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: (Pesquisa gentilmente enviada pelo genealogista Mauro Andrade Moura, de Minas Gerais, descendente do casal, incluindo a geração).

     4 - 1. Luzia Rodrigues, n. Itu, c. 1º com Nuno Martins Couto e, enviuvando, cc. Domingos da Costa Lage, n. Sernancelhe (e não Basto, como também aparece), Portugal, f. de Antonio João da Costa Lage e Maria Paula Deniz, np. de João da Costa Lage, com pelo menos do 2º marido: (Mauro).

     5 - 1. Águeda Maria Rodrigues da Costa Lage, n. Santa Bárbara, MG, c. 1767, Santo Antonio do Ribeirão, Santa Bárbara, MG, com Manoel Monteiro de Godoy, f. de José Lucas da Silva (ou João Lucas da Silva), n. de Peso de Régua, Portugal, com estabelecimento em São José da Barra Longa, MG, e Ignez Monteiro de Godoy, de Araçariguama, c.ger. em Chassins. (FS e VT.1.47).

     5 - 2. Antonio da Costa Lage, n. Santa Bárbara. (Mauro).

     5 - 3. Francisco da Costa Lage, n. Santa Bárbara, cc. Senhorinha Maria Clara de Andrade (origem dos Andrades de Itabira, MG), com 10 filhos: Joaquim da Costa Lage (Major Lage), Manoel da Costa Lage, Maria Clementina de Alvarenga, José da Costa Lage, Lourença Constança de Alvarenga, Theotonio da Costa Lage, Ponciano da Costa Lage, Francisca das Chagas ou Francisca de Assis Alvarenga Lage, Norberto da Costa Lage e Germana Hipólita Cassiana de Alvarenga. (Mauro).

     6 - 1. Joaquim José da Costa Lage, "Major Lage", cc. Maria Antonia Teles de Menezes, com pelo menos: (Mauro).

     7 - 1. Senhorinha dos Santos Alvarenga, cc. Casemiro Carlos da Cunha Andrade, f. de Francisco Joaquim de Andrade e Maria Cândida da Cunha Ataíde, nm. de João da Cunha Athaíde e Escolástica de Moraes, com pelo menos: (Mauro).

     8 - 1. Carlos Casemiro da Cunha Andrade, cc. Ana Joaquina Martins da Costa Cruz, com pelo menos: (Mauro).

     9 - 1. João Carlos de Andrade, cc. Ernestina Martins da Costa Cruz, com pelo menos: (Mauro).

    10- 1. Rodrigo Carlos de Andrade, cc. Judith Cruz Homem, depois, Judith Cruz Andrade (em Portes de El-Rei), avós maternos do amigo genealogista Mauro Andrade Moura, de Minas Gerais.

    3 - 3. Maria da Cunha, f. 1742, Itu, c. 1706, nessa cidade, com Paulo de Anaia Rodrigues, f. de Antonio Rodrigues de Almeida e Maria Diniz (em Fernandes Povoadores), com  pelo menos: (SL.4.403).

     4 - 1. Antonio de Anaia de Almeida, c. 1738, Itu, com Maria Leite de Siqueira, f. de Antonio Leite de Godoy e Rosa Pires, com pelo menos: (SL.4.403).

     5 - 1. Rosa Leite de Anaia, c. 1757, Itu, com José Martins Borges, n. Santo Amaro, f. de Paulo Martins Borges e Ana Moreira Garcia, c.ger. em SL.4.403.
- Obs.: Não conseguimos esclarecer se seria o mesmo José Martins Borges que prestou falso depoimento na devassa da Inconfidência Mineira, tentando incriminar João de Almeida e Souza. (OJ.107).

     3 - 4. Izabel Tavares, c. 1ª vez, 1707, Itu, com José da Costa, f. 1714, Santos, f. de Manoel da Costa e Ana Cabral, de Santos e, 2ª, 1720, na mesma cidade, com Antonio da Costa e Silva, f. de outro de igual nome e Vicência Francisca, naturais de Coimbra, com 2 filhos, falecidos em menoridade. (SL.5.94).

     3 - 5. Joana Tavares, madrinha em Ouro Branco, MG, em 1729 e 35 (e com o marido, em 33), c. 1710, Itu, com Clemente Gomes, n. Portugal, cuja geração SL não relaciona, tiveram pelo menos: (Pesquisa gentilmente enviada pela amiga, genealogista, Avelina Maria Noronha de Almeida, de Minas Gerais).

      4 - 1. Maria, b. 1721, Ouro Branco. Padrinhos: Francisco da Silva Machado e Nossa Senhora do Rosário.
- Obs.: 1)
Uma Maria Tavares, "f. de Clemente Gomes", foi madrinha de batismo em Santo Antônio do Ouro Branco, MG, em 1734, solteira nessa data. (Colaboração do amigo, genealogista, Joberto Miranda Rodrigues, de Governador Valadares, MG);
           2) Uma Maria da Cunha, “f. de Clemente Gomes”, foi madrinha de batismo em 1736, em Ouro Branco, solteira nesta data (juntamente com Izidório Coelho de Figueiró, solteiro). (Colaboração de Avelina, acima).

     3 - 6. Catarina de Lemos, c. 1719, Itu, com Manoel Correia, f. de Luiz Correia e Maria do Espírito Santo, de Lisboa.

     3 - 7. José Vieira Tavares, c. 1ª vez com Rosa do Prado, f. de Domingos Ribeiro e Ana Rodrigues e, 2ª, 1741, Itu ou Sorocaba, com Catarina Pedroso, f. de Antonio ou Francisco Afonso Vidal e Florência Correia, c.ger. desta que não descobrimos, mas pode ter tido da 1ª: (SL.5.94 e 7.542).

      4 - 1. Anna Tavares (hipótese), não referida em Cunhas Gagos, cc. Sebastião Fernandes de Oliveira, com pelo menos: (FS, SL.8.108 e 135).

     5 - 1. Jeorge Fernandes (cujo 2º casamento SL não descobriu), c. 1ª vez, 1714, Sorocaba, com Inês Domingues, f. de Gonçalo Freire de Andrade e Margarida Fernandes e, 2ª, 1736, NS da Ponte, na mesma cidade, com Marcelina Dias, f. de Francisco Dias e Luzia Teixeira. (FS, SL.8.129 e 142).

     5 - 2. Salvador Ambrósio de Oliveira (não relacionado em SL), c. 1ª vez, 1726, NS da ponte, Sorocaba, com Isabel Nunes, f. de João Nunes e Anna Moreira e, 2ª, 1744, na mesma igreja, com Anna Moreira, f. de Francisco Correa Moreira e Leonor de Souza. (FS).

     5 - 3. Joanna Mendes (não relacionada em SL), c. 1734, NS da Ponte, Sorocaba, com Sebastião da Costa, f. de Antonio da Costa e Josepha de Barros. (FS).

     5 - 4. Sebastião Fernandes (não relacionado em SL), c. 1736, NS da Ponte, Sorocaba, com Catarina Ribeira, f. de Antonio Pereira da Cunha e Isabel Ribeira. (FS).

     5 - 5. Antonio Vieira Tavares, c. 1ª vez, 1739, NS da Ponte, Sorocaba, com Isabel João (2º marido), f. de Amaro Vicente Carrasco e Maria Luiz e, 2ª, 1750, NS da Ponte, Sorocaba, com Verônica Maria Dias (ou Verônica Dias Ribeiro), f. de Pedro Valente Ferreira e Verônica Ribeiro Dias (em Gonçalves Lopes), com pelo menos da 2ª esposa: (FS e SL).

     6 - 1. Anna Maria Tavares, n. Sorocaba, onde c. 1773, NS da Ponte, com seu primo Joaquim Fogaça de Almeida, n. da mesma cidade, f. de Ignacio Fogaça de Almeida e Anna Maria Rodrigues (em Canhamares). (FS e SL.1.62).

     3 - 8. ... (filho). (SL.5.94).

                                                  Parágrafo 7º 

     2 - 7. Fernando Vieira Tavares. (EA.528 e SL.6.451, nota).

                                                  Parágrafo 8º 

     2 - 8. Maria de Mendonça Tavares, fct. 1681, Parnaíba, nessa cidade, onde c. 1663, com Domingos Gonçalves Malio, f. 1681, f. de Estêvão Gonçalves Malio e Páscoa da Penha, c.ger. em Dias teveriçás. (AS.2.107 e IG.129).

                                                  CAPÍTULO 8º 

     1 - 8. Ana.

                                                  CAPÍTULO 9º 

     1 - 9. Maria Tavares (hipótese, talvez parente), n. por volta de   1632, c. por volta de   1652, com Gaspar da Costa, n. por volta de   1622, pais de: (CR.1.423). 

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Antonio Moniz Tavares, n. por volta de   1653, c. Rio, 1683, com Úrsula de Andrade.

                                                  CAPÍTULO 10º 

     1 -10. Luiz Tavares (hipótese, talvez parente), cc. Marta Pereira, pais de: (BGB.10.48, SL.3.547 e 6.548).

                                                  Parágrafo 1º 

     2 - 1. Ana Peres Leme (ou Ana Peres de Menezes), n. SP, cc. Francisco Cesar de Miranda, n. Portugal, f. de Francisco de Miranda Tavares e Izabel Paes Borges de Cerqueira, esta de Simão Borges de Cerqueira, pais de:
- Obs.: Deve haver engano dos autores pesquisados, já que em estudo recente, na Revista da ASBRAP, nº 14, fls. 226 (onde pode ser vista toda a geração), constou que Francisco Cesar de Miranda, n. por volta de   1615, Cesimbra, Setúbal, Portugal, Cap. Mor de Santos, SP, f. de Afonso de Miranda e Andreza Dias, naturais de Sesimbra, veio já viúvo de Joana Belinque, para São Paulo, filha de Francisco Belinque e Margarida Paula, com um filho (Manuel Cesar de Miranda), onde c. 2ª vez com Ana Peres de Heredia, f. de João Martins de Heredia e Brígida Paes, esta filha de Simão Borges de Cerqueira e Leonor Leme. (Também em AS.15.241/2).

     3 - 1. Catarina de Miranda Cesar (ou Catarina de Miranda Tavares), f. 1736, cc. o Cap. Diogo Gonçalves Moreira, f. de Gaspar Gonçalves Ordonho e Ana Moreira, c.ger. em Gonçalves Lopes. (BGB.10.48, SL.3.547 e 7.398).

     3 - 2. Francisco Cesar de Miranda Tavares, f. 1680, cc. Maria Dias de Chaves, pais de 3 filhos: Catarina, Inês e Domingas.

    3 - 3. José Martins Cesar (omitido em Borges de Cerqueira), n. SP, morador Araçariguama, Sarg. Mor dos milicianos de Parnaíba, fct. 1757, cc. Ana Leme de Brito, f. de Gonçalo Simões Chassim e Maria Leme de Brito, c.ger. em Chassins. (2.168 e SL.6.548).

                                                   ENCAIXAR

     5 -  . Antonio Raposo Tavares, cc. Maria Barbosa (ou Mexia Barbosa), com pelo menos: Escolástica Tavares, b. 1801, NS da Assunção, Centro, São Paulo, Anna Tavares, b. 1807, Francisco Tavares, b. 1808, estes 2 em NS da Expectação do Ó, São Paulo. (FS).

 

Nota nº 1:

Não deu para entender a ordem dos Capítulos e Parágrafos citada por Taques, parecendo ter existido mais de uma versão do mesmo Título.

Nota nº 2:

Nesta página recebi também informações da amiga, genealogista, Eneida Rangel Celeti, de São Paulo, o que muito agradecemos.

Nota nº 3:

Veja também "Raposo Tavares e o Seu Tempo", de Elis Júnior.

 

Ir para: Página Principal,    Índice Geral,     Região Serrana,    Imigração árabe,     Tiradentes,     Batch Numbers,      Bibliografia e códigos